Jump to content

Air Europa para Puerto Iguazú via Rio?


F-BVFA

Recommended Posts

Segundo matéria do Teleám, da Argentina, a Air Europa irá começar a vender em junho passagens para um voo IGR-GIG-MAD. Se isso se concretizar e a UX tiver 5a liberdade, será uma bela maneira de quase vender cabotagem.

 

Se vai ocorrer mesmo não sabemos. Se a AR irá voar o trecho IGR-GIG reeditando uma rota que chegou a voar, em codeshare com a UX (ambas são parceiras de aliança), também não sabemos.

 

------------

 

Inauguran una ruta aérea entre las Cataratas del Iguazú y Madrid

Los primeros pasajes comenzarán a venderse en junio próximo, para comenzar a volar en los meses subsiguientes en la ruta que conectará Madríd-Río de Janeiro-Cataratas.
Por Hebe Schmidt
La aerolínea española Air Europa y las autoridades de la provincia de Misiones suscribirán esta semana el acuerdo que dejará inaugurada la ruta Madrid-Cataratas del Iguazú, que comenzará a operar durante el segundo semestre de este año.
El acuerdo se prevé firmar en la localidad de Puerto Iguazú, vecina a las cataratas, entre el 26 y 27 de mayo por el presidente de la compañía española, Juan José Hidalgo Acera, y autoridades de Misiones, en un acto al que asistirá el ministro de Turismo de la Nación, Gustavo Santos, informaron fuentes del sector turístico a Télam.
Los primeros pasajes comenzarán a venderse en junio próximo, para comenzar a volar en los meses subsiguientes en la ruta que conectará Madríd-Río de Janeiro-Cataratas, indicaron.
La iniciativa, destinada a llevar turistas europeos hacia uno de los destinos más visitados de Latinoamérica, surgió en 2016, a raíz de la firma del acuerdo para instalar la ruta que conecta Madrid y Córdoba vía Asunción del Paraguay.
Según fuentes del mercado consultadas por Télam, ejecutivos del grupo español Globalia, del que forma parte Air Europa, visitaron Argentina hace un mes y también mostraron interés en invertir en el sector hotelero en Buenos Aires y en las cataratas del Iguazú.
Para gestionar la ruta Madrid-Cataratas del Iguazú, el grupo español valoró, entre otros puntos, un informe de mercado "muy preciso y detallado con cifras y datos", que revelan el inestimable potencial del destino turístico de las cataratas, señalaron las fuentes.
Valoraron no sólo la afluencia turística sino también la viabilidad del potencial de Iguazú como sede del turismo de negocios, un segmento que permite contrarrestar la estacionalidad de los destinos con la organización de congresos, convenciones, conferencias y eventos diversos, explicaron.
Otro punto a favor de la ruta aérea Madrid-Cataratas es que la empresa española está satisfecha con la experiencia y el tráfico de la conexión Madrid-Córdoba, iniciada a fin de 2016, destacaron.
Juan José Hidalgo, propietario de Air Europa, es un empresario de origen español nacionalizado dominicano, propietario de Globalia Corporación Empresarial, el primer grupo turístico español al que pertenecen empresas como Air Europa y Halcón Viajes.

 

Link to comment
Share on other sites

Como que a UX pode começar a vender passagens em junho se não tramitou ainda HOTRAN para essa rota e ja estamos no

final de maio de 2017.

Link to comment
Share on other sites

Se a "gringaida" descobre que tem Wide-body na rota... :lol:

 

Concorrência direta com GIG-IGU, de fato, uma "cabotagem maquiada".

 

Durante mtos anos a Aerolineas operou BUE-IGR-GIG, então esta rota não é lá super novidade. O legal será ver operada como tag de européia, ai sim fato inédito.

Link to comment
Share on other sites

IGR não me parece tão acessível, não que IGU também seja pois ficam meio isolado os dois... mas tipo, tem que ver se a dificuldade de acesso pra IGR paga o possível custo menor de uma etapa IGU - GIG...

Link to comment
Share on other sites

IGR não me parece tão acessível, não que IGU também seja pois ficam meio isolado os dois... mas tipo, tem que ver se a dificuldade de acesso pra IGR paga o possível custo menor de uma etapa IGU - GIG...

 

Me parece que a perna é subsidiada pela província de Misiones. Não acho IGR de acesso difícil, muito pelo contrário.

Link to comment
Share on other sites

 

Me parece que a perna é subsidiada pela província de Misiones. Não acho IGR de acesso difícil, muito pelo contrário.

 

Acho que esqueci de especificar, falo no sentido de cabotagem em substituição ao IGU - GIG. Um turista estrangeiro que vá se hospedar no lado argentino de fato não terá dificuldades, falo em residentes brasileiros ou turistas que irão se hospedar do lado brasileirio que pensam em usar a rota...

Link to comment
Share on other sites

As tarifas de embarque serão absurdas para quem voar locar IGR-GIG-IGR, se não me engano algo como uns R$ 350 reais ida e volta.

 

Dificilmente vai compensar (em termos de preço da viagem) o passageiro pegar esse voo para descer no Rio, já que encontra-se facilmente IGU-GIG-IGU por R$ 500 ida e volta com taxas incluídas.

 

Será vantajoso para quem vai à Europa e não precisará fazer conexões em BUE/SAO/RIO.

Link to comment
Share on other sites

As tarifas de embarque serão absurdas para quem voar locar IGR-GIG-IGR, se não me engano algo como uns R$ 350 reais ida e volta.

 

Dificilmente vai compensar (em termos de preço da viagem) o passageiro pegar esse voo para descer no Rio, já que encontra-se facilmente IGU-GIG-IGU por R$ 500 ida e volta com taxas incluídas.

 

Será vantajoso para quem vai à Europa e não precisará fazer conexões em BUE/SAO/RIO.

 

Tudo depende de como a UX vai precificar isso. Interessante é que se for adotado schedule semelhante a GRU (pousando por volta das 06h) o voo para IGR conecta com as parceiras AZ e AF sem falar nos voos da TP e LH (na volta a conexão com a LH seria longa). Não vejo nenhuma dificuldade da perna GIG-IGR ter codeshare ao menos de AZ, AF, AR e até da G3 todas parceiras.

 

E o trânsito entre o lado argentino e o brasileiro não é complicado. Quem vai a Foz/Puerto Iguazu normalmente visita os dois lados mesmo e europeus não precisam de visto tanto lá quanto cá.

Link to comment
Share on other sites

As tarifas de embarque serão absurdas para quem voar locar IGR-GIG-IGR, se não me engano algo como uns R$ 350 reais ida e volta.

 

Dificilmente vai compensar (em termos de preço da viagem) o passageiro pegar esse voo para descer no Rio, já que encontra-se facilmente IGU-GIG-IGU por R$ 500 ida e volta com taxas incluídas.

 

Será vantajoso para quem vai à Europa e não precisará fazer conexões em BUE/SAO/RIO.

Matou a charada.

A taxa de embarque argentina é absurdamente alta.

Link to comment
Share on other sites

 

Acho que esqueci de especificar, falo no sentido de cabotagem em substituição ao IGU - GIG. Um turista estrangeiro que vá se hospedar no lado argentino de fato não terá dificuldades, falo em residentes brasileiros ou turistas que irão se hospedar do lado brasileirio que pensam em usar a rota...

 

É bem isso. Para quem vai para Foz ou é brasileiro, esse voo GIG-IGR não vale a pena tanto pela distância do IGR até Foz (mais o trâmite na aduana argentina, que costuma ter filas) quanto pelas altas taxas de embarque argentinas. Mesmo utilizando o voo para ir até MAD, acho que só valeria a pena pelo preço, pois IGU está com uma oferta muito boa de voos com conexões rápidas no GRU e GIG, todos com codeshare ou alianças.

Link to comment
Share on other sites

Se tiverem pouco ou nenhum tráfego no trecho GIG-IGR tende a ser mais um voo com prazo de validade, como quando fizeram MAD-SSA-COR (ou SCL não lembro bem).

Link to comment
Share on other sites

Incentivos da RioGaleão: http://www.riogaleao.com/wp-content/uploads/2017/05/International-incentives-V4.pdf

 

Esse GIG-IGR teria isenção de dois anos na tarifa de pouso e ainda uma verba de marketing. O governo de Missiones também deve ter oferecido algum subsídio, com isso a UX pode oferecer inicialmente uma tarifa bem baixa que compense a tarifa de embarque local.

 

A380 pousando de graça no GIG! será que EK se anima? resta saber se EZE já está homologado, pista larga tem, Cat 10 também, senão o 74H da LH não operaria lá....

Link to comment
Share on other sites

Incentivos da RioGaleão: http://www.riogaleao.com/wp-content/uploads/2017/05/International-incentives-V4.pdf

 

Esse GIG-IGR teria isenção de dois anos na tarifa de pouso e ainda uma verba de marketing. O governo de Misiones também deve ter oferecido algum subsídio, com isso a UX pode oferecer inicialmente uma tarifa bem baixa que compense a tarifa de embarque local.

 

A380 pousando de graça no GIG! será que EK se anima? resta saber se EZE já está homologado, pista larga tem, Cat 10 também, senão o 74H da LH não operaria lá....

Link to comment
Share on other sites

Incentivos da RioGaleão: http://www.riogaleao.com/wp-content/uploads/2017/05/International-incentives-V4.pdf

 

Esse GIG-IGR teria isenção de dois anos na tarifa de pouso e ainda uma verba de marketing. O governo de Missiones também deve ter oferecido algum subsídio, com isso a UX pode oferecer inicialmente uma tarifa bem baixa que compense a tarifa de embarque local.

 

A380 pousando de graça no GIG! será que EK se anima? resta saber se EZE já está homologado, pista larga tem, Cat 10 também, senão o 74H da LH não operaria lá....

 

EZE está pelo que me consta.

Link to comment
Share on other sites

La que va a tener problemas posiblemente sea Amaszonas Paraguay que alimenta los vuelos de la zona via ASU y conexión de allí con UX.

Link to comment
Share on other sites

Fico pensando se o downgrade da LH tem a ver com as regras desses incentivos. Como a introdução do 748 foi anterior a eles, é possível que o downgrade seguido de upgrade tornaria a companhia elegível a recebê-los.

Link to comment
Share on other sites

Fico pensando se o downgrade da LH tem a ver com as regras desses incentivos. Como a introdução do 748 foi anterior a eles, é possível que o downgrade seguido de upgrade tornaria a companhia elegível a recebê-los.

 

Faz sentido. Provavelmente isso tornaria a operação do 74H no GIG mais competitiva.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade