Jump to content

TAP recebe o primeiro Airbus A330-900neo do mundo


Recommended Posts

  • Replies 125
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

CS-TOV (retrô) fez último voo pela TP. Sai do GIG pra AC em breve.   https://www.flightradar24.com/data/aircraft/cs-tov

Acho que esse avião é da La Compagnie (que era a companhia postada ali anteriormente por outro colega fazendo voo transatlântico com A321) e não da TAP. Usa A321neo 100% executiva voando Paris(Orly) -

Atualizando, já que tivemos 3 aviões entregues entre ontem e hoje:

  • # 1 - CS-TUB, MSN 1836. Entregue em 28/11/18;
  • # 2 - CS-TUC, MSN 1850. Entregue em 10/01/19;
  • # 3 - CS-TUD, MSN 1892. Entregue em 10/01/19;
  • # 4 - CS-TUF, MSN 1900. Entregue em 08/03/19;
  • # 5 - CS-TUG, MSN 1904. Entregue em 14/03/19;
  • # 6 - CS-TUA, MSN 1819. Entregue em 12/04/19 (participou da campanha de testes, por isso precisou ser "refurbished");
  • # 7 - CS-TUI, MSN 1908. Entregue em 18/05/19;
  • # 8 - CS-TUH, MSN 1906. Entregue em 12/06/19;
  • # 9 - CS-TUE, MSN 1897. Entregue em 13/06/19;
  • # 10 - CS-TUL, MSN 1914. Entregue em 13/06/19;

Os próximos a serem entregues devem ser (não necessariamente nesta ordem):

  • MSN 1909, futuro CS-TUJ, pois já realizou o primeiro voo de teste;
  • MSN 1913, futuro CS-TUK, ainda não voou (pintura Star Alliance);
  • MSN 1918, futuro CS-TUM, ainda não voou;
  • MSN 1921, futuro CS-TUN, ainda não voou;
  • MSN 1922, futuro CS-TUO, ainda não voou;
  • MSN 1925, futuro CS-TUP, ainda não voou;

PS: vale dizer que hoje a Airbus também entregou um A330neo pra Delta - parece que finalmente as entregas estão "pegando ritmo"...sem falar no 1° A350 pra JAL...

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Alguém saberia dizer se os primeiros A339 são mais pesados, assim como ocorreu com os primeiros A380/B788? Ou por ser com a base do A330 isso não ocorre?

Link to post
Share on other sites
  • 4 weeks later...

Pequena atualização sobre os próximos A330neo a serem entregues pra TAP:

  • MSN 1909, futuro CS-TUJ: deve ser entregue nos próximos dias, pois já realizou 3 vôos de aceitação com a TAP;
  • MSN 1913, futuro CS-TUK (pintura Star Alliance): já realizou 3 voos de teste; Pode ser entregue ainda em Julho;
  • MSN 1918, futuro CS-TUM: ainda não voou, e também não lembro de ter visto fotos recentes;
  • MSN 1921, futuro CS-TUN: fez o primeiro voo e foi trasladado pra CHR pra pintura;
  • MSN 1922, futuro CS-TUO: fotografado em 18/06 já pintado mas sem os motores;
  • MSN 1925, futuro CS-TUP: ainda não voou, e também não lembro de ter visto fotos recentes;
Link to post
Share on other sites

TUJ já foi entregue.

 

Mas ainda precisando do Wamos pro NE.

 

A TAP Air Portugal renovou até o final do corrente mês de julho o contrato de aluguer de um Airbus A330-200 da companhia espanhola Wamos Air que desde há algumas semanas está ao serviço da TAP, fazendo voos regulares para aeroportos do norte e do nordeste do Brasil, nomeadamente Belém (Estado do Pará), Fortaleza (Ceará) e Natal (Rio Grande do Norte).
O novo contrato começa neste domingo, dia 14 de julho e vai até 31 de julho. A TAP tem tido dificuldades em escalar os seus próprios aviões dado o atraso verificado na entrega de aeronaves A330-900neo, a nova frota de longo curso da companhia de bandeira portuguesa.
Link to post
Share on other sites

Mais uma atualização:

  • MSN 1913, futuro CS-TUK (pintura Star Alliance): realizou o 1° voo de aceitação pela TAP; Deve ser entregue ainda em Julho;
  • MSN 1918, futuro CS-TUM: realizou o 1° voo hoje, já com pintura completa;

 

OBS: Vale dizer que o 1° A330neo da Lion Air também fez o 1° voo de aceitação hoje, e o belíssimo A330neo da Aircalin (Air Caledonie International) fez o 1° voo hoje...

Link to post
Share on other sites

Desvendaram aquela história do avião estar dando enjoo no pessoal?

 

AIRBUS NEGA CORRELAÇÃO ENTRE "CHEIROS ESTRANHOS" E MAL-ESTAR DA TRIPULAÇÃO DOS A330NEO

 

15-07-2019

 

A Airbus garantiu numa carta enviada à TAP que não existe qualquer correlação entre os cheiros estranhos que têm sido detectados nos novos aviões A330neo e os sintomas de desconforto na tripulação.

 

Numa carta datada de 11 de Julho, a que a agência Lusa teve acesso, a Airbus diz que após uma análise a situações de desconforto identificadas por alguns clientes dos A330neo, foi possível identificar dois efeitos diferentes, “cheiros estranhos” na cabine e sintomas de desconforto, não havendo “nenhuma correlação entre estes dois efeitos”.

 

No documento, a Airbus diz ter em curso “inquéritos técnicos” para apurar as causas do cheiro estranho, nomeadamente ao nível do sistema de ar condicionado, para as quais “já tomou medidas correctivas”.

“Temos em curso uma investigação intensa e a análise fornecida por um laboratório independente e reconhecido demonstrou a ausência de contaminação perigosa do ar”, refere a Airbus, acrescentando que as medições também não demonstraram qualquer excesso de limites toxicológicos.

No que se refere os sintomas de desconforto de cabine esporádicos, a Airbus está a trabalhar em “estreita colaboração” com o operador que os sinalizou, ou seja, a TAP.

Os episódios de desconforto sinalizados pela tripulação estão a ser controlados e analisados pela Airbus e partilhados com a AESA, refere ainda a empresa, acrescentando a sua disponibilidade para fornecer uma “rápida solução” para as preocupações em torno da qualidade do ar dos aparelhos.

 

O “Diário de Notícias” noticiou hoje que a Airbus detectou problemas com óleo no motor e no sistema de ar condicionado dos aviões da TAP, problemas que estão na origem dos cheiros estranhos que têm sido detectados nos novos A330neo.

Segundo o jornal, que cita também uma carta da Airbus à TAP, a empresa detectou falhas nos novos aviões, reconhece esses problemas, mas adianta que já adoptou duas medidas mitigadoras deste efeito, tanto em terra como durante a descolagem do avião.

 

Na sexta feira, o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) disse que as “preocupações permanecem” nos casos de náuseas na TAP, “uma vez que continuam a ser reportados episódios de mal-estar a bordo”.

A estrutura sindical reagiu em comunicado a informações da TAP, que na quinta-feira, enviou uma carta aos colaboradores a garantir a segurança das novas aeronaves A330neo, depois de episódios de náuseas e odores estranhos entre tripulação e passageiros.

“O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil vem, no seguimento das últimas informações avançadas que indicam que não foram encontradas a bordo quaisquer substâncias que possam constituir um perigo para a saúde dos tripulantes, nem registo de insuficiência de oxigénio, sublinhar que as preocupações permanecem, uma vez que continuam a ser reportados episódios de mal-estar a bordo”, diz o comunicado.

A estrutura sindical adiantou ainda que “continuará a monitorizar esta situação e aguarda conclusões adicionais com o anunciado reforço das análises a bordo”.

Ainda assim, de acordo com o SNPVAC, “aguardar não significa inação. A ponderação da posição que venha a tornar-se necessária não está afastada uma vez que nada mudou para melhor”, referiu o sindicato, sem dar mais detalhes.

A TAP garantiu na quinta-feira passada, também numa carta a que a Lusa teve acesso, que testes efectuados a bordo dos novos A330neo não encontraram “a bordo quaisquer substâncias que possam constituir um perigo para a saúde dos tripulantes e dos passageiros”, nem “registo de insuficiência de oxigénio”.

Segundo a empresa, foi instalado “um equipamento ‘Aerotracer’, com vista à análise e identificação de ar contaminado por diferentes agentes na cabina do avião”.

“Dos 20 voos realizados com o ‘Aerotracer’ instalado, apenas em dois deles foram registados episódios pontuais de cheiros” identificados, mas “em níveis residuais” que estão muito abaixo dos valores limite de referência” em termos de qualidade do ar da cabine.

“Salientamos que, esta semana, na totalidade dos voos realizados, houve um decréscimo de eventos reportados relativamente à semana anterior, o que revela uma evolução muito positiva”, garantiu a TAP, anunciando que ainda esta semana iria instalar um ‘Aerotracer’ em outro avião “e obter um equipamento extra, no futuro próximo, com o objetivo de ter uma amostra mais abrangente e célere da qualidade do ar na frota A330-900neo”, lê-se na missiva.

Já no que diz respeito “aos episódios reportados de mal-estar na cabina temos vindo a seguir os casos reportados em conformidade com as práticas adotadas e de acordo com os padrões recomendados”, garantiu a companhia aérea.

“Registamos que, à data, não existem casos identificados que tenham necessitado de cuidados médicos de maior urgência, sendo que a totalidade dos casos assistidos na UCS [unidade de Cuidados de Saúde] apresentou apenas sintomas transitórios e exames sem alterações. Dos reportes recebidos na empresa, 12 tripulantes deslocaram-se à UCS, o que representa 0,5% face ao total de tripulantes que já voaram nos A330-900neo”, destacou a empresa.

 

 

http://www.presstur.com/empresas---negocios/aviacao/airbus-nega-correlacao-entre--cheiros-estranhos--e-mal-estar-da-tripulacao-dos-a330neo/

Edited by TheJoker
Link to post
Share on other sites

Fumes on board, isso ainda vai dar o que falar.

 

 

AIRBUS NEGA CORRELAÇÃO ENTRE "CHEIROS ESTRANHOS" E MAL-ESTAR DA TRIPULAÇÃO DOS A330NEO

 

15-07-2019

 

A Airbus garantiu numa carta enviada à TAP que não existe qualquer correlação entre os cheiros estranhos que têm sido detectados nos novos aviões A330neo e os sintomas de desconforto na tripulação.

 

 

 

Numa carta datada de 11 de Julho, a que a agência Lusa teve acesso, a Airbus diz que após uma análise a situações de desconforto identificadas por alguns clientes dos A330neo, foi possível identificar dois efeitos diferentes, cheiros estranhos na cabine e sintomas de desconforto, não havendo nenhuma correlação entre estes dois efeitos.

 

No documento, a Airbus diz ter em curso inquéritos técnicos para apurar as causas do cheiro estranho, nomeadamente ao nível do sistema de ar condicionado, para as quais já tomou medidas correctivas.

Temos em curso uma investigação intensa e a análise fornecida por um laboratório independente e reconhecido demonstrou a ausência de contaminação perigosa do ar, refere a Airbus, acrescentando que as medições também não demonstraram qualquer excesso de limites toxicológicos.

No que se refere os sintomas de desconforto de cabine esporádicos, a Airbus está a trabalhar em estreita colaboração com o operador que os sinalizou, ou seja, a TAP.

Os episódios de desconforto sinalizados pela tripulação estão a ser controlados e analisados pela Airbus e partilhados com a AESA, refere ainda a empresa, acrescentando a sua disponibilidade para fornecer uma rápida solução para as preocupações em torno da qualidade do ar dos aparelhos.

 

O Diário de Notícias noticiou hoje que a Airbus detectou problemas com óleo no motor e no sistema de ar condicionado dos aviões da TAP, problemas que estão na origem dos cheiros estranhos que têm sido detectados nos novos A330neo.

Segundo o jornal, que cita também uma carta da Airbus à TAP, a empresa detectou falhas nos novos aviões, reconhece esses problemas, mas adianta que já adoptou duas medidas mitigadoras deste efeito, tanto em terra como durante a descolagem do avião.

 

Na sexta feira, o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) disse que as preocupações permanecem nos casos de náuseas na TAP, uma vez que continuam a ser reportados episódios de mal-estar a bordo.

A estrutura sindical reagiu em comunicado a informações da TAP, que na quinta-feira, enviou uma carta aos colaboradores a garantir a segurança das novas aeronaves A330neo, depois de episódios de náuseas e odores estranhos entre tripulação e passageiros.

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil vem, no seguimento das últimas informações avançadas que indicam que não foram encontradas a bordo quaisquer substâncias que possam constituir um perigo para a saúde dos tripulantes, nem registo de insuficiência de oxigénio, sublinhar que as preocupações permanecem, uma vez que continuam a ser reportados episódios de mal-estar a bordo, diz o comunicado.

A estrutura sindical adiantou ainda que continuará a monitorizar esta situação e aguarda conclusões adicionais com o anunciado reforço das análises a bordo.

Ainda assim, de acordo com o SNPVAC, aguardar não significa inação. A ponderação da posição que venha a tornar-se necessária não está afastada uma vez que nada mudou para melhor, referiu o sindicato, sem dar mais detalhes.

A TAP garantiu na quinta-feira passada, também numa carta a que a Lusa teve acesso, que testes efectuados a bordo dos novos A330neo não encontraram a bordo quaisquer substâncias que possam constituir um perigo para a saúde dos tripulantes e dos passageiros, nem registo de insuficiência de oxigénio.

Segundo a empresa, foi instalado um equipamento Aerotracer, com vista à análise e identificação de ar contaminado por diferentes agentes na cabina do avião.

Dos 20 voos realizados com o Aerotracer instalado, apenas em dois deles foram registados episódios pontuais de cheiros identificados, mas em níveis residuais que estão muito abaixo dos valores limite de referência em termos de qualidade do ar da cabine.

Salientamos que, esta semana, na totalidade dos voos realizados, houve um decréscimo de eventos reportados relativamente à semana anterior, o que revela uma evolução muito positiva, garantiu a TAP, anunciando que ainda esta semana iria instalar um Aerotracer em outro avião e obter um equipamento extra, no futuro próximo, com o objetivo de ter uma amostra mais abrangente e célere da qualidade do ar na frota A330-900neo, lê-se na missiva.

Já no que diz respeito aos episódios reportados de mal-estar na cabina temos vindo a seguir os casos reportados em conformidade com as práticas adotadas e de acordo com os padrões recomendados, garantiu a companhia aérea.

Registamos que, à data, não existem casos identificados que tenham necessitado de cuidados médicos de maior urgência, sendo que a totalidade dos casos assistidos na UCS [unidade de Cuidados de Saúde] apresentou apenas sintomas transitórios e exames sem alterações. Dos reportes recebidos na empresa, 12 tripulantes deslocaram-se à UCS, o que representa 0,5% face ao total de tripulantes que já voaram nos A330-900neo, destacou a empresa.

 

 

http://www.presstur.com/empresas---negocios/aviacao/airbus-nega-correlacao-entre--cheiros-estranhos--e-mal-estar-da-tripulacao-dos-a330neo/

Link to post
Share on other sites

E o TOI é o próximo a ir pro machado, na Holanda.

 

https://newsavia.com/airbus-a330-200-da-tap-cs-toi-vai-ser-desmantelado-na-holanda/

Fiz um GIG-LIS nessa aeronave ano passado e estava bem acabado por dentro. A minha poltrona tinha vida própria na hora de reclinar. Foram 9 horas brigando com ela.

Link to post
Share on other sites

Dia 14/7 meus pais tb fizeram BSB-LIS

Estava programado o 339 até o dia anterior

Veio um 332.

 

Do ponto negativo a reserva de assentos foi cancelada e remarcada no aeroporto.

 

Um casal de amigos fez BSB-LIS recentemente no 900. Perguntei se haviam sentido algo e a resposta foi negativa.

Link to post
Share on other sites

https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/tap-e-ana-com-as-calcas-do-meu-pai-469246

 

Leitura interessante sobre a situação da TAP. O jornalista cita, entre outras coisas, que a TAP é a companhia aérea mais atrasada do mundo segundo a OAG... Não sabia...

 

Vinci ficou lucrativa graças ao Know-how que adquiriu com a ANA? A Ana não era um operador deficitário até ser vendido?

Mas quanto aos atrasos, não sabia que ainda não tinham resolvido essa questão de atrasos de 2018, que chegou a ficar crítica

Link to post
Share on other sites
  • 3 weeks later...

Atualizando, já que tivemos o CS-TUM entregue hoje (total de 13 A330neo na frota da TAP):

  • # 1 - CS-TUB, MSN 1836. Entregue em 28/11/18;
  • # 2 - CS-TUC, MSN 1850. Entregue em 10/01/19;
  • # 3 - CS-TUD, MSN 1892. Entregue em 10/01/19;
  • # 4 - CS-TUF, MSN 1900. Entregue em 08/03/19;
  • # 5 - CS-TUG, MSN 1904. Entregue em 14/03/19;
  • # 6 - CS-TUA, MSN 1819. Entregue em 12/04/19 (participou da campanha de testes, por isso precisou ser "refurbished");
  • # 7 - CS-TUI, MSN 1908. Entregue em 18/05/19;
  • # 8 - CS-TUH, MSN 1906. Entregue em 12/06/19;
  • # 9 - CS-TUE, MSN 1897. Entregue em 13/06/19;
  • # 10 - CS-TUL, MSN 1914. Entregue em 13/06/19;
  • # 11 - CS-TUJ, MSN 1909. Entregue em 12/07/19;
  • # 12 - CS-TUK, MSN 1913. Entregue em 19/07/19 (pintura Star Alliance);
  • # 13 - CS-TUM, MSN 1918. Entregue em 09/08/19;

Os próximos a serem entregues devem ser (não necessariamente nesta ordem):

  • MSN 1921, futuro CS-TUN, já voou e está com pintura completa, mas faltam voos de teste e aceitação da TAP;
  • MSN 1922, futuro CS-TUO, ainda não voou; Foi fotografado em 18/06 com pintura completa mas sem motores;
  • MSN 1925, futuro CS-TUP, ainda não voou; Fotografado em TLS em primer em 18/02; Depois disso não sei...
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.




×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade