Jump to content

Canadense Bombardier tem prejuízo trimestral acima do esperado


leelatim

Recommended Posts

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/08/1799218-canadense-bombardier-tem-prejuizo-trimestral-acima-do-esperado.shtml ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos da Folha estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que a Folha faz na qualidade de seu jornalismo. Se precisa copiar trecho de texto da Folha para uso privado, por favor logue-se como assinante ou cadastrado.

Link to comment
Share on other sites

AVIAÇÃO

Bombardier CS100 recebe reparos menos de uma semana após Swiss estrear operações

Pedro Menezes

Por Pedro Menezes em 20/07/16 - 12:26

Bombardier First SWISS CS100 first flight

Swiss teve que cancelar duas operações por conta do problema no sistema de refrigeração da aeronave

 

Menos de uma semana após iniciar oficialmente as operações com o Bombardier CS100, a Swiss International Air Lines já foi obrigada a fazer reparos na aeronave. A primeira companhia aérea comercial no mundo a utilizar o modelo canandense teve que retornar à Zurique logo após a decolagem, por conta de problemas no sistema de refrigeração das cabines. O voo seguia para Manchester, Inglaterra, nessa terça-feira (19), quando a equipe de bordo decidiu retonar à capital suíça para verificar e sanar o problema.

 

De acordo com informações reveladas pela própria companhia, o sistema da aeronave concedia a possibilidade de seguir com a operação, mesmo com os problemas encontrados no sistema de refrigeração da aeronave, mas como boa parte da Europa tinha recebido uma onda forte de calor esta semana, o que pode ter agravado o problema, os pilotos optaram por retornar à base para realizar os reparos. O próprio CS100 já estava escalado para ir à Praga no mesmo dia, mas a Swiss se viu obrigada a utilizar outro equipamento na rota.

 

Em nota, o porta-voz da Bombardier afirmou “que já sabemos que a Swiss precisou retornar à base, durante um voo para Manchester, e utilizar outra aeronave nos voos seguintes. A última informação que temos, é que a equipe da Swiss em Zurique afirmou que tudo foi consertado e que a situação já voltou ao normal”, disse.

 

O CS100, que iniciou as operações no dia 15 de julho, também teve problemas no voo inaugural. Aparentemente, houve um reinício do motor entre a saída do gate e decolagem, por conta de um não alinhamento entre a equipe de solo e os pilotos, o que fez com que a aeronave perdesse o direito de decolagem naquela hora, gerando um atraso.

 

Fonte: Mercado e Eventos

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade