Jump to content
Sign in to follow this  
TheJoker

Com investimento de US$ 9 milhões, Guarulhos terá terminal exclusivo para a aviação executiva.

Recommended Posts

Publicado em 03/11/2017 por Valor Online
Mônica Lamas: "A conectividade torna o projeto particularmente interessante" O aeroporto de Guarulhos vai inaugurar o seu primeiro terminal dedicado à aviação executiva, serviço "classe AAA" que hoje é feito de forma precária nas instalações do principal aeroporto do país. A concessionária GRU Airport fechou um acordo de cessão de área por 15 anos com uma joint venture formada pelas empresas CFLY Aviation e Jetex Flight Support, que ficará responsável por administrar o espaço. O negócio renderá à GRU Airport aproximadamente R$ 2 milhões ao ano. Com o serviço, o aeroporto incrementa as receitas não-tarifárias, segmento que responde por 50% dos R$ 2 bilhões do faturamento de Guarulhos. As empresas vão investir US$ 9 milhões na construção de um terminal exclusivo, reconstrução do heliporto e expansão do pátio. Os desembolsos serão feitos conforme gatilhos de demanda. Pelo cronograma, de hoje a três meses será construído um terminal temporário com estrutura em contêineres; a instalação definitiva deverá ficar pronta seis meses após as aprovações da autoridade aeroportuária. Também serão três meses para o heliporto ficar pronto. Enquanto o terminal não sai do papel, já funciona desde o fim de outubro a primeira fase do projeto, um espaço que a concessionária destinou para as aeronaves ficarem sem restrição de horas. O chamado "hangar a céu aberto" tem capacidade para oito aeronaves pernoitarem. Com o terminal dedicado, a oferta quase dobra. "Os grandes aeroportos do mundo estão segregando esse tipo de passageiro em terminais privativos de tal forma a não prejudicarem o movimento regular de passageiros no terminal principal", explica o presidente da CFLY Aviation, Francisco Lyra. Antes do "hangar a céu aberto", havia falta de espaço para aviação executiva em Guarulhos. As aeronaves dessa classe tinham restrição de tempo para ficar no pátio - duas horas no caso de voos domésticos e três no de internacionais. Por conta disso, a aeronave tinha de se deslocar para um outro aeroporto e depois voltar para buscar o passageiro. Isso acarretava uma série de custos associados para o cliente: gasto com combustível, pouso e decolagem em outro aeroporto, e o risco de "subir e descer" de novo. Sem uma estrutura dedicada, o passageiro de aviação executiva desce do avião, um ônibus o busca e ele vai para a fila de passageiros no Terminal 3. "É necessário garantir a continuidade da experiência para quem alugou um jato por US$ 80 mil. A falta de continuidade reduzia a atratividade do aeroporto", explica João Pita, da área de negócios aéreos da GRU Airport. "Havia uma proposta de valor se mantivéssemos essas aeronaves no pátio. Existe muita aviação executiva no Brasil e São Paulo é o carro-chefe do país, a origem do negócio foi essa", explica Mônica Lamas, diretora comercial da GRU Airport. A estimativa é atrair um público "super VIP" que hoje já voa por Guarulhos na primeira classe e na executiva em aviões de carreira e agregar uma demanda nova. "A conectividade torna esse projeto particularmente interessante. Guarulhos reúne o maior número de rotas origem-destino. Só Guarulhos tem voo direto para Ásia", exemplifica a executiva.

 

Matéria original (assinantes): http://www.valor.com.br/empresas/5180885/com-investimento-de-us-9-milhoes-guarulhos-tera-terminal-exclusivo-para-aviacao-executiva

Share this post


Link to post
Share on other sites

Jetex And CFLY Aviation To Develop First Private Terminal At Guarulhos International Airport

DUBAI, UAE, October 10, 2017 – Jetex Flight Support and Brazilian operator CFLY Aviation have won a tender to develop and manage a new private terminal and FBO at São Paulo Guarulhos International Airport (GRU/SBGR), Brazil, over the next 15 years. The new partnership venture reflects the growing importance of business aviation in the region, and further extends Jetex’s footprint in Latin America which currently encompasses Toluca, Mexico and Santiago, Chile.

“The Brazil general aviation fleet is the second largest in the world, only after the U.S,” said Jetex CEO & President Adel Mardini. “By partnering with CFLY Aviation at Brazil’s busiest airport, Jetex is positioning itself to provide the highest level of services to an increasing number of Latin American business aircraft operators and their esteemed passengers. With Guarulhos as a base, we expect to expand to other key locations across South America in the not-too-distant future.”

Currently, general aviation aircraft share the main terminal at GRU with commercial airlines. The Jetex-CFLY venture aims to provide greater access and convenience for corporate, governmental and private flights, through the development of a dedicated private terminal. Housing a Jetex-branded FBO, this new facility will offer a full spectrum of ground handling services.

Jetex will provide 24/7 trip support services including but not limited to entry and landing permits, fueling, passenger and crew transportation arrangements, onboard catering, and bespoke concierge services, while CFLY Aviation will manage aircraft parking and storage.

“CFLY´s new venture with Jetex will result in unprecedented levels of quality as we continue our innovation journey in the industry,” stated Decio Yoshimoto, Partner at CFLY Aviation.

Crew and passengers flying into the new private terminal will enjoy a range of facilities, including direct ramp access with aircraft parking in front of the terminal, crew and executive lounges, and meeting rooms. Future plans include incorporating on-site customs and immigration at the terminal and a heliport.


ABOUT JETEX

A global leader in executive aviation, Jetex is recognized for delivering flexible, best-in-class trip support solutions to customers worldwide. Jetex provides exceptional FBOs, aircraft fueling, ground handling and global trip planning. The company caters to an elite clientele including owners and operators of business jets for corporate, commercial and personal air travel. To find out how you can benefit from Jetex’s award-winning services, visit www.jetex.com today.


ABOUT CFLY AVIATION

CFLY Aviation is a leading company in the executive aviation industry reaching airport Design, Build and Operations (DBO), education, fleet management, international trade shows, brokerage and aviation consulting. The company is a shareholder and co-organizer of the International Brazil Air Show (IBAS), a strategic partner of Embry Riddle Aeronautical University, and pioneers of high density parking logistics at Brazilian airports, known as “Hangar a Céu Aberto – HCA”.

http://www.jetex.com/press_room/jetex-and-cfly-aviation-to-develop-first-private-terminal-at-guarulhos-international-airport/

Agora só falta o Mubadala comprar a Invepar, pra virar tudo árabe. Hub da EK na Am. Latina, Dnata, etc. :lol:

Edited by TheJoker

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aeroporto de Guarulhos inaugura seu primeiro terminal para aviação executiva

 

Com investimentos de US$ 9 milhões, o projeto foi denominado "Hangar a Céu Aberto"

 

Aeroporto Internacional de Guarulhos inaugurou seu primeiro terminal para aviação executiva, informou a concessionária GRU Airport. Com investimentos de US$ 9 milhões, o projeto denominado "Hangar a Céu Aberto" é de uma joint venture entre as empresas CFLY Aviation e Jetex Flight Support, que administrarão o espaço nos próximos 15 anos.

De acordo com a GRU Airport, na primeira fase de implementação, o hangar contará com oito vagas, além de contêineres provisórios para realização dos procedimentos necessários para o embarque e desembarque de passageiros. Na segunda fase, o terminal atingirá plena capacidade de até 14 aeronaves, e está prevista a construção de um edifício para acomodar os usuários e tripulações.

A concessionária de Guarulhos informou ainda que a permanência das aeronaves no pátio terá custo variável, de acordo com a utilização dos clientes. Os serviços de poderão ser contratos de forma avulsa, sob demanda, ou por meio de contratos periódicos de "hangaragem".

 

 

http://epocanegocios.globo.com/Empresa/noticia/2017/11/epoca-negocios-aeroporto-de-guarulhos-inaugura-seu-primeiro-terminal-para-aviacao-executiva.html

Edited by TheJoker

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mudaram de nome, mas até agora, a unica coisa que fizeram foi criar o conceito, ridículo, de "hangar a céu aberto". Nada mais do que um pedaço do patio delimitado por cones!?!?! E se cobra uma verdadeira fortuna para deixar o avião lá. Tai uma ótima oportunidade da Infraero ganhar dinheiro, retomando as operações internacionais para aviação executiva em CGH. Garanto que se retomarem, vai ter muito serviço, principalmente chegadas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mudaram de nome, mas até agora, a unica coisa que fizeram foi criar o conceito, ridículo, de "hangar a céu aberto". Nada mais do que um pedaço do patio delimitado por cones!?!?! E se cobra uma verdadeira fortuna para deixar o avião lá. Tai uma ótima oportunidade da Infraero ganhar dinheiro, retomando as operações internacionais para aviação executiva em CGH. Garanto que se retomarem, vai ter muito serviço, principalmente chegadas.

 

Mas agora deram prazos: jan19 instalações temporárias de 530 m2, jan20 hangar para 09 aviões, e em jul20 instalações definitivas com 1.930 m2.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Eu sei, mas podiam ter um nome mais mercadológico. GRU VIP Terminal, sei lá...

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Mas agora deram prazos: jan19 instalações temporárias de 530 m2, jan20 hangar para 09 aviões, e em jul20 instalações definitivas com 1.930 m2.

As instalações temporárias nada mais são do que contêineres. Se vão levar 4 meses pra fazer um provisário, quero ver fazer um hangar em 16. Até a semana passada não tinha nem sinal de obra por lá. Realmente espero que de certo. Do jeito que está é muito precário mesmo.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mudaram de nome, mas até agora, a unica coisa que fizeram foi criar o conceito, ridículo, de "hangar a céu aberto". Nada mais do que um pedaço do patio delimitado por cones!?!?! E se cobra uma verdadeira fortuna para deixar o avião lá. Tai uma ótima oportunidade da Infraero ganhar dinheiro, retomando as operações internacionais para aviação executiva em CGH. Garanto que se retomarem, vai ter muito serviço, principalmente chegadas.

 

Infraero e boas ideais são coisas que jamais irão andar juntas.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Infraero teve a vida toda pra fazer isso em GRU e nunca fez nada, agora que alguém esta fazendo, ainda há quem critique, no dia que a Infraero sair em definitivo de GRU e que o governo se meter menos, vamos ter um aviação melhor.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Poderia ser GATE GRU (com o TE de Terminal) sei lá, mas GAT realmente é bem ruinzinho.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Infraero teve a vida toda pra fazer isso em GRU e nunca fez nada, agora que alguém esta fazendo, ainda há quem critique, no dia que a Infraero sair em definitivo de GRU e que o governo se meter menos, vamos ter um aviação melhor.

Não estou criticando a melhoria que se promete. Acho ótimo e já a muito deveria ter sido feita. O que eu critico é a atual situação. Ta tudo do jeito que sempre foi, simplesmente colocaram uns cones dividindo o patio, chamaram um dos lados de "hangar a céu aberto", cobram um preço astronômico e quem quiser operar lá, tem que contratar e comprovar que contratou uma empresa para fazer o handling, pois nem transporte se oferece, coisa que a Infraero oferecia.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Guarulhos ganha Terminal de Aviação Geral com foco em voos executivos

 

segunda-feira, 21 Janeiro, 2019

 

O prefeito Guti participou na tarde desta segunda-feira (21) da inauguração do Terminal de Aviação Geral em Guarulhos, denominado GATGRU (General Aviation Terminal Guarulhos), com estrutura diferenciada para receber passageiros de aeronaves e jatos de diversos portes. A unidade segue a tendência dos maiores aeroportos do mundo e se apresenta como um terminal de aviação executiva.

Esse é um portal destinado aos investidores produtivos que tenham o real interesse em fazer negócios no Brasil e colaborar com o fomento da nossa economia. Não precisamos de mais especuladores. Essa é a hora do Brasil reagir e estamos colaborando com isso, a partir da inauguração desse terminal”, explicou Francisco Lyra, sócio da CFLY Aviation, concessionária do GATGRU.

Com capacidade de pátio para até 39 jatos executivos distribuídos em uma área com mais de 6 mil m² o GATGRU pode receber até 200 passageiros por hora. O empreendimento recebeu cerca de R$ 3 milhões em investimentos e foi construído com apoio de 36 contêineres de navios agrupados. De acordo com Lyra, após o período de testes, com previsão de um ano e meio, será analisada a viabilidade de um terminal definitivo, com custo previsto de R$ 16 milhões.

O Brasil precisa de novos investimentos e da criação de novos modais de negócios. Hoje estou aqui para agradecer por esse grande fomento e para reafirmar que a cidade está aberta a novas oportunidades que possam colaborar com a nossa economia”, afirmou o prefeito. “Estamos muito otimistas com a abertura desse terminal e com a força de trabalho de todos os empresários envolvidos. Mais do que nunca precisamos de pessoas que acreditem no país e na nossa cidade”, comemorou Guti.

01_21_Inaugura%C3%A7%C3%A3o%20GAT%20GRU%

01_21_Inaugura%C3%A7%C3%A3o%20GAT%20GRU%

https://www.guarulhos.sp.gov.br/desenvolvimento-economico/conteudo/guarulhos-ganha-terminal-de-avia%C3%A7%C3%A3o-geral-com-foco-em-voos

Share this post


Link to post
Share on other sites

E foi também o lançamento do IBAS 2019 que desta vez vai ser em GRU, ou melhor no GATGRU.

 

Se for como o evento montado para a apresentação, há de se ficar com as barbas de molho. Hoje deveria ser um evento para a inauguração do novo terminal GatGru dedicado à aviação executiva no aeroporto de Guarulhos (SP). Mas com uma falha assessoria de imprensa - convite para o evento sequer foi recebido, ficamos sabendo pelo mercado - ao chegarmos no local, ficamos sabendo que na mesma ocasião iria ser anunciado o lançamento da 2ª edição da IBas, do anuário brasileiro de recursos humanos para a aviação civil, da Universidade do Ar e do GatGru em si. Se facilitasse, acredito que iriam colocar ainda o glorioso lançamento do novo sorvete da Kibon, do caminhão basculante da Iveco e ainda da carrocinha de cachorro quente do Betão. No que eles definiram como primeira parte do evento, uma desgastante sequência 1h30m de palestras de diretores da Anac, do SAC e militares de alta patente da Aeronáutica que se tinham bons assuntos até para ficar gastando saliva, cá entre nós, o que foi falado não tinha relação direta com o anúncio do IBas. Este assunto foi visto num curto vídeo promocional e sem direito de fazer sessão de perguntas e respostas. A novidade é que o evento será agora no aeroporto de Guarulhos entre os dias 11 e 13 de setembro. De comum com o tremendo mico que foi a edição que aconteceu no Rio de Janeiro, está a ainda falta de foco. É um evento de aviação, mas ao contrário de uma Labace que tem um porquê de existir, a Ibas, como o evento de anunciação, atira para todos os lados. Segundo o material de divulgação, o foco da feira está na conectividade e inovação para o fortalecimento do transporte aéreo. Está cheirando mais é um evento feito para vender estandes.

 

 

https://www.facebook.com/RevistHiGH/posts/2350284415001832

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sou fã da arquitetura de contêineres, mas que pobreza de desenho da GATGRU. E não me vem falar que é provisório porque há soluções de fazer uma arquitetura efêmera e com baixo custo usando os contêineres e estrutura metálica. Poderiam até usar elementos estruturais e de vedação no terminal definitivo.

 

Vídeo com o processo de montagem e os desenhos do terminal definitivo:

 

Com o expertise de uma empresa dessa, o resultado ficou aquém. Só se o cliente deu um orçamento bem baixo e disse "se vira".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sou fã da arquitetura de contêineres, mas que pobreza de desenho da GATGRU. E não me vem falar que é provisório porque há soluções de fazer uma arquitetura efêmera e com baixo custo usando os contêineres e estrutura metálica. Poderiam até usar elementos estruturais e de vedação no terminal definitivo.

 

Vídeo com o processo de montagem e os desenhos do terminal definitivo:

 

Com o expertise de uma empresa dessa, o resultado ficou aquém. Só se o cliente deu um orçamento bem baixo e disse "se vira".

 

Esse terminal é provisório. Na fase 2, com a construção do hangar vai ter um terminal melhorzinho, ver o 2º vídeo que postei.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Esse terminal é provisório. Na fase 2, com a construção do hangar vai ter um terminal melhorzinho, ver o 2º vídeo que postei.

Eu sei que é provisório, mas se já sabem que vão fazer um novo, poderiam usar já alguns elementos construtivos, como estrutura e vedação.

 

Neste caso poderiam ter usado os contêineres para partes operacionais (raio-x, sanitários, back office...) e na sala de espera, estrutura metálica com pe-direto duplo e sem necessidade de pilares no meio dos ambientes.

 

55_2018-04-26_08-04-29_178_1601718846.jp

 

55_2018-04-26_08-04-44_178_1778189822.jp

 

O acréscimo não seria alto e, na pior das hipóteses, era só desmontar a estrutura e vender.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade