Jump to content
Sign in to follow this  
A345_Leadership

Avianca Brasil entra com pedido de recuperação judicial [PARTE 2]

Recommended Posts

É o fim...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Hehhehhahahhahehha

 

 

Poxa a ANAC está queimando a imagem da empresa...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fico imaginando uma operadora de pequeno / médio porte que tinha bloqueios de grupos com a Avianca.

 

Que perrengue.

Desde Janeiro quem escolheu continuar vendendo tinha ciência (ou deveria ter) do possível desfecho.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Parece que a O6 garantiu as operações em GRU, pelo menos por hoje.

Hoje tava pago. Pra operar sábado, domingo e segunda tinha que ter pago até às 17:00 de hoje

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se a Constitution conseguiu é plenamente capaz que os outros lessors consigam retomar os aviões, depois de tantas batalhas jurídicas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se a Constitution conseguiu é plenamente capaz que os outros lessors consigam retomar os aviões, depois de tantas batalhas jurídicas.

Já abriu precedente

Share this post


Link to post
Share on other sites

Cancelamento de matrícula de 10 aeronaves da Avianca Brasil

ANAC determina interrupção de venda de passagens para voos impactados pela medida

12/04/2019

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) recebeu na última quinta-feira (11) o pedido de cancelamento de matrícula de 10 aeronaves que estavam em posse da Avianca Brasil. A comunicação dos proprietários da empresa Constitution Aircraft Leasing de reaver os aviões ocorreu após decisão judicial favorável que determinou a reintegração de posse dessas aeronaves. A Agência alerta aos passageiros que as operações da empresa serão impactadas nos próximos dias com a saída escalonada das aeronaves, sendo que uma devolução ocorreu na última quinta-feira (11) e as demais ocorrerão até o fim do domingo (14), sendo três por dia.

Além de dar cumprimento à decisão, a ANAC mantém a fiscalização da atuação da empresa diante dos passageiros e segue acompanhando a execução das ações para a readequação da malha aérea e a manutenção da segurança das operações, além de determinar a interrupção das vendas dos voos impactados. A Agência também está em contato com a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) e outros órgãos do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor (SNDC).

A Avianca Brasil deverá, ainda, divulgar amplamente os voos alterados e cancelados, comunicar previamente os passageiros para evitar que se desloquem ao aeroporto inadvertidamente e oferecer as alternativas de reembolso, reacomodação em outro voo ou execução do serviço por outra modalidade de transporte.

Orientações ao Passageiro

Recomenda-se que os passageiros fiquem atentos aos comunicados que a Avianca deve fazer sobre a situação do seu voo e, em caso de dúvida, busquem informações no site da companhia aérea na internet ou contatem os seus canais de atendimento telefônico, eletrônico ou presencial.

Em caso de cancelamento ou de alteração do voo por iniciativa da Avianca, o passageiro deve ter os seus direitos respeitados, que estão disponíveis para consulta no portal da ANAC na internet (https://www.anac.gov.br/assuntos/passageiros) ou da página Passageiro Digital (https://www.anac.gov.br/passageirodigital), especialmente desenvolvida para dispositivos móveis.

Caso o passageiro se sinta prejudicado ou tenha seus direitos desrespeitados, deve procurar a empresa aérea contratada para reivindicar seus direitos como consumidor. Se as tentativas de solução do problema pela empresa não apresentarem resultado, o usuário poderá registrar sua reclamação por meio da plataforma www.consumidor.gov.br. Pela ferramenta, o consumidor pode se comunicar diretamente com as empresas, que têm a obrigação de receber, analisar e responder as reclamações em até 10 dias.

Não tendo a sua reclamação resolvida pela empresa aérea na plataforma Consumidor.gov.br, o passageiro poderá recorrer aos órgãos do SNDC, que inclui os canais presenciais de atendimento do Procon e o Juizado Especial Civil, para buscar uma solução para o seu problema individual e requerer a reparação de danos porventura causados pelo transportador.

A ANAC monitora, em âmbito coletivo, o atendimento prestado pelas empresas aéreas aos passageiros por meio dessa plataforma, colhendo subsídios para as ações de fiscalização e de regulação do setor. A plataforma também é monitorada por órgãos do SNDC, entre outros.

https://www.anac.gov.br/noticias/2019/cancelamento-de-matricula-de-10-aeronaves-da-avianca-brasil

Edited by TheJoker

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se a Constitution conseguiu é plenamente capaz que os outros lessors consigam retomar os aviões, depois de tantas batalhas jurídicas.

Aircastle já pegou PR-AVQ, AVU e ONK.

 

 

PR-ONT e ONJ parece que já tem ordens de arresto.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Constitution Aircraft Leasing:

 

PR-OCB, OCD, OCH, OCI OCM, OCN, OCO, OCT, OCV, OCW

 

Sem Paywall

 

https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2019/04/12/internas_economia,749228/avianca-cancela-voos-para-os-proximos-dias.shtml

Todos esses são A320ceo, né?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Meus prezados
Avianca cancela 179 voos e Anac determina suspensão da venda de parte das passagens
Empresa aérea está em crise financeira e pediu recuperação judicial
A Anac enviou, nesta sexta-feira (12), um ofício para a Avianca Brasil determinando a suspensão imediata de venda de passagens dos voos impactados pela redução de aeronaves em decorrência da crise gerada pelo pedido de recuperação judicial.
A Avianca Brasil informou, em nota, que já decidiu fechar a venda de alguns trechos diários e que cancelou alguns voos. Serão cancelados 179 voos previstos para decolar até a próxima quarta-feira (17). A empresa diz que oferecerá reembolso aos passageiros que já compraram passagens para as rotas canceladas e que o estorno será feito em até sete dias após a solicitação.
Segundo a aérea, a lista será atualizada diariamente. Em nota, a Avianca afirma que "reforça que está tomando todas as medidas necessárias para manter a normalidade de suas operações."
A agência recebeu na última quinta (11) o pedido de devolução de dez aviões da frota da companhia aérea para a empresa de leasing Constitution Aircraft, que teve decisão judicial favorável para reintegração de posse das aeronaves. Uma devolução já aconteceu nesta quinta-feira e as outras serão feitas até domingo (14), três por dia.
"Caso seu voo esteja na lista e você tenha comprado as passagens via canais diretos da Avianca Brasil (site/app, call center ou lojas), a empresa entrará em contato para oferecer reembolso ou opções de reacomodação. Caso seu voo esteja na lista e você tenha comprado as passagens via agências ou sites de viagem, você deverá entrar em contato diretamente com estas empresas."
Dívida com arrendadores chega a R$ 1 bilhão
O anúncio da empresa, em recuperação judicial, de reduzir a oferta de voos ocorre no mesmo dia em que a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) cancelou as matrículas de 10 aviões dos 35 da frota da empresa em razão de uma ação judicial movida pela pela arrendadora Constitution Aircraft.
A agência também determinou a interrupção de venda de passagens para voos impactados pela perda dos aviões e peças. Outras empresas de leasing entraram na Justiça para retomar aviões da empresa por falta de pagamento. A dívida da Avianca com arrendadores chega a R$ 1 bilhão, segundo pessoas familiarizadas com a situação da aérea.

Recomendações ao consumidor
A Associação Brasileira de Procons diz acompanhar com a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) a entrega de aeronaves. A presidente da entidade, Sophia Vial, afirma que tem "buscado que seja garantido o direito à informação aos passageiros" sobre possíveis atrasos e cancelamentos de voos da aérea.
A entidade que reúne os Procons descarta orientar a população a não comprar passagens da companhia. A associação afirma ter solicitado a 835 órgãos de defesa do consumidor que "não tomem medidas extremas, como a suspensão das atividades [da Avianca] sem consultar a Anac.
— Uma decisão judicial permite à empresa que continue suas operações, inclusive com a venda de passagens. Temos orientado os consumidores a verificar nos sites da Avianca e dos aeroportos se os voos estão previstos — afirma Vial.
Caso haja atrasos ou cancelamentos, o conselho é registrar uma reclamação assim que possível na plataforma www.consumidor.gov.br, que tem sido monitorada pela Anac e pelos Procons, segundo Vial.
Entenda o caso

As empresas de leasing que arrendam aviões e peças à Avianca Brasil têm tentado reavê-los por conta da inadimplência da aérea, que não realiza os pagamentos desde 2018. Foram as primeiras ações judiciais que pediam reintegração de posse dos aviões que levaram a empresa a pedir a recuperação judicial, em dezembro.
A companhia havia conseguido impedir na Justiça que os pedidos de reintegração de posse prosperassem até a assembleia geral de credores, realizada na última sexta-feira (5). A reunião aprovou o plano de recuperação judicial, que não incluiu os débitos da marca com as empresas de leasing.
Os valores não pagos aos arrendadores superam R$ 1 bilhão, segundo pessoas familiarizadas com a situação da Avianca. Na quarta-feira (10), o TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) negou um pedido da empresa feito na véspera para que arrendadores não pudessem retirar os aviões. A Avianca alegava que isso poderia inviabilizar a execução dos leilões de ativos da companhia, previstos no plano de recuperação.
O plano de recuperação judicial
Pelo plano aprovado, a Avianca Brasil será fatiada em sete unidades que irão a leilão em três lotes. O primeiro e o segundo leilão terão uma unidade cada e as restantes serão vendidas em um terceiro evento. Ainda não há data para isso ocorrer, mas a estimativa da empresa é que ocorram em julho.
Ficou decidido que a companhia deverá pagar primeiramente os empréstimos que recebeu após o pedido de recuperação judicial, formalizado em dezembro de 2018. Entre os montantes, está o valor emprestado pela Azul.
Em seguida, seriam quitadas as dívidas trabalhistas. Os que têm a receber até R$ 650 mil seriam ressarcidos integralmente. Na sequência, seriam pagas as despesas processuais da recuperação e, só depois, os credores. Haverá, segundo o plano, um pagamento de R$ 10 mil para todos os credores.
Fonte: Joana Cunha e Ivan Martínez-Vargas para FOLHAPRESS via GaúchaZH 12 abr 2019

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se tivesse feito acordo com a Azul tava viva... agora é desejar boa sorte para o funcionários

Share this post


Link to post
Share on other sites

Meus prezados

Avianca só poderá operar no aeroporto de Porto Alegre se pagar antecipado
Dívidas da companhia aérea chegam a R$ 5,5 milhões no RS

A Avianca está em recuperação judicial
A Avianca só poderá operar voos no aeroporto de Porto Alegre se pagar as tarifas antecipadamente. A determinação vale a partir de quinta-feira (11).

A decisão é da Fraport, que administra o aeroporto da capital. Em comunicado, a empresa recomenda aos passageiros que verifiquem junto à Avianca Brasil a situação de seu voo antes de irem até o terminal de passageiros.

Fonte: Giane Guerra e Lucas Correia - Agência RBS 9 abr 2019

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Todos esses são A320ceo, né?

 

Se conseguiram os CEO's, que nem tanto valem no mercado quanto um NEO, imagina a cobiça que está sendo pra retomar eles... Se não me engano ainda restam 6 ou 7 NEO voando na O6

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pois e' , resolveram tentar tirar mais do que os US$ 110 mm da Azul por interferencia da Elliot... que resolveu colocar Gol e Latam na rota de disputa.

 

Vai ficar muito barato para a Azul conseguir slots e aeronaves!

 

Vamos ver o que a arrumacao do mercado vai nos trazer... mas penso que a Avianca ainda se segura por uns dias com operacao sendo reduzida pouco a pouco.

O problema crucial e' que agora cortaram o tubo de oxigenio que eram as vendas com possibilidade de antecipacao dos recebiveis de cartao de credito.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Se conseguiram os CEO's, que nem tanto valem no mercado quanto um NEO, imagina a cobiça que está sendo pra retomar eles... Se não me engano ainda restam 6 ou 7 NEO voando na O6

Restam 7, mas 6 estão voando, pela proposta da empresa todos devolvidos até 12 de maio. Acho que vai antes

Share this post


Link to post
Share on other sites

Restam 7, mas 6 estão voando, pela proposta da empresa todos devolvidos até 12 de maio. Acho que vai antes

 

Exatamente...

 

Pois e' , resolveram tentar tirar mais do que os US$ 110 mm da Azul por interferencia da Elliot... que resolveu colocar Gol e Latam na rota de disputa.

 

Vai ficar muito barato para a Azul conseguir slots e aeronaves!

 

Vamos ver o que a arrumacao do mercado vai nos trazer... mas penso que a Avianca ainda se segura por uns dias com operacao sendo reduzida pouco a pouco.

O problema crucial e' que agora cortaram o tubo de oxigenio que eram as vendas com possibilidade de antecipacao dos recebiveis de cartao de credito.

 

Realmente agora fica mais complicada essa questão de caixa para a O6.

Entretanto é complicado para o leigo que compra uma passagem pra daqui alguns meses, sendo que tem uma chance gigante dele não conseguir viajar e entrar pra lista de credores.

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...