Jump to content
Sign in to follow this  
A345_Leadership

Avianca Brasil entra com pedido de recuperação judicial [PARTE 1]

Recommended Posts

A CIA pode até acabar, mas a carreira do Tripulante NÃO! Então profissionalismo não irá faltar.

 

Claro, conheço vários tripulantes e mecânicos da Avianca e todos são muitos profissionais!! Mas o fator psicológico é um fator importante na segurança de voo, independentemente do profissionalismo.

Edited by MRN

Share this post


Link to post
Share on other sites

Qual segurança? O da portaria? A doutrina de segurança de vôo?

 

A segurança de vôo é respeitada, não pelo CNPJ, mas pelos portadores de CHT que não se arriscam a toa

 

 

Eu me referia mais a "The effect of profitability on an airlines safety record is one area that has received a fair amount of attention, with mixed results." deste artigo: http://faculty.wcas.northwestern.edu/~ipsavage/104-13.pdf

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Isso resume a crise. A empresa oferece um dos produtos mais caros (empatada com a Azul ao meu ver) e cobra por ele o menor valor do mercado.

 

Não tem como a conta fechar.

Se vc pegar a diferença do ticket médio da AVB x G3 e multiplicar pelo volume de tickets estimados pra 2018 ( 13 milhões de assentos vendidos; não tenho o número exato), já vamos pra uma conta superior a R$ 1,5 bilhão de reais.

 

Nem que ela vendesse menos aí, seus 10 milhões de assentos, ao invés de 13, ainda dava uma conta na casa do bilhão extra dentro do caixa.

 

Tá aí o problema da crise.

Não há necessidade dessa loucura por share, a G3 já fez isso e se estrepou. Basta manter o nível superior de seu produto e precificar como a G3 que vai azular, mesmo com o leasing mais caro.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se vc pegar a diferença do ticket médio da AVB x G3 e multiplicar pelo volume de tickets estimados pra 2018 ( 13 milhões de assentos vendidos; não tenho o número exato), já vamos pra uma conta superior a R$ 1,5 bilhão de reais.

 

Nem que ela vendesse menos aí, seus 10 milhões de assentos, ao invés de 13, ainda dava uma conta na casa do bilhão extra dentro do caixa.

 

Tá aí o problema da crise.

Não há necessidade dessa loucura por share, a G3 já fez isso e se estrepou. Basta manter o nível superior de seu produto e precificar como a G3 que vai azular, mesmo com o leasing mais caro.

 

Agora não tem mais como fazer isso. Precisam queimar bilhete para fazer caixa para tentar continuar voando. O problema é que arrecadam agora abaixo do CUSTO do produto e lá na frente esse dinheiro já vai ter sido gasto. Só vão adiar o enterro e aumentar a divida.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Qual segurança? O da portaria? A doutrina de segurança de vôo?

 

A segurança de vôo é respeitada, não pelo CNPJ, mas pelos portadores de CHT que não se arriscam a toa

Não Foi o que vimos na passaredo há alguns anos atrás. 10 monos em menos de um ano, numa frota mínima.

 

Acredito que tenha relação sim.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não Foi o que vimos na passaredo há alguns anos atrás. 10 monos em menos de um ano, numa frota mínima.

 

Acredito que tenha relação sim.

 

Fora aquele pouso bizarro fora da pista.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Poxa,

A345_Leadership se for ver bem, até parece confuso tudo isso, mas eu vejo que tudo isso está sendo para rolar as dividas devido a quebras dos estaleiros apenas. (vou procurar sobre, gosto desses assuntos), sinal que a AVB ainda pode retomar sua trajetória de lucros sim. (desculpa se a fonte mudou, fui dar um ctrl C + ctrl V no seu nickname e mudou toda a fonte aqui.) Abs

 

Na verdade o que acontece hoje não é uma exceção mas o modo de operar da Synergy, entenda-se seus controladores. Há contratos em que brigam até hoje com a Petrobras (antes do Pré-Sal) e quem é do meio sabe que eles têm métodos ortodoxos de gerir as empresas, vide agora o que acontece com a ONE.

 

A sorte foi colocar a Avianca Holdings como S/A e ter outros acionistas para controlá-los.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Fora aquele pouso bizarro fora da pista.

Exatamente. Fruto de um corte de custos mal sucedido... Felizmente não terminou em tragédia..

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acompanhando o drama da Oscar meia dúzia.

A Convenção da Cidade do Cabo permite com que os arrendadores atropelem as cias no tocante a reaver equips. arrendados - o que não é uma máxima absoluta.

O que se vê, na prática, e a tensão causada, em uma ponta pela jurisdição brasileira que prima pelo interesse público conexo à segurança das relações instituídas e dependentes da continuidade da operação da O6; ao passo que na outra ponta: o respectivo "possível" efeito colateral sobre novos contratos de arrendamento para Lessees brasileiros - haja vista que relativização da "segurança jurídica" advinda das garantias existentes no acordo internalizado ao nosso ordenamento, eleva substancialmente o risco do negócios para os futuros contratos celebrados com a gente.

 

Embora tenham sobrevindo alguns acordos, a quadro da O6 preocupa quem nela trabalha.

Para se ter uma ideia, a dívida de um único motor com o arrendatário ultrapassa hoje os U$ 400 mil.


Torço pela O6.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A insegurança é normal, de não saber se no dia de amanhã todos estarão empregados ou não.

 

Todos na empresa estão vivendo esse momento porém a empresa está bastante unida na maioria dos setores torcendo pelo um desfecho positivo.

 

O problema maior são os que não tem o que fazer e começam a inventar AFAs sobre a empresa.

 

E de novo, o que check-in cheio ou vazio quer dizer sobre ocupação do voo? Já ouviram falar sobre check-in online?

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Essa historia do gerente para o corporativo.... quem viu o outro topico sobre as sugestoes para a Avianca vai entender por que estou focando nisso....

 

A empresa NAO tinha foco nenhum no corporativo, mas sempre TEVE o melhor produto corporativo do mercado.

 

A empresa tinha o MELHOR produto do mercado mas NUNCA conseguiu tirar proveito na PRECIFICAÇÃO

 

Os melhores YIELDs eram obtidos nas rotas com MENOS competição e ela RESOLVE entrar nas rotas de MAIOR competição

 

PERDEU dinheiro com a aventura do GRU-MEX e não aprendeu NADA... perdeu MUITO MAIS com a AVENTURA dos EUA

 

Sabe que a COLOMBIANA ganhava DINHEIRO nos seus voos BOG-GRU e BOG-GIG, e POR QUE NÃO COPIOU O MODELO !!!!!!


Resposta: STATUS, STATUS, STATUS, STATUS

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

A insegurança é normal, de não saber se no dia de amanhã todos estarão empregados ou não.

 

Todos na empresa estão vivendo esse momento porém a empresa está bastante unida na maioria dos setores torcendo pelo um desfecho positivo.

 

O problema maior são os que não tem o que fazer e começam a inventar AFAs sobre a empresa.

 

E de novo, o que check-in cheio ou vazio quer dizer sobre ocupação do voo? Já ouviram falar sobre check-in online?

 

Check-in on line só pra Avianca? TAM e Gol não usam check-in on line? Porque o check-in deles está sempre cheio com relação ao check-in da Avianca,

Quando eu falo na situação do check-in, é o que eu to vendo, as outras lotadas e o da Avianca vazio, será normal? Será check-in on line?

Trabalhei na Avianca, foi o meu sustento por muito tempo, das 4 grandes é a melhor pra trabalhar.

Acho que aqui todo mundo tem o que fazer e ninguém tá querendo que a Avianca pare, apenas estão fazendo os seus comentários.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A CIA pode até acabar, mas a carreira do Tripulante NÃO! Então profissionalismo não irá faltar.

 

Até nisso a O6 pode atrapalhar, se continuarem causando essa insegurança jurídica o mercado todo vai acabar sendo prejudicado com elevação de custos.

 

Não torço contra, apenas acho que estão jogando mais contra do que a favor. Fora essa enrolação toda para sair ou não essa RJ.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Falta atitude! Era para darem um choque de gestão e trocar TODAS chefias: operações, manutenção, marketing, aeroportos, etc

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

SÃO PAULO - O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, aceitou o pedido da Avianca Brasil para suspender uma liminar favorável à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

 

 

 

https://www.valor.com.br/empresas/6139769/stj-concede-decisao-favoravel-avianca-brasil-em-disputa-com-anac

Share this post


Link to post
Share on other sites

SÃO PAULO - O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, aceitou o pedido da Avianca Brasil para suspender uma liminar favorável à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

 

 

 

https://www.valor.com.br/empresas/6139769/stj-concede-decisao-favoravel-avianca-brasil-em-disputa-com-anac

Uma guerra de nervos!

Share this post


Link to post
Share on other sites

SÃO PAULO - O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, aceitou o pedido da Avianca Brasil para suspender uma liminar favorável à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

 

 

 

https://www.valor.com.br/empresas/6139769/stj-concede-decisao-favoravel-avianca-brasil-em-disputa-com-anac

 

Falei ontem, a Avianca havia entrado no STJ

Share this post


Link to post
Share on other sites

Check-in on line só pra Avianca? TAM e Gol não usam check-in on line? Porque o check-in deles está sempre cheio com relação ao check-in da Avianca,

Quando eu falo na situação do check-in, é o que eu to vendo, as outras lotadas e o da Avianca vazio, será normal? Será check-in on line?

Trabalhei na Avianca, foi o meu sustento por muito tempo, das 4 grandes é a melhor pra trabalhar.

Acho que aqui todo mundo tem o que fazer e ninguém tá querendo que a Avianca pare, apenas estão fazendo os seus comentários.

Como pude falar em outro post, não podemos generalizar que “vi check-in vazio” ou “voei em um voo vazio” como termômetro para definir que a empresa está com loads baixos ou altos.

 

Esse é o problema das AFAs de ficar tornando o seu ponto de vista como verdade absoluta.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Como pude falar em outro post, não podemos generalizar que “vi check-in vazio” ou “voei em um voo vazio” como termômetro para definir que a empresa está com loads baixos ou altos.

 

Esse é o problema das AFAs de ficar tornando o seu ponto de vista como verdade absoluta.

 

Me lembra aquela ciranda que rola pelo fórum de gente que parece capaz de matar ou morrer para provar que cia A é mais ou menos pontual que cia B, "porque voei 2 vezes com eles e nas duas vezes o voo atrasou".

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só pra levantar algumas questões para debatermos...

 

O A220-300 não seria melhor para a AVB operar?

 

Não seria do tamanho e capacidade de pax ideal para o mercado brasileiro na frota da empresa?

 

O leasing deles não é mais barato do que dos A320neo?

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só pra levantar algumas questões para debatermos...

 

O A220-300 não seria melhor para a AVB operar?

 

Não seria do tamanho e capacidade de pax ideal para o mercado brasileiro na frota da empresa?

 

O leasing deles não é mais barato do que dos A320neo?

Esses aviões são extremamente novos

Mal tem no mercado,ainda mais a curto prazo

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse é o problema das AFAs de ficar tornando o seu ponto de vista como verdade absoluta.

 

Ninguém é dono da verdade, nem eu nem você. Aqui expomos nossas opiniões, para debatermos, conversarmos sobre os vários assuntos do fórum, aprendemos...

Quem aqui estiver achando que vai falar alguma coisa e isso será a maior verdade do mundo, está no lugar errado.

Continuemos com o debate saudável.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade