Jump to content

Aeronave desaparece no Pantanal e apenas piloto estaria a bordo


737-200 Advanced

Recommended Posts

Uma aeronave foi dada como desaparecida no início da noite desta segunda-feira (19), em Mato Grosso do Sul. Informações preliminares dão conta de que o avião decolou da Capital com cinco passageiros e aterrissou em Corumbá.

 

Porém, no trajeto de volta a Campo Grande na tarde de hoje, desapareceu em meio ao Pantanal, apenas com o piloto a bordo.

Segundo apurado pelo Campo Grande News, a aeronave seria uma Sêneca, que é um bi motor. Como o tempo em que estava previsto para pousar na Capital 'estourou', a FAB (Força Área Brasileira) foi acionada.

A informação foi confirmada pela FAB, que ainda revelou que o esquadrão Pelicano acaba de decolar e irá realizar buscas pela aeronave.

Ainda conforme apurado, o piloto da aeronave seria de Campo Grande. O avião de pequeno porte tem capacidade para cinco passageiros e é utilizado no transporte de pequenas cargas, como, por exemplo, malotes.

http://www.campograndenews.com.br/cidades/capital/aeronave-desaparece-no-pantanal-e-apenas-piloto-estaria-a-bordo

Aeronave desaparece na região do Pantanal e FAB faz operação de busca

Aeronave sumiu do radar

Uma aeronave de pequeno porte desapareceu na noite deste desta segunda-feira (19), na região do Pantanal, em Mato Grosso Do Sul. O avião partiu de Miranda, distante 207 quilômetros de Campo Grande, com destino à Capital, porém, minutos após decolar, desapareceu do radar da torre de controle.

 

De acordo com a assessoria de imprensa da FAB (Força Aérea Brasileira), no plano de voo, o horário previsto para a aterrizagem da aeronave em Campo Grande era as 18h35. Ainda não há confirmação de quantas pessoas estariam no avião.

Para as buscas, equipe de sete militares da aeronáutica está sobrevoando a região onde o avião perdeu contato com a torre de controle. Dois dos agentes utilizam equipamento de visão noturna para tentar detectar vestígios do avião.

O avião que desapareceu é um bimotor com capacidade para seis pessoas e está registrado como propriedade de uma empresa de taxi aéreo do Estado.

http://www.midiamax.com.br/cotidiano/aeronautica-buscas-aeronave-desapareceu-regiao-pantanal-316053

 

Link to comment
Share on other sites

O avião que desapareceu ontem no Pantanal foi encontrado pela FAB (Força Aérea Brasileira) na madrugada desta terça-feira (20), porém ainda não se sabe sobre as vítimas e a equipe só deve chegar até o local hoje.

 

De acordo com a FAB, o helicóptero H-1H que foi deslocado ontem para auxiliar nas buscas, avistou a aeronave por volta da 1 hora da madrugada de hoje. Devido ao horário e as condições do local, que é de difícil acesso, o resgate ficou para ocorrer hoje.

 

O helicóptero decolou às 6h de hoje de Campo Grande, para voltar ao local do acidente. Por enquanto ainda não se sabe quantas pessoas ao certo estavam dentro do avião, mas as informações preliminares são de que apenas o piloto sofreu o acidente.

Inicialmente apenas a aeronave SC-105 realizava as buscas, porém o helicóptero foi acionado, pois consegue pousar em qualquer situação caso seja necessário. A Polícia Militar de Miranda chegou a ser acionada, mas pela dificuldade de acesso ao local apenas a FAB faz as busca.

http://www.campograndenews.com.br/cidades/aviao-desaparecido-foi-encontrado-na-madrugada-e-resgate-sera-feito-hoje

Link to comment
Share on other sites

Meus prezados

Moradores de fazenda encontram avião caído na região do Pantanal

Queda aconteceu por volta das 16h30 e base área foi acionada para resgate

Moradores da fazenda Novo Horizonte, no município de Miranda, informaram às autoridades locais que um avião de pequeno porte teria caído por volta das 16h30 de hoje.

Segundo a assessoria de imprensa da Força Aérea Brasileira (FAB), a aeronave que desapareceu tem o prefixo PT-VKY. É um modelo Embraer EMD-810 Seneca III, de Campo Grande, com capacidade para seis passageiros. O voo previsto tinha saída de Miranda com destino à Capital.

Os funcionários da propriedade avisaram a Polícia Militar na cidade e os Bombeiros de Aquidauana. O comunicado a eles chegou por volta das 17h40. Eles informaram que depois da queda, teria ocorrido uma explosão.

A fazenda fica no meio do Pantanal, a cerca de 48 quilômetros de Miranda. Policiais militares deslocaram-se para a região no começo da noite de hoje, enquanto os Bombeiros repassaram a ocorrência para a Força Aérea, porque seriam os únicos a ter condições de realizar o resgate.

Como o local não tem sinal de telefone, as autoridades ainda não tinham detalhes do caso. A reportagem tentou contato com a base aérea de Campo Grande, mas não houve retorno.

A informação preliminar é que o avião teria sido usado para transportar pessoas para uma das fazendas na região do Pantanal. No Aeroporto Internacional da Capital não houve informação de decolagem de voo fretado.

Por volta das 20h, o Esquadrão Pelicano, com uso do avião Amazonas, decolou de Campo Grande para realizar buscas. A equipe tem equipamento de visão noturna para tentar localizar a aeronave que desapareceu.

Fonte: Jornal CORREIO DO ESTADO (MS) via CECOMSAER 20 SET 2016

Link to comment
Share on other sites

Corpo de piloto que morreu em queda de avião no Pantanal é encontrado

Foi encontrado nesta manhã em meio a destroços o corpo do piloto Marcos David Xavier, 34 anos, que morreu após a queda de um avião prefixo PT-VKY, modelo Embraer EMD-810 Seneca III, na tarde de ontem (19) em área de fazenda, no município de Miranda, distante 201 quilômetros de Campo Grande. A informação foi confirmada pela FAB (Força Aérea Brasileira).

300x225-2b42355f3aa5fe8f68f7309e4751aae8

Conforme a assessoria de imprensa do órgão, o resgate foi feito por três militares, que desceram de rapel até o local de área alagada. O corpo será encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal) da região e o procedimento para liberação ficará a cargo da Polícia Civil da cidade.

Segundo a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), a aeronave estava regular, apta a voar. O Certificado de Aeronavegabilidade e a Inspeção Anual de Manutenção estavam em dia. O avião era particular e pertencia a Neusa Maria Carvalho Barbosa. Marcos também prestava serviço para a MS Táxi Aéreo, em Campo Grande. Ainda não se sabe as causas do acidente aéreo.

Acidente - A aeronave Sêneca, que é um bimotor, decolou da Capital com cinco passageiros e aterrissou em Corumbá. Porém, no trajeto de volta a Campo Grande na tarde de segunda-feira, desapareceu em meio ao Pantanal, apenas com o piloto a bordo.

Como o tempo em que estava previsto para pousar na Capital 'estourou', a FAB foi acionada. Ainda conforme apurado, o piloto da aeronave seria de Campo Grande.

http://www.campograndenews.com.br/cidades/corpo-de-piloto-que-morreu-em-queda-de-aviao-no-pantanal-e-encontrado

Link to comment
Share on other sites

Investigadores começam quarta-feira a analisar destroços de aeronave

O Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) enviou dois membros para investigar a queda da aeronave Sêneca, que ocorreu na tarde de segunda-feira (19) em uma área de fazenda, no município de Miranda, distante 201 quilômetros de Campo Grande. No acidente, o piloto Marcos David Xavier, 34 anos morreu.

A informação é da assessoria de comunicação do órgão. Segundo a fonte oficial, os investigadores devem chegar ainda hoje em Campo Grande, contudo só devem iniciar os trabalhos no local do acidente na quarta-feira (21), por conta de a área ser de difícil acesso.

Segundo a fonte, no local será realizada a primeira fase da investigação que consiste em analisar os destroços e se preciso coletar peças para perícia. Posteriormente é realizado um cruzamento de dados e o relatório final não há data para ser divulgado, pois depende da complexidade do acidente e tem o objetivo de promover a prevenção. Por isto, paralelo a investigação do órgão, também deve ser realizada uma da Polícia Civil.

300x225-b3a6b71bbf5b62ac484a56bb0b89fb78

Cenipa – é uma Organização do Comando da Aeronáutica que foi criada em 1971 e tem o objetivo de planejar, gerenciar, controlar e executar as atividades relacionadas com a prevenção e investigação de acidentes aeronáuticos.

Queda - avião prefixo PT-VKY, modelo Embraer EMD-810 Seneca III, que é um bimotor, decolou da Capital com cinco passageiros e aterrissou em Corumbá. Porém, no trajeto de volta a Campo Grande na tarde de segunda-feira, desapareceu em meio ao Pantanal, apenas com o piloto a bordo. Como o tempo em que estava previsto para pousar na Capital 'estourou', a FAB foi acionada. Ainda conforme apurado, o piloto da aeronave seria de Campo Grande.

Resgate - o resgate do corpo do piloto foi feito na manhã de hoje (21) por três militares do esquadrão Pelicano, que desceram de rapel até o local de área alagada. O corpo foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal) da região e o procedimento para liberação ficará a cargo da Polícia Civil da cidade.

Aeronave - segundo a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), a aeronave estava regular, apta a voar. O Certificado de Aeronavegabilidade e a Inspeção Anual de Manutenção estavam em dia. O avião era particular e pertencia a Neusa Maria Carvalho Barbosa. Marcos também prestava serviço para a MS Táxi Aéreo, em Campo Grande. Ainda não se sabe as causas do acidente aéreo.

http://www.campograndenews.com.br/cidades/capital/investigadores-comecam-quarta-feira-a-analisar-destrocos-de-aeronave

Link to comment
Share on other sites

Caraca...que a família encontre paz...

Poxa que acidente triste.

Será que foi pane, mau tempo, cfit ? infelizmente um profissional se foi, desejo que os familiares encontrem em Deus o conforto que precisam nesse momento.

 

Piloto Jovem, com a vida toda pela frente, seneca III é um avião robusto e confiável ,mas vamos aguardar o RF.

Link to comment
Share on other sites

Meus prezados

Manutenção irregular teria provocado acidente de avião em fazenda de MS

Piloto, que estava sozinho, morreu em queda de aeronave em Miranda

O avião de prefixo PT-VKY, modelo Embraer EMD-810 Sêneca III, que caiu em área de fazendas no Pantanal de Miranda, na última segunda-feira, pode ter passado por manutenção em oficinas irregulares de Campo Grande. O piloto Marcos David Xavier, de 34 anos, estava sozinho e morreu no local.

Essa suspeita foi levantada pela delegada Ana Cláudia Medina, da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deco), que no ano passado conduziu a Operação Ícaro, desmontando esquema ilícito de reparos em aviões.

Medina esteve quinta e sexta-feira no local dos destroços para prestar apoio ao delegado Leandro Costa de Lacerda Azevedo, responsável pelas investigações no momento. Segundo ela, “análise preliminar feita por peritos da Deco reforça a suspeita de que as causas do acidente aéreo tenham sido problemas mecânicos”.

Um dos indícios foi uma das asas encontradas a cerca de 400 metros de distância do ponto de impacto, o que sugere que foi rompida ainda no ar, possivelmente em razão de má conservação. “Diante do que nós encontramos, hipóteses sobre mau tempo e imperícia em procedimentos voo [erro do piloto] vão sendo descartadas aos poucos”, disse.

Nos próximos dias, partes do avião devem ser encaminhadas para análise junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Como a área é um brejo de difícil acesso, tanto que a polícia só conseguiu chegar lá a cavalo, máquinas devem abrir caminho para que as peças sejam recolhidas.

Por enquanto, o local está sob intervenção policial e ninguém pode se aproximar. Agentes do Esquadrão Pelicano da Força Aérea Brasileira e técnicos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) também fizeram análises. Os responsáveis podem ser responsabilizados caso comprovadas irregularidades.

Confrontamento

Os dados obtidos serão confrontados com informações descobertas pela Deco e Anac ao longo das investigações acerca da Operação Ícaro, deflagrada em outubro do ano passado.

À época, a partir da denúncia de furtos de peças, a Polícia Civil descobriu que oficinais ilegais de Campo Grande prestavam manutenção a baixo custo, sem nenhum tipo de regulamentação. O serviço clandestino sem fiscalização não garantia boa conservação das aeronaves, e colocava em risco a segurança do transporte aéreo em Mato Grosso do Sul.

Queda

No início da madrugada de terça-feira, o avião e o corpo do piloto foram encontrados a cerca de 2,5 quilômetros da Fazenda Cristo, de onde havia decolado na noite anterior com destino à Capital.

O dono da fazenda é proprietário do veículo e o mantém preservado em hangar no local. Além disso, registros apontam que o plano de voo estava correto e devidamente autorizado.

A hipótese inicial foi de que o mau tempo pudesse ter contribuído para a queda. O piloto era considerado experiente e há mais de 10 anos prestava serviços particulares e para a empresa MS Táxi Aéreo.

Fonte: Renan Nucci para CORREIO DO ESTADO (MS) via CECOMSAER 24 SET 2016

Link to comment
Share on other sites

...

Essa suspeita foi levantada pela delegada Ana Cláudia Medina, da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deco), que no ano passado conduziu a Operação Ícaro, desmontando esquema ilícito de reparos em aviões.

...

 

A S S U S T A D O R!!!

Link to comment
Share on other sites

  • 1 month later...

Meus prezados

Polícia faz ação de guerra no Pantanal para recolher destroços de avião
Área fica alagada maior parte do tempo e investigação quer agir em 3 dias. Acidente causou a morte de piloto que retornava do serviço.

A Polícia Civil, peritos e técnicos do Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa) deflagrou, nesta segunda-feira (24), uma grande operação para recolher destroços do avião bimotor que caiu na fazenda Novo Horizonte, em Miranda, região do Pantanal de Mato Grosso do Sul. O acidente ocorreu há pouco mais de um mês e causou a morte do piloto Marcos Davi Xavier, de 36 anos.

Segundo a delegada Ana Cláudia Medina, titular da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deco), a polícia pretende também ouvir mais testemunhas e remover destroços. "Verificamos que a perícia feita no local não era suficiente. A aeronave está caída de dorso e o local é alagado, então precisamos olhar outras peças. O Seripa teve a mesma dificuldade, então temos apenas três dias para trabalhar porque fica tudo alagado. Quem manda lá é a natureza", afirmou ao G1 a delegada.

Além disso, Medina ressalta que fuselagem da aeronave está caída em um local, enquanto as asas estão cerca de 450 metros uma e 300 a outra.

"A intenção é levar estes objetos até a sede da fazenda e assim continuar os trabalhos. Vamos também ouvir funcionários da fazenda, já que alguns presenciaram e outros ouviram e assim vamos montar a nossa estratégia de investigação", comentou.

Com o nome Asas do Pantanal, a delegada ressaltou que será uma verdadeira operação de guerra. "Equipes estão indo por terra, mas também vamos usar cavalo, tratos em um local que é habitat natural de onças, jacarés e jararacas boca de sapo. Na manhã da quarta-feira, vamos até a fazenda e depois pretendemos percorrer 5 km de baia até os destroços", ressaltou Medina.

Entenda o caso O avião caiu em uma área de brejo a cerca de 30 km de distância da entrada da fazenda, no dia 19 de outubro de 2015. Na madrugada outro dia, um helicóptero localizou os destroços e como não havia condições de descer nas proximidades, uma equipe retornou ao local no início da manhã de terça. O piloto morreu na queda.

O corpo foi enterrado em Umuarama (PR). Ele foi encontrado no dia seguinte ao acidente pela Força Aérea Brasileira (FAB). O piloto decolou sozinho depois de levar quatro pessoas para uma fazenda em Miranda.

Uma equipe da FAB também foi ao local do acidente de helicóptero nesta quarta-feira e fizeram algumas imagens dos destroços e da área. Um funcionário da fazenda foi testemunha. Ele disse que viu a aeronave voando baixo e explodiu antes de cair.

Fonte: Graziela Rezende Do G1 Ms via CECOMSAER 25 OUT 2016

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade