Jump to content
Sign in to follow this  
Dreamliner

Encerramento de relação entre LATAM e Multiplus

Recommended Posts

Fato relevante publicado no RI da MPLUS hoje:

 

http://ri.pontosmultiplus.com.br/download_arquivos.asp?id_arquivo=73B28AEF-954C-42E6-96DC-47109EB3698D

 

"A Multiplus S.A. (B3: MPLU3) (“Companhia”), em atendimento ao disposto na Lei nº 6.404/76 e na Instrução da Comissão de Valores Mobiliários (“CVM”) nº 358, de 03 de janeiro de 2002, conforme alteradas, vem informar aos seus acionistas e ao mercado em geral que recebeu nesta data correspondência de TAM Linhas Aéreas S.A. endereçada ao Conselho de Administração e à Diretoria Executiva da Companhia informando que (i) não pretende prorrogar ou renovar o Contrato Operacional firmado com a Companhia e descrito no item 16.4 do Formulário de Referência da Companhia, e (ii) pretende realizar uma Oferta Pública Unificada de Aquisição de Ações Ordinárias de Emissão da Companhia para fins de Cancelamento de Registro de Companhia Aberta e Saída do Novo Mercado (“Oferta” e “Correspondência”)."

Share this post


Link to post
Share on other sites

O mesmo ocorreu com a Aeroplan e a Air Canada, não é? E a Aeroplan e a Multiplus tem em comum a Aimia.

E a AirCanada irá comprar a Aeroplan.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Confesso que não entendi a salada da Air Canada. Ela vendeu o Aeroplan e agora está comprando novamente, para incorporar a um novo programa de fidelidade? Qual seria a vantagem disso?

 

No caso da LATAM, seria possível uma fusão entre os dois programas da cia ao invés de vender e depois comprar como fez a Air canada?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Resumo

 

A TAM pretende fechar o capital da Multiplus vai fazer uma oferta para compra das ações no mercado “Delisting Tender Offer”

Share this post


Link to post
Share on other sites

Resumindo, a Latam vai tirar o fidelidade do acordo com a Multiplus, ou seja, acabaram-se os acordos com a vivo, Ipiranga, Americanas, etc.

Num segundo passo vão retirar o fidelidade da bolsa e fechar o capital.

No terceiro passo, que não é dado na notícia, mas bem óbvio pra nós, e cuja bola já foi levantada aqui antes, vão fundir o Latam Pass com o Fidelidade.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O mesmo ocorreu com a Aeroplan e a Air Canada, não é? E a Aeroplan e a Multiplus tem em comum a Aimia.

E a AirCanada irá comprar a Aeroplan.

 

 

Confesso que não entendi a salada da Air Canada. Ela vendeu o Aeroplan e agora está comprando novamente, para incorporar a um novo programa de fidelidade? Qual seria a vantagem disso?

 

No caso da LATAM, seria possível uma fusão entre os dois programas da cia ao invés de vender e depois comprar como fez a Air canada?

A Air Canada fez spin-off da Aeroplan lá por volta de 2004/2005. Posteriormente a Aeroplan criou a AIMIA como a holding, que tem negócios em outros programas de fidelização, como o Club Premier da Aeromexico.

 

Mês passado a Air Canada, junto com bancos canadenses, comprou o programa Aeroplan da AIMIA, com o objetivo de criar um programa de fidelização próprio.

 

A AIMIA e a Multiplus foram sócias em uma JV, que depois a última comprou a parte dos canadenses.

 

Resumo

 

A TAM pretende fechar o capital da Multiplus vai fazer uma oferta para compra das ações no mercado “Delisting Tender Offer”

Vem aquela conversa de um outro tópico, é melhor ter empresa de capital fechado, na qual pode ter mais liberdade de fazer negócios (comprar bilhetes antecipados), do que dividir com os acionistas e seguir parâmetros de governança corporativa. Fora que LATAM terá mais liberdade de negócios e lançar produtos com a Multiplus.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Meus prezados

Insatisfeita, Latam Brasil compra e acaba com Multiplus
O Latam Airlines Group SA anunciou hoje que sua afiliada consolidada Tam Linhas Aéreas SA (agora conhecida como Latam Airlines Brasil), não pretende renovar ou estender seu acordo operacional com a Multiplus SA, sua afiliada de coalizão de fidelidade, após 31 de dezembro de 2024. Simultaneamente, a Latam Airlines Brasil anunciou sua intenção de comprar todas as ações ordinárias da Multiplus que as afiliadas da Latam não possuem atualmente (“Delisting Tender Offer”) e, posteriormente, delistar a Multiplus do Novo Mercado B3 no Brasil e cancelar seu registro.

Segundo comunicado da Latam, desde a associação de negócios da Lan e Tam, em 2012, as afiliadas do Latam Airlines Group têm operado dois programas de passageiro frequente separados e distintos. No Brasil, o Latam Fidelidade (herdado da Tam) é operado pela Multiplus. A Latam detém indiretamente uma participação de 72,7% na Multiplus; o restante é negociado no Novo Mercado B3 no Brasil desde seu IPO, realizado em 2010 – antes da associação de negócios da Lan e da Tam.

Já o Latam Pass - sucessor do programa Lan Pass da Lan - é o principal programa de passageiros frequentes na maioria dos mercados de língua espanhola. O Latam Pass é totalmente de propriedade da Latam e operado internamente pela empresa e atualmente tem 14,7 milhões de associados. A intenção é que a Latam Brasil siga esse modelo de negócios, voltando a operar seu programa de fidelidade.

RESULTADOS INSATISFATÓRIOS
“Apesar dos esforços coordenados da Latam, da Latam Airlines Brasil e da Multiplus, a força inerente ao produto não foi suficiente para reforçar a liderança da Multiplus no mercado brasileiro de pontos de fidelidade, cada vez mais competitivo. Apesar de vários aditivos ao contrato que buscaram restabelecer a competitividade (incluindo, mais recentemente este ano, reduções médias de 5% nos preços domésticos de passagens e de 2% nos preços dos tickets internacionais oferecidos à Multiplus), a participação de mercado da Multiplus continuou sem evoluir”, analisa a Latam em comunicado.

Como resultado, a Latam Airlines Brasil notificou ontem o Conselho de Administração da Multiplus que não pretende renovar ou prorrogar o contrato após 31 de dezembro de 2024. “No futuro, a Latam Airlines Brasil pretende administrar seu programa de fidelidade de passageiros internamente, proteger os yields de passageiros da companhia aérea e obter flexibilidade total na gestão de sua estratégia de receita”.

A fim de minimizar os custos de transição e atrito para todas as partes interessadas, o Latam Airlines Group decidiu apoiar a Latam Airlines Brasil na busca da aquisição completa da Multiplus. A aquisição da Multiplus e sua total integração à rede da Latam, juntamente com o Latam Pass, criarão o que a Latam estima ser o quarto maior programa de passageiro frequente e de fidelidade do mundo (medido pela quantidade de clientes) e consolidará o relacionamento do Grupo Latam com os 21,1 milhões de clientes na Multiplus. "Os pontos dos clientes da Multiplus e benefícios de resgate permanecerão intactos, e os parceiros comerciais da Multiplus se beneficiarão de melhorias em aquisição de clientes, retenção e compartilhamento de carteira", garante a empresa em comunicado.

A transação abrangerá um processo de oferta pública (a “Oferta”) da Latam Airlines Brasil pelo equivalente a aproximadamente 27,3% do capital social em circulação da Multiplus e o subsequente cancelamento do registro da Multiplus como companhia aberta na CVM e da exclusão da Multiplus do segmento de listagem Novo Mercado (“Exclusão de registro”), de acordo com as leis e os regulamentos corporativos e de valores mobiliários brasileiros.

A Latam Airlines Brasil espera arquivar a referida documentação até o início de outubro.Para capturar rapidamente as sinergias projetadas, a intenção da Latam Airlines Brasil é incorporar a Multiplus na Latam Airlines Brasil no prazo mais breve possível após concluir o processo de Exclusão de registro.

A Latam Airlines Brasil anunciou um preço de compra pretendido de R$ 27,22 por ação, o que representa o preço médio ponderado da ação medido pelo volume de dividendos da Multiplus nos últimos 90 pregões. O preço de compra pretendido representa um prêmio de 11,6% sobre o preço da ação de R$ 24,40 da Multiplus no fechamento do mercado ontem e implica uma aquisição total aproximada de R$ 1,2 bilhão (cerca de US$ 289 milhões) para todo o free float de 27,3% Multiplus.

Fonte: Artur Luiz Andrade para PANROTAS 5 set 2018

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

A Air Canada fez spin-off da Aeroplan lá por volta de 2004/2005. Posteriormente a Aeroplan criou a AIMIA como a holding, que tem negócios em outros programas de fidelização, como o Club Premier da Aeromexico.

 

Mês passado a Air Canada, junto com bancos canadenses, comprou o programa Aeroplan da AIMIA, com o objetivo de criar um programa de fidelização próprio.

 

A AIMIA e a Multiplus foram sócias em uma JV, que depois a última comprou a parte dos canadenses.

 

Vem aquela conversa de um outro tópico, é melhor ter empresa de capital fechado, na qual pode ter mais liberdade de fazer negócios (comprar bilhetes antecipados), do que dividir com os acionistas e seguir parâmetros de governança corporativa. Fora que LATAM terá mais liberdade de negócios e lançar produtos com a Multiplus.

 

Sem contar que a LATAM escolheu um momento interessante para fazer o fechamento de capital da MPLU3.

 

A cotação da Multiplus geralmente (últimos 5 anos) fica na casa dos BRL 30,00 - 40,00, salvo momentos de stress no mercado, então fechar a BRL 27,22 já representa uma economia para a LA, lembrando que o IPO da Mutiplus ficou entre 15,00 e 16,00 em 2010, ou seja, para os acionistas com ações da LATAM foi um bom negócio o fechamento, considerando a variação da taxa de juros no período, já para quem comprou MPLU3 na faixa de 30,00 deve estar lamentando!

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

A LATAM esta com grana estimam R$ 1.2 B para fechar capital....

 

Parece que grana nao e problema...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Para saber mais detalhes da OPA do Multiplus

 

Foi anunciado no dia 05 de Setembro a intenção da Latam de realizar a OPA da Multiplus.

A intenção de realizar a OPA da Multiplus foi anunciado por meio de um fato relevante, que você pode acessar na íntegra clicando aqui.

A OPA do Multiplus é um processo feito para fechar o capital da empresa. A Latam, acionista controlador, realizou uma oferta para comprar a totalidade de ações da empresa e assim retirar a sua listagem da bolsa de valores.

A OPA da MPLU3 vem acompanhado, ainda, de um pedido de retirada da empresa do novo mercado.

A Oferta é pelo preço de R$ 27,22 por ação. A companhia chegou neste valor utilizando a média ponderada do valor da ação nos últimos 90 dias e acrescendo um prêmio de 11,6%.

 

O que é uma OPA? OPA da Multiplus

 

OPA é a sigla para oferta pública de aquisição. Uma OPA pode, de certa forma, ser encarada como o contrário de um IPO.

Enquanto uma empresa que deseja abrir capital realiza o seu IPO, uma empresa que decide deixar a condição de companhia listada realiza uma OPA.

A OPA deve ser acompanhada de um laudo para definir o valor justo da ação.

No caso específico da OPA da MPLU3 esta instituição será o Credit Suisse. As premissas para definir o preço justo de uma oferta pública de aquisições são:

- Expectativa de fluxo de caixa futuro da empresa

- Patrimônio líquido da companhia

- Preço médio da ação nos últimos 12 meses

 

Na prática, essa avaliação do preço justo nada mais é do que um processo de valuation. A necessidade de ser definido o preço justo por uma terceira parte existe para garantir mais segurança aos acionistas minoritários.

Ao incluir esta necessidade a CVM garante que o mercado terá conhecimento do valor considerado justo pelo laudo da avaliadora, e assim os investidores podem tomar a decisão sobre aderir ou não a OPA com um maior esclarecimento.

 

Passos para a realização de uma OPA

 

O primeiro passo para realizar uma OPA é a divulgação de um fato relevante com a intenção de fechar o capital, como no caso da Multiplus.

Uma vez realizado este passo, o seguinte entrar com uma solicitação da oferta de encerramento da listagem perante a CVM.

A CVM, então, analisa esta solicitação e pode aprovar ou não a oferta.

Uma vez que a oferta seja aceita pela CVM ela deve conter o mínimo de aprovação de dois terços dos acionistas minoritários para ser aprovada.

No caso da OPA da MPLU3, como esta é uma empresa listada no novo mercado, o mais alto grau de governança corporativa no país, a divulgação do fato relevante é seguida da convocação de uma assembleia de acionistas para que esses possam deliberar sobre a oferta.

Os acionistas tem o direto ainda de solicitar um novo segundo do preço justo da ação, caso se mostram insatisfeitos com o primeiro.

Caso o preço do segundo laudo seja maior que o primeiro, vale o segundo e a empresa tem 5 dias úteis para aceitar a oferta. Caso este segundo laudo seja inferior, vale o valor definido pelo primeiro laudo.

Uma vez definido o preço os acionistas devem informar às suas corretoras se aceitam ou não a oferta do controlador.

 

Motivos alegados para realização da OPA da Multiplus

 

A Latam levantou algumas razões para justificar a solicitação de fechamento de capital.

Segundo a empresa, o fato de a Latam e a Multiplus terem estruturas separadas prejudica a execução operacional do negócio. Fato que, novamente segundo a Latam, fez a Multiplus perder market share.

Segundo a controladora, o mercado de fidelidade está em uma processo de mudança veloz, e que isto necessita uma maior celeridade na tomada de decisões, que seria possível com a consolidação das duas empresas.

A Latam argumenta ainda que a oferta fornece uma oportunidade de liquidez aos acionistas minoritários, visto que a mesma já declarou a sua intenção de não renovação do contrato com a Multiplus.

 

Precedentes no caso da OPA da MPLU3

 

A OPA não é um caso muito frequente no mercado de capitais brasileiro, principalmente no que diz respeito a empresas com uma relevante capitalização de mercado.

No ano de 2017 a Unipar Carbocloro tentou realizar o seu fechamento de capital mas teve a sua solicitação impedida pelos acionistas minoritários. Desde então, a ação acumula uma expressiva alta.

No caso da Unipar o valor estipulado para fechar o capital era abaixo, inclusive, do valor atual do mercado. Fato que levou os acionistas a recusarem a proposta.

No caso da OPA da Multiplus a situação pode vir a ser diferente, pois a Latam afirma que não irá renovar o contrato entre as duas empresas, comprometendo a expectativa de fluxo de caixa futuro da Multiplus.

No entanto, ainda é possível que os acionistas minoritários consigam elevar o preço ofertado pela Latam, ou que até consigam invalidar a OPA.

É importante ressaltar que, assim como a Multiplus depende da Latam, a última também depende do seu braço de fidelidade. Isto ocorre pois a Multiplus é uma empresa com cerca de 20 milhões de clientes e com capital de giro bastante expressivo.

 

Conclusão sobre a OPA da Multiplus

 

A solicitação para o fechamento de capital da Multiplus é algo a se lamentar para os investidores do mercado de capitais. Isto ocorre pois ela é uma companhia rentável, com alto fluxo de caixa e bons pagamentos de dividendos. Sendo assim, caso a OPA seja de fato concluída, os investidores perdem a chance de associar a este negócio lucrativo.

A Suno Research reafirma o compromisso com os seus clientes de mante-los informados acerca de todo o processo de realização da OPA da Multiplus. Bem como garante que agirá para que o interesse dos acionistas minoritários seja respeitado.

 

Fonte: Suno Research em https://www.sunoresearch.com.br/artigos/opa-da-multiplus/

 

Na minha modesta opinião e tendo contrato até 2024 com a Multiplus, a oferta da OPA por meros R$27,22 pode dar com os burros nágua e ser rejeitada pelos acionistas. O preço da ação está atualmente perto disto e com muita volatilidade desde o anúncio, além disto é uma ação com bons rendimentos e vem pagando dividendos regularmente aos acionaistas. Logo, como estão amarradas ainda pelos próximos 5 anos, a correria pra fechar o capital até 2019 teria que ser muito boa aos acionistas, ou seja, pagar no presente aos acionistas uma compensação para convence-los a se desfazer de uma posição que naturalmente iria gerar lucros no futuro.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Motivos alegados para realização da OPA da Multiplus

A Latam levantou algumas razões para justificar a solicitação de fechamento de capital.
Segundo a empresa, o fato de a Latam e a Multiplus terem estruturas separadas prejudica a execução operacional do negócio. Fato que, novamente segundo a Latam, fez a Multiplus perder market share.
Segundo a controladora, o mercado de fidelidade está em uma processo de mudança veloz, e que isto necessita uma maior celeridade na tomada de decisões, que seria possível com a consolidação das duas empresas.
A Latam argumenta ainda que a oferta fornece uma oportunidade de liquidez aos acionistas minoritários, visto que a mesma já declarou a sua intenção de não renovação do contrato com a Multiplus.

 

Que desculpa mais esfarrapada, a TAM S/A tem +72% de participação e não consegue gerir a Multiplus? A GLAI tem 52% da Smiles e não está reclamando. :lol:

 

Fechando o capital é mais fácil pra LTM incorporar/unificar ao LTM PASS, simples assim.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Motivos alegados para realização da OPA da Multiplus

 

A Latam levantou algumas razões para justificar a solicitação de fechamento de capital.

Segundo a empresa, o fato de a Latam e a Multiplus terem estruturas separadas prejudica a execução operacional do negócio. Fato que, novamente segundo a Latam, fez a Multiplus perder market share.

Segundo a controladora, o mercado de fidelidade está em uma processo de mudança veloz, e que isto necessita uma maior celeridade na tomada de decisões, que seria possível com a consolidação das duas empresas.

A Latam argumenta ainda que a oferta fornece uma oportunidade de liquidez aos acionistas minoritários, visto que a mesma já declarou a sua intenção de não renovação do contrato com a Multiplus.

 

Que desculpa mais esfarrapada, a TAM S/A tem +72% de participação e não consegue gerir a Multiplus? A GLAI tem 52% da Smiles e não está reclamando. :lol:

 

Fechando o capital é mais fácil pra LTM incorporar/unificar ao LTM PASS, simples assim.

Pois é, quem fez a Multiplus encolher foi a própria LATAM e seu péssimo serviço. Quem saiu do Fidelidade migrou pro Smiles, TudoAzul e Amigo.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pelo que entendi a Multiplus, LAN Pass e Latam Fidelidade será uma empresa só é desta forma formar uma mega empresa e ser mais ágil sendo uma empresa só, só espero que não cancelem as parcerias com as empresas não aéreas

Share this post


Link to post
Share on other sites

Resumindo, a Latam vai tirar o fidelidade do acordo com a Multiplus, ou seja, acabaram-se os acordos com a vivo, Ipiranga, Americanas, etc.

Apesar de ser um cenário bem possível, não vi ainda nada sendo anunciado nesse sentido. A LATAM deve muito bem concluir os contratos do Multiplus sem alarde para evitar perdas desnecessárias.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Prezados

 

Eu vejo uma certa forçada de barra, para não falar outra coisa, vamos ver a Latam anuncia que não vai renovar o contrato com a Multiplus e junto anuncia uma oferta de compra das ações que não possui. Todos sabemos que a maior receita da Multiplus vem justamente da parceria com a Latam, ai eu te pergunto se você é acionista da Multiplus e sabe que a maior fonte de receita vai acabar você vende na oferta da Latam ou fica com um mico na mão?

 

No funco a Latam colocou o bode na sala da Multiplus.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

A Multiplus mandou esse release via e-mail para os clientes:

 

Prezado(a), Sergio Clemente,

 

Você faz parte do nosso dia a dia, e por isso queremos te contar sobre o anúncio envolvendo a Multiplus e a LATAM.

 

O Grupo LATAM, que já tem mais de 70% do controle acionário da Multiplus, anunciou que pretende adquirir 100% do controle da empresa. Como parte dessa decisão estratégica, a renovação do contrato atual, que venceria em 2024, não será mais necessária.

 

Por isso, estamos aqui para te trazer esta boa notícia e reforçar que nada muda para você, participante. O acúmulo e resgate de pontos em todos os nossos parceiros continua sem qualquer mudança.

 

Esta decisão tem o objetivo de fortalecer o programa e a rede de parceiros da Multiplus para oferecer uma experiência ainda melhor, principalmente no resgate de passagens aéreas - que sabemos ser o maior desejo de todos.

 

Continuaremos a trabalhar para que você possa aproveitar todos os benefícios do melhor programa de fidelidade.

 

 

 

Equipe Multiplus

 

 

http://view.emailpontosmultiplus.com.br/?qs=b807a768a3c01a228dc902b18a0052435731f547b7b17c07a9ffdbae2334df88b0fcb94869e21dd60cc65abc44074515935f3f16f3180c2844059561a57f930ec2fea808025fd8b721919ef223391e43

Share this post


Link to post
Share on other sites

A Multiplus mandou esse release via e-mail para os clientes:

 

Prezado(a), Sergio Clemente,

 

Você faz parte do nosso dia a dia, e por isso queremos te contar sobre o anúncio envolvendo a Multiplus e a LATAM.

 

O Grupo LATAM, que já tem mais de 70% do controle acionário da Multiplus, anunciou que pretende adquirir 100% do controle da empresa. Como parte dessa decisão estratégica, a renovação do contrato atual, que venceria em 2024, não será mais necessária.

 

Por isso, estamos aqui para te trazer esta boa notícia e reforçar que nada muda para você, participante. O acúmulo e resgate de pontos em todos os nossos parceiros continua sem qualquer mudança.

 

Esta decisão tem o objetivo de fortalecer o programa e a rede de parceiros da Multiplus para oferecer uma experiência ainda melhor, principalmente no resgate de passagens aéreas - que sabemos ser o maior desejo de todos.

 

Continuaremos a trabalhar para que você possa aproveitar todos os benefícios do melhor programa de fidelidade.

 

 

 

Equipe Multiplus

 

 

http://view.emailpontosmultiplus.com.br/?qs=b807a768a3c01a228dc902b18a0052435731f547b7b17c07a9ffdbae2334df88b0fcb94869e21dd60cc65abc44074515935f3f16f3180c2844059561a57f930ec2fea808025fd8b721919ef223391e43

Péssima comunicação.

Um cliente médio não vai entender essa frase:

"Como parte dessa decisão estratégica, a renovação do contrato atual, que venceria em 2024, não será mais necessária. "

Quem não entende de aviação vai achar que é o contrato do Multiplus com o cliente. Seria melhor não ter escrito essa informação para os clientes e ter apenas divulgado essa informação para a imprensa especializada.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Péssima comunicação.

Um cliente médio não vai entender essa frase:

"Como parte dessa decisão estratégica, a renovação do contrato atual, que venceria em 2024, não será mais necessária. "

Quem não entende de aviação vai achar que é o contrato do Multiplus com o cliente. Seria melhor não ter escrito essa informação para os clientes e ter apenas divulgado essa informação para a imprensa especializada.

 

Péssimo mesmo tudo o que saiu na mídia. Se para o investidor parece um bom negócio vender as ações de um "negócio que vai acabar", pro cliente é um péssimo negócio acumular milhas num "programa que vai acabar".

 

Está entre aspas porque não vai acabar. :lol:

Share this post


Link to post
Share on other sites

A LATAM Airlines Brasil Anuncia O Encerramento Bem-Sucedido Da Oferta Pública De Aquisição De Ações Ordinárias Da Multiplus S.A

 

São Paulo, Chile, 1 de abril de 2019– A LATAM Airlines Brasil, uma afiliada do Grupo LATAM Airlines S.A. (NYSE: LTM / IPSA: LTM), anuncia que o processo de oferta pública de ações ordinárias da Multiplus S.A. ("Multiplus") que as afiliadas da LATAM não possuem atualmente expirou hoje. A LATAM Airlines Brasil adquiriu 23,49% das ações ordinárias da Multiplus, atingindo 96,23%1 de seu capital social e, como resultado, a LATAM Airlines Brasil retirará ao Multiplus do Novo Mercado da B3 e cancelará seu registro, conforme anunciado em 5 de setembro. 2018.

Os acionistas que não negociarem suas ações durante a oferta pública que desejarem vender suas ações ordinárias em circulação à LATAM Airlines Brasil ainda poderão fazê-lo durante o período de três meses após a oferta pública, que é de 02 de abril de 2019 a 02 de julho, 2019
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade