Jump to content

Operação Fim de Ano: aeroportos terão reforço


jambock

Recommended Posts

Meus prezados

Aeroportos terão reforço

O ministro da Aviação, Eliseu Padilha, anunciou ontem que a Operação Fim de Ano nos 15 principais aeroportos do País começa no próximo dia 10. Serão 30 dias de reforço para a alta demanda do período nos terminais de Guarulhos, Congonhas e Viracopos (SP), Galeão e Santos Dumont (RJ), Brasília (DF), Confins (MG), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Salvador (BA), Curitiba (PR), Manaus (AM), Fortaleza (CE), São Gonçalo do Amarante (RN) e Cuiabá (MT).

A expectativa é que até o dia 10 de janeiro pouco mais de 20,1 milhões de passageiros movimentem os terminais em viagens de Natal, Ano Novo e férias escolares. No aeroporto de São Gonçalo do Amarante, já estão confirmados 279 voos extras em dezembro e houve pedidos para mais de 400 voos extras em janeiro, segundo o consórcio Inframérica, que administra o aeroporto.

Os operadores aeroportuários dos terminais concedidos (Brasília, Guarulhos, Viracopos, Galeão, Confins, São Gonçalo do Amarante/Natal) anunciaram que o reforço de mão de obra deve chegar a 5,70% no período da Operação.

Já a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) prevê incremento de 1,75% no efetivo de pessoal em nove aeroportos sob sua administração.

Entre os compromissos assumidos pela estatal para a gestão aeroportuária durante a Operação, estão: a utilização de mais equipes de apoio e informação ao viajante; o remanejamento de funcionários para turnos de maior movimento; medidas que garantam maior fluidez operacional nas atividades; ativação de planos de contingência de manutenção, equipamentos críticos, pista e pátio; e a implantação de sistema de acessibilidade (libras) nos aeroportos de Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ).

Aéreas
Já entre os itens pactuados com as companhias aéreas TAM, Gol, Azul e Avianca, estão: a manutenção dos níveis de reservas e/ou vendas estritamente alinhados à capacidade de aeronaves, rotas planejadas e prestação de serviço de rampa e capacidade da tripulação; reforço nas equipes de segurança, rampa e atendimento, tripulantes, suprimentos, operações e manutenção; reserva total e parcial de aeronaves; aumento do nível de combustível das aeronaves (voos alternados); plano de contingências para eventual queda de sistemas (check-in); aviso especial de alteração de voos; entre outros.

A Secretaria de Aviação também recomendou a ocupação de todas as posições de check-in dos aeroportos; monitoramento de possíveis impactos de obras e manutenções correntes nos terminais; ampliação do horário de funcionamento de estabelecimentos de alimentação; geração de informação em tempo real para comunicação ao passageiro; manutenção de atrasos e cancelamentos em níveis abaixo de 15% nas operações dos principais aeroportos; acompanhamento da evolução do quadro meteorológico do país.

Fonte: JORNAL TRIBUNA DO NORTE (RN) via CECOMSAER 3 DEZ 2015

Link to comment
Share on other sites

Meus prezados
Operação de fim de ano nos principais aeroportos do país começa dia 10
O ministro da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Eliseu Padilha, anunciou hoje (2) a Operação Fim de Ano nos 15 principais aeroportos do país

De acordo com o ministro, a previsão é de 30 dias de reforço para a alta demanda do período nos terminais de Guarulhos, Congonhas e Viracopos (SP), Galeão e Santos Dumont (RJ), Brasília (DF), Confins (MG), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Salvador (BA), Curitiba (PR), Manaus (AM), Fortaleza (CE), São Gonçalo do Amarante (RN) e Cuiabá (MT) que, juntos, representam 80% do fluxo de viajantes no país.
Representantes das companhias aéreas, operadores aeroportuários e entidades do setor se reuniram nesta quarta-feira para acertar detalhes das operações de fim de ano.
Entre os compromissos assumidos pela Infraero estão a utilização de mais equipes de apoio e informação ao viajante, remanejamento de funcionários para turnos de maior movimento, medidas que garantam maior fluidez operacional nas atividades, ativação de planos de contingência de manutenção, equipamentos críticos, pista e pátio, além da implantação de sistema de acessibilidade (libras) nos aeroportos de Congonhas e Santos Dumont.
As companhias aéreas se comprometeram a manter os níveis de reservas e de vendas alinhados à capacidade de aeronaves, rotas planejadas e prestação de serviço de rampa e capacidade da tripulação. Elas também admitiram reforço nas equipes de segurança, rampa e atendimento, tripulantes, suprimentos, operações e manutenção, bem como reserva total e parcial de aeronaves, aumento do nível de combustível das aeronaves, plano de contingências para eventual queda de sistemas do check-in e aviso especial de alteração de voos.
Entre as recomendações da secretaria, destacam-se a ocupação de todas as posições de check-in dos aeroportos, monitoramento de possíveis impactos de obras e manutenções correntes nos terminais, ampliação do horário de funcionamento de estabelecimentos de alimentação, geração de informação em tempo real para comunicação ao passageiro, manutenção de atrasos e cancelamentos em níveis abaixo de 15% nas operações dos principais aeroportos e acompanhamento da evolução do quadro meteorológico do país.
Acrescentou que, no acumulado do primeiro ao terceiro trimestre deste ano, o Brasil obteve a maior movimentação aeroportuária já registrada para o período, com 163,28 milhões de passageiros, volume 2,3% maior que o registrado no mesmo período do ano passado, “superando sensivelmente a demanda levantada em ano de Copa do Mundo”.
A expectativa é que a movimentação do quarto trimestre feche com um crescimento de 0,45%, na comparação com o mesmo período de 2014. Os meses de agosto, setembro e outubro deste ano apresentaram quedas respectivas de 1,69%, 1,42% e 7,13%.
O aeroporto com melhor desempenho em 2015 foi o de Brasília, com crescimento acumulado, entre janeiro e outubro, de 8,23%. Conforme a secretaria, o resultado se deve ao fato de o aeroporto ter se tornado um ponto central de conexões domésticas.
Fonte: EBC – Agência Brasil via/ CECOMSAER 3 DEZ 2015

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

Meus prezados

Começa operação de fim de ano nos aeroportos

Uma operação especial de fim de ano começou hoje (10) nos 15 principais aeroportos do país. Até o dia 10 de janeiro, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a Secretaria de Aviação Civil, companhias aéreas e administradoras dos aeroportos vão adotar medidas visando a reforçar serviços e atendimento nos terminais.

A estimativa é que, neste período, mais de 16 milhões de passageiros circulem pelos aeroportos de Guarulhos, Congonhas e Viracopos (SP), Galeão e Santos Dumont (RJ), Brasília (DF), Confins (MG), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Salvador (BA), Curitiba (PR), Manaus (AM), Fortaleza (CE), São Gonçalo do Amarante (RN) e Cuiabá (MT).

As companhias aéreas TAM, Gol, Azul e Avianca se comprometeram a manter os níveis de reservas e vendas de bilhetes aéreos alinhados à capacidade das aeronaves. Também haverá reforço de pessoal.

A Infraero e os operadores dos terminais concedidos devem manter equipes extra de apoio e informação ao viajante, além de remanejar funcionários para turnos de maior movimento.

Pela Anac, haverá reforço cerca de 200 servidores, que trabalharão em turnos para cobrir os períodos de maior movimento e de maior fluxo de passageiros. Os funcionários têm treinamento específico para fiscalização e atendimento ao público.

A Secretaria de Aviação também recomendou aos gestores envolvidos na operação a ocupação de todas as posições de check-in dos aeroportos, monitoramento de possíveis impactos de obras e manutenções nos terminais, ampliação do horário de funcionamento nos locais de alimentação, a manutenção de atrasos e cancelamentos em níveis abaixo de 15% nos principais aeroportos e acompanhamento do quadro meteorológico do país.

A Anac alerta que é dever da empresa informar aos passageiros sobre atrasos e cancelamentos de voo e o motivo. A companhia deve oferecer comunicação (telefone, internet e outros) para atrasos superiores a uma hora; alimentação adequada para atrasos superiores a duas horas; e acomodação em local adequado, traslado e, quando necessário, serviço de hospedagem, para atrasos superiores a quatro horas.

Caso o passageiro se sinta prejudicado, deve procurar primeiramente a empresa aérea contratada para reivindicar seus direitos. Se as tentativas de solução do problema pela empresa não apresentarem resultado, o usuário poderá encaminhar a demanda à Anac, aos órgãos de defesa do consumidor e ao Poder Judiciário. O telefone da Anac é o 163.

Fonte: AGÊNCIA BRASIL via CECOMSAER 11 DEZ 2015

Link to comment
Share on other sites

Movimento em aeroportos deve cair 20% no período de festas de fim de ano

 

11/12/2015 17h03

 

Sabrina Craide - Repórter da Agência Brasil

A movimentação nos principais aeroportos do Brasil poderá cair até 20% durante a época das festas de fim de ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. As projeções da Secretaria de Aviação Civil para este ano são de uma movimentação de 16 milhões de passageiros durante a Operação Fim de Ano, que começou ontem (10) e vai até o dia 10 de janeiro. No ano passado, entre os dias 15 de dezembro e 10 de janeiro, cerca de 20 milhões de pessoas passaram pelos 15 maiores terminais do país.

A demanda por transporte aéreo no Brasil vem caindo no segundo semestre do ano e teve uma redução de 5,7% em outubro, em relação ao mesmo período do ano passado, segundo a Associação Brasileira de Empresas Aéreas (Abear). A entidade avalia que, apesar da retração da demanda, a estratégia das empresas é praticar preços mais atrativos e, com isso, pelo menos fechar o ano de 2015 com o mesmo volume de operações do ano passado.

A Secretaria de Aviação Civil estima que o pico de demanda nas festas de fim de ano será no dia 4 de janeiro,quando cerca de 648 mil passageiros devem passar pelos principais aeroportos brasileiros. A Operação Fim de Ano é um conjunto de medidas acordadas entre setor público e a iniciativa privada para melhorar o funcionamento dos principais aeroportos do país nesse período.

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) deverá colocar mais equipes de apoio e informação de viajantes e ativar planos de contingência de manutenção para equipamentos, pistas e pátios. As companhias aéreas TAM, Gol, Azul e Avianca se comprometeram a não vender bilhetes aéreos além da capacidade das aeronaves, além de reforçar o pessoal nas equipes de segurança, rampa e atendimento, tripulantes, suprimentos, operações e manutenção.

Os 30 dias de reforço para a alta demanda do período envolve ações nos terminais de Guarulhos, Congonhas e Viracopos (SP), Galeão e Santos Dumont (RJ), Brasília (DF), Confins (MG), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Salvador (BA), Curitiba (PR), Manaus (AM), Fortaleza (CE), São Gonçalo do Amarante (RN) e Cuiabá (MT), que juntos representam 80% do fluxo de viajantes no Brasil.

Edição: Fábio Massalli

Link to comment
Share on other sites

Meus prezados

Aeroportos operam com 87% de pontualidade no início da Operação Fim de Ano
Transporte aéreo A expectativa é que até o dia 10 de janeiro mais de 20 milhões de passageiros movimentem os 60 aeroportos administrados pela Infraero, seis concedidos e terminais regionais

A maior parte dos voos nos aeroportos brasileiros está cumprindo o horário previsto. É o que indica balanço da Operação Fim de Ano, acionada em 15 aeroportos do País e divulgada pela Secretaria de Aviação Civil (SAC) da Presidência da República.

Das 13.043 partidas programadas para 10 a 15 de dezembro, 87% saíram com menos de 30 minutos de atraso, dentro do padrão internacional de pontualidade de voo.

O índice médio de atraso de 13% nas decolagens programadas está dentro da meta operacional definida pela SAC, companhias aéreas e autoridades responsáveis pela gestão aeroportuária no País, que é manter esse número abaixo dos 15%.

Histórico

No primeiro dia da operação (10), 15,79% das partidas programadas nos 15 aeroportos apresentaram atraso acima de 30 minutos. O aeroporto do Galeão registrou 28,57%, devido a obras na pista, que estão em fase de conclusão.

De acordo com o relatório de acompanhamento do dia 11, apenas 9,22% das partidas saíram com atraso acima de 30 minutos. O aeroporto mais pontual foi o Santos Dumont (1,74%). Já no dia 12, o índice médio de atrasos ficou em 10,45%.

No dia 13, esse índice subiu para 14,02% nos 15 aeroportos. Os maiores níveis foram verificados em Guarulhos (23,56%, impactado por desvios meteorológicos e medidas especiais de organização do trafego aéreo).

Já na segunda-feira (14), os atrasos ficaram sensivelmente acima da meta: 16,72%. Os atrasos foram maiores nos aeroportos Santos Dumont (28,90%), e Guarulhos (25,12%), devido a impactos meteorológicos.

Na terça-feira (15), o boletim de balanço da Operação apontou queda na média de atrasos em relação ao dia anterior: 12,99% das partidas programadas, dentro da meta estipulada pela Secretaria, companhias aéreas e gestores aeroportuários.

A operação

A Operação Fim de Ano é um procedimento padrão acordado e alinhado entre setor público e iniciativa privada que fazem o setor aéreo funcionar em esquema de reforço no País. A expectativa é que até o dia 10 de janeiro mais de 20 milhões de passageiros movimentem os 60 aeroportos administrados pela Infraero, seis concedidos e terminais regionais. Somente nos 15 aeroportos da operação, serão 16 milhões de passageiros. Estão previstos cerca de 157,6 mil pousos e decolagens durante o período da Operação.

Os terminais que integram a operação são: Guarulhos, Congonhas e Viracopos (SP), Galeão e Santos Dumont (RJ), Brasília (DF), Confins (MG), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Salvador (BA), Curitiba (PR), Manaus (AM), Fortaleza (CE), São Gonçalo do Amarante (RN) e Cuiabá (MT).

Fonte: Portal Brasil via CECOMSAER 18 DEZ 015

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade