Jump to content
Sign in to follow this  
TheJoker

Projetos ousados para o Aeroporto de Brasília não saíram do papel

Recommended Posts

O projeto está orçado em 190 milhões de dólares....Com o dolar a 3,80 reais, perfazem 722 milhões de reais.... Os dados estão no próprio site da Corporacion America. E como eu já falei, resta saber se será esse projeto apresentado por último o outro que estou sabendo.... Pois são tantas idas e vindas, trocas de escritório de arquitetura.... Me informaram que voltou para o antigo escritório, o Jayme Lago Mestieri...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fonte: http://investors.cor...272&iid=9167688

Mas aparece aquele último projeto que apresentei. E diz o seguinte...

Making headway in the development of the expansion plan of the commercial area at Brasilia airport
($190 M investment)
.
Project approved by the airport regulator
.

New expansion at Brasilia airport
Terminal area expansion (accessible from outside) to accommodate an additional
commercial area of 40,000 sqm GLA (1)
, including retail stores, entertainment, food court, upscale restaurants, etc.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

]AIJKa.pngAIJKb.png

 

 

Só que na última apresentação de dez18, dizem: Commercial area expansion in and outside the terminal, including retail stores, entertainment, food court, restaurants, etc. subject to macro evolution.

 

http://investors.corporacionamericaairports.com/Cache/1001247359.PDF?O=PDF&T=&Y=&D=&FID=1001247359&iid=9167688

 

Nos 9M18 a Corporacion Airports teve prejuízo, estão investindo em obras em EZE, e depois vem AEP. Não sobra nada pra BSB.

 

Até hoje não fizeram um edifício-garagem? Ou já têm e eu tô por fora?

 

Não tem.

Edited by TheJoker

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Só que na última apresentação de dez18, dizem: Commercial area expansion in and outside the terminal, including retail stores, entertainment, food court, restaurants, etc. subject to macro evolution.

 

http://investors.corporacionamericaairports.com/Cache/1001247359.PDF?O=PDF&T=&Y=&D=&FID=1001247359&iid=9167688

 

Nos 9M18 a Corporacion Airports teve prejuízo, estão investindo em obras em EZE, e depois vem AEP. Não sobra nada pra BSB.

 

 

Não tem.

 

Eu sei disso, mas pelo visto a evolução ocorreu, conseguiram a grana, e esse empréstimo do BRB é para completar o restante.... Sem contar, que as pessoas andam esquecendo independente se está dando prejuízo em outros aeroportos, a Inframerica tem que cumprir as clausulas da Concessão, e numa delas é justamente a construção do Terminal Internacional até 2021....

 

E como uma competente publicação me respondeu assim...... Aeroflap...."Às vezes a empresa já tem um capital pra investir e só precisa do "resto" para completar o dinheiro e conseguir fazer a obra. Geralmente na iniciativa privada eles jogam o valor para cima, na finalidade de evitar imprevistos durante a obra, diferente da rede pública onde a licitação vira uma guerra de incompetência."

 

Portanto, o ano fiscal de 2018 termina agora em março, e num relatório deles, afirmava que o início das obras ocorreria nesse período. Portanto A evolução ocorreu, os incentivos fiscais por parte do GDF foram concedidos, inclusive com a criação de uma região sem tarifação aduaneira no AIJK fora aprovada. Portanto agora aguardar para tudo dê certo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Eu sei disso, mas pelo visto a evolução ocorreu, conseguiram a grana, e esse empréstimo do BRB é para completar o restante.... Sem contar, que as pessoas andam esquecendo independente se está dando prejuízo em outros aeroportos, a Inframerica tem que cumprir as clausulas da Concessão, e numa delas é justamente a construção do Terminal Internacional até 2021....

 

E como uma competente publicação me respondeu assim...... Aeroflap...."Às vezes a empresa já tem um capital pra investir e só precisa do "resto" para completar o dinheiro e conseguir fazer a obra. Geralmente na iniciativa privada eles jogam o valor para cima, na finalidade de evitar imprevistos durante a obra, diferente da rede pública onde a licitação vira uma guerra de incompetência."

 

Portanto, o ano fiscal de 2018 termina agora em março, e num relatório deles, afirmava que o início das obras ocorreria nesse período. Portanto A evolução ocorreu, os incentivos fiscais por parte do GDF foram concedidos, inclusive com a criação de uma região sem tarifação aduaneira no AIJK fora aprovada. Portanto agora aguardar para tudo dê certo.

 

Fases 1B e C já foram cumpridas https://www.anac.gov.br/assuntos/paginas-tematicas/concessoes/jk/documentos-relacionados/contrato-de-concessao/contrato-anexo-02-plano-de-exploracao-aeroportuaria-bsb

 

O resto depende de aumento de movimento, e este caiu.

 

Melhor aguardar o anúncio das obras/projeto.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Fases 1B e C já foram cumpridas https://www.anac.gov.br/assuntos/paginas-tematicas/concessoes/jk/documentos-relacionados/contrato-de-concessao/contrato-anexo-02-plano-de-exploracao-aeroportuaria-bsb

 

O resto depende de aumento de movimento, e este caiu.

 

Melhor aguardar o anúncio das obras/projeto.

 

Engraçado isso, então estão pegando financiamento para não fazer nada? E aonde o movimento caiu? Até aonde se sabe, o movimento do Aeroporto JK está aumentando e não em queda. E devemos lembrar, pegar financiamento para não usar é ILÓGICO IRREAL e claro burrice, ainda mais que, cumpriram aonde as expansões para o ano de 2020? Se não tiver obras esse ano, pode ter certeza, ou esqueceu que eles renegociaram as outorgas, agosto agora tem que pagar quase 300 milhões com a renegociação, e não existe pegar financiamento para expansão para cobrir outro buraco. Ou eles expandem ou devolvem a concessão.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Engraçado isso, então estão pegando financiamento para não fazer nada? E aonde o movimento caiu? Até aonde se sabe, o movimento do Aeroporto JK está aumentando e não em queda. E devemos lembrar, pegar financiamento para não usar é ILÓGICO IRREAL e claro burrice, ainda mais que, cumpriram aonde as expansões para o ano de 2020? Se não tiver obras esse ano, pode ter certeza, ou esqueceu que eles renegociaram as outorgas, agosto agora tem que pagar quase 300 milhões com a renegociação, e não existe pegar financiamento para expansão para cobrir outro buraco. Ou eles expandem ou devolvem a concessão.

 

Não disse isso, eu disse que R$60 milhões talvez dê pra aumentar o terminal de cargas e o setor de embarque internacional, é o que diz na matéria. Shopping, novo check in, ed. garagem, hotéis....Projeto JK não dá no momento.

Total

2014 18.146.405

2015 19.821.796

2016 17.947.153

2017 16.912.680

2018 17.855.163 praticamente 2 milhões abaixo de 2015, e a capacidade atual é de 25 milhões/ano.

jan19 1.598.501 +0,4% ou +14.637 pax / 31 dias = 472 ou 3 voos (2 pousos+1 decolagem) com 157 pax por dia. Nada expressivo.

jan18 1.583.864

 

inter jan19 63.300 jan18 50.455 +25,5% Oooh!

só que jan15 63.331 jan16 81.619

 

Os novos voos da G3 só têm 2 meses, muito cedo pra pensar em ampliações....minha opinião.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Como eu falei, somente serão construídos o Complexo JK, a expansão do Terminal Internacional e de Cargas....

 

Pois se for fazer somente a expansão dos terminais, aonde o povo vai estacionar o carro, pois o estacionamento já se encontra saturado. Lógico que eles irão construir o Complexo Terminal JK, que fora devidamente enxugado, em vez de 2 hotéis, serão apenas 1 hotel, o mesmo ocorrendo com a torre corporativa, que eram 2 e agora serão 1.

 

E mesmo assim, os outros hotéis, não cabe a concessionária construir, seria construído por um parceiro comercial, que ao meu ver, a VCI Holding caiu fora com a mentira de falar que ainda tem gente na Inframerica envolvida com a Lavajato e cancelou seus projetos de hotéis no aeroporto. Portanto, outras companhias já assumiram os hotéis deixados por ela.

 

O problema será como se dará essa expansão, visto que a parte dos terminais é mais fácil, agora tirar o estacionamento que já é escasso para fazer uma construção ali, com certeza, a obra do edifício garagem seja mais rápida e entregue, e a parte do Complexo JK, essa sim, mas demorada seja entregue depois.

 

Então o Complexo JK seria entregues por etapas..... Edifício garagem primeiro, depois as outras partes com um cronograma apertado, pois se a intenção é inaugurar os terminais em 12 meses, terão de fazer bem rápido, creio que a parte mais demorada, seja justamente a parte do Complexo JK. Apesar que não terá interferências maiores, visto que as pistas atuais não serão alteradas agora, só quando o terminal JK estiver pronto.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Área internacional do Aeroporto de Brasília é ampliada
17/04/2019
Por Larissa Faria
Com a chegada recente dos voos de Brasília para Orlando, Miami e Buenos Aires, o Aeroporto de Brasília vem investindo em ampliações no embarque internacional. A capacidade de processamento passa a ser de 1.150 passageiros internacionais por hora após a reforma, um aumento de 225%. Somente no primeiro trimestre deste ano, passaram pelo aeroporto de Brasília cerca de 170 mil passageiros de voos internacionais entre os 1.216 pousos e decolagens - são 30,9% passageiros e 40,9% aeronaves a mais que no mesmo período em 2018.

Agora, área de desembarque também possui cabines de imigração e alfândega. Foram instalados portões eletrônicos para o controle de passaportes — eles escaneiam os documentos e fazem o reconhecimento facial do viajante, tornando o processo totalmente automatizado. Por enquanto, a facilidade está disponível para passaportes com chip de brasileiros, americanos, australianos, japoneses e canadenses. Em breve, estará aberta também para outras nacionalidades.

Passar pelo raio-x também está mais rápido: segundo pesquisa do Ministério da Infraestrutura, o tempo médio na fila é de um minuto para voos nacionais e três minutos para internacionais. A agilidade nesse processo é muito importante, pois 42% dos passageiros no aeroporto de Brasília estão em voos de conexão e não podem perder o embarque para o próximo trecho.

Novo free shop

Quem gosta de fazer compras encontra uma nova loja free shop com o dobro de tamanho da anterior: 1.200m². “Estamos investindo em novas tecnologias e apostando no nosso potencial internacional. Somos o único aeroporto com ligação para todas as capitais brasileiras, o que contribui para conexões”, explica o vice-presidente da Inframerica, Juan Djedjeian. Ainda há obras sendo feitas, como novas pontes de embarque para receber mais voos e aeronaves de grande porte.

https://www.panrotas.com.br/aviacao/aeroportos/2019/04/area-internacional-do-aeroporto-de-brasilia-e-ampliada_163830.html

Com novo desembarque, aeroporto de Brasília recebe 30% mais estrangeiros

 

A administradora investiu cerca de R$ 6 milhões em obras de expansão da área de desembarque internacional, recém-inaugurado

 

16/04/2019

Por Jéssica Eufrásio e Renato Alvez

 

20190416210238485606e.jpg

 

O aeroporto de Brasília recebeu 30,9% mais viajantes internacionais no primeiro trimestre de 2019, em comparação com o mesmo período de 2018. Cerca de 170 mil passageiros de voos de fora do país transitaram pelo terminal candango de janeiro a março último, fosse para conexão ou desembarque, por meio de 1.216 pousos e decolagens.

O fluxo gerou aumento de 40,9% no número de aeronaves que estiveram no terminal no primeiro trimestre deste ano. O aerporto brasiliense é o segundo maior hub do país, com voos para todas as capitais brasileiras. Em junho, novas rotas entram para o portfólio, com viagens diretas de Brasília para destinos como Cancún, no México.
Novo desembarque internacional
Diante do aumento na circulação, a Inframerica — responsável pela administração do aeroporto — investiu cerca de R$ 6 milhões em obras de expansão da área de desembarque internacional, que começaram em setembro. Com as mudanças, a entrada de Brasília em novas rotas e a possibilidade de criação de voos a partir capital federal, o aeroporto deve processar 1.150 passageiros internacionais por hora — 225% a mais do que antes.
20190416215122776879o.jpg

20190416215155121261e.jpg

 

20190416215237949822e.jpg

 

Uma das novidades é a instalação de portões eletrônicos para controle de passaportes, os e-gates. O sistema permite escanear o documento e faz reconhecimento facial do passageiro, sem a necessidade de contato com um agente da Polícia Federal. Contudo, por enquanto, apenas brasileiros, japoneses, canadenses e estado-unidenses podem usufruir do benefício — desde que tenham passaportes com chips de leitura.

Agora, os passageiros de voos domésticos poderão se conectar à sala de embarque internacional sem precisar desembarcar. Já aqueles que chegam de voos internacionais e precisam pegar voos nacionais andarão apenas 100m para fazer o check-in e acessar a área de embarque. Além disso, as áreas da alfândega, das cabines de imigração e do freeshop — rede varejista do aeroporto — foram ampliadas. Estão previstas, ainda, obras para novas construção de novas pontes de embarque para atender aeronaves de grande porte e mais aviões.
Ou seja nada de novo terminal internacional. E o resto do dinheiro liberado é pro terminal de cargas.
Edited by TheJoker

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Área internacional do Aeroporto de Brasília é ampliada
17/04/2019
Por Larissa Faria
Com a chegada recente dos voos de Brasília para Orlando, Miami e Buenos Aires, o Aeroporto de Brasília vem investindo em ampliações no embarque internacional. A capacidade de processamento passa a ser de 1.150 passageiros internacionais por hora após a reforma, um aumento de 225%. Somente no primeiro trimestre deste ano, passaram pelo aeroporto de Brasília cerca de 170 mil passageiros de voos internacionais entre os 1.216 pousos e decolagens - são 30,9% passageiros e 40,9% aeronaves a mais que no mesmo período em 2018.

Agora, área de desembarque também possui cabines de imigração e alfândega. Foram instalados portões eletrônicos para o controle de passaportes — eles escaneiam os documentos e fazem o reconhecimento facial do viajante, tornando o processo totalmente automatizado. Por enquanto, a facilidade está disponível para passaportes com chip de brasileiros, americanos, australianos, japoneses e canadenses. Em breve, estará aberta também para outras nacionalidades.

Passar pelo raio-x também está mais rápido: segundo pesquisa do Ministério da Infraestrutura, o tempo médio na fila é de um minuto para voos nacionais e três minutos para internacionais. A agilidade nesse processo é muito importante, pois 42% dos passageiros no aeroporto de Brasília estão em voos de conexão e não podem perder o embarque para o próximo trecho.

Novo free shop

Quem gosta de fazer compras encontra uma nova loja free shop com o dobro de tamanho da anterior: 1.200m². “Estamos investindo em novas tecnologias e apostando no nosso potencial internacional. Somos o único aeroporto com ligação para todas as capitais brasileiras, o que contribui para conexões”, explica o vice-presidente da Inframerica, Juan Djedjeian. Ainda há obras sendo feitas, como novas pontes de embarque para receber mais voos e aeronaves de grande porte.

https://www.panrotas.com.br/aviacao/aeroportos/2019/04/area-internacional-do-aeroporto-de-brasilia-e-ampliada_163830.html

Com novo desembarque, aeroporto de Brasília recebe 30% mais estrangeiros

 

A administradora investiu cerca de R$ 6 milhões em obras de expansão da área de desembarque internacional, recém-inaugurado

 

16/04/2019

Por Jéssica Eufrásio e Renato Alvez

 

20190416210238485606e.jpg

 

O aeroporto de Brasília recebeu 30,9% mais viajantes internacionais no primeiro trimestre de 2019, em comparação com o mesmo período de 2018. Cerca de 170 mil passageiros de voos de fora do país transitaram pelo terminal candango de janeiro a março último, fosse para conexão ou desembarque, por meio de 1.216 pousos e decolagens.

O fluxo gerou aumento de 40,9% no número de aeronaves que estiveram no terminal no primeiro trimestre deste ano. O aerporto brasiliense é o segundo maior hub do país, com voos para todas as capitais brasileiras. Em junho, novas rotas entram para o portfólio, com viagens diretas de Brasília para destinos como Cancún, no México.
Novo desembarque internacional
Diante do aumento na circulação, a Inframerica — responsável pela administração do aeroporto — investiu cerca de R$ 6 milhões em obras de expansão da área de desembarque internacional, que começaram em setembro. Com as mudanças, a entrada de Brasília em novas rotas e a possibilidade de criação de voos a partir capital federal, o aeroporto deve processar 1.150 passageiros internacionais por hora — 225% a mais do que antes.
20190416215122776879o.jpg

20190416215155121261e.jpg

 

20190416215237949822e.jpg

 

Uma das novidades é a instalação de portões eletrônicos para controle de passaportes, os e-gates. O sistema permite escanear o documento e faz reconhecimento facial do passageiro, sem a necessidade de contato com um agente da Polícia Federal. Contudo, por enquanto, apenas brasileiros, japoneses, canadenses e estado-unidenses podem usufruir do benefício — desde que tenham passaportes com chips de leitura.

 

Agora, os passageiros de voos domésticos poderão se conectar à sala de embarque internacional sem precisar desembarcar. Já aqueles que chegam de voos internacionais e precisam pegar voos nacionais andarão apenas 100m para fazer o check-in e acessar a área de embarque. Além disso, as áreas da alfândega, das cabines de imigração e do freeshop — rede varejista do aeroporto — foram ampliadas. Estão previstas, ainda, obras para novas construção de novas pontes de embarque para atender aeronaves de grande porte e mais aviões.

Ou seja nada de novo terminal internacional. E o resto do dinheiro liberado é pro terminal de cargas.

 

 

Oras como pode ampliar algo sem FINANCIAMENTO? Portanto o financiamento saiu no final de março, só vai receber lógico, 30 dias depois. Sem falar que hoje saiu nos jornais de grande circulação, nada a respeito, sabe porque? Oras saiu o informativo fiscal de 2018, portanto, não teria como sair algo a respeito do financiamento bem como da expansão. O mais interessante falando das obrigações contratuais, inclusive dos 300 milhões pegos com BNDES, que foram convertidos também na participação do BNDES de ações da Inframerica. Novidades em breve, inclusive com o arquiteto do projeto, que foi taxativo, o projeto está nas últimas para ser lançado. Até mesmo porque o Aeroporto se encontra na Fase II.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Publicaram hoje o balanço da Inframerica, R$288 milhões de prejuízo. GRU teve R$188 e GIG R$623. O BNDES liberou R$300 milhões pra Inframerica quitar as dívidas de outorga e fazer antecipação, nada pra investimentos em terminais.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Somente sei de uma coisa, o atual terminal internacional não terá condições de receber vários voos internacionais em horários especificos, ainda mais que, se existirem atrasos nos voos. Duvido que os fingers irão ficar ocupados, ou então os aviões terão de ficar estacionados em algum local. E se não estou enganado, naquele lado do terminal norte, desconheço que exista ponte de embarque que receba ônibus para voos internacionais, somente nos voos nacionais. A não ser que fizeram um gato, isso mesmo um gato, naquela expansão do processamento internacional no térreo do Terminal.

 

Detalhe, com a expansão, o processamento passará para 1150 paxs. Agora duvido que o terminal internacional comporte tantas pessoas sentadas ou em pé.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Somente sei de uma coisa, o atual terminal internacional não terá condições de receber vários voos internacionais em horários especificos, ainda mais que, se existirem atrasos nos voos. Duvido que os fingers irão ficar ocupados, ou então os aviões terão de ficar estacionados em algum local. E se não estou enganado, naquele lado do terminal norte, desconheço que exista ponte de embarque que receba ônibus para voos internacionais, somente nos voos nacionais. A não ser que fizeram um gato, isso mesmo um gato, naquela expansão do processamento internacional no térreo do Terminal.

 

Detalhe, com a expansão, o processamento passará para 1150 paxs. Agora duvido que o terminal internacional comporte tantas pessoas sentadas ou em pé.

 

O atual terminal internacional tem muita capacidade ociosa. Como você colocou, a capacidade atual de processamento é de 1.150 pax/hora. Dado que passam entre 50-55k pax/mês, existe muito espaço para crescimento. Em relação às pontes de embarque, o terminal internacional dispõe de 5 pontes. Atualmente não há horários em que todas as cinco pontes estejam ocupadas. Em outubro, quando o voo da Latam para LIM iniciar, em alguns dias da semana (SEG, QUI e SAB), todas as 5 pontes estarão ocupadas entre 08h20 e 9h30 (LIM latam, CUN, MIA, BUE e MCO G3). Ao longo do dia o terminal internacional seguirá muito ocioso, sendo inclusive utilizado para voos nacionais. Em relação a remota, sim existe acesso pelo térreo do satélite.

 

Essa obra de expansão do terminal internacional deverá iniciar lá por 2021 caso a demanda cresça pois o atual terminal está sobrando.

Share this post


Link to post
Share on other sites

https://www.bsb.aero/pdf/decl-capacidade_w19.pdf

 

Internacional: chegadas 732 pax/hora + partidas 1.200 pax/hora = 1.932 pax/hora x 30 dias = 57.960 pax/mês, em abril teve 52.449.

 

A conta está errada ... são 1200 pax/hora e não pax/dia ... faltou multiplicar por 24 o seu resultado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

A conta está errada ... são 1200 pax/hora e não pax/dia ... faltou multiplicar por 24 o seu resultado.

 

A conta está certa, foi pra mostrar que atualmente BSB não chega a 1 hora/dia de capacidade máxima.

 

VCP desemb 600 + emb 726 = 1.326 pax/hora x 30 dias = 39.780 em abril teve 61.225 ou 1.5 horas/dia

 

GIG 2.280 1.920 = 4.200 pax/hora x 31 dias = 130.200 em março teve 421.836 ou 3.2 horas/dia

 

GRU 5.050 4.561 = 9.661 pax/hora x 30 dias = 288.330 1.181.215 ou 4.1 horas/dia

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

A conta está certa, foi pra mostrar que atualmente BSB não chega a 1 hora/dia de capacidade máxima.

 

VCP desemb 600 + emb 726 = 1.326 pax/hora x 30 dias = 39.780 em abril teve 61.225 ou 1.5 horas/dia

 

GIG 2.280 1.920 = 4.200 pax/hora x 31 dias = 130.200 em março teve 421.836 ou 3.2 horas/dia

 

GRU 5.050 4.561 = 9.661 pax/hora x 30 dias = 288.330 1.181.215 ou 4.1 horas/dia

 

Ok, agora está bem explicado. O atual terminal internacional atende muito bem a atual demanda e ainda tem muito espaço para crescimento.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se eu fosse a Inframérica, não moveria um tijolo esse ano. É momento de cautela.

A concorrência com outros aeropotos tá impactando BSB bem forte.

 

O mais longe de probabilidade onde BSB pode chegar de voos internacionais ainda é aquém da capacidade atual.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se eu fosse a Inframérica, não moveria um tijolo esse ano. É momento de cautela.

A concorrência com outros aeropotos tá impactando BSB bem forte.

 

O mais longe de probabilidade onde BSB pode chegar de voos internacionais ainda é aquém da capacidade atual.

 

O que precisava fazer ela já fez, acessos para conexões via airside, e-gates, aumento do duty-free.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...

Important Information