Jump to content
Sign in to follow this  
TheJoker

Emirates la explotación de la ruta Dubái-Barcelona-Ciudad de México

Recommended Posts

EFEEMPRESAS | MADRID MARTES 13.03.2018

 

El Ministerio de Fomento ha autorizado a la compañía aérea Emirates la explotación de servicios aéreos regulares en la ruta Dubái-Barcelona-Ciudad de México.

 

Esta decisión se produce tras constatar que el proyecto es positivo para Cataluña y que refuerza la conectividad internacional del aeropuerto de Barcelona-El Prat, ha asegurado el Ministerio de Fomento a través de un comunicado.

Las buenas relaciones que mantienen las autoridades aeronáuticas de ambos países han sido las que han hecho posible dicha concesión.

Además, la operación supondrá “un importante impulso” al crecimiento del tráfico internacional del aeropuerto de Barcelona, que ayudará a consolidar su posicionamiento como uno de los principales hub -centro de operaciones- de Europa.

Un vuelo de ida y vuelta cada día durante todo el año

Los servicios podrían iniciarse antes de que finalice el año, ya que la compañía aérea ha manifestado su voluntad de poner en marcha la operación “tan pronto como sea posible”.

Así, Barcelona y Ciudad de México estarán unidas por un vuelo de ida y vuelta diario durante todo el año.

A su vez, Emirates tiene previsto añadir una tercera conexión entre Barcelona y Dubái, que se sumaría a las dos actuales.

El nuevo enlace directo podría llegar a beneficiar a más de 150.000 pasajeros anuales, con una oferta que superaría los 95.000 asientos en cada dirección.

http://www.efeempresas.com/noticia/emirates-barcelona/

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tacada de mestre. Adiciona MEX na malha e ainda captura um belo mercado com o voo MEX-BCN

 

Quem sabe a Emirates começa a mirar por exemplo JNB para uma rota ao Brasil. Pena que se perdeu a oportunidade de fazer isso através de algumas cidade sda Africa.

 

Uma nova onda da Emirates poderia vir com rotas como DXB-ACC-GIG (poderia ser mesmo 1x semanal) e outras... pois já são bases Emirates - e operar voos adicionais não seria um problema de custo fixo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vamos ver se sai mesmo, parece que EK tem direito para o DXB-ZRH-MEX, mas rolou uma burocracia. BCN é diferente pois o governo local tem mais interesse, igual quando a SQ fazia SIN-BCN-GRU.

 

Quem sabe a Emirates começa a mirar por exemplo JNB para uma rota ao Brasil. Pena que se perdeu a oportunidade de fazer isso através de algumas cidade sda Africa.

Problema de JNB é o governo protegendo a SA, talvez cederia se fosse DXB-JNB-GIG.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Quem sabe a Emirates começa a mirar por exemplo JNB para uma rota ao Brasil. Pena que se perdeu a oportunidade de fazer isso através de algumas cidade sda Africa.

 

Uma nova onda da Emirates poderia vir com rotas como DXB-ACC-GIG (poderia ser mesmo 1x semanal) e outras... pois já são bases Emirates - e operar voos adicionais não seria um problema de custo fixo.

 

Africa do Sul não deixa.

 

ACC pra que? LFW não funcionou 3vps.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tacada de mestre. Adiciona MEX na malha e ainda captura um belo mercado com o voo MEX-BCN

 

Quem sabe a Emirates começa a mirar por exemplo JNB para uma rota ao Brasil. Pena que se perdeu a oportunidade de fazer isso através de algumas cidade sda Africa.

 

Uma nova onda da Emirates poderia vir com rotas como DXB-ACC-GIG (poderia ser mesmo 1x semanal) e outras... pois já são bases Emirates - e operar voos adicionais não seria um problema de custo fixo.

 

África tá em baixa, não rola.

 

Se a Emirates quiser ousar, seria SYD-GRU.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vamos ver se sai mesmo, parece que EK tem direito para o DXB-ZRH-MEX, mas parece que rolou uma burocracia. BCN é diferente pois o governo local tem mais interesse, igual quando a SQ fazia SIN-BCN-GRU.

 

Problema de JNB é o governo protegendo a SA, talvez cederia se fosse DXB-JNB-GIG.

 

Quanto a BCN-MEX sim é uma tacada de mestre, mas um terceiro DXB-BCN já acho demais, mas vai que né..

 

Quto a África do Sul, já teve ha longínquos anos KUL-CPT-EZE, quem sabe um DXB-CPT-GIG

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

África tá em baixa, não rola.

 

Se a Emirates quiser ousar, seria SYD-GRU.

 

Um 200LR faria esse voo? Ou apenas o 380?

 

 

 

Quanto a BCN-MEX sim é uma tacada de mestre, mas um terceiro DXB-BCN já acho demais, mas vai que né..

 

Quto a África do Sul, já teve ha longínquos anos KUL-CPT-EZE, quem sabe um DXB-CPT-GIG

 

Uma das rotas mais bizarras que eu já vi, junto com o LFW-GRU

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Quanto a BCN-MEX sim é uma tacada de mestre, mas um terceiro DXB-BCN já acho demais, mas vai que né..

 

Quto a África do Sul, já teve ha longínquos anos KUL-CPT-EZE, quem sabe um DXB-CPT-GIG

 

Na verdade era KUL-JNB-CPT-EZE.

 

 

Um 200LR faria esse voo? Ou apenas o 380?

 

Antes da Joint-venture com a Qantas, foi aventada a possibilidade da Emirates voar DXB-SYD-GRU, mas decidiram usar todas as frequências que os EAU tinham para a Austrália apenas, numa época que crescia o sentimento na Austrália de Emirates predatória, até ela salvar a Qantas. Não sei se chegaram a pedir direito de tráfego entre SYD e GRU.

 

Acredito que tanto o 772LR quanto o A380 fariam essa rota sem problemas. O primeiro tá 98% dentro do ETOPS 330 na rota mais direta.

 

GRU-SYD: 8318mi.

 

DXB-AKL: 8824mi - rota voada de A380 pela EK.

DOH-AKL: 9032mi - rota voada de 772LR pela QR.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Quanto a BCN-MEX sim é uma tacada de mestre, mas um terceiro DXB-BCN já acho demais, mas vai que né..

Pelo menos ela tem a flexibilidade. BCN-MEX independe de um único BCN-DXB.

 

 

Quto a África do Sul, já teve ha longínquos anos KUL-CPT-EZE, quem sabe um DXB-CPT-GIG

 

 

Uma das rotas mais bizarras que eu já vi, junto com o LFW-GRU

O vôo seria KUL-JNB-EZE, mas o governo sulafricano negou a quinta liberdade entre JNB e EZE, pois a SA voava na rota. Então a solução foi fazer escala em CPT (não lembro se era parte da rotas da MH).

 

E vale lembrar que o vôo era puramente por prestígio da Malásia. Mesmo na Crise de 2002 na Argentina, ela manteve os vôos.

 

Antes da Joint-venture com a Qantas, foi aventada a possibilidade da Emirates voar DXB-SYD-GRU, mas decidiram usar todas as frequências que os EAU tinham para a Austrália apenas, numa época que crescia o sentimento na Austrália de Emirates predatória, até ela salvar a Qantas. Não sei se chegaram a pedir direito de tráfego entre SYD e GRU.

 

GRU teria quase um "round-the-world".

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já que o assunto é Ásia-XXX-tag on, vale a pena comentar que a Cathay vai passar a voar HKG-CPT non-stop, cuja hipotética extensão a GRU não seria algo de se jogar fora.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já que o assunto é Ásia-XXX-tag on, vale a pena comentar que a Cathay vai passar a voar HKG-CPT non-stop, cuja hipotética extensão a GRU não seria algo de se jogar fora.

Mas é sazonal não? Se o resultado for bom, por que não GRU-CPT-HKG? A rota mais curta para Hong Kong é via África.

 

Só não sei se a CX está disposta a segurar prejuízo dos primeiros meses da rota. Ela anunciou o dobro do prejuízo que 2016 (primeira vez na história que tem perdas consecutivas) e já disse que o yield vai cair pela pressão da HX e de outras LCC.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas é sazonal não? Se o resultado for bom, por que não GRU-CPT-HKG? A rota mais curta para Hong Kong é via África.

 

Só não sei se a CX está disposta a segurar prejuízo dos primeiros meses da rota. Ela anunciou o dobro do prejuízo que 2016 (primeira vez na história que tem perdas consecutivas) e já disse que o yield vai cair pela pressão da HX e de outras LCC.

 

Sim, será sazonal de início.

 

Mencionei a Cathay, também, por ser parecido com o bem sucedido (enquanto durou a pujança econômica brasileira) SIN-BCN-GRU da Singapore.

 

Sendo GRU Hub OneWorld com mercado emissor forte, conseguiria tranquilamente encher de 3 a 4 GRU-CPT-HKG.

Edited by Delmo

Share this post


Link to post
Share on other sites

Vamos ver se sai mesmo, parece que EK tem direito para o DXB-ZRH-MEX, mas parece que rolou uma burocracia. BCN é diferente pois o governo local tem mais interesse, igual quando a SQ fazia SIN-BCN-GRU.

 

Problema de JNB é o governo protegendo a SA, talvez cederia se fosse DXB-JNB-GIG.

 

Olha, duvido que liberasse. Nunca deixou a Varig explorar o JNB-BKK-HKG. Nem a MH explorar o JNB-EZE. Se deixar seria algo como CPT-BSB. O GIG ainda é reserva de mercado.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Lindo seria a EK fazendo um DXB-LIS-GRU de 380....demanda teria nos dois trechos....problema aí seria LIS que acho que não pode receber a baleia e a TP que não deixaria a EK invadir sua rota intercontinental mais lucrativa.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Africa do Sul não deixa.

 

ACC pra que? LFW não funcionou 3vps.

 

LFW não tem negocios Brasileiros. ACC até pouco tinha mais forte.

Infelizmente as pessoas de construtoras nunca souberam usar do seu tamanho para fazer certas ligações acontecerem.

 

Tem mercado na Africa que chegou a ter 8 mil Brasileiros expatriados. Com as familias, bate facil 12 mil. Isso da demanda forte para um voo semanal, e o voo poderia ajudar até a gerar mais demanda e o estabelecimento de outros negocios (as construtoras nunca pensaram em levar outros investimentos)

Share this post


Link to post
Share on other sites

Autopresente com pá de bronze:

 

Effective 09DEC19, Emirates will begin daily flights to MEX via BCN
EK 255 DXB - BCN 0330 0800
.............BCN - MEX 0955 1615
EK 256 MEX - BCN 1940 1325+1
............ BCN - DXB 1510+1 0045+2
Emirates plans to launch flights to Mexico City
DUBAI, 9 hours, 0 minutes ago
Emirates announced today its plan to launch a new daily service from Dubai to Mexico City International Airport, via the Spanish city of Barcelona, starting on December 9.
Emirates’ Mexico City flight will be a linked service with Barcelona, meaning that customers can now travel between the two cities in unprecedented style and comfort. Citizens from Mexico, Spain and the UAE only need their passports to enjoy visa-free travel to each respective country.
The new route will be operated with a two-class Emirates Boeing 777-200LR which offers 38 Business Class seats in a 2-2-2 configuration and 264 seats in Economy Class. The new 777 flight will also offer up to 14 tonnes of cargo, opening up access to more global markets for Mexican exports such as avocados, berries, mangoes, automotive parts and medical supplies. Emirates SkyCargo has been flying freighters to/from Mexico City since 2014 already and in the last year carried over 22,500 tons of cargo on the route.
Sir Tim Clark, president of Emirates Airline, said: “We are excited to be able to introduce new air connectivity between Dubai and Mexico. The availability of high-quality, daily international air services is essential for the development of tourism, business and cultural ties. Trade, especially in high-value and time-sensitive products, will be facilitated by the ample cargo capacity on Emirates’ Boeing 777 aircraft. We also expect tourism to receive a major boost from the daily flights on our newly-refurbished Boeing 777-200LR.”
Sir Tim added: “Due to the high altitude of Mexico City airport, it is not possible to operate a non-stop flight from Dubai, and Barcelona was a natural choice for a stopover. We are pleased to offer a direct connection on the route between the Spanish city and Mexico City that has long been neglected by other airlines and remains underserved despite the strong customer demand. We would like to thank the authorities and our partners in both Spain and Mexico for their support of the new route and look forward to provide our unique product and award-winning service to travellers.”
“Mexico supports the launch of the long-awaited flight Dubai-Barcelona-Mexico City, which responds to Mexico’s Government tourism policy towards opening new markets and strengthening connectivity between the Middle East and Mexico. We are eager to receive tourists from this part of the world”, said Mexico’s Minister of Tourism, Miguel Torruco Marqués.
Mexico City, the first destination in Mexico to be served by Emirates, is the largest city of Mexico and the most populous city in North America. Mexico’s capital is one of the most important cultural and financial centres in the Americas, accounting for nearly a third of the nation’s GDP. Located in the Valley of Mexico at an altitude of 2,240 metres, the city is famous for its historic centre known as Zocalo, a designated Unesco World Heritage Site. Mexico City is also an important trade and industrial city, specifically in the automotive, medical supplies and pharmaceutical industries.
Mexico is a popular destination for business and leisure travellers around the world, in particular from the UAE, Spain, India, Pakistan, Singapore, Egypt and Lebanon. Mexico is also home to Middle East communities that can now take advantage of the new service.
Dubai is also increasing in popularity with Mexican travellers. In the first five months of 2019 alone, Mexican visitor numbers to Dubai have grown by 32 per cent compared to the same period last year.
Emirates flight EK 255 will depart Dubai at 03:30 local time, arriving in Barcelona at 08:00 before departing again at 09:55 and arriving into Mexico City at 16:15 on the same day. The return flight EK256 will depart Mexico City at 19:40 local time, arriving in Barcelona the next day at 13:25. EK256 will depart once again from Barcelona at 15:10 bound for Dubai where it will arrive at 00:45 the following day, facilitating convenient onward connections to numerous destinations in India, South East Asia and the Middle East. - TradeArabia News Service

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aeromexico está operando a rota MEX-BCN 3vps desde 15 de junho com 788. Para MAD, voam 18vps desde MEX. 11vps para CDG e 7 até AMS e LHR. No MEX-MAD, a Iberia dispoe de 21 vps semanais. MEX-CDG, AF 7vps(alguns voos com A380); MEX-LHR, BA 7vps; MEX-AMS,KLM 7vps; e, no MEX-FRA, LH, 7 vps. Ainda existe voos da capital mexicana para MUC(LH 5vps) e FCO(7vps).

 

Sinto falta de voos conectando Guadalajara e Monterrey até a Europa - apesar das fáceis conexões em MEX e, também, nos EUA - como em IAH/DFW/ATL/MIA etc.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ah, Turkish vai começar MEX-IST via CUN. 789 3vps. Quem sabe nos próximos anos não veremos Swiss e TAP se aventurando em tierras mexicanas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pelo AENA, comercial/regular, todas cias/rotas, ida+volta:

 

6M18 6M19 absoluto voos média

CO-ES 669.006 658.046 -1,6% -10.960 2.802 235 pax/voo

BR 508.938 568.745 +11,8% +59.807 2.084 273

AR 523.185 564.212 +7,8% +41.027 2.280 247

MX 455.772 527.225 +15,7% +71.453 1.971 267

PE 359.290 361.364 +0,6% +2.074 1.403 258

CL 229.070 260.921 +13,9% +31.851 972 268

Share this post


Link to post
Share on other sites

Am. Sul-ES

 

JJ 6M18 149.151 6M19 219.031 +46,9% +69.880 pax

 

LA 188.126 158.180 -15,9%

LP 116.833 109.514 +6,3%

XL 31.053 30.473 -1,9%

LAs 336.012 298.167 -11,3% -37.845 pra encher 77W/359 no GRU-MAD/BCN, os chilenos tiveram que sacrificar SCL e LIM, ou os yields nesses mercados não estavam justificando brigar com IB.

 

LTM 485.163 517.198 +6,6%

 

AV 365.816 406.533 +11,1%

AM 117.775 151.491 +28,6%

AR 107.607 124.782 +16,0%

 

OM-ES

EK 505.741 456.533 -9,7% deve ser por isso

QR 317.134 390.248 +23,1%

EY 79.635 154.091 +93,5% :yeah:

Edited by TheJoker

Share this post


Link to post
Share on other sites

O que explica tanta demanda no MEX? Impressionante a rota MEX-MAD.

 

Aeromexico está operando a rota MEX-BCN 3vps desde 15 de junho com 788. Para MAD, voam 18vps desde MEX. 11vps para CDG e 7 até AMS e LHR. No MEX-MAD, a Iberia dispoe de 21 vps semanais. MEX-CDG, AF 7vps(alguns voos com A380); MEX-LHR, BA 7vps; MEX-AMS,KLM 7vps; e, no MEX-FRA, LH, 7 vps. Ainda existe voos da capital mexicana para MUC(LH 5vps) e FCO(7vps).

Sinto falta de voos conectando Guadalajara e Monterrey até a Europa - apesar das fáceis conexões em MEX e, também, nos EUA - como em IAH/DFW/ATL/MIA etc.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Muitas empresas espanholas no México. Considerável colónia mexicana lá e espanhola cá. Muitos mexicanos visitam Europa e, a Espanha, é o destino número 1.

 

Assim como muitos países latinos, a Espanha é a referência de Europa para eles. Não é diferente do Mexico - apesar da grande influência e ligação com EUA.

 

Se bem que existe muito investimento alemão no mexico, sobretudo, no setor automobilístico/ metal-mecânico.

Share this post


Link to post
Share on other sites

1,011,280, esta foi a oferta/demanda entre Espanha e México em 2018 segundo a Sabre.

Share this post


Link to post
Share on other sites

1,011,280, esta foi a oferta/demanda entre Espanha e México em 2018 segundo a Sabre.

 

Pelo AENA, MAD-MEX teve 781.828 pax 3º

MAD-CUN 310.923

total 1.092.751 IB 498.276 AM 283.552 UX 126.271 Wamos (EB) 92.585 Evelop (E9) 92.067

 

 

MAD-BOG 882.712 1º

MAD-EZE 865.591 2º

MAD-GRU 644.067 4º

Edited by TheJoker

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...