Jump to content
Sign in to follow this  
A345_Leadership

Avianca Brasil entra com pedido de recuperação judicial [PARTE 1]

Recommended Posts

a lista parece enorme, assustadora, mas tem gente ali que a empresa está devendo dinheiro de pinga, coisa de até 10 centavos. (isso mesmo, 10 centavos, não vou por aqui pra não expor o nome de terceiros e nos prejudicar)

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

a lista parece enorme, assustadora, mas tem gente ali que a empresa está devendo dinheiro de pinga, coisa de até 10 centavos. (isso mesmo, 10 centavos, não vou por aqui pra não expor o nome de terceiros e nos prejudicar)

 

mas é assim mesmo. Quando se lista TODOS os credores, são todos mesmo (muitos pax que buscam restituições e indenizações, inclusive).

Share this post


Link to post
Share on other sites

24/01/2019 às 18h22

 

Justiça determina desbloqueio de R$ 16,5 milhões da Avianca Brasil

https://www.valor.com.br/empresas/6084885/justica-determina-desbloqueio-de-r-165-milhoes-da-avianca-brasil

 

SÃO PAULO - O juiz Tiago Henriques Papaterra Limongi, da 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais do Estado de São Paulo, determinou nesta quinta-feira o desbloqueio de R$ 16,5 milhões pertencentes à Avianca Brasil. O valor havia sido bloqueado em cumprimento a uma decisão da 25º Vara Cível do Foro Central da Comarca de São Paulo.

 

O caso está relacionado a outra ação, movida por Renato Cianflone, que obteve da Justiça o direito de receber valores devidos pelas empresas dos irmãos Efromovich, que também controlam a Avianca Brasil. A principal devedora é a empresa HJDK Aeroespacial, que tem sede no Panamá. Na ação, o credor pediu que fosse desconsiderada a personalidade jurídica da HJDK Aeroespacial e que a Justiça incluísse como devedores empresas dos Efromovich com sede no Brasil. A 25º Vara Cível do Foro Central da Comarca de São Paulo incluiu a Avianca Brasil no polo passivo e determinou o bloqueio de R$ 16,5 milhões.

 

Na decisão desta quinta, o juiz Limongi considerou que a manutenção da penhora colocaria esse credor em posição privilegiada em relação aos demais credores da Avianca Brasil, "o que fere a premissa legal de tratamento isonômico entre os credores de mesma categoria"

 

O juiz solicitou à 25º Vara Cível do Foro Central da Comarca de São Paulo que se abstenha de praticar atos de constrição de bens da Avianca Brasil e determinou o desbloqueio dos R$ 16,5 milhões.

 

A Avianca Brasil está em recuperação judicial desde 10 de dezembro de 2018

https://www.valor.com.br/empresas/6084885/justica-determina-desbloqueio-de-r-165-milhoes-da-avianca-brasil

Share this post


Link to post
Share on other sites
Avianca inicia conversas com investidores

 

 

Com ajuda da Galeazzi, aérea em recuperação judicial busca saída para dívida de R$ 500 mi

 

Luciana Dyniewicz - 23 JAN 2019 04h10 - Atualizado as 08h57

 

 

https://www.terra.com.br/economia/avianca-inicia-conversas-com-investidores,d73313ed3660d712de5a2622bc9c6c73dsyypctr.html

 

 

Avianca contratou a Galeazzi & Associados, consultoria especializada em reestruturação de empresas e conhecida por realizar cortes drásticos de custos, para assessorá-la financeiramente em seu processo de recuperação judicial. A Galeazzi já tem participado da renegociação das dívidas da companhia aérea com credores e nas conversas com eventuais investidores, entre eles o fundo Elliott.

 

Segundo fontes próximas à Avianca, três investidores estão analisando a possibilidade de realizar um aporte na empresa. A agência de notícias Bloomberg havia informado, na última sexta-feira, que o fundo Elliott é um dos que vem negociando - informação que foi confirmada pelo Estado.

 

O Elliott, do bilionário americano Paul Singer, é conhecido por comprar empresas em dificuldades - chegou a olhar a operadora Oi, por exemplo. Foi também um fundo de Singer que adquirir a dívida da Argentina, em 2002, após o país ter dado calote. Conseguiu, 14 anos depois, receber até 15 vezes o valor investido inicialmente. O Estado apurou, porém, que as conversas com o Elliott ainda estão em fase inicial.

Uma injeção de capital daria uma alívio à empresa, que foi a única das aéreas nacionais a não receber aporte nos últimos anos. Em 2018, as companhias do setor sofreram com a alta do dólar e do petróleo, além de queda de demanda em decorrência da greve dos caminhoneiros.

A Galeazzi e a Avianca fecharam contrato pouco antes do ano novo e, desde o início de janeiro, três funcionários da consultoria trabalham dentro da companhia aérea. Segundo uma fonte que acompanha os trabalhos, está sendo analisada qual será a capacidade de pagamento da Avianca após a o processo de redução das operações da empresa - a frota diminuirá de 57 para 38 aeronaves.

Se deixarem minimamente os caras da Galeazzi atuarem como nas outras empresas, seja elas que eles trabalharam, eles passam o rodo sem dó. Cláudio Galeazzi é cria de Abílio Diniz dos tempos de Pão de Açucar, hoje GPA, e foi o responsável pelas reestruturações recentes do grupo.

atualizado às 08h57

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dívidas de R$ 670 milhões? Não é nada para uma empresa do porte da Avianca. Se forem sérios, eles arranjam U$$ 100 milhões fácil, conseguindo pagar parte da dívida de curto prazo e ainda renegociar o restante.

 

Há dívidas com valores pequenos que podem ser de serviços mal ou não executados e a Avianca recusa a pagar e virou processo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Foi aprovado em assembleia o PDV e LNR

 

167 Pilotos e 433 comissários.

 

sobre o PDV acho que vai ser difícil muita aderência visto que foi proposto a divisão da rescisão em 12 parcelas.

 

Sobre a LNR achei bastante justa a proposta, 1 ano com possibilidade de retorno ou 3 anos sem previsão.

 

https://www.aeronautas.org.br/manchete/8199-em-assembleia,-tripulantes-da-avianca-aprovam-acordo-para-lnr-e-pdv.html

Share this post


Link to post
Share on other sites

Porque, hoje alguns voos da avianca, estão com grandes atrasos? Ajuste da frota?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Foi aprovado em assembleia o PDV e LNR

 

167 Pilotos e 433 comissários.

 

sobre o PDV acho que vai ser difícil muita aderência visto que foi proposto a divisão da rescisão em 12 parcelas.

 

Sobre a LNR achei bastante justa a proposta, 1 ano com possibilidade de retorno ou 3 anos sem previsão.

 

https://www.aeronautas.org.br/manchete/8199-em-assembleia,-tripulantes-da-avianca-aprovam-acordo-para-lnr-e-pdv.html

Pra quem é rabo de fila e tem certeza que será cortado vale a pena pegar a licença e tentar voar fora... com possibilidade de voltar.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parece que a crise respingou na Avianca Argentina. Vão cancelar AEPGRU, cujo início estava previsto para 05/02.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se tirar 167 pilotos ...

Isso atinge até turma de qual ano?

Share this post


Link to post
Share on other sites

"700" milhões não é tão alto, a Flyways fechou com 100 mi (estamos falando de uma micro empresa e 1 avião), dizem que a Passaredo bateu na casa dos 300mi... então pro tamanho e idade da Bianca, tá "dentro" do plausível.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

"700" milhões não é tão alto, a Flyways fechou com 100 mi (estamos falando de uma micro empresa e 1 avião), dizem que a Passaredo bateu na casa dos 300mi... então pro tamanho e idade da Bianca, tá "dentro" do plausível.

 

Acho que o problema não é nem o tamanho da bola de neve, mas sim a velocidade que ela vem descendo o morro.

Share this post


Link to post
Share on other sites

"700" milhões não é tão alto, a Flyways fechou com 100 mi (estamos falando de uma micro empresa e 1 avião), dizem que a Passaredo bateu na casa dos 300mi... então pro tamanho e idade da Bianca, tá "dentro" do plausível.

Problema da AVB é fluxo de caixa. A dívida não é tão alta, porém não tem como paga-la e assim a bola de neve vai crescendo.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se tirar 167 pilotos ...

Isso atinge até turma de qual ano?

Não foi definido um número exato para copilotos e para comandantes, ou seja, após o PDV e LNR ninguém sabe exatamente se a diferença leia-se número de tripulantes que faltar pré chegar a 167 será cortada na fila da direita ou da esquerda, ou nas duas, caso seja nas duas em quais proporções?

Share this post


Link to post
Share on other sites

"700" milhões não é tão alto, a Flyways fechou com 100 mi (estamos falando de uma micro empresa e 1 avião), dizem que a Passaredo bateu na casa dos 300mi... então pro tamanho e idade da Bianca, tá "dentro" do plausível.

Pra quem tem crédito na praça não é mesmo, mas para quem não tem crédito no mundo, e empresas que não dão lucro, pode ter certeza que é um valor considerável!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Porque, hoje alguns voos da avianca, estão com grandes atrasos? Ajuste da frota?

Hoje GRU fechou durante a tarde... A geral alternou, atrasou todo mundo...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Porque, hoje alguns voos da avianca, estão com grandes atrasos? Ajuste da frota?

Além do tempo, teve voo JPA GIG que teve de fazer escala em SSA pq um Pax precisou de assistência médica, ficou até internado em Salvador.

Share this post


Link to post
Share on other sites

672 milhões a dívida ?

 

São os valores que entraram na RJ

As operações com garantias reais não entram, e nem o PL negativo.

 

Pagar significa ficar livre dos credores, mas ainda faria a empresa usar caixa de terceiros para bancar suas atividades

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Os A318 estão atuando em rotas de alta densidade por falta de A320. Agora sobre a lista de credores, rídiculo 0,07 centavos, por outro lado:

 

GOL LINHAS AEREAS S/A R$186.085,42

AZUL LINHAS AÉREAS BRASILEIRAS S.A R$5.228,22;

AZUL LINHAS AEREAS BRASILEIRAS S/A R$9.789,94;

AZUL LINHAS AÉREAS BRASILEIRAS S/A R$1.225.577,23 (Azul é sempre mais caloteada, será o batismo do próximo A320 ex-ONE)

OAG AVIATION WORLDWIDE LLC - USD6.515,25 (caramba até no OAG GUIDE...)

RIO LINHAS AEREAS S.A R$2.310,00

TAM LINHAS AEREAS S/A R$25.441,28;

TAM LINHAS AEREAS S/A. R$1.344.418,91;

TAM LINHAS AEREAS S/A. - USD12.176,99

VRG LINHAS AEREAS S/A R$504.654,97;

VRG LINHAS AEREAS S/A - USD343,73

 

Não perdoam nem as "irmãs"...

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se, a empresa já tem PDV e LNR acima da quantidade de aeronaves já entregue e já imagina frota de 38 aeronaves, então pode-se dizer que ela vai descumprir o acordo do dia 14/01?

Share this post


Link to post
Share on other sites

LATAM parou de aceitar FIM (Reacomodaçôes) da Avianca ontem.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

LATAM parou de aceitar FIM (Reacomodaçôes) da Avianca ontem.

 

pelo print que roda nos grupos, parece um problema com o banco transbank, também foi suspenso o acordo da LATAM com JAL,AA,RJ,BA E UL

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

pelo print que roda nos grupos, parece um problema com o banco transbank, também foi suspenso o acordo da LATAM com JAL,AA,RJ,BA E UL

Será que é o fim da parceria ou apenas renovação do contrato que ainda não concluiu?

Afinal a Latam precisa mais dessas parceiras que o inverso

Share this post


Link to post
Share on other sites

Curiosidade: a empresa precisa de um aporte de 670 mil para se reerguer. Alguém sabe qual seria o valor estimado da AVB hoje se estivesse à venda?

Share this post


Link to post
Share on other sites

A dívida da Avianca não é tão grande assim como a mídia dizia e alguns foristas por aqui. Pelo tamanho da empresa essa dívida é até dentro da normalidade, e nada absurdo de se renegociar, o problema maior me parece nos vencimentos futuros.

 

Um outro ponto que parece não estar tão bem é fluxo de caixa para empresa continuar pagando suas contas e fazer a malha rodar.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade