Jump to content

TAP não aceitá passageiros com bilhete emitido pelo Amigo ou Avianca Brasil


Recommended Posts

https://www.flytap.com/pt-pt/alertas-e-informacoes

 

O que fazer? Quais as providências?

Comprar um bilhete de uma outra companhia ou desistir da viagem

 

Pode tentar entrar como credor da massa falida daí daqui a uns 20 anos a gente vê se sobrou alguma coisa pra compensar os clientes do Amigo

Link to post
Share on other sites

A TAP responde solidariamente. Entre com uma liminar somente contra a TAP. Bilhete emitido e confirmado, você não precisa acionar a Avianca/amigo. A TAP está de má fé se recusando a transportar um passageiro com bilhete emitido e válido. Se ela não recebeu da Avianca, ela que brigue na justiça na massa falida...

  • Like 3
Link to post
Share on other sites

Atitude tão infeliz quanto decidir não honrar bilhetes com tarifas-bug: é querer gerar mais passivo no Judiciário.

Link to post
Share on other sites

Moral da história, quem tem ponto do Amigo, assim como eu, morreu na praia...

 

Antigamente, bem antigamente, qdo alguém quebrava, alguma empresa se oferecia pra puxar os "órfãos" do programa falido. Me chama atenção que até agora ninguém se manifestou, nem a Avianca mãe.

 

De certo o programa não era nada atrativo...

Link to post
Share on other sites

isso tem dedo de Neeleman via Azul.

 

Qualquer um que tiver voo cancelado, tem q processar a TAP e Avianca. CErtamemente a segunda não terá o que fazer e sequer receber algo.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

Moral da história, quem tem ponto do Amigo, assim como eu, morreu na praia...

 

Antigamente, bem antigamente, qdo alguém quebrava, alguma empresa se oferecia pra puxar os "órfãos" do programa falido. Me chama atenção que até agora ninguém se manifestou, nem a Avianca mãe.

 

De certo o programa não era nada atrativo...

Então tem uma liminar em uma ACP da justiça do MT que obriga a TAP a arcar com os bilhetes emitidos pelo Amigo da Avianca sob pena de multa de 50.000,00 por passageiro.

Assim recomendo encaminhar a liminar para a TAP e falar que vão notificar o juiz do descumprimento

 

Abracos

Link to post
Share on other sites

Pelo visto na Justiça, a situação da TAP tá ficando bem feia... Feia no nível da UNITED declarar que irá cumprir todos os bilhetes (houve casos nos fóruns de gente reclamando de ter tido o embarque preterido no balcão da UNITED)...

 

Lufthansa e Swiss anunciaram lá atrás, antes de todos estes problemas, que irão honrar todos o bilhetes. Quem está em situação frágil é quem tem bilhete da O6 com voos de parceiras sem representação local - tipo SAS, Croatia Airlines, EVA, ANA, Thai, Singapore, etc: estas podem se negar a cumprir e ficar tudo por isso mesmo.

Link to post
Share on other sites

A TAP não tem um advogado pra avisar que vai dar ###### não?

 

Acho que tem, mas a matriz não tem ideia do que seja a responsabilidade solidaria da "cadeia de consumo" do nosso CDC.

Além disso, pode ser que o % dos que entrem na justiça, seja menor do que o valor a ser honrado.

Mas estas isso são apenas hipóteses mesmo...

Link to post
Share on other sites

A TAP não tem um advogado pra avisar que vai dar ###### não?

 

Shimabukuro e Colapietro Sociedade de Advogados

Link to post
Share on other sites

Ao arriscar que não iria honrar bilhetes emitidos, TAP estava se sentindo uma Emirates kkkkk

o delírio passou e ela já caiu na real.

Link to post
Share on other sites

O site do Mestre das Milhas acaba de noticiar que a TAP vai aceitar todas as passagens emitidas por milhas do programa Amigo da AVB. Só não coloco o Link pois não sei fazê-lo.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

Código de Defesa do Consumidor / Notícias

TAP deverá manter passagem adquirida em programa de milhas da Avianca

19 de junho de 2019

A Juíza de Direito Débora Kleebank, da 15ª Vara Cível do Foro Central da Comarca de Porto Alegre, concedeu o pedido de antecipação de tutela feito por um casal que corria o risco de perder trecho de volta de viagem de avião. De acordo com a decisão, a TAP Air Portugal S/A deverá pagar multa de R$ 20 mil a cada um dos autores se descumprir a medida.

Caso

O casal ingressou com ação com pedido de tutela de urgência contra a TAP Air Portugal S/A. Segundo os autores da ação, eles eram cadastrados no programa de milhagens Amigo, da companhia aérea Avianca. A empresa é afiliada à Star Aliance, formando parceria entre empresas aéreas, onde é permitido emitir bilhetes com milhas de uma empresa para viajar com as demais. Fazem parte dessa aliança, entre outras, as empresas TAP e Swiss Air.

Em 15/11/2018, o casal comprou e emitiu bilhetes aéreos por meio do programa de milhas para voar entre São Paulo/Zurique/Marselha pela Swiss Air. O início da viagem está previsto para 23/7/2019. Já o trecho de volta, Londres/Lisboa/São Paulo, foi adquirido pela TAP, entre os dias 6/8/2019 e 7/8/2019.

Os autores narraram que receberam o código das reservas e realizaram a marcação dos assentos. Porém, no dia 7/6/2019, eles disseram que a empresa divulgou um comunicado anunciando que não iria mais transportar passageiros que tivessem adquirido bilhetes emitidos por meio do programa Amigo, da Avianca, com viagem marcada a partir de 16/6/2019. Dessa forma, o casal estaria impedido de viajar de volta, no dia 6/8.

De acordo com o casal, o referido comunicado foi suspenso do site da TAP, vindo um novo comunicado posterior estendendo a data final para 30/6. Mesmo assim, o trecho de volta estaria comprometido.

Os autores argumentaram que o cancelamento trará prejuízos, tendo em vista todo o planejamento familiar. E pediram, em tutela de urgência, que a empresa mantenha as reservas feitas para o trecho de volta, sob pena de multa única no valor de R$ 20 mil para cada autor, em hipótese de descumprimento.

Decisão

A Juíza Débora Kleebank observou que a passagem foi adquirida quase oito meses antes da data para embarque, o que não daria razão para a empresa, de forma unilateral, deixar de cumprir o contrato firmado entre as partes, ainda que a empresa Avianca esteja em recuperação judicial.

“De fato, considerando que já foram implementados os requisitos para aquisição das milhagens ou pontos, nada justifica o cancelamento das viagens programadas, sendo que eventual discussão a propósito de eventual ressarcimento ou compensação de despesas deve se limitar às empresas aéreas conveniadas e não aos consumidores.”

A magistrada concedeu o pedido de antecipação de tutela, determinando que a TAP assegure os bilhetes aéreos emitidos em nome dos autores para o trecho Londres/Lisboa/São Paulo.

A multa fixada é de R$ 20 mil para cada autor, em caso de descumprimento da medida concedida.

Por fim, a Juíza designou audiência de conciliação prévia para o dia 25/9/2019.

FONTE: TJRS

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade