Jump to content
Sign in to follow this  
TheJoker

Azul projeta pelo menos seis novas bases e 30 milhões de passageiros para 2020

Recommended Posts

Por Anderson Masetto em 10/12/2019

Novas aeronaves, mais destinos, investimentos e um centro próprio de manutenção. Estes são algumas das novidades da Azul Linhas Aéreas para 2020. O CEO da companhia, John Rodgerson, afirmou que a empresa deve transportar cerca de 30 milhões de passageiros no próximo ano. O crescimento também acontecerá no número de cidades atendidas, uma vez ele prevê a abertura de seis a oito novas bases, sendo uma delas internacional.

“Teremos uma nova rota internacional no ano que vem. Teremos mais seis, talvez oito, novas bases, mas apenas uma no exterior. As oportunidades estão no Brasil, pois o brasileiro ainda voa menos do que colombianos, chilenos e mexicanos, por exemplo”, destacou.

FROTA E PREÇO

Sobre a frota, Rodgerson falou também do recebimento de novas aeronaves. Serão 31 equipamentos, mais do que dois por mês, o que resultará em aumento de oferta e diminuição de custos – fatores que podem impactar no preço das passagens.

“São muitas aeronaves. Com mais assentos disponíveis, voaremos mais horas e com muito mais oferta. Isso porque o Brasil precisa. Investimos US$ 6 bilhões por ano no País porque acreditamos em um futuro melhor”, ressaltou o CEO da Azul. “Nossa intenção é baixar o preço das passagens. Estamos colocando mais oferta e esta é a maneira de diminuir. Isso deve acontecer nos próximos dois ou três anos. Só não aconteceu neste ano porque o câmbio oscilou muito e tivemos a questão da Avianca”, complementou.

Um dos fatores que deve impactar no preço das passagens é justamente a chegada de novas aeronaves, especialmente o Embraer E2. Dos 31 equipamentos previstos para serem entregues e 2020, 20 são deste modelo. Alex Malfitani, vice-presidente de Finanças da companhia, explicou que o custo por assento voado é 26% menor no E2 em comparação com o E1, operado atualmente pela Azul

“O E1 que nos trouxe até aqui não é mais o ideal, por isso vamos substituí-los aos poucos pelo E2. Há também o A320neo, que baixa o custo por assento em 29% e vai permitir que a gente reduza tarifa e passe a oferecer voos para lugares onde não chegamos hoje. Nosso foco é colocar a aeronave certa para o mercado certo”, contou.

HANGAR

Entre estes investimentos, estão os R$ 120 milhões que a empresa destinou para o seu novo hangar de manutenção no aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). Ele deve começar a operar ainda no primeiro trimestre de 2020 e gerar mais de 800 empregos diretor. “Hoje este trabalho é terceirizado no México e em El Salvador. Além de gerar empregos no Brasil, não precisamos voar com a aeronave vazia para estes países para fazermos uma manutenção”, explicou.

A companhia também fez um investimento de R$ 15 milhões de dólares em um simulador próprio para o A320neo. A sua operação foi aprovado na última semana pela Anac. Ele ficará baseado na universidade Azul, em Campinas. Rodgerson também adiantou que o Wi-Fi a bordo estará em breve nas aeronaves da companhia. Embora não tenha revelado o preço, ele garantiu que é um produto diferente do que há hoje no mercado.

https://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/azul-projeta-pelo-menos-seis-novas-bases-e-30-milhoes-de-passageiros-para-2020/

  • Like 1
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Apostas para a nova base internacional? 

Meus palpites: NY (EWR ou JFK), SCL ou Paris(CDG/ORY)

Novas bases nacionais, possíveis cidades a serem servidas: 

RS: Bagé (mais provável) e Rio Grande. Seria para POA.

PR: Paranaguá e Umuarama - ambos para VCP.

SP: Guarujá/Santos e Votuporanga. (Quem sabe Franca e São Carlos). Franca mais provável para VCP. Votuporanga idem. Guarujá imagino que GIG/SDU, CNF e até CWB.

MG: Ituiutaba (p/ VCP), Patos de Minas( p/ CNF) Diamantina (CNF) São João del Rei (CNF e RJ) Pouso Alegre e Poços de Caldas. As duas últimas não imagino demanda para BH e, p/ Viracopos, muito perto. Só se fosse GRU. 

ES: Cachoeiro do Itapemirim e Colatina. Ambas p/ CNF. 

BA: Guanambi e Valença. Ambas para SSA, podendo Guanambi CNF. Valença na alta temporada. 

PE: Garanhuns(mais difícil, apenas 200 km do Recife) e Salgueiro. Ambas p/ REC.

Região Norte: não sei opinar, a não ser uma base óbvia: Cruzeiro do Sul. Acredito que para Rio Branco e, porquê não, Cuiabá, de lá conectando com todo país. Ariquemes-Cuiabá talvez role também, apesar da proximidade com Porto Velho.

MT: Cáceres, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Primavera do Leste e Tangara da Serra.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Lá em 2014, achei que o A320neo traria muito mais oportunidades para a Azul no Mercosul. Mas enquanto os E1 não tiverem sido trocados, eles continuarão 100% focados no upgauge do doméstico.

2 hours ago, naia said:

Apostas para a nova base internacional?

Minha aposta vai pra NYC, principalmente se o VCP-ORY for efetivamente "terceirizado" para a Air Caraibes. EWR faria mais sentido dada a influência da United, mas JFK também tem uma grande presença da jetBlue, que é parceira de codeshare.

2 hours ago, naia said:

RS: Bagé (mais provável) e Rio Grande. Seria para POA.

Bagé é bem provável, mas falta acabarem as obras de adequação do terminal. O início dos voos depende apenas disso.

2 hours ago, naia said:

Região Norte: não sei opinar, a não ser uma base óbvia: Cruzeiro do Sul. Acredito que para Rio Branco e, porquê não, Cuiabá, de lá conectando com todo país. Ariquemes-Cuiabá talvez role também, apesar da proximidade com Porto Velho.

RBR não tem voos da Azul há anos e deve contar com voos pra CNF, possivelmente operados pelo E2, a partir do próximo ano

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Segundo a ANAC, em out19 doméstico+ inter da AD 2.532.159 pagos / 31 x 365 dias = 29.8 milhões

então a frota atual já tem capacidade de bater  30 milhões/ano.

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 hours ago, naia said:

Apostas para a nova base internacional? 

Meus palpites: NY (EWR ou JFK), SCL ou Paris(CDG/ORY)

Novas bases nacionais, possíveis cidades a serem servidas: 

RS: Bagé (mais provável) e Rio Grande. Seria para POA.

PR: Paranaguá e Umuarama - ambos para VCP.

SP: Guarujá/Santos e Votuporanga. (Quem sabe Franca e São Carlos). Franca mais provável para VCP. Votuporanga idem. Guarujá imagino que GIG/SDU, CNF e até CWB.

MG: Ituiutaba (p/ VCP), Patos de Minas( p/ CNF) Diamantina (CNF) São João del Rei (CNF e RJ) Pouso Alegre e Poços de Caldas. As duas últimas não imagino demanda para BH e, p/ Viracopos, muito perto. Só se fosse GRU. 

ES: Cachoeiro do Itapemirim e Colatina. Ambas p/ CNF. 

BA: Guanambi e Valença. Ambas para SSA, podendo Guanambi CNF. Valença na alta temporada. 

PE: Garanhuns(mais difícil, apenas 200 km do Recife) e Salgueiro. Ambas p/ REC.

Região Norte: não sei opinar, a não ser uma base óbvia: Cruzeiro do Sul. Acredito que para Rio Branco e, porquê não, Cuiabá, de lá conectando com todo país. Ariquemes-Cuiabá talvez role também, apesar da proximidade com Porto Velho.

MT: Cáceres, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Primavera do Leste e Tangara da Serra.

 

Quanta viagem... esquece JDR, DTI... nem com os incentivos de governo com a TRIP esses voos seguravam, alias eram disfarces do PLU-SDU rodando com uma escala embutida. A propósito Valença-BA já tem voo.

De todos devaneios aí, é capaz que colem:

Bagé / Umuarama / Santos / Poços de Caldas / Itapemirim / Guanambi

A questão Acre é um grande mistério... mas não sei se CZS comporta duas empresas. E dentro do MT já estão fazendo a festa com os C208 da ASTA que irá receber um DHC6 Twin Otter, ampliando substancialmente a capacidade de assentos nesses lugares.

Share this post


Link to post
Share on other sites
8 minutes ago, PT-KTR said:

E dentro do MT já estão fazendo a festa com os C208 da ASTA que irá receber um DHC6 Twin Otter, ampliando substancialmente a capacidade de assentos nesses lugares.

Verdade, tinha até me esquecido da parceria com a ASTA! Como será que eles estão indo?

E que bacana saber dos Twin Otter, bom saber que estão ampliando a capacidade

Share this post


Link to post
Share on other sites
20 minutes ago, PT-KTR said:

Quanta viagem... esquece JDR, DTI... nem com os incentivos de governo com a TRIP esses voos seguravam, alias eram disfarces do PLU-SDU rodando com uma escala embutida. A propósito Valença-BA já tem voo.

De todos devaneios aí, é capaz que colem:

Bagé / Umuarama / Santos / Poços de Caldas / Itapemirim / Guanambi

A questão Acre é um grande mistério... mas não sei se CZS comporta duas empresas. E dentro do MT já estão fazendo a festa com os C208 da ASTA que irá receber um DHC6 Twin Otter, ampliando substancialmente a capacidade de assentos nesses lugares.

Quando escrevi todas as cidades acima, não quer dizer que vejo potencial nelas praticamente. Apenas listei possíveis cidades. É evidente que algumas são mais plausíveis. Nada devaneios, colega.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Poços de Caldas para VCP é muito perto. Não rola. CNF tem um mercadinho, sobretudo, na esfera pública. São 460 km de viagem, e o ônibus para muito. Talvez uma parada em VAG (que possui 2vps atualmente) seja interessante. Você acha Poços plausível para onde? GRU? CNF?

O MT hoje certamente não tem capacidade para atender todos esses destinos com ATR, mas é questão de tempo. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Lá vem a ladainha de VAG novamente. Quem tem que achar plausível é o planejamento de malha da Azul... POO obviamente seria ligada a CNF e permitindo a distribuição para outros mercados, em rápida viagem de maionese: BSB, NORDESTE, RIO. Entenda uma coisa, voos com escala encarecem o produto para o cliente final e encarecem o custo operacional. Estamos em 2019... beirando 2020... o mercado mudou, a forma de viajar mudou, não existem mais abacaxis como, só para citar:

SC300 A300 DIARIO - GIG SSA REC FOR SLZ BEL MAO (aeronave procedia de um EZE-POA-CGH-GIG)
VP190 A300 DIARIO - CGH GIG REC FOR THE SLZ BEL MAO
TR500 B737 DIARIO - POA ATÉ MAO pousando onde visse uma pista...

Só que nesta época, por exemplo, o SC300 era o único voo em SLZ da Cruzeiro... assim como o TR500 que passava em SLZ tambem.

O grande lance é que a Azul não é uma empresa regional, ela é uma empresa gigante que permite o cara embarcar de VAG até MCO... e nisso, o mercado tem que valer muito a pena pra ela entrar e o equipamento de entrada dela é o ATR72 que para algumas cidades se torna facilmente em um 747, seja pela estrutura ou seja pela demanda mesmo. Agora com a parceria da ASTA tudo pode mudar, alguns lugares em Minas vão ser ligadas a CNF com o Caravan, o Twin Otter com 19 assentos se torna um facilitador. Uma coisa é fato, não vão operar em Jequié, Bahia!

Share this post


Link to post
Share on other sites

É só falar em novas bases que a turma já começa especular :lol:

Doméstico eu não, mas internacional arrisco Orly, visto que a empresa tentou pegar slots da ZI. SCL penso que ficou em stand-by devido à entrada da ULCC.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Dentro da empresa, já dão como certo NYC.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Com investimentos de R$ 6 bilhões ao ano, Azul quer chegar em 2023 com 170 aeronaves.

https://www.aeroflap.com.br/com-investimentos-de-r-6-bilhoes-ao-ano-azul-quer-chegar-em-2023-com-170-aeronaves/ 

 

Pelo visto, vão anunciar mais encomendas do E2, como haviam falado que planejavam fazer.

Vamos aguardar pra ver se vai se confirmar.

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 hours ago, Uptrim said:

Dentro da empresa, já dão como certo NYC.

 

Deve ser isso mesmo, em EWR tem a United, em JFK a JetBlue.

Se ela fosse pra ORY, ela mesma teria pleiteado os slots, sinalizando assim que quer operar em ORY por joint venture (Aigle Azur, Air Caraïbes...).

 

Depois da JV com a TAP, a Eurpoa deve ser servida por conexões em LIS/OPO.

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
5 hours ago, Leandrinho said:

Com investimentos de R$ 6 bilhões ao ano, Azul quer chegar em 2023 com 170 aeronaves.

https://www.aeroflap.com.br/com-investimentos-de-r-6-bilhoes-ao-ano-azul-quer-chegar-em-2023-com-170-aeronaves/ 

 

Pelo visto, vão anunciar mais encomendas do E2, como haviam falado que planejavam fazer.

Vamos aguardar pra ver se vai se confirmar.

Tem o fleetplan até 2023  https://s3.amazonaws.com/mz-filemanager/ed78542a-4e01-429a-8926-03d69ccfa307/13d36622-0e1a-4eaa-96df-99490a09f70f_Investor Presentation 3Q19 Final Wide Full_vfinal_PT.pdf

46  E2 (51 encomendados+6 lessors)

80  32A/B

12  332/9

32 AT7

170 total

Share this post


Link to post
Share on other sites
11 hours ago, PT-KTR said:

Lá vem a ladainha de VAG novamente. Quem tem que achar plausível é o planejamento de malha da Azul... POO obviamente seria ligada a CNF e permitindo a distribuição para outros mercados, em rápida viagem de maionese: BSB, NORDESTE, RIO. Entenda uma coisa, voos com escala encarecem o produto para o cliente final e encarecem o custo operacional. Estamos em 2019... beirando 2020... o mercado mudou, a forma de viajar mudou, não existem mais abacaxis como, só para citar:

SC300 A300 DIARIO - GIG SSA REC FOR SLZ BEL MAO (aeronave procedia de um EZE-POA-CGH-GIG)
VP190 A300 DIARIO - CGH GIG REC FOR THE SLZ BEL MAO
TR500 B737 DIARIO - POA ATÉ MAO pousando onde visse uma pista...

Só que nesta época, por exemplo, o SC300 era o único voo em SLZ da Cruzeiro... assim como o TR500 que passava em SLZ tambem.

O grande lance é que a Azul não é uma empresa regional, ela é uma empresa gigante que permite o cara embarcar de VAG até MCO... e nisso, o mercado tem que valer muito a pena pra ela entrar e o equipamento de entrada dela é o ATR72 que para algumas cidades se torna facilmente em um 747, seja pela estrutura ou seja pela demanda mesmo. Agora com a parceria da ASTA tudo pode mudar, alguns lugares em Minas vão ser ligadas a CNF com o Caravan, o Twin Otter com 19 assentos se torna um facilitador. Uma coisa é fato, não vão operar em Jequié, Bahia!

Já havia lido sobre isso com especialistas, colega. Eu mesmo já fiz VAG-CNF-MCO. Mão na roda. Azul não tem uma das frequências para Uberaba parando em Araxá? 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Alguns destinos que a Azul já anunciou ainda não foram atendidos por motivos diversos, mas devem estar no radar para 2020/2021, compondo as possíveis 6 novas bases.

- Linhares-ES

- Guanambi-BA

- Guarujá-SP

- Rio Branco-AC

Entre outros.

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hour ago, CaioPaulista said:

Com certeza Rio Branco sera um destes destinos...

É inaceitável, na minha opinião, uma cia de tamanha relevância, não servir uma capital de estado. Poderia criar um VCP-RBR conectando a capital Acreana a cerca de 60 destinos. Atualmente, há ligações para CZS, MAO, BSB e GRU somente.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ao que parece, nesse caso, vai ser Rio Branco-Confins.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Será que ano que vem ela ultrapassa Gol e Latam e assume a liderança?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Negativo. Se ultrapassar, ainda deve demorar alguns anos...

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hour ago, PR-ONK said:

Negativo. Se ultrapassar, ainda deve demorar alguns anos...

Se Latam e Gol seguirem estacionadas na expansão da oferta,pode ser ligeiro 

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 hours ago, Luckert said:

Será que ano que vem ela ultrapassa Gol e Latam e assume a liderança?

No mercado internacional já ultrapassou a G3, só fica atrás da JJ. No doméstico, creio que dentro de 5 anos será a líder. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 10/12/2019 at 16:44, naia said:

Apostas para a nova base internacional? 

 

Região Norte: não sei opinar, a não ser uma base óbvia: Cruzeiro do Sul. Acredito que para Rio Branco e, porquê não, Cuiabá, de lá conectando com todo país. Ariquemes-Cuiabá talvez role também, apesar da proximidade com Porto Velho.

 

Em setembro, ao lançar o novo E-195 E2, a Azul divulgou que pretende voltar a operar no Acre em março de 2020. A princípio foi dito que RBR poderia ganhar um voo direto para CNF,  pois os novos jatos seriam mais econômicos e teriam mais autonomia  para operar voos longos como um RBR/CNF, mas também há demanda para uma ligação regional RBR/PVH que está sem voos desde o inicio deste ano. Quanto a CZS, se a Azul fosse substituir a Gol estaria perfeito, pois a cidade teve redução de demanda depois que a ligação rodoviária com RBR melhorou após pavimentação da BR 364. A cidade já movimentou o dobro do que movimenta hoje e também o transporte de carga diminuiu muito... Gol e Azul na rota, seria bem complicado. A Gol deve operar CZS ainda por receber um grande incentivo na redução do ICM do combustível. O PVH/CNF, operado na madrugada com A320, tem alta ocupação e a cidade está com oferta reduzida depois que Gol e Latam cancelaram vários voos por lá. De repente, um CNF/PVH/RBR diurno seria uma boa opção. RBR/MAO com Ejet também estaria bem mais adequado do que com 738 que a Gol opera atualmente 3 X semana. Lembrando que a Azul deixou de operar no AC em 2016!

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
1 hour ago, Silva said:

Em setembro, ao lançar o novo E-195 E2, a Azul divulgou que pretende voltar a operar no Acre em março de 2020. A princípio foi dito que RBR poderia ganhar um voo direto para CNF,  pois os novos jatos seriam mais econômicos e teriam mais autonomia  para operar voos longos como um RBR/CNF, mas também há demanda para uma ligação regional RBR/PVH que está sem voos desde o inicio deste ano. Quanto a CZS, se a Azul fosse substituir a Gol estaria perfeito, pois a cidade teve redução de demanda depois que a ligação rodoviária com RBR melhorou após pavimentação da BR 364. A cidade já movimentou o dobro do que movimenta hoje e também o transporte de carga diminuiu muito... Gol e Azul na rota, seria bem complicado. A Gol deve operar CZS ainda por receber um grande incentivo na redução do ICM do combustível. O PVH/CNF, operado na madrugada com A320, tem alta ocupação e a cidade está com oferta reduzida depois que Gol e Latam cancelaram vários voos por lá. De repente, um CNF/PVH/RBR diurno seria uma boa opção. RBR/MAO com Ejet também estaria bem mais adequado do que com 738 que a Gol opera atualmente 3 X semana. Lembrando que a Azul deixou de operar no AC em 2016!

Muito bom. Obrigado pelas lembranças. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...

Important Information