Jump to content

Confins deve ganhar novo voo da Azul para Fort Lauderdale


TheJoker

Recommended Posts

Em reunião (20/07) entre o Secretário de Turismo Paulo Almada e representantes da Azul, ficou acertada a criação da rota, ainda sem data e quantidade de frequências semanais.

 

 

https://www.otempo.com.br/capa/economia/confins-deve-ganhar-novo-voo-da-azul-para-miami-1.2003324

Link to comment
Share on other sites

Uma esticada desse vôo saindo de Confins e parando em Belém não ajudaria na sustentação de um vôo quase diariamente ?

 

Nesse caso iria sobrepor com a rota BEL-FLL já operada pela própria Azul, então acho bem pouco provável que isso seja feito algum dia.

 

Mas pra mim, demanda para 4 vps já existe contando apenas com o banco de conexões da própria Azul em CNF e levando em consideração a saída da American.

Link to comment
Share on other sites

 

Nesse caso iria sobrepor com a rota BEL-FLL já operada pela própria Azul, então acho bem pouco provável que isso seja feito algum dia.

 

Mas pra mim, demanda para 4 vps já existe contando apenas com o banco de conexões da própria Azul em CNF e levando em consideração a saída da American.

Não seria sobreposição do BEL-FLL, seria o vôo começando em CNF, escalando BEL, até FLL de A33.

 

Liberaria o A32 pra outro trilho.

Link to comment
Share on other sites

É melhor a Azul antecipar seu diurno CNF-BEL em 1 hora para conciliar com BEL-FLL.

 

CNF-BEL de A330 é queimar ciclo a toa e bater lata nesta etapa.

 

Não há vantagem de liberar o trilho de A320, visto que a empresa vem recebendo e 95% (chute) pode substituir pelo E195. Problema é o A330.

Link to comment
Share on other sites

Não seria sobreposição do BEL-FLL, seria o vôo começando em CNF, escalando BEL, até FLL de A33.

 

Liberaria o A32 pra outro trilho.

Acho que o voo deixará de ser atrativo, pois os passageiros desceriam para fazer imigração ou a imigração seria feita em CNF?

Link to comment
Share on other sites

Acho que o voo deixará de ser atrativo, pois os passageiros desceriam para fazer imigração ou a imigração seria feita em CNF?

Seria feita em BEL.

Link to comment
Share on other sites

Seria feita em BEL.

 

E com isso ainda criaria um outro problema, operacional, de ter que desembarcar a grande maioria dos passageiros e reembarcar todos, seria no mínimo 3 horas de solo, isso sendo ultra otimista. Iria espantar a grande maioria dos passageiros, que hoje em dia estão muito acostumados com voos diretos. Os famosos voos pinga-pinga são muito mais raros hoje em dia.

Link to comment
Share on other sites

Acho que o voo deixará de ser atrativo, pois os passageiros desceriam para fazer imigração ou a imigração seria feita em CNF?

CNF-BEL não seria vôo doméstico, i imigração feita em CNF.

Só complementaria o vôo buscando LF pra 100%

Link to comment
Share on other sites

CNF-BEL não seria vôo doméstico, i imigração feita em CNF.

Só complementaria o vôo buscando LF pra 100%

Voo internacional com tag-on é pouquíssimo atrativo e difícil de rentabilizar. Não vai acontecer.

Link to comment
Share on other sites

Esperamos ver se com a saída em definitivo da dupla AA/LA os loads para a flórida melhoram para a AD, manter as operações no níveis que tem MCO não é economicamente viável.

Talvez 3x FLL e 4x MCO? quem sabe, como disse o colega acima

Link to comment
Share on other sites

Seria feita em BEL.

Por isso acho que o voo deixará de ser atrativo fazendo parada em BEL, primeiro que será vendido o trecho interno, segundo que deve descer todo mundo e depois subir de novo, ui....sem chance mesmo

Link to comment
Share on other sites

Esperamos ver se com a saída em definitivo da dupla AA/LA os loads para a flórida melhoram para a AD, manter as operações no níveis que tem MCO não é economicamente viável.

Talvez 3x FLL e 4x MCO? quem sabe, como disse o colega acima

 

Economicamente viável, e com 95% de certeza, lucrativa. A Azul carrega muitas conexões em CNF, é o segundo maior hub, e com uma vantagem sobre VCP, que é conseguir captar passageiros São Paulo através de CGH, em conexão em CNF para os EUA, já que o pax da cidade de SP não deixa de embarcar em GRU para embarcar em VCP, mas com certeza o fará se puder embarcar em CGH e fazer uma rápida conexão intermediária, além também que CNF atende o RJ sem backtrack nenhum, um mercado considerável, e EZE, que não possui ligação com VCP. Com o O&D de BH mais as conexões dos mais de 40 destinos da Azul em CNF, pode-se facilmente sustentar CNF-FLL diário e CNF-MCO 5x semanais, e se a AD ainda se aventurar a lançar COR, ROS e MVD saindo de CNF, concorrendo com as conexões da LATAM em GRU, os resultados podem ser excelentes. Veja pelos loads da Azul, American e Copa (que carrega muitas conexões aos EUA) nos dois últimos meses, levando em conta ainda que maio e junho são meses fraquíssimos.

 

Maio

American

MIA-CNF: 72,49%

CNF-MIA: 88,62%

Azul

MCO-CNF: 96,86%

CNF-MCO: 92,33%

EZE-CNF: 74,80%

CNF-EZE: 82,07%

Copa

PTY-CNF: 74,03%

CNF-PTY: 84,17%

Junho

American

MIA-CNF: 68,60%

CNF-MIA: 63,20%

Azul

MCO-CNF: 88,81%

CNF-MCO: 86,80%

EZE-CNF: 75,89%

CNF-EZE: 77,89%

Copa

PTY-CNF: 68,75%

CNF-PTY: 72,11%

Link to comment
Share on other sites

Em reunião (20/07) entre o Secretário de Turismo Paulo Almada e representantes da Azul, ficou acertada a criação da rota, ainda sem data e quantidade de frequências semanais.

 

 

Sempre sou cético com esses vôos anunciados por Secretários de Turismo. Ainda mais sem data prevista, quantidade de voos...

 

 

 

 

Economicamente viável, e com 95% de certeza, lucrativa. A Azul carrega muitas conexões em CNF, é o segundo maior hub, e com uma vantagem sobre VCP, que é conseguir captar passageiros São Paulo através de CGH, em conexão em CNF para os EUA

 

Ocupação não quer dizer que o yield é suficiente pra tornar o vôo lucrativo...

 

Captar pax em CGH: sim, mas isso vale pra vários aeroportos não? Tipo, se a LATAM lançar vôos de BSB, pode ter passageiros fazendo CGH-BSB-MIA...ou a Gol nos vôos de BSB e FOR...

 

Vôos pra COR, MDZ, MVD, ROS: não sei, acho que seriam poucos passageiros que vão optar por isso - a LATAM tem muito mais opções em GRU, seja pros EUA (MIA, MCO, JFK, e agora Las Vegas e Boston, sem falar em vôos da AA), seja pra Europa, em breve com os acréscimos de Lisboa, Munique...sem falar em Tel Aviv...

Link to comment
Share on other sites

 

Sempre sou cético com esses vôos anunciados por Secretários de Turismo. Ainda mais sem data prevista, quantidade de voos...

 

 

 

Ocupação não quer dizer que o yield é suficiente pra tornar o vôo lucrativo...

 

Captar pax em CGH: sim, mas isso vale pra vários aeroportos não? Tipo, se a LATAM lançar vôos de BSB, pode ter passageiros fazendo CGH-BSB-MIA...ou a Gol nos vôos de BSB e FOR...

 

Vôos pra COR, MDZ, MVD, ROS: não sei, acho que seriam poucos passageiros que vão optar por isso - a LATAM tem muito mais opções em GRU, seja pros EUA (MIA, MCO, JFK, e agora Las Vegas e Boston, sem falar em vôos da AA), seja pra Europa, em breve com os acréscimos de Lisboa, Munique...sem falar em Tel Aviv...

 

Pior ainda quando não fala quem da empresa partcipou...

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade