Jump to content

Voo entre Cuiabá e Bolívia deve ser lançado em breve


Luizinho

Recommended Posts

CUIABÁ – Um acesso facilitado ao mercado oeste aprimorando a infraestrutura rodoviária e internacionalizando o aeroporto de Cuiabá, um maior relacionamento com os países do centro-oeste sul-americano, o desenvolvimento dos Estados do centro-oeste brasileiro como destinos turísticos e a consolidação de Mato Grosso como uma cidade anfitriã de eventos. Na manhã desta quarta-feira (20), o governador mato-grossense Pedro Taques garantiu que todos esses itens são prioritários em sua agenda e que a Fit Pantanal significa um passo importante na realização dessas conquistas. A feira vai de hoje a domingo (24) no Centro de Eventos Pantanal, em Cuiabá.

 

“Um voo da nossa capital até São Paulo dura pouco mais de duas horas, enquanto um voo daqui a Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, dura em torno de uma hora e meia. Estamos muito perto de fechar uma rota regular entre nós e a cidade boliviana. O aeroporto Marechal Rondon está sendo reestruturado e os diálogos com as companhias aéreas locais e estrangeiras, avançados. Em breve seremos um hub da região centro-oeste da América do Sul”, afirmou Taques, em solenidade de abertura da Fit. “A partir de Santa Cruz de La Sierra se voa para Madri em 12 horas e para Miami em seis. Isso significa uma grande oportunidade aos mato-grossenses em viajar a lazer ou negócios.”

 

Com intuito de realizar ações integradas para solucionar problemas dos países que integram a Zona de Integração do Centro Oeste Sul-Americano (Zicosur), Taques liderará uma comitiva rodoviária (cerca de 70 automóveis) que vai de 22 a 28 abril. Trata-se de chamada Caravana da Integração, que também contará com representantes de Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai e Peru. A proposta é sair de Cuiabá e seguir até Arequipa, no Peru.

 

“Vamos repensar e conhecer soluções para o Turismo, mas aproveitaremos para abordar relações comerciais no geral, além de segurança e, mais importante, o encaminhamento da produção de Mato Grosso pelos portos do Oceano Pacífico”, explicou o governador. “A estratégia é dar à produção mato-grossense uma saída pelo Pacífico, barateando e agilizando o transporte de cargas à China, principal consumidora da produção do estado.” Os chineses, aliás, contam com um estande na Fit Pantanal, além de trazer uma comitiva numerosa ao evento.

 

NÚCLEO DO CONHECIMENTO

Uma série de palestras, workshops e painéis estão agendados a partir de hoje até o dia 24 no que a Fit Pantanal chama de núcleo do conhecimento. Entre os temas se destacam a relevância da integração e competitividade turística do Pantanal, as oportunidades no mundo das aves, crescimento da pesca esportiva, legislação e ética do guia de turismo, potencial das mídias sociais como ferramenta de vendas das agências de viagens, marketing digital, entre outros.

Fonte: PanRotas.com.br

Comentários: Será que vai se habilitar, Azul ou Amaszonas, acredito mais na AmasZonas, já que a AD informou que a longo prazo nao tem interesse de abrir nenhuma rota internacional

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade