Jump to content
Sign in to follow this  
jambock

Ampliação do aeroporto JK levará até sete anos para conclusão

Recommended Posts

 

Brasília em geral está bem servida, porém a região do aeroporto (Lago Sul), onde fica o "bairro" mais nobre da "cidade" carece de algum empreendimento de maior porte. Vejo sim potencial.

 

E quanto a parte de salas comerciais, eu já estou de olho. Certamente irei considerar mudar minha empresa pra lá, mas apenas para ter a vista da pista o dia todo. kkk

 

Sem dúvida, tem n empresas não digo nem as internacionais, mas as nacionais que querem ter filiais em Brasília mas não encontram locais apropriados, pois na região central que teoricamente teria. Não tem, pois falta tudo né, transporte, estacionamento, segurança e tal.

 

No aeroporto não terá esse problema. Sem contar, que eu já tomei conhecimento que a mesma empresa de arquitetura Europeia que projetou o Puerto Valencia, está responsável para executar um projeto semelhante no Aeroporto, mas com 2x a área construída. Portanto, podendo se tornar o maior Centro Comercial da América Latina com mais de 200 mil m2 de ABL. Eu espero que essa mesma empresa, tenha força de trazer para o Aeroporto os grandes players do comércio Varejista Europeu.

 

Achei mais lógico uma empresa Europeia vir para o aeroporto projetar, pois se fosse uma Norte-Americana, querer fazer algo a la Disney Downtown, iria ficar algo muito gigantesco, desproporcional e com certeza, com espirito anti-americano que o povo tem, não iria dar certo.

 

Já começaram até criticar o possível nome do lugar que seria Sun Park City Center. Isso se fosse a empresa da Disney que fosse desenvolver. Mas graças a deus, será outro nome e outra arquitetura. E a Inframerica foi bem clara. Os espaços comerciais é para BRASILIA e não para os passageiros em transito no aeroporto.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Perfeito.

 

Os centros comerciais de Bsb são uma vergonha. Falta de tudo. voltando pra casa ontem, do aeroporto, passei ao lado do The Union, em frente ao Park Shopping, carros estacionados em cima da grama, aquela cena que já nos acostumamos a ver em qualquer lugar que aglomera gente. E com certeza existe estacionamento, porem pago, ams as pessoas não querem pagar. E trocam a civilidade por uma selvageria que acaba com a cidade.

 

A minha esperança é que no aeroporto as coisas funcionem de uma forma mais desenvolvida, civilizada. Coisa que brasília não tem, param-se carros em cima das calçadas, dos canteiros, não querem pagar por nada... Coisa de sociedade subdesenvolvida. "querem viver nos EUA, mas possuem uma cabeça boliviana."

 

Tenho vontade em me alongar sobre o assunto, mas sei que aqui não é apropriado.

 

Então pra finalizar.

 

Uma pena que um centro comercial organizado e desenvolvido, digno das grandes cidades, tenha que ser feito num sitio aeroportuário. Eu agostaria que fosse em um lugar mais acessível, independente e etc... Mas como diz aquele velho ditado, só tem tu, vai tu mesmo!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Perfeito.

 

Os centros comerciais de Bsb são uma vergonha. Falta de tudo. voltando pra casa ontem, do aeroporto, passei ao lado do The Union, em frente ao Park Shopping, carros estacionados em cima da grama, aquela cena que já nos acostumamos a ver em qualquer lugar que aglomera gente. E com certeza existe estacionamento, porem pago, ams as pessoas não querem pagar. E trocam a civilidade por uma selvageria que acaba com a cidade.

 

A minha esperança é que no aeroporto as coisas funcionem de uma forma mais desenvolvida, civilizada. Coisa que brasília não tem, param-se carros em cima das calçadas, dos canteiros, não querem pagar por nada... Coisa de sociedade subdesenvolvida. "querem viver nos EUA, mas possuem uma cabeça boliviana."

 

Esse é o problema mais grave ao meu ver em Brasília, aqui qualquer lugar é estacionamento já que não existe fiscalização nenhuma. Único lugar na minha vida que vejo carros estacionados na pistas de rolagem até de avenidas, as vezes ocupando duas das três faixas e todo mundo acha normal.

 

Brasília parece um zoologico, vários espaços divididos por "categorias sociais", ocupados por animais de todos os níveis e com claro "comportamento de manada" no que diz respeito a educação e respeito ao próximo.

 

Por isso acho que a região do aeroporto é perfeita para um empreendimento desse porte, já que "da porta pra dentro" a operadora do aeroporto terá o controle e poder de fiscalização e pode até servir de exemplo. Isso é, se eles não se sujeitarem a cultura (ou falta dela) local.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Interessante esse trecho da matéria a seguir...

 

Um dia após a divulgação da lista de projetos a serem concedidos ou vendidos ao setor privado, o conselho do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) aprovou, nesta quarta-feira (23), a privatização de alguns equipamentos e empresas públicas. Entre eles estão os aeroportos de Guarulhos e Congonhas (SP), Galeão (RJ), Confins (MG) e Brasília (DF).

 

Portanto, o que se diz.... A privatização ocorre quando o governo vende empresas estatais para a iniciativa privada. Portanto, não existirá mais esse negócio que, quando acabar a concessão, o Aeroporto retornará para o governo. Tanto que hoje nos corredores do AIJK, já se falava isso. Vendendo tudo, não terá mais esse retorno ao governo, ainda mais que a Infraero deixará de existir muito em breve.

 

Ainda mais que, a sócia da Inframerica hoje a Infraero será.......... A própria Inframerica.. Interessante.

Edited by Pesquisadorbsb

Share this post


Link to post
Share on other sites

Interessante esse trecho da matéria a seguir...

 

Um dia após a divulgação da lista de projetos a serem concedidos ou vendidos ao setor privado, o conselho do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) aprovou, nesta quarta-feira (23), a privatização de alguns equipamentos e empresas públicas. Entre eles estão os aeroportos de Guarulhos e Congonhas (SP), Galeão (RJ), Confins (MG) e Brasília (DF).

 

Portanto, o que se diz.... A privatização ocorre quando o governo vende empresas estatais para a iniciativa privada. Portanto, não existirá mais esse negócio que, quando acabar a concessão, o Aeroporto retornará para o governo. Tanto que hoje nos corredores do AIJK, já se falava isso. Vendendo tudo, não terá mais esse retorno ao governo, ainda mais que a Infraero deixará de existir muito em breve.

 

Ainda mais que, a sócia da Inframerica hoje a Infraero será.......... A própria Inframerica.. Interessante.

 

Erro de quem redigiu a matéria, o Governo quer vender os 49% da Infraero nos consórcios (SPE), mas não vai alterar os contratos que são de concessão, continuam valendo todas as cláusulas, inclusive o pagamento anual de outorga.

 

Concessão é um aluguel temporário, venda de ativos é outra coisa.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

E a Inframerica foi bem clara. Os espaços comerciais é para BRASILIA e não para os passageiros em transito no aeroporto.

 

É com isso que não concordo: pegar uma concessão de aeroporto pra desviar sua finalidade, e concorrer com o centro comercial da cidade.

 

Comércio de aeroporto é pra passageiros.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

É com isso que não concordo: pegar uma concessão de aeroporto pra desviar sua finalidade, e concorrer com o centro comercial da cidade.

 

Comércio de aeroporto é pra passageiros.

É mas ai você está tendo uma visão bem míope, o que Inframerica planeja em fazer, é uma tendência mundial e outra, é uma otima maneira de gerar receita, principalmente nessa época de instabilidade política em que BSB foi atingindo como uma bomba! Edited by c2500

Share this post


Link to post
Share on other sites

É mas ai você está tendo uma visão bem míope, o que Inframerica planeja em fazer, é uma tendência mundial e outra, é uma otima maneira de gerar receita, principalmente nessa época de instabilidade política em que BSB foi atingindo como uma bomba!

 

Guarda teus adjetivos pra ti. Minha visão é minha visão. Respeita!

 

Não te dei ousadia para adentrar meu lado pessoal e me (des)qualificar. Saiba separar discussão de teus problemas.

Edited by Delmo

Share this post


Link to post
Share on other sites

tendência mundial?

 

poderia dar exemplos dessa tendência?

 

ninguém sai de NY pra fazer compras em JFK, ou de Paris pra ir numa lojinha do CDG.

 

isto que você está falando era "tendência" da Infraero que até criou a marca aeroshopping e pôs banner nos terminais, dizendo justamente que era "tendência mundial" quando na verdade se tratava de erro de leitura do modelo de negócios.

 

comércio em aeroporto, mundialmente, é destinado ao viajante, setores comerciais nas áreas públicas são normalmente poucos. mesmo no Brasil e AL onde ainda há certa cultura de deixar/buscar pessoas no aeroporto, os melhores terminais focam suas receitas comerciais nas áreas controladas onde se verificam as maiores margens e lucros.

 

até acho que se está tirando muita conclusão a partir de pouca informação, tem que ver qual o projeto da concessionária mas um shopping que dependa não só do fluxo de passageiros mas também do público não parece ser um investimento muito compatível com um contrato de concessão de aeroporto - vão ter pouco mais de 15 anos pra tirar o investimento e lucrar. não parece a melhor coisa.

 

mais, e o trânsito, como fica?

Edited by hugo bellini

Share this post


Link to post
Share on other sites

tendência mundial?

 

poderia dar exemplos dessa tendência?

 

ninguém sai de NY pra fazer compras em JFK, ou de Paris pra ir numa lojinha do CDG.

 

isto que você está falando era "tendência" da Infraero que até criou a marca aeroshopping e pôs banner nos terminais, dizendo justamente que era "tendência mundial" quando na verdade se tratava de erro de leitura do modelo de negócios.

 

comércio em aeroporto, mundialmente, é destinado ao viajante, setores comerciais nas áreas públicas são normalmente poucos. mesmo no Brasil e AL onde ainda há certa cultura de deixar/buscar pessoas no aeroporto, os melhores terminais focam suas receitas comerciais nas áreas controladas onde se verificam as maiores margens e lucros.

 

até acho que se está tirando muita conclusão a partir de pouca informação, tem que ver qual o projeto da concessionária mas um shopping que dependa não só do fluxo de passageiros mas também do público não parece ser um investimento muito compatível com um contrato de concessão de aeroporto - vão ter pouco mais de 15 anos pra tirar o investimento e lucrar. não parece a melhor coisa.

 

mais, e o trânsito, como fica?

 

É essa a minha opinião.

 

Ninguém sai de casa pra ir fazer compras em aeroporto.

 

Quantos executivos não vão perder voo devido a congestinamento de gente que estaria indo comprar um brinco ou tênis no aeroporto ou levar o filho pro toboágua. Basta um horário de pico, ou chuvisco, ou batidinha de leve em Brasília que o trânsito para por quilômetros.

 

Sem contar que é base militar também. Queria saber o que a Aeronáutica diz sobre fazer um grande centro comercial na sua esquina.

Share this post


Link to post
Share on other sites

As pessoas andam criticando demais, então é melhor cancelar a concessão e devolver a INFRAERO ela é melhor gestora de aeroportos do mundo. Enquanto 90% de tudo que gera vai para pagamento de funcionários. E aí vamos levar 50 anos para fazer um puxadinho no aeroporto.

 

E querer comparar outros países como os EUA é forçar a barra né. Um país atolado de shoppings por onde anda. Agora já foram em Singapura ou Tokyo. Se não foram, vão lá, para saber o que é melhor. Ainda mais se tratando que Brasília não tem shoppings de verdade.

 

Tanto que o maior shopping brasiliense tem apenas 53 mil m2 de ABL e atualmente parece uma feira. Enquanto isso na vizinha Goiânia, aí sim, que tem shoppings de verdade. Precisa falar que o Flamboyant é o shopping de luxo do Centro Oeste. E que o Passeio das Aguas com seus 80 mil m2 de ABL faz o Park Shopping e Iguatemi parecerem simples galerias de lojas.

 

Portanto, voltando ao assunto, a Inframerica já bateu o martelo e pronto. Pois ela também precisa gerar LUCRO e como fazer isso rapidamente? Brasília perdeu voos, e vai continuar a perder, pois, não tem poder de convencimento. Falaram que a redução do preço do querosene iria fazer isso.

 

Mas não houve aumento coisa nenhuma, muito pelo contrário. Pior, se fosse assim, SP cobra 25% na aliquota de querosene, e SP perdeu voos como Brasília. Com certeza não.

 

O aeroporto quer se tornar uma CIDADE AEROPORTUÁRIA. vamos lá e procurem pelo mundo, exemplos de CIDADE AEROPORTUÁRIA que tem vários usos, inclusive de shopping, parques aquáticos e temáticos por exemplo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

As pessoas andam criticando demais, então é melhor cancelar a concessão e devolver a INFRAERO ela é melhor gestora de aeroportos do mundo. Enquanto 90% de tudo que gera vai para pagamento de funcionários. E aí vamos levar 50 anos para fazer um puxadinho no aeroporto.

 

E querer comparar outros países como os EUA é forçar a barra né. Um país atolado de shoppings por onde anda. Agora já foram em Singapura ou Tokyo. Se não foram, vão lá, para saber o que é melhor. Ainda mais se tratando que Brasília não tem shoppings de verdade.

 

Tanto que o maior shopping brasiliense tem apenas 53 mil m2 de ABL e atualmente parece uma feira. Enquanto isso na vizinha Goiânia, aí sim, que tem shoppings de verdade. Precisa falar que o Flamboyant é o shopping de luxo do Centro Oeste. E que o Passeio das Aguas com seus 80 mil m2 de ABL faz o Park Shopping e Iguatemi parecerem simples galerias de lojas.

 

Portanto, voltando ao assunto, a Inframerica já bateu o martelo e pronto. Pois ela também precisa gerar LUCRO e como fazer isso rapidamente? Brasília perdeu voos, e vai continuar a perder, pois, não tem poder de convencimento. Falaram que a redução do preço do querosene iria fazer isso.

 

Mas não houve aumento coisa nenhuma, muito pelo contrário. Pior, se fosse assim, SP cobra 25% na aliquota de querosene, e SP perdeu voos como Brasília. Com certeza não.

 

O aeroporto quer se tornar uma CIDADE AEROPORTUÁRIA. vamos lá e procurem pelo mundo, exemplos de CIDADE AEROPORTUÁRIA que tem vários usos, inclusive de shopping, parques aquáticos e temáticos por exemplo.

 

Amigo,

 

Estamos batendo repetidamente na mesma tecla. Vc acha que é uma boa ideia, outros acham que não. Motivos já foram expostos, prós e contras.

 

Se ela quer fazer, que faça. Sou contra; vc é a favor. Simples.

 

O que quer que venha, boa sorte aos passageiros e ao lucro da Inframerica. Mas continuo contra este plano.

 

De qualquer forma, agradeço por quaisquer novidades sobre esse engodo, mesmo descrente.

 

Um abraço.

Edited by Delmo

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Amigo,

 

Estamos batendo repetidamente na mesma tecla. Vc acha que é uma boa ideia, outros acham que não. Motivos já foram expostos, prós e contras.

 

Se ela quer fazer, que faça. Sou contra; vc é a favor. Simples.

 

O que quer que venha, boa sorte aos passageiros e ao lucro da Inframerica. Mas continuo contra este plano.

 

De qualquer forma, agradeço por quaisquer novidades sobre esse engodo, mesmo descrente.

 

Um abraço.

 

Sem duvida, vamos se atentar apenas a parte do terminal e esquecer de vez, a parte comercial. Isso que interessa.

 

Mas a dúvida continua, pois o projeto do terminal internacional ainda será apresentado, no vídeo, ela é meramente ilustrativa.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Discussão sobre a necessidade de shopping ou não, totalmente fora de contexto. O Governo quando concedeu o sítio aeroportuário determinou capacidade e padrões de atendimento de passageiros até o final do contrato. Se além disso sobram espaços que podem ser usados para outros empreendimentos que não sejam processar passageiros e atender aviões, a concessionaria pode fazer livre uso para obter receita.

 

A Inframerica lançou o projeto de ampliação e desenvolvimento do seu master plan em 2015, e que poderia levar até sete anos para concluí-lo. Só se passaram dois anos, ainda tem 5 anos de prazo...aguardar fazer o que.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

o que Inframerica planeja em fazer, é uma tendência mundial e outra, é uma otima maneira de gerar receita, principalmente nessa época de instabilidade política em que BSB foi atingindo como uma bomba!

Sim, mas em todos aeroportos cidades essas áreas ficam no entorno ou próximo ao acesso do aeroporto, nunca dentro dele e tão proximo ao Terminal de Pax.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim, mas em todos aeroportos cidades essas áreas ficam no entorno ou próximo ao acesso do aeroporto, nunca dentro dele e tão proximo ao Terminal de Pax.

 

Então o que explica o aeroporto de Singapura? Ahhh o melhor aeroporto do mundo, não pode ser pego como exemplo né?

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Então o que explica o aeroporto de Singapura? Ahhh o melhor aeroporto do mundo, não pode ser pego como exemplo né?

Vão falar que deu certo por que é em Singapura, mas que aqui no Brasil dará errado...

 

Como trocentas coisas que são feitas mundo a fora, e quando vão ser implantadas aqui no Brasil o pessoal fica chiando...

 

Mas aí quando é pra comparar os terminais, vale o exemplo do aeroporto lá dos Estados Unidos com 4 pistas e terminal com 35 pontes de embarque numa cidade de 500 mil habitantes....

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vão falar que deu certo por que é em Singapura, mas que aqui no Brasil dará errado...

 

Como trocentas coisas que são feitas mundo a fora, e quando vão ser implantadas aqui no Brasil o pessoal fica chiando...

 

Mas aí quando é pra comparar os terminais, vale o exemplo do aeroporto lá dos Estados Unidos com 4 pistas e terminal com 35 pontes de embarque numa cidade de 500 mil habitantes....

 

Brasília tem uma limitação ambiental para expandir o aeroporto, portanto, aquela imagem do AIJK que teria um super terminal com 66 pontes de embarque foi abortado. Não vai sair mais do papel. Até mesmo porque, o AIJK terá apenas 2 pistas e acabou.

 

Se é para citar algo. Uma matéria bem interessante sobre os melhores aeroportos que tem, tudo que o AIJK terá no futuro. E vamos voltar ao assunto principal que é o terminal internacional e vamos esquecer a parte comercial. Já foi falando exaustivamente que ele é para os brasilienses e não para os forasteiros.

 

http://viagem.estadao.com.br/noticias/geral,os-melhores-hoteis-em-aeroportos-do-mundo,70001942073

Edited by Pesquisadorbsb

Share this post


Link to post
Share on other sites

Então o que explica o aeroporto de Singapura? Ahhh o melhor aeroporto do mundo, não pode ser pego como exemplo né?

O Jewel ainda não está pronto. A hora que virar realidade podemos chama-lo de um bom ou mal exemplo.

Seu projeto é um shopping onde a estratégia comercial não está no grande volume de pessoas e sim comercio com alto yield.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Jewel está "quase" pronto, e vai ser um misto de shopping com atração turística. Ninguém vai precisar mais sair de SIN pra ir ao Gardens by the Bay.

 

33770036896_ffe6368667_b.jpg

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tem que pedir licença ambiental pra tudo, inclusive fazer obras de drenagem.

 

https://www.jusbrasil.com.br/diarios/155769676/dodf-integra-04-08-2017-pg-64

 

É importante lembrar que o impacto ambiental não se restringe a árvores.

Uma drenagem, assim como uma obra de fundação, impactam o lençol freático que impacta a disponibilidade de água... (Brasília vive racionamento de água...).

 

Ambiente também inclui impacto sonoro, qualidade do ar etc.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

(...)

Brasília perdeu voos, e vai continuar a perder, pois, não tem poder de convencimento. Falaram que a redução do preço do querosene iria fazer isso.

 

Mas não houve aumento coisa nenhuma, muito pelo contrário. Pior, se fosse assim, SP cobra 25% na aliquota de querosene, e SP perdeu voos como Brasília. Com certeza não.

(...)

 

Brasília perdeu voos PRINCIPALMENTE porque caiu a restrição de distância de CGH e as conexões de BSB voltaram para CGH.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

É importante lembrar que o impacto ambiental não se restringe a árvores.

Uma drenagem, assim como uma obra de fundação, impactam o lençol freático que impacta a disponibilidade de água... (Brasília vive racionamento de água...).

 

Ambiente também inclui impacto sonoro, qualidade do ar etc.

 

Tudo foi previsto e será devidamente compensado. Outra coisa, Brasília sofre com racionamento de água por outros motivos que não tem nada haver com a impermeabilidade do solo. Tanto, que o povo anda preocupado demais com o aeroporto. Enquanto as invasões do lado leste de Brasília inviabilizaram o lago de São Bartolomeu, que seria 2x maior do que a Baía da Guanabara. Outro ponto é, que o povo está muito interessado em saber. Falta água nas barragens de Santa Maria e Descoberto e sobra no Lago Paranoá...

 

Outro ponto é que então o aeroporto de Brasília é danoso ao meio-ambiente e causador de poluição do ar, da água, do sol. E as moradias que sequer eram para existir ao seu redor não causa nenhum dano. Vão imputar que o aeroporto causa incêndios em Brasília.

 

Só para nota, essa seca que está ocorrendo em Brasília é recorrente, no passado já ocorreu. Agora poluição sonora. Essa é nova. O Aeroporto de Brasília surgiu antes da inauguração de Brasília, portanto, antes de existir tudo do lado leste de Brasília. Quer seja o Lago Sul e Park Way.

 

E insisto, quando as pessoas se mudaram para perto, sabiam da existência do aeroporto. Isso fica parecendo coisa de eco-xiita. Então nada pode fazer em Brasília e vamos retroagir o aeroporto, apenas uma pista e que a cidade não tem necessidade de um aeroporto de grande porte. E que seja construído em Goiânia? Sei.

 

Inventaram tudo, inclusive que o aeroporto ficar em área tombada, que fica em área ambiental e tal. Sou nativo de Brasília, e sei, que nem um e nem outro tem. Então vai me convencer que a Amazônia é o Pulmão do Mundo. Algo que já foi desmentido, quem é o pulmão do mundo são as trilhões de algas marinhas do oceano Pacifico.

 

Portanto, o que se vê é que a Inframerica está sendo zelosa com o meio-ambiente, já participei de várias audiências públicas para implantação da Cidade Aeroportuária. Detalhe, as audiências acontecem desde 2013, desde que eles assumiram o aeroporto.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Seguindo no off topic:

 

Só alguns pontos.

 

1) Quem é binário assim? Quem disse que quem exige impacto ambiental de aeroporto não critica as invasões de terras, inclusive na área de nascentes?

 

2) Alteração de lençol freático nada tem a ver com disponibilidade de água? As nascentes secas que param de irrigar os rios que o respondam.

 

3) Amazônia não é "pulmão do mundo", mas é determinante para os "rios aéreos" que impedem que o cerrado seja um deserto:

- http://brasilescola.uol.com.br/brasil/rios-voadores-amazonia.htm.

- http://g1.globo.com/natureza/noticia/2014/10/novo-estudo-liga-desmatamento-da-amazonia-seca-no-pais.html.

 

4) Poluição sonora faz Frankfurt ter voos restringidos a noite.

 

5) O projeto do Lago de São Bartolomeu morreu com o nascimento de Brasília. Foi abandonado e depois inviabilizado pelas invasões.

 

6) Cidades são dinâmicas e o fato de não ter pessoas antes em uma área não significa que não precisa pensar nelas depois que ocupam uma área. Ademais, o planejamento inicial de Brasília era de a ocupação da cidade se dar naquela direção.

 

 

Tudo foi previsto e será devidamente compensado. Outra coisa, Brasília sofre com racionamento de água por outros motivos que não tem nada haver com a impermeabilidade do solo. Tanto, que o povo anda preocupado demais com o aeroporto. Enquanto as invasões do lado leste de Brasília inviabilizaram o lago de São Bartolomeu, que seria 2x maior do que a Baía da Guanabara. Outro ponto é, que o povo está muito interessado em saber. Falta água nas barragens de Santa Maria e Descoberto e sobra no Lago Paranoá...

 

Outro ponto é que então o aeroporto de Brasília é danoso ao meio-ambiente e causador de poluição do ar, da água, do sol. E as moradias que sequer eram para existir ao seu redor não causa nenhum dano. Vão imputar que o aeroporto causa incêndios em Brasília.

 

Só para nota, essa seca que está ocorrendo em Brasília é recorrente, no passado já ocorreu. Agora poluição sonora. Essa é nova. O Aeroporto de Brasília surgiu antes da inauguração de Brasília, portanto, antes de existir tudo do lado leste de Brasília. Quer seja o Lago Sul e Park Way.

 

E insisto, quando as pessoas se mudaram para perto, sabiam da existência do aeroporto. Isso fica parecendo coisa de eco-xiita. Então nada pode fazer em Brasília e vamos retroagir o aeroporto, apenas uma pista e que a cidade não tem necessidade de um aeroporto de grande porte. E que seja construído em Goiânia? Sei.

 

Inventaram tudo, inclusive que o aeroporto ficar em área tombada, que fica em área ambiental e tal. Sou nativo de Brasília, e sei, que nem um e nem outro tem. Então vai me convencer que a Amazônia é o Pulmão do Mundo. Algo que já foi desmentido, quem é o pulmão do mundo são as trilhões de algas marinhas do oceano Pacifico.

 

Portanto, o que se vê é que a Inframerica está sendo zelosa com o meio-ambiente, já participei de várias audiências públicas para implantação da Cidade Aeroportuária. Detalhe, as audiências acontecem desde 2013, desde que eles assumiram o aeroporto.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Seguindo no off topic:

 

Só alguns pontos.

 

1) Quem é binário assim? Quem disse que quem exige impacto ambiental de aeroporto não critica as invasões de terras, inclusive na área de nascentes?

 

2) Alteração de lençol freático nada tem a ver com disponibilidade de água? As nascentes secas que param de irrigar os rios que o respondam.

 

3) Amazônia não é "pulmão do mundo", mas é determinante para os "rios aéreos" que impedem que o cerrado seja um deserto:

- http://brasilescola.uol.com.br/brasil/rios-voadores-amazonia.htm.

- http://g1.globo.com/natureza/noticia/2014/10/novo-estudo-liga-desmatamento-da-amazonia-seca-no-pais.html.

 

4) Poluição sonora faz Frankfurt ter voos restringidos a noite.

 

5) O projeto do Lago de São Bartolomeu morreu com o nascimento de Brasília. Foi abandonado e depois inviabilizado pelas invasões.

 

6) Cidades são dinâmicas e o fato de não ter pessoas antes em uma área não significa que não precisa pensar nelas depois que ocupam uma área. Ademais, o planejamento inicial de Brasília era de a ocupação da cidade se dar naquela direção.

 

Acho não. Tenho certeza que não é morador de Brasília. Eu não sou morador. Nasci aqui, sou ligado a área ambiental e sei muito bem que o Lago de São Bartolomeu não morreu com nascimento de Brasília. Até mesmo porque, ele fora idealizado antes.

 

Agora voltando ao assunto principal, me parece que já escolheram a empreiteira responsável pelas obras e em breve o canteiro de obras será instalado... Fim da novela.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade