Jump to content
Sign in to follow this  
A345_Leadership

Avianca Brasil entra com pedido de recuperação judicial [PARTE 1]

Recommended Posts

Duvido que a JJ gaste energia e recursos para abocanhar possíveis rotas a andonadas pela Avianca, eles reagem de forma muito lenta, comportamento reacionário é típico de Azul e Gol.

Mas numa eventual quebra,que ainda desconfio,vão brigar apenas por meia dúzia de slots que serão sorteados em Cgh e Sdu,de resto a oferta atual ociosa cobre a oferta perdida da AVB nos demais mercados.

JJ poderá usar em Gru os wide ociosos de dia e pronto

Share this post


Link to post
Share on other sites

^^

Depois do Carnaval vamos ver como vai ficar a coisas. Se realmente a Avianca falir, vai ser uma pena.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Definir a falência da ONE em razão das AZUL e LATAM contratarem pilotos, é muito raso, na minha opinião. Acredito que a contratação da AD se refere ao fato dela continuar a receber aviões, aumentar a malha, e o fato da ONE reduzir sua frota (36 voando e 02 em manutenção é o que a companhia espera ter para voar a partir de 31/03).

 

Com isso, há um aumento natural na oferta de pilotos 'habilitados e treinados' para o A320, que é o avião do momento no país. Com os U$75 mi de empréstimo, aprovação do plano de recuperação, não creio que a falência da ONE esteja perto.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Insistindo com o que? Me diz uma coisa... A empresa esta contratando comandantes no momento? Sim ou não? Ou tem que desenhar? Bicho...

Isso é verdade! O Pessoal lê mas não interpreta.

Não há contratação de Cmtes no momento. Existe uma pretenção e já vem sendo discutida em assembléias, mas até agora nem uma seleção ou contratação de cmtes.

Se vão contratar no futuro é outra história.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gostaria de entender qual o impedimento da empresa contratar comandante?

Se tem vagas,há profissionais prontos no mercado,tem pressa e não tem esse profissional pronto dentro da mesma

Já ouviu uma coisa chamada carreira???

Share this post


Link to post
Share on other sites

Já ouviu uma coisa chamada carreira???

Que tal alguém se dispor a explicar então como funciona essa carreira. Nem todos aqui trabalham dentro de cia aérea mas gostariam entender. Fórum não serve pra isso?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Que tal alguém se dispor a explicar então como funciona essa carreira. Nem todos aqui trabalham dentro de cia aérea mas gostariam entender. Fórum não serve pra isso?

Bem observado Juan, sei que a antiga Tam já contratou Cmdt, chegou a buscar no falida Varig pilotos para voar os velhos MD-11 que a Boeing empurrou para vender os B777

Share this post


Link to post
Share on other sites

Que tal alguém se dispor a explicar então como funciona essa carreira. Nem todos aqui trabalham dentro de cia aérea mas gostariam entender. Fórum não serve pra isso?

 

O sujeito se lasca pra formar PP, PC, PLA... aí finalmente entra em uma cia aérea... como CO-PILOTO, ai fica anos ali acumulando hora e no momento que chega a vez da promoção dele, vem um cara de fora e ocupa o lugar que ele seria promovido, essa é a questão.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Com isso, há um aumento natural na oferta de pilotos 'habilitados e treinados' para o A320, que é o avião do momento no país. Com os U$75 mi de empréstimo, aprovação do plano de recuperação, não creio que a falência da ONE esteja perto.

 

Blue Tail, a questão é se um dos lessors (que tenha 10-12 aviões) vai lá na ANAC e manda cancelar as matrículas dos aviões - e aí, como fica? Os aviões ficariam proibidos de voar não? E isso seria de uma hora pra outra, a Avianca pouco poderia fazer...

 

Nesse caso, seria um efeito cascata / bola de neve, com atrasos e cancelamentos se acumulando, milhares de passageiros insatisfeitos, mídia detonando a companhia...aí já era...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Justiça determina que Copel restabeleça a energia à Avianca Brasil

 

Copel é energia ou internet?

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Copel é energia ou internet?

Na verdade ela presta os dois serviços a depender da localidade. No caso da Avianca é energia mesmo. O link que o amigo tentou posta é este aqui:

 

https://www.valor.com.br/empresas/6131249/justica-determina-que-copel-restabeleca-energia-avianca-brasil

Share this post


Link to post
Share on other sites

Na verdade ela presta os dois serviços a depender da localidade. No caso da Avianca é energia mesmo. O link que o amigo tentou posta é este aqui:

 

https://www.valor.com.br/empresas/6131249/justica-determina-que-copel-restabeleca-energia-avianca-brasil

Nem a luz eles estão pagando? Achei que a briga fosse só com os lessors e aeroportos,a coisa tá feia,a conta de luz é um trocado para uma empresa destas

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nem a luz eles estão pagando? Achei que a briga fosse só com os lessors e aeroportos,a coisa tá feia,a conta de luz é um trocado para uma empresa destas

Ao que parece a Energia foi cortada devido a débitos de 2018. FALHA DO FORNECEDOR.

E por isso foi ordenado o restabelecimento da energia.

No que está acordado. Os vencimentos a partir de janeiro devem ser pagos em dia.

Edited by Hoepers

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nem a luz eles estão pagando? Achei que a briga fosse só com os lessors e aeroportos,a coisa tá feia,a conta de luz é um trocado para uma empresa destas

 

Pois é, estranhei também. A coisa tá feia.

Um amigo me disse que na manutenção, os cursos obrigatórios, você vai e volta no mesmo dia, não tem mais hotel. Taxi também não, você tem que usar uber e "se virar"...

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Pois é, estranhei também. A coisa tá feia.

Um amigo me disse que na manutenção, os cursos obrigatórios, você vai e volta no mesmo dia, não tem mais hotel. Taxi também não, você tem que usar uber e "se virar"...

Mas é lei fornecer o transporte,que triste, se não pagou a luz por falha do fornecedor, até entendo,mas só resolveram com canetada de juiz?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas é lei fornecer o transporte,que triste, se não pagou a luz por falha do fornecedor, até entendo,mas só resolveram com canetada de juiz?

Tudo eles estao resolvendo com a canetada do juiz

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas é lei fornecer o transporte,que triste, se não pagou a luz por falha do fornecedor, até entendo,mas só resolveram com canetada de juiz?

Mas continuam fornecendo transporte, mudou do táxi pro uber.

 

Eu entendo que a situação possa parecer delicada mas AFAS de que a empresa "já era" baseada em tripulante de concorrente não ajudam muito. Que o melhor desfecho possa acontecer preservando empregos de colegas e cumprindo com as obrigações dos credores.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Entao, não é na canetada do Juiz, tudo antes da RJ, as dividas, fica pra depois do plano de RJ aprovado, e a copel cortou o fornecimento de LUZ baseado nisso, nas dividas anteriores e nao pode.

 

entao o juiz ordenou o religamento.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas continuam fornecendo transporte, mudou do táxi pro uber.

 

Eu entendo que a situação possa parecer delicada mas AFAS de que a empresa "já era" baseada em tripulante de concorrente não ajudam muito. Que o melhor desfecho possa acontecer preservando empregos de colegas e cumprindo com as obrigações dos credores.

Mas o colega citou acima,cortaram o táxi e agora eles têm que pegar Uber e se virar não disse que trocou um transporte por outro, senão nem teria mencionado.

Já a questão da luz tb há duas explicações diferentes, fica difícil saber o que realmente é procedente ou não

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

O sujeito se lasca pra formar PP, PC, PLA... aí finalmente entra em uma cia aérea... como CO-PILOTO, ai fica anos ali acumulando hora e no momento que chega a vez da promoção dele, vem um cara de fora e ocupa o lugar que ele seria promovido, essa é a questão.

Compartilho da sua indignação, mas parece que o bypass é a verdade inconveniente da aviação comercial. Se você ainda não foi bypassado, será...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Bypass acontece em qualquer carreira de qualquer área, simplesmente porque é mais cômodo financeiramente para a empresa contratar alguém que já sabe exercer a função ante à fornecer um treinamento para promover alguém da base da hierarquia.

 

Promoção interna só existe porque as empresas sabem que hora ou outra alguém precisa ser promovido para que haja renovação da mão de obra qualificada no mercado como um todo, e também porque funciona como um elemento de motivação para o empregado que faz parte da base da hierarquia.

 

Querer uma empresa privada que não faça bypass é uma utopia.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

O bypass sempre existiu e existirá, mas não isenta que os prejudicados se manifestem. Simples!

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

6. Fls. 20157/20159: sendo intuitiva a utilidade da medida pretendida parao obtenção de recursos para o custeio das despesas correntes e operacionais das recuperandas, comfundamento no art. 66, da LRF, autorizo a alienação dos 135 containers indicados, medianteprestação de contas à Administradora Judicial da utilização do produto da venda.

 

 

 

13. Fls. 21739/21745: com o deferimento do processamento da recuperação judicial há a suspensão de todas as ações e execuções, incluídos os débitos da recuperanda com as empresas prestadoras de serviços essenciais, tanto as públicas como as privadas, como fornecimento de água, energia elétrica, conexão de internet, telefonia etc.,exclusivamente em relação aos débitos vencidos até a data do pedido de recuperação judicial, poisos posteriores deverão ser pagos normalmente pela recuperanda. Assim, deve ser deferido o pedidode urgência, incidental neste processo de recuperação judicial, para que referidas empresasfornecedoras se abstenham de interromper o fornecimento de serviço de água, esgoto, energiaelétrica, telefonia, telefonia móvel, conexão de internet, em razão das dívidas sujeitas à recuperação judicial e pelo prazo de 180 dias a contar desta, ressalvado o dever das recuperandasem arcar com os débitos posteriores e vincendos ao longo do processamento da recuperaçãojudicial, por constituírem tais pagamentos indícios mínimos da viabilidade de sua recuperação.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade