Jump to content

Air Europa apresenta pedido para operar voos domésticos no Brasil


Recommended Posts

Air Europa apresenta pedido para operar voos domésticos no Brasil

Empresa tem sede na Espanha e, em 2018, governo permitiu 100% de capital estrangeiro em companhias aéreas. Segundo Anac, após autorização, Air Europa poderá operar voos.

Por Vinícius Leal, TV Globo Brasília

 

17/05/2019 22h40 Atualizado há 10 horas

A companhia aérea Air Europa, com sede na Espanha, entregou nesta sexta-feira (17) à Junta Comercial do Estado de São Paulo um pedido para operar voos domésticos no Brasil.

 

A empresa já opera voos no país, mas somente em rotas internacionais, ligando Madrid, capital espanhola, a cidades das regiões Nordeste e Sudeste.

Em dezembro do ano passado, o então presidente Michel Temer editou uma medida provisória (MP) que liberou 100% de capital estrangeiro nas companhias aéreas brasileiras.

A medida provisória perderá validade na próxima semana, e o Congresso já discute um projeto com teor semelhante.

A empresa é considerada brasileira se constituir sede no Brasil e for subordinada à lei brasileira, mesmo que o capital seja estrangeiro.

Trâmite do pedido

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil, o pedido oficial da empresa ainda não chegou à Anac, mas a entrega do documento na junta comercial faz parte da constituição jurídica da companhia e é uma das fases necessárias no processo de outorga.

"Ao se constituir no Brasil, e após a autorização da Anac, a empresa poderá operar rotas domésticas e seguirá a legislação brasileira, que inclui a obrigatoriedade de ter a tripulação brasileira, além do recolhimento de tributos", informou a agência.

 

https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/05/17/air-europa-apresenta-pedido-para-operar-voos-domesticos-no-brasil.ghtml#

Link to post
Share on other sites

  • Replies 244
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

O Rio não esta facil, isso é verdade. A economia do estado vem patinando faz tempo além de toda a questão de segurança mas o Rio ainda é a principal cidade turistica do Brasil e a segunda em negocios.

Dos 3, o que eu achei mais sensato nas colocações, foi o Kakinof (não sei se é assim que se escreve)

Você está olhando para o seu lado de piloto.   Não podemos só por que isso afeta ou beneficia deixar de olhar de forma ampla para a questão.   Piloto Brasileiro não pode trabalhar em outros país

Air Sudamerica, já aproveita e cria filiais na Argentina, Chile, Peru e Colombia. :lol:

 

UX deve estar preocupada com a DI se espalhando pela Am. Latina, estão querendo operar EZE-MAD/BCN/CDG, e se deixar (questão de tempo) do Brasil também. IAG até tem dinheiro pra bancar competição, mas UX acho que não.

Edited by TheJoker
Link to post
Share on other sites

De repente eles fazem:

 

Razão Social: Air Europa do Brasil Linhas Aereas Ltda.

 

Fantasia: Air Europa Brasil ou AirEB

 

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

 

:lol: :lol: :lol: :lol: :lol:

 

Eles entregaram os documentos para constituir a empresa e não operar voos domésticos. Até essa papelada passar na junta comercial e estar constituída a empresa, pagar as taxas, etc, vai longe.... e dai depois que eles montam a empresa que vão pra Anac pedir slots, licenças etc... será que isso sai esse ano ??

 

Falando nisso, quem atende os voos deles? É pessoal próprio ou terceirizado?

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

De repente eles fazem:

 

Razão Social: Air Europa do Brasil Linhas Aereas Ltda.

 

Fantasia: Air Europa Brasil ou AirEB

 

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

 

:lol: :lol: :lol: :lol: :lol:

 

Eles entregaram os documentos para constituir a empresa e não operar voos domésticos. Até essa papelada passar na junta comercial e estar constituída a empresa, pagar as taxas, etc, vai longe.... e dai depois que eles montam a empresa que vão pra Anac pedir slots, licenças etc... será que isso sai esse ano ??

 

Falando nisso, quem atende os voos deles? É pessoal próprio ou terceirizado?

Acho complicado operarem esse ano ainda, parece lobby do governo mas enfim..

 

 

Governo espera cinco companhias aéreas de baixo custo operando no País ainda em 2019

Conforme o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, elas devem realizar em um primeiro momento voos nacionais

 

https://www.correiodopovo.com.br/not%C3%ADcias/pol%C3%ADtica/governo-espera-cinco-companhias-a%C3%A9reas-de-baixo-custo-operando-no-pa%C3%ADs-ainda-em-2019-1.339680

Edited by HammerHead
Link to post
Share on other sites

DI começou a operar em EZE em fev18.

4M18 4M19

AR Espanha 68.758 75.217 +6.459 pax (AENA)

DI 23.747 53.702 +29.955

IB 190.404 215.101 +24.697

WK 0 17.310 +17.310

KL 128.004 135.146 +7.142 (aqui tem tráfego SCL)

TK 53.529 58.689 +5.160 ( GRU)

AF 61.466 62.961 +1.495

BA 58.436 57.469 -967 IB mais do que compensou

LH 79.455 77.186 -2.269 WK idem

UX 85.751 75.876 -9.875 foi a única que se ferrou de azul e branco!

 

Fonte ANAC AR

Edited by TheJoker
Link to post
Share on other sites

A grande vantagem ... vai querer operar só no filé mignon.

Mas isso somente se ela fosse adquirir a Avb, de outra forma ela entra comendo pelas beiradas

Link to post
Share on other sites

Se for pagar os mesmos impostos e jogar pelas mesmas regras que as nacionais atuais tem que seguir, tem três futuros possíveis:

 

Ou ela vai operar igual as nacionais, com mesma faixa de custos e preços.

Ou ela opera no vermelho e drenando dinheiro da divisão europeia, fazendo preço abaixo do custo para tentar atrair clientes.

Ou ela começa a operar e ao ver o tamanho do abacaxi pula fora em poucos meses.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

Air Europa quer operar voos dentro do Brasil

Por Estadão Conteúdo, 12:30 / 18 de Maio de 2019

 

A companhia solicitou registro na junta comercial de São Paulo, primeiro passo para se constituir no País. Companhia também deve operar voos entre Fortaleza e Madri ainda neste ano

 

A Air Europa, empresa aérea do grupo espanhol Globalia, indicou ao governo brasileiro que pedirá autorização para operar rotas nacionais no País. A companhia solicitou registro na junta comercial de São Paulo, primeiro passo para se constituir no Brasil, e indicou à cúpula da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que pedirá autorização de operação em breve.

 

A informação foi confirmada pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e ainda por uma fonte da Anac. Se seguir adiante com o plano, a Air Europa pode se tornar a primeira companhia aérea totalmente estrangeira a entrar no Brasil para operar trechos domésticos.

 

Empresas como a norueguesa Norwegian e a chilena Sky, que chegaram ao País recentemente, operam somente rotas entre o Brasil e cidades no exterior.

 

O movimento só é possível porque ainda está em vigência a medida provisória 863. Editada em dezembro, no apagar das luzes do governo Michel Temer, ela altera o Código Brasileiro de Aeronáutica, que limitava a participação de estrangeiros a até 20% do capital das companhias com operação no Brasil. Com a medida provisória, os estrangeiros ficaram liberados para ter até 100% das aéreas.

 

Um dos maiores grupos de turismo da Europa, com braços em hotelaria e aviação, a Globalia tenta se antecipar a rivais do mercado internacional.

 

Entraves

 

Há, porém, dois problemas à frente. O primeiro - e mais urgente - é a aprovação pelo Congresso da medida provisória que abriu o setor. O texto precisa passar nas Casas até quarta-feira ou perderá a validade. O prazo está apertado e o governo vem tendo dificuldade em encaminhar matérias ao Congresso.

 

"A Air Europa fez o registro agora para garantir o prazo, mas possui ressalvas. Eles ainda montarão o plano de investimento e tudo dependerá da aprovação no Congresso", afirmou o ministro do Turismo, que esteve na Espanha com executivos da Globália há duas semanas para tratar da possibilidade de vinda da empresa.

O segundo problema é a forma como o novo marco legal será enfim aprovado pelos parlamentares. Há preocupação dentro do governo sobre os efeitos de alterações feitas no Congresso. A comissão especial que apreciou a medida provisória incluiu no texto o fim da cobrança pela bagagem e a exigência de que as aéreas estrangeiras destinem 5% de seus voos para trechos regionais, por ao menos dois anos.

 

Ao modificar a proposta, os parlamentares argumentaram que os preços das passagens não baixaram desde que a cobrança das malas foi estabelecida e que é preciso aproveitar a abertura do mercado para incentivar a aviação regional.

 

Mas governo e companhias aéreas veem nas duas medidas risco para a atratividade do novo marco legal. Há temor de que as mudanças terminem por afugentar as companhias de baixo custo, conhecidas pelo termo em inglês "low cost".

 

Procurada, a Anac informou que ainda não recebeu pedido de autorização de operação da empresa. O representante da Air Europa no Brasil não retornou os contatos da reportagem.

 

www.diariodonordeste.com.br

Link to post
Share on other sites

Tem AFA de que a Viva Air também tem interesse. Quem dera que o Brasil tivesse +5 empresas. Acho que uns 60-80 NB pra AD/JJ/G3 estaria de bom tamanho, nossos aeroportos recém ampliados e subutilizados ficariam mais coloridos!

Link to post
Share on other sites

De repente eles fazem:

 

Razão Social: Air Europa do Brasil Linhas Aereas Ltda.

 

Fantasia: Air Europa Brasil ou AirEB

 

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

 

:lol: :lol: :lol: :lol: :lol:

 

Eles entregaram os documentos para constituir a empresa e não operar voos domésticos. Até essa papelada passar na junta comercial e estar constituída a empresa, pagar as taxas, etc, vai longe.... e dai depois que eles montam a empresa que vão pra Anac pedir slots, licenças etc... será que isso sai esse ano ??

 

Falando nisso, quem atende os voos deles? É pessoal próprio ou terceirizado?

Se for por vias normais, demora no mínimo um ano... 2019 só se molhar a mão de muita gente...

Link to post
Share on other sites

Ótima notícia!

 

Operam 737 nos voos intraeuropeus, correto?

 

Então provavelmente seria mais uma cliente Boeing no Brasil, o que pode estimular a fabricante americana a conceder gordos descontos nas aeronaves que irão compor a frota, se não optarem por usados.

 

E quem sabe alguma chance de operar E-Jets?

Link to post
Share on other sites

Se for pagar os mesmos impostos e jogar pelas mesmas regras que as nacionais atuais tem que seguir, tem três futuros possíveis:

 

Ou ela vai operar igual as nacionais, com mesma faixa de custos e preços.

Ou ela opera no vermelho e drenando dinheiro da divisão europeia, fazendo preço abaixo do custo para tentar atrair clientes.

Ou ela começa a operar e ao ver o tamanho do abacaxi pula fora em poucos meses.

Uma pergunta a quem souber e puder responder, a Webjet depois da reformulacao e antes de ser comprada pela Gol, estava operando no vermelho?

Link to post
Share on other sites

Ótima notícia!

 

Operam 737 nos voos intraeuropeus, correto?

 

Então provavelmente seria mais uma cliente Boeing no Brasil, o que pode estimular a fabricante americana a conceder gordos descontos nas aeronaves que irão compor a frota, se não optarem por usados.

 

E quem sabe alguma chance de operar E-Jets?

 

E195 da Air Europa Express, que serão retirados gradativamente da frota a partir do 3T2019. O substitue os 737 Next Generation da Air Europa, a medida que forem incorporando o 737 MAX.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Uma pergunta a quem souber e puder responder, a Webjet depois da reformulacao e antes de ser comprada pela Gol, estava operando no vermelho?

 

Segundos os balanços enviados à ANAC:

 

2008 prejú R$70,0 milhões

2009 80,8

2010 lucro 8,0

2011 prejú 242,0 VRG finalizou a compra em 03 outubro de 2011.

2012 285,9

2013 93,2

2014 31,6

 

No último balanço de 2014, os prejuízos acumulados eram de R$829,1 milhões.

 

https://www.anac.gov.br/assuntos/dados-e-estatisticas/demonstracoes-contabeis/divulgacao-de-demonstracoes-contabeis-de-empresas-brasileiras-de-transporte-aereo-publico-por-ano

Link to post
Share on other sites

Se a economia destravar e a política se acalmar de vez, o GIG é um prato cheio de oportunidade pra voos domésticos.

Link to post
Share on other sites

Uma pergunta a quem souber e puder responder, a Webjet depois da reformulacao e antes de ser comprada pela Gol, estava operando no vermelho?

Pelo que eu lia na época nunca deu lucro.

Link to post
Share on other sites

Se a economia destravar e a política se acalmar de vez, o GIG é um prato cheio de oportunidade pra voos domésticos.

O Rio de janeiro tem muito dever de casa interno ainda para se fazer e voltar a se tornar competitivo

A questão ali no estado não são apenas as reformas nacionais para resolver

Link to post
Share on other sites

Meus prezados

A entrada de novas empresas é defendida pelo governo como fundamental para o reequilíbrio de oferta de voos e para reduzir o preço das passagens
O presidente Jair Bolsonaro retuitou neste sábado (18) um post do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. No texto, o ministro comemora a chegada do Grupo Globalia, da AirEuropa, ao Brasil.
“Importante destacar que será a primeira empresa a operar no mercado brasileiro por causa da MP [863/18] que abriu capital estrangeiro em empresas nacionais. Obtendo outorga, ela vai contratar pilotos e tripulação brasileira, gerando empregos, concorrência no setor e novos investimentos no país”, disse em post replicado por Bolsonaro .
Com a Avianca em recuperação judicial, a entrada de novas empresas tem sido defendida pelo governo como fundamental para o reequilíbrio de oferta de voos e para reduzir o preço das passagens .
Prazo apertado
Com o relatório aprovado na Comissão Mista Especial em 25 de abril, a MP das aéreas , para não perder a validade, precisa ser votada nos plenários da Câmara e do Senado até a próxima quarta-feira (22). Um dos problema é que partidos que compõem o chamado Centrão e a oposição decidiram obstruir a votação de todas as MPs até a aprovação do texto da Medida Provisória 870, que trata da reforma administrativa do governo Bolsonaro, com as modificações feitas na Comissão Mista.
Fonte: Marcos Corrêa/PR para Último Segundo - iG 18 mai 2019[/i]

Edited by jambock
Link to post
Share on other sites

Se ela entrasse com salários na média de Avb, Gol e Latam,seria muito bom para o mercado de trabalho,talvez iriam drenar tripulantes da Azul e forçar ele a aumentar os míseros salários que paga, seria ótimo,torcer para que possam se instalar aqui

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.




×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade