Jump to content
Sign in to follow this  
tm6631

Aeroporto de Guarulhos passa a ter pousos e decolagens ao mesmo tempo

Recommended Posts

Interessante!

 

Uma pergunta aos experts: será que com isso teremos mais slots disponíveis nos horários de pico?

Share this post


Link to post
Share on other sites

A ideia deve mesmo ser essa de aumentar a capacidade horária de GRU, mas há de se considerar que o pico da manhã é historicamente IMC. E o procedimento novo só estará em vigor quando em VMC. Posso estar errado e queimar a língua, mas não imagino que seja prudente usar o ganho de capacidade pra aumentar slots, por exemplo, no período entre 4h e 8h da manhã. Quem opera em GRU nesse horário, principalmente a partir das 6h da manhã, sabe que é quase certeza dar uma voltinha pra entrar no sequenciamento. E essas esperas não necessariamente tem a ver com meteorologia.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

60 mov/hora = 01 pouso+ 01 decolagem a cada 2 minutos é mole, quero ver é reduzir pra 80 segundos como em LGW/LHR.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Achei que esse vídeo (que foi mostrado também na TV) não mostra nada além do que já é praticado desde sempre. Sempre que embarco em GRU passo meu tempo vendo a movimentação nas pistas, e já vi inúmeras vezes a aeronave iniciar a decolagem (na 09L) quando a outra está cruzando a cabeceira da 09R para pouso. Nenhuma novidade.

Talvez estejam apenas formalizando algo que já era feito na prática. Se for assim, não vai aumentar a capacidade das pistas.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Achei que esse vídeo (que foi mostrado também na TV) não mostra nada além do que já é praticado desde sempre. Sempre que embarco em GRU passo meu tempo vendo a movimentação nas pistas, e já vi inúmeras vezes a aeronave iniciar a decolagem (na 09L) quando a outra está cruzando a cabeceira da 09R para pouso. Nenhuma novidade.

Talvez estejam apenas formalizando algo que já era feito na prática. Se for assim, não vai aumentar a capacidade das pistas.

 

Raras exceções, na maioria dos casos só autorizavam a rolagem com o pousado na espera ou depois do cruzamento da pista.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Achei que esse vídeo (que foi mostrado também na TV) não mostra nada além do que já é praticado desde sempre. Sempre que embarco em GRU passo meu tempo vendo a movimentação nas pistas, e já vi inúmeras vezes a aeronave iniciar a decolagem (na 09L) quando a outra está cruzando a cabeceira da 09R para pouso. Nenhuma novidade.

Talvez estejam apenas formalizando algo que já era feito na prática. Se for assim, não vai aumentar a capacidade das pistas.

 

 

Exato, cansei de ver isso em GRU também. Muitas vezes os controladores autorizavam a decolagem quando a outra aeronave estava para cruzar a cabeceira.

Vai ser diferente se eles autorizarem a decolagem e a outra aeronave estiver a 1nm na final.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sera que um dia veremos pouso simultâneos, um avião em cada pista, igual SFO?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sera que um dia veremos pouso simultâneos, um avião em cada pista, igual SFO?

Pelo que andei lendo, sim...em situações específicas, obviamente.

Share this post


Link to post
Share on other sites

E esta previsto para 2020 a utilizacao das pistas para 2 avioes pousando ou 2 decolagens

 

O proximo passo deve ser a construcao do novo patio e pier do T3

Edited by BLUE - SBKP -

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sera que um dia veremos pouso simultâneos, um avião em cada pista, igual SFO?

Não. Aproximações paralelas independentes precisam de espaçamento de 760m (se Não estou enganado) entre os eixos das pistas.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não. Aproximações paralelas independentes precisam de espaçamento de 760m (se Não estou enganado) entre os eixos das pistas.

 

Ah menos que em VMC se não estou enganado, o que habilitaria a simultânea em alguns períodos do dia,.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não. Aproximações paralelas independentes precisam de espaçamento de 760m (se Não estou enganado) entre os eixos das pistas.

Poder, pode. Procure sobre SOIA.

 

O que acho quase impossível é ANAC / DECEA implementarem. Não implementaram nem o projeto ATC, que era bem mais simples.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Poder, pode. Procure sobre SOIA.

 

O que acho quase impossível é ANAC / DECEA implementarem. Não implementaram nem o projeto ATC, que era bem mais simples.

 

Pior é BSB que pode implantar mas desistiram porque conseguiram a proeza de errar a saída e traumatizar o ATC hahahaha

 

 

É cada pérola que me falta colar pra botar...

  • Like 5

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Pior é BSB que pode implantar mas desistiram porque conseguiram a proeza de errar a saída e traumatizar o ATC hahahaha

 

 

É cada pérola que me falta colar pra botar...

DEP com curva errada ja aconteceu em diversos lugares com operações simultâneas: LAX, DOH, JFK. O problema que no Brasil o DECEA não é cobrado por eficiência, ai o motorista comete o erro, a controladorinha que ta mais preocupada em estudar pro próximo concurso se assusta e o oficial responsável decide suspender a operação. BSB teria tudo pra operar simultaneamente sem restrição alguma.

 

E não defendendo os motoristas, mas a quantidade de SID que existe nos aeroportos brasileiros é bizarra! Sem contar nas designações parecidas.

Edited by Airbus Driver
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não. Aproximações paralelas independentes precisam de espaçamento de 760m (se Não estou enganado) entre os eixos das pistas.

SFO são aproximações dependentes.

Independentes são 1005m de separação lateral mínima.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Share this post


Link to post
Share on other sites

E não defendendo os motoristas, mas a quantidade de SID que existe nos aeroportos brasileiros é bizarra! Sem contar nas designações parecidas.

Acho o número de SIDs semelhante (ou até menor) que em aeródromos com 2 pistas usadas para decolagem na Europa, como por ex. MUC, MAD ou CDG.

Comparando com as SIDs dos EUA o número das nossas é bem maior, mas o sistema lá é diferente. As SIDs e STARs aqui são espelhadas no sistema europeu.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A operação segregada em condições VMC, prevê a autorização de pousos e decolagens nas pistas paralelas independente da posição da aeronave na final ou decolando. Porém, todavia, foi detectados algunas falhas nos procedimentos desenhados para as cabeceiras no que diz respeito às arremetidas.

Se o avião seguir o perfil de arremetida da carta, apesar de VMC, existe o perfil na carta que ele utilizou para aproximação, o ponto de arremetida ficou bem atrás e ao invés de existir uma restrição de altitude para iniciar a curva a direito (aproximação 09R por exemplo) o avião curvaria a qualquer altitude, caso ocorresse uma arremetida próximo ao solo a aeronave entraria em curva.

Foi acordado entre DECEA, SRPV e aéreas a utilização de procedimentos, porém em fase de testes até que sejam corrigidas as cartas.

Logo tudo estará funcionando 100% e a proposta é operação simultânea em 2020 para duas decolagens e dois pousos ao mesmo tempo.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho o número de SIDs semelhante (ou até menor) que em aeródromos com 2 pistas usadas para decolagem na Europa, como por ex. MUC, MAD ou CDG.

Comparando com as SIDs dos EUA o número das nossas é bem maior, mas o sistema lá é diferente. As SIDs e STARs aqui são espelhadas no sistema europeu.

 

 

BSB é meio fora da curva, a quantidade de SIDs naquele aeroporto é completamente desproporcional.

 

Mas o mais irritante é o número de cartas de aproximação: no Brasil se tem ILS X/T/S/Z/W 09R, enquanto lá fora normalmente se tem 1 ou 2 tipos de ILS no máximo para a mesma cabeceira.

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

 

BSB é meio fora da curva, a quantidade de SIDs naquele aeroporto é completamente desproporcional.

 

Mas o mais irritante é o número de cartas de aproximação: no Brasil se tem ILS X/T/S/Z/W 09R, enquanto lá fora normalmente se tem 1 ou 2 tipos de ILS no máximo para a mesma cabeceira.

 

 

Esqueci desse fato bizarro.

 

Outra coisa irritante no Brasil são os limites para vetoração. Ainda existe isso? Deixa a fonia absurdamente congestionada.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tá previsto então, para 2020, dois pousos e duas decolagens ao mesmo tempo? Bacana.

 

Vai dar uma boa fluidez e agilidade.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esqueci desse fato bizarro.

 

Outra coisa irritante no Brasil são os limites para vetoração. Ainda existe isso? Deixa a fonia absurdamente congestionada.

Um dos maiores atrasos do sistema.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...