Jump to content
Sign in to follow this  
A345_Leadership

Avianca Brasil entra com pedido de recuperação judicial [PARTE 2]

Recommended Posts

Não sei se é possível, porém pelo apetite da Azul, ela vai acabar levando as 7 UPIs, porém pagando muito mais caro do que sua proposta anterior. A entrada da LA e G3 na disputa só servirá para inflar os números.

 

Daria um grande salto. A liderança da Gol estaria ameaçada no domestico

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Daria um grande salto. A liderança da Gol estaria ameaçada no domestico

Só que brigar por share já vimos no que dá.. A Azul não deveria jogar fora a rentabilidade conquistada a duras penas. Mas se por exemplo achar que 300 milhões de dólares é um valor aceitável por todas as UPIs certamente fará uma oferta, caixa a empresa tem, mas vale a pena?

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Daria um grande salto. A liderança da Gol estaria ameaçada no domestico

Ameaçada ficaria a Latam em relação a 2° posição no share. A Gol atualmente tem 37% do mercado doméstico e a Azul 21%. Em termos de mercado a fatia atual da AVB adicionaria quanto? 5%?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Não sei porque está sanha de pegar os slots, o mercado não tá crescendo em ritmo chinês. Os benefícios de eventual compra talvez não justificam pelo valor gasto.

 

Isto é válido para as 3.

 

acho que elas estão pensando em longo prazo, o mercado nao esta crescendo agora mas no futuro pode estar, daí se pegam os slots agora quando o mercado crescer elas ja terao os slots

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho até fofo alguém achando que tem vítima ou algoz nessa história.

 

Azul tava lá dentro da O6 vendo tudo de dentro no camarote, dos observando como ia engolir os slots arrumar uns A320 e crescer no susto.

 

As outras foram lá e reagiram. Simples.

 

É assim que se joga, agora vem uns aqui pregando o socialismo dos slots porque ~aí mas azul não consegue congonhas coitada-~

 

Não é creche dividindo o brinquedo entre as crianças. É Mercado. É capitalismo.

 

Não tem virgem nessa zona.

Edited by A350XWB
  • Like 8

Share this post


Link to post
Share on other sites

O que a Tam e gol estão fazendo é defendendo seus interesses em cima de cgh.

 

A azul, está tentando entrar lá.

 

Ninguém é bobinho nessa história.

 

Agora temos 3 questões a equacionar:

 

- Din Din para pagar os funcionários

- manutenção dos empregos

- questões concorrenciais.

 

A proposta da azul era algo que de alguma forma trazia um impacto positivo em todas esses temas. Não solucionada completamente os 2 primeiros, mas fazia o queria possível.

 

A entrada da gol e TAM, é agora um tiro no escuro.

 

Se cada uma ficar só com uma upi, pra satisfazer a proposta q fizeram, e a azul desistir do negócio por exemplo, essa situação deixa as 3 situações expostas acima muito pior do que a proposta da azul.

 

Elas defenderam sua posição, mas e os empregos? Nessa situação... Ficaria ainda mais concentrado o mercado. E aínda traria menos dinheiro pra pagar funcionários.

 

A proposta da azul parecia ser um meio termo.

 

A da gol e TAM é arriscada e pode fazer tudo ficar muito pior do que a proposta da azul, só agora proteger sua posição em cgh.

 

A conta é simples, como eh que vão dividir uma empresa em 7 pedaços, e daí cada uma das 3 teria que ter toda uma mega infraestrutura pra cuidar de uma empresinha com alguns poucos slots em cgh?

 

Elas estão jogando na retranca pra impedir o avanço da azul, só isso.

 

Não sei não, mas eu acho q isso daí vai dar em uma lambança muito grande.

 

Exatamente... Tem 2 ou 3 UPI's que valem a pena. Se cada das três cias ficar com uma UPI que valha a pena, não precisa nem contratar funcionários aos tantos. As empresas absorvem isso numa boa. Dinheiro pra pagar? Pra quê? O importante é manter Congonhas. Concorrência só é boa quando não está em jogo minhas preferências...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acho até fofo alguém achando que tem vítima ou algoz nessa história.

 

Azul tava lá dentro da O6 vendo tudo de dentro no camarote, dos observando como ia engolir os slots arrumar uns A320 e crescer no susto.

 

As outras foram lá e reagiram. Simples.

 

É assim que se joga, agora vem uns aqui pregando o socialismo dos slots porque ~aí mas azul não consegue congonhas coitada-~

 

Não é creche dividindo o brinquedo entre as crianças. É Mercado. É capitalismo.

 

Não tem virgem nessa zona.

 

Há algo de diferente no que fez a Azul pelo que já fez a Latam e a Gol com Pantanal, Webjet e Varig?

 

E elas queriam entrar em CGH.

 

Agora, se unir, porque não tem dinheiro, pra manter um monopólio a custa de penalizar os credores e empregados, é a primeira vez que acontece.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Acaba nao fazendo sentido compra essa proposta das UPIs pois o interesse vai estar em CGH e SDU. A AD nao vai ter interesse nesse plano.

 

Interessante a posicao do CADE nao existe uma 4 empresa que queria comprar as 7 UPIs e ser uma nova concorrente, ao menos ate o momento nao apareceu alguma.

 

O cenario que esta na mesa sao 2 empresas concentrando grande parte dos slots e 1 com poucos slots. O que fazer par aumentar a concorrencia?

E ninguem esta falando em redistribuir slots que as 2 ja operam. Caso nao de certo a RJ abre os slots de CGH para outra empresa ( fora LA ou GOL ) logico a AD vai pegar todos e acaba com a celeuma.

Edited by BLUE - SBKP -

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Há algo de diferente no que fez a Azul pelo que já fez a Latam e a Gol com Pantanal, Webjet e Varig?

 

 

E elas queriam entrar em CGH.

 

Agora, se unir, porque não tem dinheiro, pra manter um monopólio a custa de penalizar os credores e empregados, é a primeira vez que acontece.

Nada de diferente. Se as concorrentes tivessem feito barulho a época talvez o resultado fosse diferente. É jogo jogado. Ninguém quer perder dinheiro.

 

Os funcionarios e credores da avianca são com certeza o última poreocupacao de todas, inclusive da santa e benevolente azul.

 

Concordo? Não. Tenho amigos lá. Mas é assim que a cartolagem aérea pensa.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nada de diferente. Se as concorrentes tivessem feito barulho a época talvez o resultado fosse diferente. É jogo jogado. Ninguém quer perder dinheiro.

 

Os funcionarios e credores da avianca são com certeza o última poreocupacao de todas, inclusive da santa e benevolente azul.

 

Concordo? Não. Tenho amigos lá. Mas é assim que a cartolagem aérea pensa.

 

Não tinha concorrência, colega. Eram as grandes, ficando maiores.

 

Não há santos nesse jogo, mas discordar do modus operandi da dupla é bem razoável e não é defender a Azul. Em que pese eu achar que a melhor opção para o passageiro seria o ingresso de outro player em CGH.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Caso nao de certo a RJ abre os slots de CGH para outra empresa ( fora LA ou GOL ) logico a AD vai pegar todos e acaba com a celeuma.

 

Sério que vc acha que é assim que funciona a redistribuição de slots, impedindo as duas maiores de concorrer?

 

Sabe de nada, inocente!

 

Hahaha.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Interessante a forma socialista de pensar do colega....eles simplesmente vão dar pra empresa coitadinha que tem poucos slots.

Edited by EPG
  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

O pessoal que defende uma redistribuição de slots em CGH já viu como é entrar em LHR? A fila dura décadas!

Não é justo com as empresas que lá operam há tanto tempo simplesmente redistribuir para aumentar a concorrência.

Consigo ver o lado do passageiro, que em tese ganharia com uma maior concorrência entre as empresas. Mas devemos olhar para a segurança jurídica do negócio também.

Não é uma equação simples. O ideal seria uma 4ª empresa levar a Avianca. Veremos como o CADE analisará a situação...

 

Concordo, o ideal seria uma 4a Empresa. Como alternativa, a Azul.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Possibilidade:

 

Tam e gol já se comprometeram a comprar um pedaço cada.

 

Só as duas dão lances. Azul não.

 

Resultado: o cade pode mais a frente bloquear essa venda por ser aumentar a concentração. O valor arrecadado é inferior a proposta da azul. É Decretada falência da empresa e os slots dão redistribuídos pela ANAC.

 

Quem sai ganhando? Gol e tam.

Quem sai perdendo: o resto todo.

 

Pra azul aparentemente não vale a pena comprar um pedacinho pequeno que ela pode acabar conseguindo depois numa redistribuição.

 

Repito, isso pode dar em uma baita lambança sem tamanho.

 

O jogo da Tam e gol é não deixar o adversário jogar.

 

O problema é que isso pode acabar custando muito muito caro, para os próprios credores, funcionários e para o resto (nós).

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sério que vc acha que é assim que funciona a redistribuição de slots, impedindo as duas maiores de concorrer?

 

Sabe de nada, inocente!

 

Hahaha.

 

Por que não concorrem por uma só empresa?

 

Interessante a forma socialista de pensar do colega....eles simplesmente vão dar pra empresa coitadinha que tem poucos slots.

 

Que socialista? Qual o problema de deixar a empresa inteira e colocar o lance mínimo o da soma das sete upinhas?

 

A chance da Azul levar era grande né? Dividir pra conquistar... A Arte da Guerra.

 

E quem de novo faz valer as suas vontades? Latam e Gol. É, realmente, a Azul é muito malvada.

Share this post


Link to post
Share on other sites

No leilão é possível outra empresa de fora brigar por isso.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ja foi feito isso anteriormente em CGH.

 

Se nao existe uma 4 ai segue AD depois ( LA ou GOL "

 

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) na distribuição de novos slots no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, cumpriu o que o mercado esperava: concedeu 26 slots para a Azul, que faz sua estreia no aeroporto, 16 para a Avianca, que chega a 40 slots, e nenhum para Gol e Tam, que continuam com 234 e 236 slots, respectivamente, ou 88% do total de CGH. As entrantes ficaram com 12%. A Avianca, tecnicamente, ganhou 17 slots, mas só poderá usar 16 deles.

A utilização dos novos slots será de 27 de outubro próximo a 29 de março de 2015. Os slots diários são provenientes do rearranjo da capacidade de pista para a aviação comercial somados a dois slots remanescentes do banco de slots (retirados de empresas que deixaram de operar no aeroporto). As empresas contempladas poderão pedir alterações dos seus horários de pousos e decolagens a qualquer tempo, desde que dentro da capacidade operacional do aeroporto.

Segundo a Anac, o objetivo das novas regras para utilização do Aeroporto de Congonhas é incentivar uma maior concorrência e, em consequência, menores preços ao consumidor, sem representar um aumento da capacidade do aeroporto, que permanece operando dentro das regras de segurança da aviação civil. A aviação geral já usa exclusivamente a pista auxiliar e também continuará sendo atendida na pista principal do aeroporto.

Os critérios para distribuição levou em conta a eficiência operacional nacional das companhias interessadas (por meio da checagem da pontualidade e regularidade nacional do mesmo período do ano passado), além da participação de mercado nacional e da participação de mercado regional de cada uma delas. Esses critérios continuam sendo avaliados para o próximo período, e em março a agência pode anunciar novas mudanças.

Outro ponto a AD ja manifestou que nao tem interesse no novo plano.

Edited by BLUE - SBKP -
  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Importante entender a diferença de capitalismo e corporativismo de compadres nesse caso.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Da minha parte, como consumidor, pouco importa se é azul, verde ou amarela. É inaceitável um mercado importante como a Ponte Aérea e, possivelmente, outras ligações relevantes a partir de CGH ficarem restritas a duas empresas. Se é a Azul que pode romper esse duopólio em favor dos consumidores, que seja.

 

Também considero inadequada a comparação com LHR. Quantas opções o consumidor tem para voar dali a NY area? É um aeroporto restrito, é verdade, mas há concorrência de fato nas principais rotas.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nesse novo plano, sem a Azul, já era para o fúncionarios

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nesse novo plano, sem a Azul, já era para o fúncionarios

Nesse novo plano não se faz sequer menção a aeronaves. Venda de Slots descarada.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nesse novo plano não se faz sequer menção a aeronaves. Venda de Slots descarada.

Tudo muito estranho, se realmente chegou nesse ponto não existe mais o menor controle da situação por parte dos interessados em diminuir as perdas da empresa paciente

 

Imagina se Gol, TAM e Azul resolvem não da um real no leilão??

Os Slots serão divididos entre as três de acordo com alguns critérios pré estabelecidos. Talvez alguém ganhe mais, talvez alguém ganhe menos. Mas nada coisa de outro mundo para algo em torno de 12% do mercado para três players

Aí eu me pergunto?? Pra que cada uma vai pagar no mínimo USD 70 mi, ainda arriscado um monte de efeitos colaterais.

Tipo Sindicato, Cade, Anac, Justiça do Trabalho e etc..

Pois sem avião e funcionários, as UPI são mera vendas de Slots de forma escancarada.

A coisa só começa fazer lógica se o Grupo da Falimentar estiver pensando em um Buyback.

Capaz de comprar, reestruturar minimamente e vender

Nicho que os Abutres do Paul Singer dominam bem

Fora isso, eu se fosse a Gol TAM ou Azul deixava sangrar até morrer e pegava de graça e sem dor de cabeça esse pedaço de mercado

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tudo muito estranho, se realmente chegou nesse ponto não existe mais o menor controle da situação por parte dos interessados em diminuir as perdas da empresa paciente

 

Imagina se Gol, TAM e Azul resolvem não da um real no leilão??

Os Slots serão divididos entre as três de acordo com alguns critérios pré estabelecidos. Talvez alguém ganhe mais, talvez alguém ganhe menos. Mas nada coisa de outro mundo para algo em torno de 12% do mercado para três players

Aí eu me pergunto?? Pra que cada uma vai pagar no mínimo USD 70 mi, ainda arriscado um monte de efeitos colaterais.

Tipo Sindicato, Cade, Anac, Justiça do Trabalho e etc..

Pois sem avião e funcionários, as UPI são mera vendas de Slots de forma escancarada.

A coisa só começa fazer lógica se o Grupo da Falimentar estiver pensando em um Buyback.

Capaz de comprar, reestruturar minimamente e vender

Nicho que os Abutres do Paul Singer dominam bem

Fora isso, eu se fosse a Gol TAM ou Azul deixava sangrar até morrer e pegava de graça e sem dor de cabeça esse pedaço de mercado

Gol e Latam são obrigadas, pelo acordo que celebraram, a levar uma UPI cada por US$ 70 mi. A Azul é que ficou livre com a morte da Life Air e ainda receberá aquilo que já emprestou à O6.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gol e Latam são obrigadas, pelo acordo que celebraram, a levar uma UPI cada por US$ 70 mi. A Azul é que ficou livre com a morte da Life Air e ainda receberá aquilo que já emprestou à O6.

Como dizem, de obrigatório nesse mundo só death and taxes... Acredito que esse caso ainda vai ter muitas reviravoltas.

Quem sofre mesmo são os funcionarios da O6.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Gol e Latam são obrigadas, pelo acordo que celebraram, a levar uma UPI cada por US$ 70 mi. A Azul é que ficou livre com a morte da Life Air e ainda receberá aquilo que já emprestou à O6.

Tem alguma “multa” no qual a AD tem “direito” como “indenização”?

Share this post


Link to post
Share on other sites
Guest
This topic is now closed to further replies.
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade