Jump to content
Léo Almeida

Voos internacionais em Fortaleza dobraram em 1 ano; o que está acontecendo?...

Recommended Posts

Com concorrência maior, TAP mantém ocupação acima de 80%

Por Redação, negocios@verdesmares.Com.Br 23:00 / 27 de Novembro de 2019

Mesmo com maior acirramento na Capital, companhia portuguesa estuda aumentar oferta de voos entre Fortaleza e Portugal com novas aeronaves menores do que as utilizadas, a depender da demanda. Empresa está há 21 anos em Fortaleza e há mais de 50 no País. Companhia cogita começar a utilizar os novos A321neo

Apesar do aumento da oferta de voos entre Fortaleza e Europa, a veterana TAP permanece com a média de ocupação de suas seis frequências para Lisboa a partir da Capital cearense acima de 80%. A companhia ainda tem intenção de reforçar a operação, segundo o diretor geral da TAP no Brasil, Mário Carvalho.

Carvalho revela que as frequências podem aumentar, dependendo do crescimento da demanda. "O Nordeste e o Brasil em geral continuam sendo as grandes prioridades da TAP. Estamos no País há mais de 50 anos e nunca deixamos de operar um destino. Aqui (Fortaleza), já estamos há 21 anos", ressalta.

Além do possível aumento de frequência, o diretor aponta que a Capital está no radar da companhia para começar a utilizar as novas aeronaves Airbus A321. "Nós iniciamos em Belém, também vamos utilizar esse modelo em Natal e em 12 de junho inauguramos a rota para Maceió com ele. Em Fortaleza, nós iremos utilizar um misto entre o A330 e o A321. Ainda não temos um planejamento das frequências de cada um, mas conseguiremos ter uma oferta maior de assentos", explica.

Emissores

Segundo Carvalho, 60% dos passageiros da rota entre Fortaleza e Lisboa são europeus, oriundos principalmente de Portugal, Espanha, Itália e Alemanha. Para esta alta estação, ele aponta que os bilhetes já estão praticamente todos vendidos, mas coloca o rumo do próximo ano nas mãos do contexto econômico brasileiro.

"A nossa dúvida é como vai ser o ano econômico em 2020. Mas já estamos com tempo suficiente para saber que temos altos e baixos. Nós temos crescido muito na América do Norte, no Brasil temos andado meio de lado. Obviamente, agora com este aumento do câmbio, pode ser que o Brasil fique um pouco mais barato e que isso atraia mais gente da Europa. Por outro lado, penaliza quem sai daqui", diz.

Após o Brasil, a outra grande prioridade da companhia é a América do Norte, onde onze cidades já recebem rotas fixas da TAP - mesmo número de destinos no Brasil.

Aeroportos regionais

Apesar do processo de internacionalização do Aeroporto de Jericoacoara e da concessão de Juazeiro do Norte para a espanhola Aena, Carvalho avalia como improváveis rotas para estes dois destinos no momento. "Se você não tiver frequência, talvez seja uma operação muito cara porque a tripulação fica parada, entre outras coisas. Então, Jericoacoara não acredito que aconteça tão rápido. Além de ser um destino muito sazonal".

Sobre Juazeiro do Norte, o diretor admite que já conversou com a Aena. "Aqui tem mercado para cargas muito bom, principalmente em Juazeiro com as frutas e calçados, que escoam por Fortaleza. Mas não vejo uma operação lá, a não ser que fosse um cargueiro", aponta Carvalho.

Ao todo, a Capital tem 13 ligações semanais com o continente europeu, com mais duas a serem inauguradas em dezembro a Madrid.

Fonte: Diário do Nordeste - 28/11/2019

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 hours ago, riclima said:

Estamos no País há mais de 50 anos e nunca deixamos de operar um destino.


Manaus lhe diz algo?!

  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
45 minutes ago, Delmo said:


Manaus lhe diz algo?!

VCP tb, Ainda que substituído pela AD.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Quem sabe agora que assinaram o codeshare com a G3, os voos da UX melhorem.  O 2º voo só a partir de 01/04/20, quando passa a operar quartas e dom. cheg 18:35 part 20:35

HUX0021 UX0022 20DEC20DEC 0000500 299332 MADMAD2010 2210MADMAD JJ
HUX0021 UX0022 24DEC28JAN 0200000 299332 MADMAD2010 2210MADMAD JJ    2 vps só em jan20
HUX0021 UX0022 27DEC27DEC 0000500 299332 MADMAD2000 2210MADMAD JJ
HUX0021 UX0022 03JAN31JAN 0000500 299332 MADMAD2010 2210MADMAD JJ
HUX0021 UX0022 06FEB26MAR 0004000 299332 MADMAD2010 2205MADMAD JJ

Share this post


Link to post
Share on other sites

2020 traz a Gol de volta de B737-800NG para a Flórida (via Punta Cana/PUJ), com 1 voo diário, e promessa de retornarem os 2 voos diários quando os MAX voltem a operar. A Gol evitando bater de frente com a LATAM em MIA, e pondo mais voos para MCO (5vps) doq ue para MIA (2vps).

Total de 12 voos por semana de FOR para a Flórida:
- MIA = 7vps
- MCO = 5vps
- GOL = 7vps (5x MCO + 2x MIA)
- LATAM = 5vps (5x MIA)


Mas a Gol volta a lutar pela liderança no internacional frente à Latam para a Flórida:
- GOL: 186 assentos por voos, 2.604 assentos por semana (equivalente a 135.408 por ano)
- LATAM: 221 assentos por voos, 2.210 assentos por semana (equivalente a 114.920 por ano)

for-florida.jpg

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Aeroporto de Fortaleza lidera ranking de voos internacionais do Nordeste

Por Redação, negocios@svm.Com.Br 22:00 / 25 de Janeiro de 2020

Em 2019, foram 547 mil embarques e desembarques no terminal, conforme a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Para especialistas, incremento tem relação com novas políticas de incentivo da concessionária e do Estado

Incremento de voos internacionais pode ser acompanhado por voos domésticos com sucesso de plano de aviação regional no CearáFoto: Camila Lima

As viagens internacionais no Aeroporto de Fortaleza tiveram um incremento de 38% no ano passado, totalizando 547 mil embarques e desembarques. Em relação ao Nordeste, o Estado ocupou o primeiro lugar, à frente de Salvador e Recife, que registraram 432 mil e 537 mil chegadas e partidas, respectivamente. Para especialistas do setor aéreo, as novas políticas da nova administração do terminal, juntamente com o Estado, têm contribuído para a vinda de novas companhias aéreas para o Estado, o que deixou o terminal mais competitivo na Região.

Após dois anos sob administração do grupo alemão Fraport, o Aeroporto registrou saldos positivos com relação ao crescimento da movimentação de voos nacionais e internacionais. No ano passado, os voos domésticos e internacionais totalizaram 7 milhões de operações no terminal, uma alta de 8,7%. Os dados são da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Em 2018, foram 6,5 milhões de operações de chegadas e partidas. Já os voos internacionais, por sua vez, atingiram 395 mil, em igual período. Com a nova concessão, a administradora iniciou reformas no terminal, que já chegaram a 95% de conclusão. Mesmo em obras, o terminal já despertou interesses de companhias internacionais, que pretendem fortalecer sua atuação no País através da realização de novos voos no Ceará.

Parcerias

Liderando de forma inédita o ranking de voos para o exterior no Nordeste, a nova estrutura do terminal da Capital, atrelada às políticas de incentivo, influenciaram o resultado. É o que pontua o professor Cláudio Jorge Alves, do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

 

 
"A nova administração, vinculada com empresas europeias, incentivou a porta de entrada de turistas em Fortaleza. Historicamente, a gente sempre via pelos dados que Salvador e Recife ocupavam a liderança. Mas, atualmente, o Aeroporto de Salvador está se ampliando e o Recife tem suas limitações. E Fortaleza conta uma nova proposta de 'upgrade', trazendo empresas aéreas, que colocam novos voos e vão experimentando. Então, tem sido sucedido", diz.

 

Já para um consultor do mercado aéreo que falou sob anonimato, as ações de marketing do Estado são fatores que fortaleceram a imagem da Capital no exterior.

"Hoje, Salvador tem Vinci, Recife com Aena, Fortaleza com a Fraport, Natal com a Corporação América... Provavelmente, a Fraport teve uma política melhor. Talvez o Governo do Ceará esteja mais avançado em uma política de turismo lá fora ou até mesmo aqui no Brasil para trazer gente. Isso tudo impacta. Se o Estado gasta mais em marketing de turismo, enquanto os outros gastaram menos, a tendência natural é Fortaleza começar a receber mais passageiros que Salvador e Recife", avaliou.

Turismo de negócios

Cláudio Jorge acrescenta que Fortaleza tem se destacado no crescimento de setores ligados à tecnologia, como energia e comunicação, o que estimula o turismo de negócios.

"A cidade tem se dedicado em diversas áreas tecnológicas, como o lado da energia, tecnologia da informação, comunicação, que tem atraído o turismo de negócios. E isso transformou em um hub forte do Brasil. Possivelmente está disputando o volume de voos com Brasília, dado a maior oferta de voos internacionais e a localização do aeroporto de Fortaleza, que é estratégica", estima.

Questão regional

Os voos domésticos do Aeroporto de Fortaleza acumularam 6,5 milhões de operações, obtendo progresso de 6,8% no ano passado. Assim, a cidade permaneceu em terceiro lugar no ranking, atrás de Salvador e Recife, que registraram 6,9 milhões e 8,1 milhões de operações, consecutivamente.

"Já esperávamos que em relação aos voos domésticos não seria um resultado de liderança. Isso porque Recife tem um hub da Azul com operações desse tipo por lá. Mas Fortaleza teve uma movimentação boa de domésticos com voos da Latam, ficando na frente de Salvador alguns meses", explica Igor Pires, engenheiro aeronáutico.

Em busca de fortalecer a atuação regional do Ceará, o Governo Estadual anunciou, no fim de 2019, um acordo com a GOL Linhas Aéreas que garantirá voos regionais a oito municípios cearenses neste ano: Sobral, São Benedito, Tauá, Crateús, Iguatu e Aracati, semanalmente, e ganhará três voos diários para Jericoacoara e dois voos diários para Juazeiro do Norte.

Ainda conforme Cláudio Jorge Alves essa parceria será um ponto-chave para explorar esse mercado, que pode despertar interesses de outras companhias. "Isso vai intensificar o movimento de voos internacionais no interior do Estado. Eu acho que ainda há um mercado para ser aproveitado. E agora com a entrada de outros players no setor, pode ser que aumente", avalia.

Já Pires acredita que a medida deverá beneficiar principalmente o município e o aeroporto de Jericoacoara, diante da quantidade de assentos ofertados em aeronaves diariamente, caso o plano obtenha sucesso. "Eu vejo um bom incremento para Jericoacoara, que deve ter um avião para 36 pessoas operando. Já nas outras regiões, não é de se comemorar o número de passageiros, mas sim a variedade de destinos, porque diversifica a quantidade de regiões contempladas", pontua.

 

arte

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só faltou dizer que:   FOR  2018  391.463   2019   547.099     +155.636

                                     REC              543.283               537.657     +5.626

                                     SSA              396.901               432.055     +35.154

                                     NAT               89.788                   87.197     -2.591

                                     BSB             495.452               647.971      +152.519

                                    CNF             574.216               422.919      -151.297

                                    GRU          14.432.345         14.419.645   -12.700

                                    VCP               642.093              934.957     +292.864

                                    GIG            4.400.019            4.177.432     -222.587     falta DI, voos da LH, etc, não está 100% confiável.

                        Total ANAC *     23.378.016          23.491.350     +113.334  o movimento de PAX internacional no Brasil só cresceu 0,48%

* Embarques+desemb. de pagos em todos os SBs com voos internacionais, não considera trânsito de pax das estrangeiras de/para C. Sul.

                       

Share this post


Link to post
Share on other sites

+113.334 / 365 = 155 pax/dia embarcando + 155 desembarcando, num 738 da FO ou num 320 da H2/JA, com 82-83% de ocupação.  :o

Share this post


Link to post
Share on other sites
16 hours ago, TheJoker said:

GIG            4.400.019            4.177.432     -222.587     falta DI, voos da LH, etc, não está 100% confiável.

Pela CARJ    4.505.912            4.316.090     -189.822

Share this post


Link to post
Share on other sites
20 hours ago, TheJoker said:

Só faltou dizer que:   FOR  2018  391.463   2019   547.099     +155.636

                                     REC              543.283               537.657     +5.626

                                     SSA              396.901               432.055     +35.154

                                     NAT               89.788                   87.197     -2.591

                                     BSB             495.452               647.971      +152.519

                                    CNF             574.216               422.919      -151.297

                                    GRU          14.432.345         14.419.645   -12.700

                                    VCP               642.093              934.957     +292.864

                                    GIG            4.400.019            4.177.432     -222.587     falta DI, voos da LH, etc, não está 100% confiável.

                        Total ANAC *     23.378.016          23.491.350     +113.334  o movimento de PAX internacional no Brasil só cresceu 0,48%

* Embarques+desemb. de pagos em todos os SBs com voos internacionais, não considera trânsito de pax das estrangeiras de/para C. Sul.

                       

FOR parece cada vez mais se consolidar como o hub do Nordeste para a Europa, o que faz sentido pela sua localização estratégica. Já são 4 os destinos na Europa,  ou faltou algum? 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 27/01/2020 at 00:11, TheJoker said:

Só faltou dizer que:   FOR  2018  391.463   2019   547.099     +155.636

                                     REC              543.283               537.657     +5.626

                                     SSA              396.901               432.055     +35.154

                                     NAT               89.788                   87.197     -2.591

                                     BSB             495.452               647.971      +152.519

                                    CNF             574.216               422.919      -151.297

                                    GRU          14.432.345         14.419.645   -12.700

                                    VCP               642.093              934.957     +292.864

                                    GIG            4.400.019            4.177.432     -222.587     falta DI, voos da LH, etc, não está 100% confiável.

                        Total ANAC *     23.378.016          23.491.350     +113.334  o movimento de PAX internacional no Brasil só cresceu 0,48%

* Embarques+desemb. de pagos em todos os SBs com voos internacionais, não considera trânsito de pax das estrangeiras de/para C. Sul.

                       

 

REC -5.626, não?

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Movimentação de passageiros cai 6,2% no Aeroporto em janeiro

Por Redação, 23:00 / 17 de Fevereiro de 2020

Suspensão da aeronave que realizava voos de Fortaleza aos Estados Unidos pela Gol e fim das operações da Avianca podem ter puxado para baixo resultado do mês. É a segunda queda mensal seguida da movimentação

A movimentação de passageiros no Aeroporto Internacional de Fortaleza voltou a cair em janeiro. De acordo com boletim internacional da Fraport, que administra o terminal, a quantidade de pessoas transportadas recuou 6,2% no mês passado frente a janeiro de 2019. É a segunda queda seguida, após dezembro registrar recuo de 1% e quebrar uma série de avanços mensais iniciada em abril de 2018.

Em janeiro de 2020, foram transportados 700.924 passageiros no Aeroporto de Fortaleza, 46,2 mil a menos que em igual mês do ano anterior.

Alterações na malha de voos operados no Aeroporto ajudam a explicar o recuo. Segundo Alessandro Oliveira, pesquisador do Núcleo de Economia do Transporte Aéreo do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (Nectar-ITA), a redução nas operações da Gol Linhas Aéreas para os Estados Unidos em consequência da suspensão da aeronave Boeing 737 MAX pode ser uma das razões para a queda.

"Com certeza, qualquer movimentação de uma empresa grande causa efeitos em um aeroporto. Já era algo de se esperar. Basicamente, o ajuste da malha aérea causado pela Gol pode ter provocado a queda, e ainda temos o acordo entre a Gol e a American Airlines", disse. A Gol iniciou as novas operações diretas entre Fortaleza e os Estados Unidos (Miami e Orlando), em novembro de 2018.

A companhia brasileira começou a ter problemas após o modelo de aeronave utilizado na operação apresentar falhas em outras rotas pelo mundo, gerando acidentes aéreos. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) determinou a suspensão da aeronave em março do ano passado. Sem poder usar o Boeing 737 Max, a Gol teve que fazer atualizações na malha aérea em Fortaleza, usando algumas conexões em outros aeroportos, como o de Cancún, no México.

Outro fator que pode ter puxado para baixo a movimentação do período foi a saída da Avianca, que entrou em recuperação judicial no ano passado e deixou de operar no mercado. Segundo dados da Anac, a companhia transportou 87,7 mil passageiros em Fortaleza em janeiro de 2019.

Oliveira ainda apontou que é preciso fazer uma avaliação mais criteriosa da evolução do fluxo nas operações internas em Fortaleza, considerando a adição de outros destinos, para se chegar a uma conclusão .

"Nós temos tido muitos voos para Cancún, por exemplo, então o passageiro pode deixar de ir para os Estados Unidos para ir para o México. Mas essa é uma questão que deve levar um tempo para se consolidar", analisou.

Perspectiva

O pesquisador ainda afirmou que a previsão é que o número de passageiros movimentados pelo Aeroporto de Fortaleza volte a crescer em pouco tempo. "O Aeroporto está desenvolvendo um grande potencial de demanda em Fortaleza, mas o risco Brasil gera problemas para qualquer empreendimento. Rapidamente, o aeroporto recupera essa queda, que pode ser um fator sazonal", disse.

Procurada para comentar o assunto, a Fraport Fortaleza não respondeu aos questionamentos da reportagem até o fechamento desta edição.

Fonte: www.diariodonordeste.com.br

 

PALAVRAS-CHAVES:

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...

×
×
  • Create New...

Important Information