Jump to content

Gol - Custo da greve


TheJoker

Recommended Posts

São Paulo, 4 de junho de 2018 - GOL Linhas Aéreas Inteligentes S.A. (“GOL” ou “Companhia”), (B3: GOLL4 e NYSE: GOL). Entre 21 de maio de 31 de maio, o Brasil sofreu uma extensa greve nacional de caminhoneiros. Com caminhões parados e bloqueando as rodovias, fornecimentos de combustível, alimentos e suprimentos médicos deixaram de ser entregues em pontos de distribuição. A paralisação começou a aliviar em 27 de maio, após representantes dos caminhoneiros e do governo chegaram a um acordo. Em resposta a perguntas de investidores referentes aos impactos operacionais e financeiros da greve na GOL, a

 

Companhia reporta as seguintes informações preliminares:

 

Como resultado dos esforços da equipe da GOL e sua estratégia de malha, a Companhia operou 99,4% de seus voos programados de 21 de maio até 31 de maio, cancelando somente 12 de 7.275 voos programados no período devido à greve.

 

Esses voos foram:

25 de maio: G3 1718 (Brasília - Teresina) G3 1723 (Teresina - Brasília)

26 de maio: G3 1810 (Recife - Fortaleza) G3 1823 (Fortaleza - Natal) G3 1844 (Recife - Fernando de Noronha) G3 1845 (Fernando de Noronha - Recife) G3 1838 (Natal - Fortaleza) G3 1809 (Fortaleza - Natal) G3 1549 (Maceió - Guarulhos)

27 de maio: G3 1798 (Rio Branco - Cruzeiro do Sul) G3 1799 (Cruzeiro do Sul - Rio Branco)

29 de maio: G3 1713 (Cuiabá - Brasília)

 

Com o anúncio da greve, a GOL ativou seu plano de contingência operacional, gerenciando combustível e rotas, reposicionando tripulações substitutas, abastecimento (tankering) de combustível e efetuando 69 pousos técnicos de reabastecimento entre 23 de maio e 31 de maio para evitar cancelamentos de voos. “Nossa prioridade foi garantir que os clientes com passagens emitidas chegassem a seus destinos com segurança e com o menor transtorno possível”, disse o vice-presidente de operações da GOL, Sergio Quito. “A malha e a frota padronizada da GOL são diferenciais chave que provaram ser essenciais para garantir um baixo número de decolagens canceladas.”

 

Os passageiros afetados foram contatados pela Companhia e os voos foram remarcados sem cobrança de taxas de alteração.

 

Para atender às necessidades de carga aérea, em 30 de maio a GOL reiniciou o transporte de carga. Entre 30 de maio e 1º de junho a Companhia embarcou aproximadamente 700.000 quilos, incluindo aproximadamente 50.000 quilos de produtos farmacêuticos.

 

O compromisso da GOL em cumprir com seus voos programados e assegurar que seus passageiros chegassem aos seus destinos, com mínimo de transtorno possível, resultou em um impacto direto estimado da greve estimado de aproximadamente R$8 milhões de despesas operacionais incrementais e um impacto de R$29 milhões nas receitas operacionais.

 

 

http://ri.voegol.com.br/download_arquivos.asp?id_arquivo=15AA870D-B1D9-41CC-BF30-6B2430D4E2C9

Link to comment
Share on other sites

Carnaval a toa ou o negócio foi realmente eficiente na laranja?

 

Pode ser consiga recuperar parte da receita perdida em maio, senão são R$37 milhões de impacto no próximo resultado trimestral.

Link to comment
Share on other sites

Eficiente no operacional por não ter muito cancelamentos, já no financeiro a conferir no próximo balanço, LF de maio e junho.

Link to comment
Share on other sites

Eficiente no operacional por não ter muito cancelamentos, já no financeiro a conferir no próximo balanço, LF de maio e junho.

Penso eu que esses cancelamentos sairiam muito mais caro do que a operação realizada pra manter a malha funcionando quase normalmente.

Link to comment
Share on other sites

Penso eu que esses cancelamentos sairiam muito mais caro do que a operação realizada pra manter a malha funcionando quase normalmente.

É controverso... Houve uma diminuição de compras no período e um aumento de não comparecimento e cancelamentos, o que pode afetar o LF. Só com a divulgação dos dados iremos saber.

Link to comment
Share on other sites

É controverso... Houve uma diminuição de compras no período e um aumento de não comparecimento e cancelamentos, o que pode afetar o LF. Só com a divulgação dos dados iremos saber.

 

O ponto que acho que geraria um custo absurdo caso cancelassem vários voos seria os direitos que a ANAC deu pros PAX, alimentação, acomodação e até mesmo bilhete em outras CIAs.

 

 

 

Atraso superior a 2 horas:

  • Alimentação (voucher para almoço, jantar ou lanche);
  • Comunicação (telefone­ma).

Cancelamento ou atraso superior a 4 horas (ou se já houver estimativa desse atraso):

Nesse caso, o cliente tem o direito de decidir a melhor opção de acomodação. O passageiro não é obrigado a aceitar a proposta da empresa aérea. No caso de cancelamentos, é muito comum as empresas ocultarem o direito do passageiro de escolher voos de outras empresas. Isso porque elas pagam caro para reacomodar os passageiros nas concorrentes. Mas é um direito seu! Exija se precisar.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade