Jump to content

Guarujá: Prefeitura se reúne com Daesp e empresa de aviação e aeroporto fica mais próximo


jambock

Recommended Posts

Meus prezados
Prefeitura se reúne com Daesp e empresa de aviação e aeroporto fica mais próximo
Representantes da Prefeitura de Guarujá e do Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp) estiveram reunidos nesta segunda-feira. Na pauta, as obras para viabilizar o aeroporto civil da Baixada Santista.
Informação obtida pela reportagem dá conta que o Governo do Estado estaria disposto a assumir as obras para finalmente concretizar o sonho de décadas de prefeitos e políticos em geral. No domingo, quem esteve na cidade foi uma equipe da empresa Azul, interessada em atuar no aeroporto, o que indica um grande avanço nas negociações.
A Prefeitura de Guarujá tem feito reuniões semanalmente com empresas e órgãos, tanto da iniciativa pública como da privada. O objetivo é tirar a obra do papel.
A reunião com o Daesp, de acordo com a Prefeitura, foi apenas um primeiro contato para ter acesso a alternativas para o aeroporto, que poderia ou não ter participação do Estado.
Até o momento, existe um projeto apresentado pela Prefeitura para utilizar o espaço da Base Aérea temporariamente, o que poderia ser feito em curto espaço de tempo, enquanto a sede definitiva seria construída do outro lado da pista – que já está reservado para essa finalidade.
Detalhes
A Prefeitura elaborou um novo edital para construção e exploração do Aeródromo Civil Metropolitano, feito em parceria com técnicos da SAC e FAB, e que é mais adequado à realidade do mercado.
Para sua publicação, aguarda parecer favorável da Força Aérea Brasileira quanto à utilização de uma nova área dentro da Base Aérea que já é consolidada, não necessitando, portanto, de todos os licenciamentos ambientais.
Neste local será construído um terminal provisório, estacionamento e píer para conectividade com Santos. A vencedora da concorrência pública também deverá homologar a pista junto à ANAC, com melhorias no pavimento, ampliação, cercamento, entre outros.
O aeródromo também deverá receber toda a parte de instrumentalização, o que permitirá o pouso e decolagens por instrumentos. Com isso, estará pronto para entrar em operação, sendo que a previsão é para o ano de 2019.
Ao mesmo tempo será executado um plano de expansão, com a construção de um terminal definitivo e acessos diversos para os próximos anos, uma vez o aeroporto ter previsão de movimentar mais de 1 milhão de passageiros em 10 anos.
Importante que a empresa Azul já demonstrou interesse em operar em Guarujá, necessitando para tanto da viabilização do empreendimento. Neste formato mais flexível, que exige investimento menor no início e mais rapidez na operação.
Fonte: Glauco Braga para Diário do Litoral via CECOMSAER 19 set 2018

Link to post
Share on other sites

  • Replies 73
  • Created
  • Last Reply

CCUyIr_WMAAh795.jpg

 

Eu tô aqui, esperando o "aeródromo" do Guarujá/Santos sair.

Acho que agora, que vai deixar de ser municipal, que antes era federal e agora vai

ser estadual (é isso mesmo?) sai.

Mas... e a ponte? E o túnel? E como eu vou chegar lá?

Link to post
Share on other sites

Como morador da Baixada Santista, já estou de saco cheio de só ouvir falar desse aeroporto.

 

Pior ainda é ver como querem tirar ele do papel, operando de forma improvisada e provisória num local mais simples para, só depois, construir a edificação permanente do terminal, pátio, etc.

 

Sinceramente? Só de raiva, não deveria nunca sair do papel.

 

Melhor continuar indo para CGH e GRU mesmo.

Link to post
Share on other sites

Esse aeroporto do Guarujá/Santos sofrerá com o mesmo problema de SJK. A proximidade com CGH/GRU, ainda mais depois que o trecho norte do Rodoanel estiver pronto.

Link to post
Share on other sites

Esse aeroporto do Guarujá/Santos sofrerá com o mesmo problema de SJK. A proximidade com CGH/GRU, ainda mais depois que o trecho norte do Rodoanel estiver pronto.

Não sei... acho que rola uns voos para SDU e charters VCP-SSZ no verão.

 

Pena que o cenário mudou muito, mas é um aeroporto interessante para a região.

Link to post
Share on other sites

 

Eu tô aqui, esperando o "aeródromo" do Guarujá/Santos sair.

Acho que agora, que vai deixar de ser municipal, que antes era federal e agora vai

ser estadual (é isso mesmo?) sai.

Mas... e a ponte? E o túnel? E como eu vou chegar lá?

daqui 2 anos volta a ser municipal,

daqui 4 anos estadual ou federal

daqui 6 anos municipal novamente

daqui 8 anos de novo estadual ou federal

daqui 10 anos municipal outra vez...

Link to post
Share on other sites
  • 3 months later...

Mais fácil acreditar em Papai Noel do que nesse aeroporto e na ponte... Não é torcer para dar errado é que em toda a minha vida sempre ouvi falar isso e já se passou mais de meio século...

 

Fonte: https://www.atribuna.com.br/cidades/guaruja/prefeitura-projeta-voos-comercias-no-aeroporto-de-guaruj%C3%A1-em-2019-1.8037

 

 

 

Prefeitura projeta voos comercias no aeroporto de Guarujá em 2019

Município planeja abrir licitação nos primeiros meses do próximo ano

ic-face.pngic-twitter.pngic-whats.png

Eduardo Brandão

Da Redação

24.12.18 6h23 - Atualizado em 24.12.18 6h27
Aeroporto-Pedro-Rezende-prefeitura-de-gu
ic-fonte.png

Aeroporto Metropolitano, na Base Aérea de Santos, em Vicente de Carvalho. (Pedro Rezende/Prefeitura de Guarujá)

A temporada de cruzeiros marítimos 2019/2020 tende a ser a primeira com suporte aeroviário na Baixada Santista. A Prefeitura de Guarujá projeta para o próximo verão os primeiros voos comerciais no Aeroporto Metropolitano, na Base Aérea de Santos, em Vicente de Carvalho.

O Município planeja abrir licitação nos primeiros meses de 2019 para explorar o equipamento. Segundo o prefeito Válter Suman (PSB), a revisão dos prazos foi possível após a definição do zoneamento civil e militar da Base, publicada no mês passado no Diário Oficial da União.

A divisão da área era necessária ao Aeroporto. Um lote de 85 mil metros quadrados passou de uso restrito militar para de exploração comercial.

Estudos indicam que o espaço tem capacidade para atingir 1,3 milhão de passageiros em 30 anos. Nos primeiros 12 meses, embarcariam 80 mil.

O aeroporto funcionará por etapas. Nos primeiros cinco anos, com uso compartilhado do hangar (estacionamento de aeronaves) para operações comerciais. Na segunda fase, com três anos, serão feitos um novo pátio para aviões, acessos viários e mais 300 metros de pista de pouso e decolagem.

E para chegar até lá:

Ponte Santos-Guarujá aguarda parecer e autorização para início das obras

Estudos foram autorizados em junho, mas o Governador Márcio França ainda questiona pontos do projeto

ic-face.pngic-twitter.pngic-whats.png

Eduardo Brandão

Da Redação

23.12.18 18h32 - Atualizado em 24.12.18 6h35

O projeto executivo para o início da obra da ponte Santos-Guarujá aguarda aval da Agência de Transportes do Estado (Artesp). Ele é esperado para 2019. Os estudos foram autorizados em junho, mas, segundo o governador Márcio França (PSB), questiona-se se está correto juridicamente ampliar o contrato de concessão para a Ecovias explorar o Sistema Anchita-Imigrantes em troca de obras de infra-estrutura.

A Procuradoria-Geral do Estado pediu urgência na conclusão do parecer, para julgamento. Em caso positivo, caberá ao governador eleito, João Doria (PSDB), autorizar a obra. Por nota, a equipe de transição do futuro governo reafirmou que se fará a ligação seca.

A ponte, de 7,5 quilômetros, dará acesso entre a Via Anchieta (km 64) e a Rodovia Cônego Domênico Rangoni (km 250). Começará próximo da entrada de Santos e terminará no acesso viário da Ilha Barnabé, a cerca de 500 metros da praça de pedágio da Cônego.

O acesso facilitará o transporte de cargas e o transporte de contêineres vazios entre as duas margens do cais.

A ponte é a terceira tentativa de acesso direto entre Guarujá e Santos promovida pelo Estado. Projetos de um túnel submerso sob o Estuário e uma ponte na região do ferry boat foram apresentados em anos eleitorais passados, mas engavetados. Agora, a obra deve custar R$ 700 milhões e durar 18 meses.

Privatização das balsas

Além do acesso direto entre Santos e Guarujá, a privatização das travessias marítimas por balsas é prevista pelo governador eleito João Doria.

 

Link to post
Share on other sites

Não vejo sentido nenhum ligar rio a baixada santista

O rj já eh muito bem servido de cruzeiros, entao nao faz sentido um passageiro sair de la por isso e na parte econômica e empresarial, o rj já está em crise e a maioria das empresas são extremamente bem servidas desde sao Paulo

Link to post
Share on other sites

No futuro, se as operações aéreas regulares nesse aeroporto se tornarem realidade, creio em voos oriundos de Campinas (Viracopos), Ribeirão Preto e Belo Horizonte (Confins), operados pelos ATRs da Azul.

Link to post
Share on other sites

Não vejo sentido nenhum ligar rio a baixada santista

O rj já eh muito bem servido de cruzeiros, entao nao faz sentido um passageiro sair de la por isso e na parte econômica e empresarial, o rj já está em crise e a maioria das empresas são extremamente bem servidas desde sao Paulo

 

FCRO, não se liga só por questões de cruzeiros - só citei eles. O litoral de SP tem uma série de interações econômicas com o Rio - transporte marítimo, construção naval, engenharia militar naval, óleo & gás. Só pra citar algumas. E sim, existe indução do turismo do Rio no litoral de SP.

 

Guarujá não se ligaria com CGH e GRU por questões de distância

A tendência é que o tráfego seja direcionado via GIG e BSB na esfera da Gol e CNF e VCP por serem hubs da Azul.

 

As pessoas vão querer viajar direto para o Nordeste, para o Sul, para Brasilia. Quem mora no litoral sabe o impacto de ter que subir para o planalto em dia de retorno de feriados ou domingo (e vice versa nas vesperas) - não ter que encarar isso será um grande ponto de auxilio do mercado da Baixada Santista. Não que seja um aeroporto tamanho gigante, mas vai atender o mercado corporativo e leisure muito bem.

Link to post
Share on other sites

Se a Azul colocar um ATR que for fazendo a rota VCP-SAN-CNF-SAN-VCP, uma no início do dia, outra no fim do dia, conectaria Santos e quase todo o litoral paulista ao Brasil inteiro com apenas 1 conexão em praticamente todos os cenários.

 

Não é apenas viável, é indispensável. Com certeza a Azul está fazendo uma bela pressão para que esse aeroporto possa enfim passar a funcionar. Por isso eu disse que não duvido de que até o fim do ano que vem já tenha acontecido.

Link to post
Share on other sites

Do jeito que está, praticamente só a Azul pode operar lá (tamanho de pista, PCN, etc).

 

Mas para ser viável, as prefeituras de Guarujá e Santos tem que investir nos acessos, nem que façam por balsas ou lanchas.

Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...
Aeroporto de Guarujá: outorga ainda é aguardada.

 

Prefeitura informou ontem que ainda espera documento da Secretaria de Aviação Civil para lançar o edital de licitação.

 

 

http://www.diariodolitoral.com.br/cotidiano/aeroporto-de-guaruja-outorga-ainda-e-aguardada/121260/

Link to post
Share on other sites

Ribeirão Preto, SJRio Preto, Pres. Prudente, Campo Grande, Cuiaba....muitos passageiros para Cruzeiros q viriam facilmente de avião ate Santos/Guaruja

Link to post
Share on other sites

Estamos falando de uma região com aproximadamente 2 milhões de habitantes, com o maior porto do país.

A necessidade é evidente!

Link to post
Share on other sites

Seria lindo e muito bom para a região, ver a Azul - por exemplo - operando, no mínimo, ATRs por aqui, fazendo conexão com VCP e outros; seria ótimo ver outras companhias aéreas operando por aqui, em Santos; seria maravilhoso ver o renascimento da aviação regional, operando fortemente em Santos. Lembro-me com enorme saudosismo de um curto período da TAM com os Fokkers F-27 por aqui.

Tem 2 milhões de habitantes aqui? Por ai. Tem o maior porto da América do Sul? Tem. Tem Petrobrás? Eles tem um "shopping" (prédio bonito) aqui em Santos.

 

E tem mais aqui na Baixada Santista:

- falta total de acesso ao aeroporto: ruas de acesso em regiões de elevada violência, além de acessos precários (se ainda existir resto de asfalto por lá) e estradas com tráfego intenso;

- porto em decadência, com operações e calado ineficientes, taxas caríssimas e uma dominação política que lembra história de capitanias hereditárias do Brasil Colonia (se estas não eram melhores, quem sabe); Há décadas Santos ouve falar que o Temer é o "dono do porto" e agora as suspeitas estão a se confirmar... E há mais de meio século o porto vem sendo sucateado...

- Balsas? Tá de sacanagem né? Balsas em Santos, Bertioga e São Sebastião são um dos piores serviços prestados por licitação de serviço público do estado! Pego essas latas-velhas toda a semana e não consigo imaginar como poderia ser pior, mas as empresas conseguem se superar a cada ano;

- A baixada santista é como se fosse aquele carro do desenho da Família Adams: uma nuvem negra pairando constantemente sobre a cidade, pois é grande o descaso dos governos municipais, piora em balneabilidade das praias, decadência econômica no comércio bem acentuada (da a impressão que aqui é mais do que no resto do país), corrupção em todos os níveis, aumento dos índices de violências (não interessa os números, pergunte aos habitantes);

- E para fechar com chave de ouro: uma classe amaldiçoada! A classe política, que, sabendo o que é bom para a região/país, esforçasse para jogar areia em tudo, fazendo com que nada evolua, nada se resolva. Estes sim, são os principais entraves para o aeroporto do Guarujá/Santos sair, estes sim vão fazer de tudo para que isso não dê certo;

 

Mas em que me baseio para expressar tanto pessimismo? Primeiro - ironicamente falando - que este quadro é de pensamento otimista, pois pode ficar bem pior (lei de Murphy). Segundo: morador de Santos há 51 anos e vendo "in loco" tudo isso, diariamente.

 

Quando criança visitei a antiga Base Aérea de Santos: lugar muito bonito e bem cuidado pela FAB. Espero que, se ao menos não sair o aeroporto que não destruam tudo e criem um terminal portuário privativo.

 

Final de 2019 eu volto aqui, ressuscitando este post e dizendo" Tão vendo como nada foi feito?"! Infelizmente...

Link to post
Share on other sites
  • 3 weeks later...
Edital de Aeroporto de Guarujá sai até fevereiro.

 

Nos próximos dias, a Cidade convoca às empresas interessadas.

 

 

http://www.diariodolitoral.com.br/cotidiano/edital-de-aeroporto-de-guaruja-sai-ate-fevereiro/122044/

 

 

 

PS: Consórcio Voa-SP interessado? Vixi.

 

Terminal de pax provisório com apenas 700 metros? Vixi de novo.

 

Lance inicial de apenas 1 milhão? Fala sério, vai atrair muitos amadores. Espero me enganar completamente.

Link to post
Share on other sites

Meus prezados
Em sequencia a:
http://forum.contatoradar.com.br/index.php/topic/125465-guaruja-deve-comecar-a-operar-aeroporto-em-2019/?hl=guaruj%E1
http://forum.contatoradar.com.br/index.php/topic/126665-prefeitura-projeta-voos-comercias-no-aeroporto-de-guaruja-em-2019/?hl=guaruj%E1

Edital de Aeroporto de Guarujá sai até fevereiro
Nos próximos dias, a Cidade convoca às empresas interessadas
Agora é definitivo. A Prefeitura de Guarujá lança entre o fim de janeiro e início de fevereiro o edital de licitação para a concessão à iniciativa privada do Aeroporto Civil Metropolitano de Guarujá. A Secretaria de Aviação Civil (SAC) já deu a anuência para o início do processo.
O Consórcio Voa-SP, que administra o aeroporto de Itanhaém, informou que tem interesse em participar. A concessão é de 30 anos e o lance inicial é de R$ 1 milhão.
Em contato com a Reportagem do Diário do Litoral, a assessoria de imprensa do Ministério da Infraestrutura confirmou a informação.
“O rezoneamento do Aeroporto de Guarujá está concluído. Além disso, a Prefeitura já solicitou a anuência da Secretaria Nacional de Aviação Civil, do Ministério da Infraestrutura, para realizar a concessão do terminal à iniciativa privada. A documentação encontra-se em análise pelo ministério e deve estar concluída até o próximo mês”.
A Prefeitura de Guarujá crê que até abril, deve iniciar os processos visando a obtenção das licenças ambientais, necessárias para dar continuidade ao equipamento provisório que irá funcionar em uma área consolidada, que está pronta para receber obras de adaptação. A área consolidada fica na Base Aérea de Santos e os equipamentos existentes serão reformados. A área cedida possui vegetação nativa e, consequentemente, um tempo grande para conseguir as licenças ambientais. Ela abrange um terminal de passageiros de 700 metros e um estacionamento, que serão utilizados provisoriamente por cinco anos (60 meses).
No 61º mês, essa área já estará acoplada ao equipamento definitivo, que será construído ao lado, onde a vegetação é bem menor. A empresa terá um ano para regularizar a área. A Prefeitura pretende a concessão de uma área de 50 mil metros quadrados, para a expansão do terminal definitivo.
O valor estipulado de investimentos é pouco mais de 70 milhões durante os 30 anos de concessão para quem irá construir, equipar e explorar o aeroporto. A receita operacional do aeroporto está estimada em R$ 640 milhões e os custos serão de R$ 260 milhões nas três décadas de concessão. No primeiro ano de atividade, a movimentação estimada é de 80 mil pessoas.
Conforme estudo de viabilidade, o Aeródromo Civil Metropolitano de Guarujá tem potencial para 1,3 milhão de passageiros até último ano da concessão. O mercado principal a ser conquistado é o embarque e desembarque de passageiros, atendendo toda a Baixada Santista, como também o Porto de Santos, Petrobras e Polo Industrial de Cubatão, além das demandas dos cruzeiros marítimos, turismo de negócios e operações do ¬Pré-Sal.
Voa-SP
O Consórcio Voa-SP, que já administra o aeroporto de Itanhaém, está de olho nas operações em Guarujá. “ O consórcio VOA-SP está analisando, não só o Aeroporto de Guarujá, como também outros aeroportos com potencial de serem privatizados/concedidos e que fazem parte do pacote de parcerias entre Governos Federal, Estadual e/ou Municipal com a iniciativa privada”, disse, via assessoria de imprensa .
Azul
A Azul Linhas Aéreas já planeja fazer viagens Guarujá-Rio de Janeiro e que elas serão feitas pelos “os modernos ATRs da empresa, aviões turboélices”, com capacidade para até 70 passageiros.
Na sequência, a empresa pretende implantar ligações com Minas Gerais e Paraná, mais precisamente as capitais Belo Horizonte e -Curitiba.
“A Azul vê com ótimo potencial o Aeroporto de Santos/ Guarujá no atendimento à toda a Baixada Santista e mesmo parte do ABCD, dado o desempenho econômico e turístico do litoral paulista. Desejamos operar voos regulares na região assim que o aeroporto estiver apto e certificado pela Anac”, informou.
Fonte: Glauco Braga para DIÁRIO DO LITORAL (SP) via CECOMSAER 25 jan 2019

Link to post
Share on other sites
  • 2 months later...

Meus prezados

Ministro assina parecer favorável ao funcionamento do aeroporto de Guarujá na Base Aérea de Santos
Ministro Tarcísio Gomes de Freitas afirmou que, nos próximos dias, irá assinar outorga que concede anuência prévia para a concessão do aeroporto pela prefeitura.

Durante audiência na Comissão de Viação e Transportes do Congresso em Brasília, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, assinou parecer jurídico favorável ao funcionamento do Aeroporto Civil Metropolitano de Guarujá, no litoral de São Paulo, na Base Aérea de Santos, localizada no Distrito de Vicente de Carvalho.

Segundo o ministro, que assinou o parecer na quarta-feira (3), ele irá assinar nos próximos dias a outorga que concede anuência prévia para a concessão do aeroporto pela prefeitura, que poderá dar início aos procedimentos para abrir licitação. A informação foi repassada durante audiência à deputada federal Rosana Valle (PSB).

A administração municipal informou que aguarda a publicação da outorga para iniciar os trâmites internos para a publicação do edital.

Projeto simplificado

Em julho de 2018, o município simplificou o projeto inicial, que tinha como objetivo fazer um grande terminal de passageiros. Com isso, o investimento, que giraria em torno de R$ 250 milhões, passou para um terço desse valor.

O objetivo é construir o terminal provisório, o estacionamento e um píer para facilitar o acesso via Santos em uma área já desmatada, com cerca de 20 mil metros quadrados, pertencente à Base Aérea de Santos.

Na ocasião, o secretário de Desenvolvimento Econômico e Portuário, Alexandre Trombelli, afirmou que a expectativa é que o edital seja publicado em até 60 dias. Em seguida, será iniciado o processo licitatório, que deve durar cerca de 90 dias, para finalmente começarem as obras.

Fonte: G1 Santos via CECOMSAER 5 abr 2019

Link to post
Share on other sites

Meus prezados
Assinatura de outorga para Aeroporto Metropolitano deve ser realizada nesta terça-feira
Ato está agendado para acontecer, às 12 horas, no gabinete do ministro da Infraestrutura, em Brasília

Após muitas expectativas frustradas e decepções, o Aeroporto Civil Metropolitano, em Guarujá, finalmente deve se tornar realidade. A Prefeitura recebeu, na última sexta-feira (12), o convite do ministro da Infraestrutura, Tarcisio Gomes de Freitas, para assinatura do documento de outorga pelo qual dará anuência prévia à Administração Municipal conceder a área a ser destinada ao aeroporto, na Base Aérea de Santos.
O ato está agendado para a próxima terça-feira (16), às 12 horas, no gabinete do responsável pela pasta, em Brasília. Após esse passo, o chefe do Executivo, Válter Suman (PSB), poderá iniciar os trâmites internos para publicar o edital de licitação para adaptar o espaço a operações civis e fazer o gerenciamento do local, serviço que será concedido à iniciativa privada.
O Município espera lançar, até meados de maio, licitação para conceder o espaço à iniciativa privada. A expectativa da Administração é a de finalizar e publicar o edital de concorrência entre 15 e 30 dias após a publicação da outorga no Diário Oficial da União.
Fonte: Sandro Thadeu para A Tribuna via CECOMSAER 15 abr 2019

Link to post
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.




×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade