Jump to content
Sign in to follow this  
2setão

Governador do DF viaja bêbado e é advertido em voo

Recommended Posts

https://www.notibras.com/site/governador-do-df-viaja-bebado-e-e-advertido-em-voo/

 

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), foi advertido com severidade durante o voo 58 da Linhas Aéreas Portuguesas, na noite de domingo, 21, no trajeto Brasília-Lisboa. Motivo da repreensão: excesso de embriaguez.

 

Um dos passageiros da classe executiva da TAP, sentado a duas fileiras da poltrona ocupada por Ibaneis, mostrou-se indignado. Não com o puxão de orelhas, mas com a postura do governador.

 

Constrangido com a cena, o ex número 1 da Advocacia-Geral da União Luiz Alberto Adams, advogado como Ibaneis, preferiu cochilar para presenciar mais cenas de um verdadeiro pesadelo moral.

 

Ibaneis já embarcou bêbado, garantem testemunhas oculares. Na sala vip do Aeroporto JK, em Brasília, ele exigiu ser servido com garrafas exclusivas de vinho. É tradição que a bebida servida seja coletiva, e degustada com moderação.

 

Por conta do forte temporal que desabou sobre a capital da República na tarde-noite do dia do embarque, o voo foi atrasado em mais de uma hora. Previsto para decolar às 17 horas, o Boeing da TAP só levantou voo às 18h15. Mais tempo, portanto, para que Ibaneis se esbaldasse no álcool.

 

Em solo, sob o efeito do vinho, Ibaneis Rocha, tendo à sua frente um televisor ligado, que transmitia o jogo Flamengo e Vasco, pegou do celular e ligou para um de seus filhos, fazendo as vezes de locutor, gritando Mengoooooooo a cada gol e lances de perigo.

 

Tradicionalmente reconhecida como briosa, a tripulação do voo 58 (como de resto dos demais aviões da TAP) ficou desconcertada quando o governador, com voz alterada e em tom presunçoso, exigiu embarcar antes de crianças, idosos e passageiros premium.

 

Após uma curta conversa, foi permitida a exceção. Ibaneis seguiria puxando a fila. Não por sua condição de governador, mas por temor de que, bêbado, regurgitasse sobre outros passageiros à sua frente.

 

Já sobre o Atlântico, o hospedeiro-chefe (líder dos comissários de bordo), embora demonstrando paciência, voltou, discretamente, a advertir o governador, que insistia em jogar no chão da aeronave restos de comida.

 

O séquito de Ibaneis ficou desconcertado. Parecia um bando de soldados rasos obrigados a carregar seus próprios sacos de suprimentos e o do seu superior hierárquico.

 

Um deles, fazendo lembrar Rolando Lero, decidiu pedir contenção a Ibaneis. Mas a conversa foi curta e grossa.

 

Amado mestre

 

Cale a boca. E mande vir mais uma garrafa de uísque.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Meus prezados

Para quem não é de Brasília e não o conhece, eis o cidadão em questão:

ibaneis-aeroporto.jpg

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

A síndrome do pequeno poder.

 

 

Interessante é que nos speechs da TAP eles enfatizam que podem restringir o consumo de bebidas alcóolicas.

Share this post


Link to post
Share on other sites

O Boeing da TAP? Sinônimo para avião é Boeing?

e não? avião não é com B ?

rsrsrs

Edited by rodsvin
  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se fosse uma pessoa comum na econômica nem embarcar deixavam...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Outra "otoridade" dando exemplo para o mundo exterior. Estamos realmente cada vez "melhores" em relação aos nossos representantes eleitos. E já faz algum tempo.As gafes dos nossos políticos são bem conhecidas, desde governos anteriores inclusive. Lembro até hoje de um certo ex "presidento" elogiando a capital da Namíbia por ser limpinha: "nem parece Africa", disse ele.E também uma certa ex "presidenta", que achou que podia dar lições de economia na Europa, na época da última crise internacional. Do atual não falo, porque não precisa, quando não é ele, seus porta vozes familiares dizem mais e assim vamos, Quanto "orgulho" da Pátria Amada Brasil. Só lembrando que os políticos que temos e elegemos, são as escolhas da maioria do povo. eles não estariam lá, se não tivessem sido colocados.

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites

Tinha que ter ficado no chão, RBAC 121 nele e ponto final.

Share this post


Link to post
Share on other sites

A síndrome do pequeno poder.

 

 

Interessante é que nos speechs da TAP eles enfatizam que podem restringir o consumo de bebidas alcóolicas.

 

Sim... Há uma lei em Portugal que proíbe fornecer bebida alcoólica a quem aparente estar embriagado. Isso não é só nos aviões. É em qualquer lugar...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse governador, esses dias, propos um projeto (ou decreto) para criar uma carteira de identidade que o identifique como Governador do DF.

Share this post


Link to post
Share on other sites

https://www.metropoles.com/colunas-blogs/grande-angular/ex-agu-luis-adams-desmente-historia-de-que-ibaneis-deu-vexame-em-voo-para-portugal

 

O ex-advogado-geral da União Luís Inácio Lucena Adams, que está em Portugal por ocasião do VII Fórum Jurídico de Lisboa, desmentiu com veemência informação de que teria testemunhado um suposto episódio vexatório protagonizado pelo governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB).

 

Na publicação, que viralizou, Adams é citado como testemunha das supostas cenas e da embriaguez e descompostura do governador do DF.

 

Isso é um completo absurdo. Eu viajei na poltrona exatamente atrás do governador e sua chefe de gabinete [Kaline Gonzaga]. Por volta das 23h, jantamos e depois as pessoas dormiram, sem nenhuma intercorrência. O que escreveram foi mentiroso, disse o ex-AGU à Grande Angular.

 

 

 

Os jornais mentem tanto que não sei em qual versão acreditar.

Share this post


Link to post
Share on other sites

https://www.metropoles.com/colunas-blogs/grande-angular/ex-agu-luis-adams-desmente-historia-de-que-ibaneis-deu-vexame-em-voo-para-portugal

 

O ex-advogado-geral da União Luís Inácio Lucena Adams, que está em Portugal por ocasião do VII Fórum Jurídico de Lisboa, desmentiu com veemência informação de que teria testemunhado um suposto episódio vexatório protagonizado pelo governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB).

 

Na publicação, que viralizou, Adams é citado como testemunha das supostas cenas e da embriaguez e descompostura do governador do DF.

 

Isso é um completo absurdo. Eu viajei na poltrona exatamente atrás do governador e sua chefe de gabinete [Kaline Gonzaga]. Por volta das 23h, jantamos e depois as pessoas dormiram, sem nenhuma intercorrência. O que escreveram foi mentiroso, disse o ex-AGU à Grande Angular.

 

 

 

Os jornais mentem tanto que não sei em qual versão acreditar.

 

Eu creio inclusive que na verdade o ex-AGU aí é que não quer se queimar e negou

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Eu creio inclusive que na verdade o ex-AGU aí é que não quer se queimar e negou

 

Exato, além de governador o Inganez manda e desmanda na OAB aqui no DF.

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

Exato, além de governador o Inganez manda e desmanda na OAB aqui no DF.

 

 

Mandava, não manda mais!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse governador, esses dias, propos um projeto (ou decreto) para criar uma carteira de identidade que o identifique como Governador do DF.

Não só para ele, mas também para o vice governador, secretários e parentes até de 2o grau do governador e vice. Depois da repercussão, tiraram os parentes.

 

Justificativa:

 

De acordo com o GDF, a intenção do documento, como o próprio nome sugere, é comprovar a identidade do portador em qualquer local do território nacional. O documento não oferece regalias, mas evita constrangimentos especialmente fora do Distrito Federal, diz nota da Subsecretaria de Divulgação da Secretaria de Comunicação do DF.

 

A pasta também informa as razões para que parentes tenham acesso ao documento. A identificação segue modelo diplomático e, por isso, se estende aos cônjuges e parentes até segundo grau do governador e vice. Essas pessoas têm direito a passaporte diplomático para uso no exterior e, agora, também poderão ser identificadas em todo o Brasil.

 

http://blogs.correiobraziliense.com.br/cbpoder/mpdft-pede-a-nulidade-de-decreto-que-cria-identidade-de-parentes-do-governador-e-do-vice/

Edited by Paulo Gaucho

Share this post


Link to post
Share on other sites

Esse Sr. é um vexame para o DF. Arrogante demais...

Se acha o tal. Lembrando que ele foi um dos defensores dos assassinos do Índio Galdino, aquele que morreu queimado quando um grupo de playboys colocaram fogo no Indio achando ser um mendigo, como se um mendigo não fosse um ser humano também.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Imagina a situação da tripulação se isso tivesse ocorrido numa aérea brasileira...

pelo simples fato de pertencer a aérea estrangeira, a tripulação pôde se sentir não intimidada por posteriores perseguições da 'otoridade' que tiveram de enfrentar.

Share this post


Link to post
Share on other sites

e não? avião não é com B ?

rsrsrs

Me coçou a mão aqui pra suplementar o teu comentário, todavia, como sei que criar-se-ia tamanha polêmica, contenho-me a concordar que a grafia correta da palavra avião, realmente, tem seu início com a letra "B", (algumas vezes com "C" também, hehehe!!!)...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...