Jump to content

Republic Airways cancela encomenda para o A220 e acrescenta 30 E175 a sua frota.


Ozires

Recommended Posts

Pelo que me parece a troca de modelos deve ter mais relação com o tamanho da aeronave do que propriamente dito com o fabricante, afinal o E175 ( E1 ainda por cima ) é muito menor que o A220, alguém tem algum palpite do que possa ter ocorrido?

Link to comment
Share on other sites

 

Pelo que entendi, não são aeronaves paradas e sim E1s que ainda serão produzidos.

É uma encomenda por outra, pena que não serão E2, deve ser por causa daquelas normas né, scope clauses para os quais esses E2 são pesados demais? Alguém sabe explicar?

Link to comment
Share on other sites

É uma encomenda por outra, pena que não serão E2, deve ser por causa daquelas normas né, scope clauses para os quais esses E2 são pesados demais? Alguém sabe explicar?

 

Exato - a Republic basicamente atende as majors com "jatos regionais", então pra eles o jato precisa atender as "scope clauses"...e infelizmente o 175 E-2 não atende as mesmas (por questões de peso), ao menos por enquanto...

 

E muito menos o A220 (atender as Scope Clauses), pois na verdade são jatos acima de 100 assentos...

 

Inclusive o A220-300 começou a vender muito bem, acredito eu, por ser um avião de tamanho equivalente aos A319/73G (ou seja, próximo dos 150 assentos em classe única), mas muito mais econômico...e agora com a Airbus dando suporte, as empresas tem certeza de que o modelo não vai sair de linha de uma hora pra outra...e provavelmente a Airbus vem sendo agressiva nos preços também...

 

 

E se encontra 30 175 parados assim com facilidade?

 

Não sei, mas em breve a Alitalia pretende "aposentar" os 15 E-175 que possuem na frota (devido a mudança do modelo de negócio) - aposto uma cerveja que irão pra Republic...

Link to comment
Share on other sites

Tomara que as Scope Clauses sejam revistas até meados de 2021... Seria um timming muito bom para o 175E2.

Acho MUITO difícil Ozires, não há o mínimo interesse dos sindicatos em dar qualquer brecha pras majors americanas aumentarem a "terceirização" dos voos pras companhias regionais...

 

E o fato da Delta ter comprado os A220 pra voar na própria cia (mainline) só reforçou o ponto de vista deles, de que as companhias podem ter voos lucrativos mesmo com aviões relativamente pequenos...

 

O problema é se a Mitsubishi conseguir fazer o MRJ70 ficar dentro do MTOW das Scope Clauses - me parece que estão redesenhado o avião pra baixar o peso dele...aí vai complicar de vez.

 

Infelizmente creio que foi um erro a Embraer não ter feito o E175 E2 dentro das Scope Clauses, mesmo que isso representasse um pequeno encurtamento do avião, e ter asas menores, pra baixar o peso dele...

Link to comment
Share on other sites

Acho MUITO difícil Ozires, não há o mínimo interesse dos sindicatos em dar qualquer brecha pras majors americanas aumentarem a "terceirização" dos voos pras companhias regionais...

 

E o fato da Delta ter comprado os A220 pra voar na própria cia (mainline) só reforçou o ponto de vista deles, de que as companhias podem ter voos lucrativos mesmo com aviões relativamente pequenos...

 

O problema é se a Mitsubishi conseguir fazer o MRJ70 ficar dentro do MTOW das Scope Clauses - me parece que estão redesenhado o avião pra baixar o peso dele...aí vai complicar de vez.

 

Infelizmente creio que foi um erro a Embraer não ter feito o E175 E2 dentro das Scope Clauses, mesmo que isso representasse um pequeno encurtamento do avião, e ter asas menores, pra baixar o peso dele...

O maior mercado do E170/75 é os EUA? Quanto do total de vendas do E1 representou entre os demais clientes?

Se sim....poderiam ter avaliado um E170 E2 mais leve , torcer que as regras mudem é pouco provável,para quem venderão? Digo, vendas expressivas!

Link to comment
Share on other sites

Eu te garanto que a engenharia e a divisão comercial da Embraer acompanham a evolução do mercado norte americano dia a dia, devem ter um plano "B", "C" e "D"

Link to comment
Share on other sites

Eu te garanto que a engenharia e a divisão comercial da Embraer acompanham a evolução do mercado norte americano dia a dia, devem ter um plano "B", "C" e "D"

Eles são ótimos,tomara que sim

Link to comment
Share on other sites

 

Inclusive o A220-300 começou a vender muito bem, acredito eu, por ser um avião de tamanho equivalente aos A319/73G (ou seja, próximo dos 150 assentos em classe única), mas muito mais econômico..

Ele comporta mais pax que o A319 e que o B73G. Leva 150 passageiros em classe única com pitch de 30". Se reduzir a galley dianteira, dá para aumentar o pitch em 1" ou fazer das primeiras fileiras uma Y+, como a configuração da Azul nos A320neo. O A319 leva 144pax nessa configuração e o B73G 138pax.

Link to comment
Share on other sites

E se encontra 30 175 parados assim com facilidade?

 

 

 

Não sei, mas em breve a Alitalia pretende "aposentar" os 15 E-175 que possuem na frota (devido a mudança do modelo de negócio) - aposto uma cerveja que irão pra Republic...

 

Flightglobal.com cita:

Republic has not said from where it will receive the 30 E175s and did not immediately respond to a request for more information.

But Delta on 6 August said it plans to shift E175s currently operated by Compass into the fleets of its remaining partners.

Compass operated 36 E175s for Delta at the end of June, according to the latter's second-quarter financial filing

Parece que eles são da Compass.
Link to comment
Share on other sites

Se as Scope Clauses não forem mexidas, vai surgir o E170-E2 ou E175 E2 - SC, assim como nasceu o ERJ-140.

 

Se os A220 tivessem nascido como um Airbus (com painel igual a família A32X e comutabilidade), aí a Embraer estava lascada de vez.

Link to comment
Share on other sites

Se os aviões das regionais americana já são limitados em número de assentos... Porque limitar em MTOW (pelo menos num valor tão baixo)...

É bom lembrar que os motores de nova geração são muito mais econômicos e também muito mais pesados.

E um motor mais pesado significa uma asa mais pesada, uma estrutura mais pesada...

Além disso parte da economia bem de uma asa maior... E TB mais pesada.

Não acredito ser viável um E175E2 no peso atual das Scope Clauses.

Acredito que em algum momento o MTOW será revisto, mantendo-se a restrição do número de assentos e no número de aeronaves.

Aviões mais econômicos permitem empresas mais rentáveis, e isso é bom para a empregabilidade de pilotos. E como o número de assentos pode ficar restrito em até 86 Pax, por exemplo, isso não cria uma corrida para a terceirização de vôos.

Link to comment
Share on other sites

Se os aviões das regionais americana já são limitados em número de assentos... Porque limitar em MTOW (pelo menos num valor tão baixo)...

É bom lembrar que os motores de nova geração são muito mais econômicos e também muito mais pesados.

E um motor mais pesado significa uma asa mais pesada, uma estrutura mais pesada...

Além disso parte da economia bem de uma asa maior... E TB mais pesada.

Não acredito ser viável um E175E2 no peso atual das Scope Clauses.

Acredito que em algum momento o MTOW será revisto, mantendo-se a restrição do número de assentos e no número de aeronaves.

Aviões mais econômicos permitem empresas mais rentáveis, e isso é bom para a empregabilidade de pilotos. E como o número de assentos pode ficar restrito em até 86 Pax, por exemplo, isso não cria uma corrida para a terceirização de vôos.

 

Mesmo com o MTOW maior, faria sentido remotorizar, asa maior, etc. dado a etapa média dessas aeronaves e o preço do combustivel atual? Nos trechos curtos a economia de combusível é comprometida com o peso maior da aeronave. Tenho dúvidas s faz sentido.

Link to comment
Share on other sites

 

Mesmo com o MTOW maior, faria sentido remotorizar, asa maior, etc. dado a etapa média dessas aeronaves e o preço do combustivel atual? Nos trechos curtos a economia de combusível é comprometida com o peso maior da aeronave. Tenho dúvidas s faz sentido.

Exato, por isso que as americanas seguem comprando E1.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade