Jump to content

[ATUALIZADO] Acidente com o Boeing 737-800 da Ukraine International em Teerã


Recommended Posts

33 minutes ago, adelfy said:

Espero que exista uma forte reação da comunidade internacional (inclusive com a aplicação de mais sanções econômicas não descartando inclusive as bélicas!) , principalmente se for constatado que o abate foi intencional ou mesmo acidental (não se admite que forças de defesa de um país abatam uma aeronave civil para retaliar a outra parte e os seus aliados, guardadas as devidas proporções como já ocorreu na Criméia tempos atrás).

INADMISSÍVEL!!!

Não aconteceu nada no IR655 que os EUA abateram, não aconteceu nada com o MH17 que os russos abateram, não aconteceu nada com o KAL007 que os soviéticos abateram e, se foi mesmo abatido, não vai acontecer nada com o Irã, pois todos tem culpa nisso ai tudo.

Todos foram inadmissível e sempre serão. É o preço do caos da guerra...

  • Like 15
Link to post
Share on other sites

  • Replies 186
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Interessante. Neste tópico em que os iranianos abateram um avião de uma cia iraniana com  cidadãos  iranianos por uma besteira de algum militar iraniano vejo um monte de users malhando os ameri

Infelizmente, mas acho que eles estão certos. PS: Acho Trump babaca, canalha, mas vamos lá:  Esmail Ghaani assumiu o cargo de general das brigadas de elite Al Quds, das guardas revolucionárias ir

Não aconteceu nada no IR655 que os EUA abateram, não aconteceu nada com o MH17 que os russos abateram, não aconteceu nada com o KAL007 que os soviéticos abateram e, se foi mesmo abatido, não vai acont

Muitas coisas deverão ser analisadas e, consequentemente, feitas, isso é certo, independente do que ocorreu com esse 737, mas não na impulsividade.

É óbvio que num momento de apreensão e incredulidade todos têm a tendência de tomar partido para um dos lados, mas o problema é que nem numa eventual descoberta de um ato cruel para ter colocado esse avião no chão não haverá certamente consenso quanto à indignação. Parece-me que até um partido político brasileiro se precipitou e já se manifestou de que lado está (vale salientar: sou completamente apartidário e tenho noção mais do que o suficiente para saber o que é certo ou errado, independente de viés ideológico).

Espero que haja serenidade por parte de todos que têm o poder de dar prosseguimento à uma possível guerra, porém, é bom ter em mente que ao contrário de outras batalhas, há um inimigo mais letal e que certamente não respeita qualquer Convenção determinada nessas ocasiões odiosas, que são os terroristas, hoje espalhados pelo mundo todo.

Atos covardes poderão ser as armas mais usadas nesse nada improvável desdobramento, onde o combustível, extremamente volátil, que alimentará esse embate entre "nós contra eles" será uma combinação de altas doses de fanatismo e ódio.

Edited by Longreach
  • Like 3
Link to post
Share on other sites
55 minutes ago, A345_Leadership said:

Oi Rafael, não sou um expert neste assunto, mas teoricamente:

1 - Ter uma reação da população iraniana contra isto, levando a uma crise doméstica e fazendo que Teehran concentre esforços lá do que no internacional;

2 - Não duvido que o governo iraniano reverta isto e diz que isto aconteceu por causa dos americanos;

3 - Por envolver cidadãos alemães e suecos, os dois países exigirão explicações do abatimento;

4 - O melhor dos mundos para os iranianos é ter um bode expiatório e acusá-lo de terem agido sem o consentimento do governo. Na verdade tudo um fingimento, Teehran finge que foi isso, os países fingem que é verdade...

5 - Isto tira o foco do Trump e dá munição para ele dizendo que os iranianos não poupam civis.

Irã vira e mexe tem crises domésticas e eles abafam rapidamente , vide que houve algumas nos últimos 2 meses

https://exame.abril.com.br/mundo/anistia-internacional-aponta-208-mortos-em-protestos-no-ira-governo-nega/

 

Então não acho esse cenário 1 plausível 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

No suposto vídeo (foi confirmado que era mesmo do avião que caiu?) tem uma luz no chão, que aparece um pouco antes da explosão no ar. Seria isso talvez o ponto de lançamento de alguma coisa que tenha acertado o avião? Ou seria um poste de luz mesmo? Ou alguma parte do avião que se desprendeu?

Sei de uma coisa: essa imbróglio entre EUA e Irã tem GRANDE potencial de dar MUITA, MUITA ##### MESMO! Torçamos pelo discernimento de Trumps e Aiatolás da vida....

Link to post
Share on other sites

Pelo visto não resta dúvida de que foi abatido. Só que para mim não faz sentido o Irã abater um avião lotado de iranianos seja lá qual for o motivo. É sabido desde sempre que o regime teocrático iraniano não dá o mesmo valor à vida que nós damos, mas é completamente incongruente terem matado iranianos de propósito, mesmo que a intenção fosse culpar os EUA.

Eu posso estar errado, mas creio que foi derrubado não intencionalmente. Os sistemas de defesa anti-aérea iranianos são em sua grande maioria muito obsoletos e remendados, e no momento do ocorrido, com certeza o Irã teria colocado 100% desses sistemas de defesa para funcionar em nível de alerta máximo.

Considerando que tinham acabado de atacar bases americanas e uma resposta imediata com mísseis de cruzeiro ou bombardeiros era possível à qualquer momento. Logo, entre algumas centenas de baterias anti-aéreas obsoletas operando com os radares no limite da sensibilidade, não seria difícil alguma delas travar automaticamente em um 737 voando baixo por engano.

  • Like 9
  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites
4 minutes ago, diasfly said:

Pelo visto não resta dúvida de que foi abatido. Só que para mim não faz sentido o Irã abater um avião lotado de iranianos seja lá qual for o motivo. É sabido desde sempre que o regime teocrático iraniano não dá o mesmo valor à vida que nós damos, mas é completamente incongruente terem matado iranianos de propósito, mesmo que a intenção fosse culpar os EUA.

Eu posso estar errado, mas creio que foi derrubado não intencionalmente. Os sistemas de defesa anti-aérea iranianos são em sua grande maioria muito obsoletos e remendados, e no momento do ocorrido, com certeza o Irã teria colocado 100% desses sistemas de defesa para funcionar em nível de alerta máximo.

Considerando que tinham acabado de atacar bases americanas e uma resposta imediata com mísseis de cruzeiro ou bombardeiros era possível à qualquer momento. Logo, entre algumas centenas de baterias anti-aéreas obsoletas operando com os radares no limite da sensibilidade, não seria difícil alguma delas travar automaticamente em um 737 voando baixo por engano.

Ótima observação, pensei a mesma coisa....

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
1 hour ago, A345_Leadership said:

Oi Rafael, não sou um expert neste assunto, mas teoricamente:

1 - Ter uma reação da população iraniana contra isto, levando a uma crise doméstica e fazendo que Teehran concentre esforços lá do que no internacional;

Uma boa parte da população já esta contra o atual governo, parece que a meses atras houve protestos la e o governo iraniano matou mais de 1500 do próprio povo. 

O chanceler do Iran já meio que tirou o pé tbm, só o lider louco que esta com essa ideia de vingança 

 

Link to post
Share on other sites
41 minutes ago, Francisco Shykko said:

Infelizmente civis morreram e vão morrer mais ainda graças a estupidez dos EUA em atacar o Irã.

Não há santo nessa história.

  • Like 6
Link to post
Share on other sites

Na verdade a tendência é que não haja mais ataques, visto que os EUA conseguiram o que queriam, que era tirar de jogo o cabeça dos grupos terroristas da região. Ao mesmo tempo que o Irã demonstrou ter medo de atingir os EUA em cheio com algum ataque realmente incisivo, por conta da ameaça de retaliação desproporcional.

Todas as mortes até agora causadas por esse conflito no enterro e no voo foram, ao que parece, acidentais. exceto pelo general e quem morreu com ele no carro.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Uma coisa que ainda não consegui compreender é que na cabeça desses grupos beligerantes, após qualquer ataque, principalmente de grandes proporções, logo aparece alguém reivindicando a ação. Se foi de fato um ato de terrorismo, ficarão no silêncio?

Entendendo (se isso é possível) a perspectiva deles isso seria uma novidade.

Edited by Longreach
Link to post
Share on other sites
2 hours ago, Francisco Shykko said:

Infelizmente civis morreram e vão morrer mais ainda graças a estupidez dos EUA em atacar o Irã.

Infelizmente, mas acho que eles estão certos. PS: Acho Trump babaca, canalha, mas vamos lá: 

Esmail Ghaani assumiu o cargo de general das brigadas de elite Al Quds, das guardas revolucionárias iranianas, no lugar de Soleimani, morto em uma operação americana. Ele fez alguns encontros. 

Ressalto que as guardas revolucionárias do Irã são responsáveis por dezenas de atentados mundo afora e já mataram milhares de inocentes, incluindo iranianos, para proteger a ideologia da revolução islâmica e exportá-la. O Hamas é responsável pela morte de milhares de israelenses em dezenas, de atentados suicidas e mais de 25 mil foguetes lançados contra cidades de Israel nos últimos 20 anos. 

O grupo palestino é considerado um grupo terrorista pela União Europeia, alguns países árabes, EUA, Canadá, Austrália, Israel e outros. As guardas revolucionárias do Irã são consideradas um grupo terrorista para o departamento de estado americano. 

No fim, ambos planejam atentados e ações que se enquadram em ações terroristas sob qualquer ótica sensata e acadêmica. Resta perguntar qual parte dos dados acima, alguns governos, professores de universidades e formadores de opinião, não entenderam!

Antes de que alguns cheguem a conclusões precipitadas de uma “terceira guerra mundial”, esse conflito está sendo e acredito que continuará sendo pontual entre EUA e Irã. 

Mas para aqueles que não gostam do presidente americano ou dos Estados Unidos e estão correndo pra dar apoio ao Irã, vai aqui uma pequena ficha do país persa: 

• O Irã é controlado por uma ditadura teocrática extremista religiosa ultra conservadora em costumes e tradições. 
• A revolução iraniana em 1979 prometia justiça social, porém o que foi instalado foi um dos regimes mais brutais a população local, matando e prendendo opositores e jornalistas. 
• Somente em 2019, o governo iraniano assassinou em protestos da população mais de 1000 civis e os escondeu em covas secretas. 
• No Irã, a mulher e os filhos são propriedade do homem. Não há direito algum pra mulher no país. O homem pode também bater na mulher ou matá-la em criem de honra, caso ela traía o marido ou desonere a família. 
• Homossexualidade é um crime no Irã. A pena pode chegar a morte. O Irã é o país que mais matou gays na história moderna. 
• O regime iraniano é atualmente um regime imperialista (desejam um império persa), e expansionista para poder fazer acontecer o projeto político da revolução islâmica: o domínio do xiitas e do Irã no mundo islâmico. 
• O Irã é considerado como o país que mais sustenta e investe em terrorismo no mundo. Estimativas estão em 1 a 2 bilhões de dólares anualmente para diversos grupos terroristas na região, incluindo os Hudis, a Jihad islâmica, o Hamas e o Hezbollah. 

O regime iraniano é indefensável.

Edited by naia
  • Like 11
  • Thanks 5
Link to post
Share on other sites

Algumas fotos mostram buracos na fuselagem e no  estabilizador vertical mas tem uma foto que mostra um motor, na parte das turbinas, com buracos de dentro pra fora... não podemos descartar a possibilidade de um despalhetamento com falha não contida em algum motor... 

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
27 minutes ago, NEsses said:

Algumas fotos mostram buracos na fuselagem e no  estabilizador vertical mas tem uma foto que mostra um motor, na parte das turbinas, com buracos de dentro pra fora... não podemos descartar a possibilidade de um despalhetamento com falha não contida em algum motor... 

Se puxar na internet tem vários relatos de explosões em motores CFM56, algumas até sérias. Pelas fotos tem um dos motores que parece estar com blades faltantes.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
50 minutes ago, naia said:

Infelizmente, mas acho que eles estão certos. PS: Acho Trump babaca, canalha, mas vamos lá: 

Esmail Ghaani assumiu o cargo de general das brigadas de elite Al Quds, das guardas revolucionárias iranianas, no lugar de Soleimani, morto em uma operação americana. Ele fez alguns encontros. 

Ressalto que as guardas revolucionárias do Irã são responsáveis por dezenas de atentados mundo afora e já mataram milhares de inocentes, incluindo iranianos, para proteger a ideologia da revolução islâmica e exportá-la. O Hamas é responsável pela morte de milhares de israelenses em dezenas, de atentados suicidas e mais de 25 mil foguetes lançados contra cidades de Israel nos últimos 20 anos. 

O grupo palestino é considerado um grupo terrorista pela União Europeia, alguns países árabes, EUA, Canadá, Austrália, Israel e outros. As guardas revolucionárias do Irã são consideradas um grupo terrorista para o departamento de estado americano. 

No fim, ambos planejam atentados e ações que se enquadram em ações terroristas sob qualquer ótica sensata e acadêmica. Resta perguntar qual parte dos dados acima, alguns governos, professores de universidades e formadores de opinião, não entenderam!

Antes de que alguns cheguem a conclusões precipitadas de uma “terceira guerra mundial”, esse conflito está sendo e acredito que continuará sendo pontual entre EUA e Irã. 

Mas para aqueles que não gostam do presidente americano ou dos Estados Unidos e estão correndo pra dar apoio ao Irã, vai aqui uma pequena ficha do país persa: 

• O Irã é controlado por uma ditadura teocrática extremista religiosa ultra conservadora em costumes e tradições. 
• A revolução iraniana em 1979 prometia justiça social, porém o que foi instalado foi um dos regimes mais brutais a população local, matando e prendendo opositores e jornalistas. 
• Somente em 2019, o governo iraniano assassinou em protestos da população mais de 1000 civis e os escondeu em covas secretas. 
• No Irã, a mulher e os filhos são propriedade do homem. Não há direito algum pra mulher no país. O homem pode também bater na mulher ou matá-la em criem de honra, caso ela traía o marido ou desonere a família. 
• Homossexualidade é um crime no Irã. A pena pode chegar a morte. O Irã é o país que mais matou gays na história moderna. 
• O regime iraniano é atualmente um regime imperialista (desejam um império persa), e expansionista para poder fazer acontecer o projeto político da revolução islâmica: o domínio do xiitas e do Irã no mundo islâmico. 
• O Irã é considerado como o país que mais sustenta e investe em terrorismo no mundo. Estimativas estão em 1 a 2 bilhões de dólares anualmente para diversos grupos terroristas na região, incluindo os Hudis, a Jihad islâmica, o Hamas e o Hezbollah. 

O regime iraniano é indefensável.

O que é terrorismo?

Link to post
Share on other sites
41 minutes ago, Kal_Center said:

Se puxar na internet tem vários relatos de explosões em motores CFM56, algumas até sérias. Pelas fotos tem um dos motores que parece estar com blades faltantes.

Concordo plenamente. 

No momento, tudo ainda é pura especulação. Quando ocorreram os atentados de 11/9, ainda com todos os temores e as feridas bem expostas, houve a queda de um A300-600 da AA. De imediato, todo mundo associou o evento com um atentado.

Alguma coisa surgirá, querendo o Irã ou não ceder os gravadores para a investigação. A pressão da comunidade internacional será grande, como foi o caso na Ucrânia, e um atentado sem "cantar vitória" para esses grupos fanáticos não tem valor algum.

Um erro de vigilância e, consequentemente, de identificação e lançamento inadvertido de um míssil não pode ser descartado, mas isso não caracteriza-se simplesmente como um ataque intencional. Imaginar como sendo uma retaliação (contra quem exatamente?) seria de extrema burrice, ainda mais dentro do próprio país e de sua capital.

Link to post
Share on other sites
2 hours ago, naia said:

Infelizmente, mas acho que eles estão certos. PS: Acho Trump babaca, canalha, mas vamos lá: 

Esmail Ghaani assumiu o cargo de general das brigadas de elite Al Quds, das guardas revolucionárias iranianas, no lugar de Soleimani, morto em uma operação americana. Ele fez alguns encontros. 

Ressalto que as guardas revolucionárias do Irã são responsáveis por dezenas de atentados mundo afora e já mataram milhares de inocentes, incluindo iranianos, para proteger a ideologia da revolução islâmica e exportá-la. O Hamas é responsável pela morte de milhares de israelenses em dezenas, de atentados suicidas e mais de 25 mil foguetes lançados contra cidades de Israel nos últimos 20 anos. 

O grupo palestino é considerado um grupo terrorista pela União Europeia, alguns países árabes, EUA, Canadá, Austrália, Israel e outros. As guardas revolucionárias do Irã são consideradas um grupo terrorista para o departamento de estado americano. 

No fim, ambos planejam atentados e ações que se enquadram em ações terroristas sob qualquer ótica sensata e acadêmica. Resta perguntar qual parte dos dados acima, alguns governos, professores de universidades e formadores de opinião, não entenderam!

Antes de que alguns cheguem a conclusões precipitadas de uma “terceira guerra mundial”, esse conflito está sendo e acredito que continuará sendo pontual entre EUA e Irã. 

Mas para aqueles que não gostam do presidente americano ou dos Estados Unidos e estão correndo pra dar apoio ao Irã, vai aqui uma pequena ficha do país persa: 

• O Irã é controlado por uma ditadura teocrática extremista religiosa ultra conservadora em costumes e tradições. 
• A revolução iraniana em 1979 prometia justiça social, porém o que foi instalado foi um dos regimes mais brutais a população local, matando e prendendo opositores e jornalistas. 
• Somente em 2019, o governo iraniano assassinou em protestos da população mais de 1000 civis e os escondeu em covas secretas. 
• No Irã, a mulher e os filhos são propriedade do homem. Não há direito algum pra mulher no país. O homem pode também bater na mulher ou matá-la em criem de honra, caso ela traía o marido ou desonere a família. 
• Homossexualidade é um crime no Irã. A pena pode chegar a morte. O Irã é o país que mais matou gays na história moderna. 
• O regime iraniano é atualmente um regime imperialista (desejam um império persa), e expansionista para poder fazer acontecer o projeto político da revolução islâmica: o domínio do xiitas e do Irã no mundo islâmico. 
• O Irã é considerado como o país que mais sustenta e investe em terrorismo no mundo. Estimativas estão em 1 a 2 bilhões de dólares anualmente para diversos grupos terroristas na região, incluindo os Hudis, a Jihad islâmica, o Hamas e o Hezbollah. 

O regime iraniano é indefensável.

Assina aonde? 

Link to post
Share on other sites
2 hours ago, naia said:

Infelizmente, mas acho que eles estão certos. PS: Acho Trump babaca, canalha, mas vamos lá: 

Esmail Ghaani assumiu o cargo de general das brigadas de elite Al Quds, das guardas revolucionárias iranianas, no lugar de Soleimani, morto em uma operação americana. Ele fez alguns encontros. 

Ressalto que as guardas revolucionárias do Irã são responsáveis por dezenas de atentados mundo afora e já mataram milhares de inocentes, incluindo iranianos, para proteger a ideologia da revolução islâmica e exportá-la. O Hamas é responsável pela morte de milhares de israelenses em dezenas, de atentados suicidas e mais de 25 mil foguetes lançados contra cidades de Israel nos últimos 20 anos. 

O grupo palestino é considerado um grupo terrorista pela União Europeia, alguns países árabes, EUA, Canadá, Austrália, Israel e outros. As guardas revolucionárias do Irã são consideradas um grupo terrorista para o departamento de estado americano. 

No fim, ambos planejam atentados e ações que se enquadram em ações terroristas sob qualquer ótica sensata e acadêmica. Resta perguntar qual parte dos dados acima, alguns governos, professores de universidades e formadores de opinião, não entenderam!

Antes de que alguns cheguem a conclusões precipitadas de uma “terceira guerra mundial”, esse conflito está sendo e acredito que continuará sendo pontual entre EUA e Irã. 

Mas para aqueles que não gostam do presidente americano ou dos Estados Unidos e estão correndo pra dar apoio ao Irã, vai aqui uma pequena ficha do país persa: 

• O Irã é controlado por uma ditadura teocrática extremista religiosa ultra conservadora em costumes e tradições. 
• A revolução iraniana em 1979 prometia justiça social, porém o que foi instalado foi um dos regimes mais brutais a população local, matando e prendendo opositores e jornalistas. 
• Somente em 2019, o governo iraniano assassinou em protestos da população mais de 1000 civis e os escondeu em covas secretas. 
• No Irã, a mulher e os filhos são propriedade do homem. Não há direito algum pra mulher no país. O homem pode também bater na mulher ou matá-la em criem de honra, caso ela traía o marido ou desonere a família. 
• Homossexualidade é um crime no Irã. A pena pode chegar a morte. O Irã é o país que mais matou gays na história moderna. 
• O regime iraniano é atualmente um regime imperialista (desejam um império persa), e expansionista para poder fazer acontecer o projeto político da revolução islâmica: o domínio do xiitas e do Irã no mundo islâmico. 
• O Irã é considerado como o país que mais sustenta e investe em terrorismo no mundo. Estimativas estão em 1 a 2 bilhões de dólares anualmente para diversos grupos terroristas na região, incluindo os Hudis, a Jihad islâmica, o Hamas e o Hezbollah. 

O regime iraniano é indefensável.

Palmas!!! Não gosto dos EUA nem um pouco, não sou a favor de nada vindo de lá, mas sobre o que foi postado, sem uma vírgula. Excelente postagem.

Resumo da ópera: são dois imperialistas patrocinadores de terrorismo, buscando poder, dinheiro e soberania. São iguais, mas diferentes. Ponto final.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
14 hours ago, F-GSPN said:

Uma falha não contida de motor jogando um avião ao chão feito uma pedra? 

Já ouviu falar em Flight Controls??? Uma superfície de voo primária ou secundária danificada ou até mesmo separada a baixa velocidade e altura. Não tem quem segura.

Link to post
Share on other sites

Avião estava em chamas e teve falha técnica antes de cair no Irã, diz órgão 

O Boeing 737 da Ukraine International Airlines pegou fogo antes da queda ontem, seis minutos após decolar do Aeroporto Internacional de Teerã com destino a Kiev, matando as 176 pessoas a bordo. As novas informações foram reveladas hoje em um comunicado da Aviação Civil iraniana.

Os investigadores iranianos citam testemunhas que estavam em solo e em um outro avião que sobrevoava a mesma zona do Boeing ucraniano, mas em altitude superior. Segundo esses relatos, o aparelho já estava em chamas antes de cair em Chahriar, no sudoeste de Teerã. "Um incêndio foi observado na aeronave e aumentou rapidamente", reitera o relatório preliminar.

O documento também aponta que a última inspeção do Boeing 737 foi realizada na última segunda-feira (6). Segundo o relatório, o aparelho teve um problema técnico momentos após a decolagem e começou a retornar ao aeroporto antes da queda.
No entanto, os investigadores não revelam a natureza da falha encontrada. De acordo com uma fonte próxima dos serviços de segurança do Canadá, a principal suspeita é que o motor do avião tenha superaquecido. Nenhuma comunicação por rádio foi realizada pelo piloto e a aeronave desapareceu dos radares quando estava a oito mil pés de altitude (cerca de 2.500 metros).

O voo PS752 da Ukraine International Airlines decolou às 6h10 de quarta-feira (23h40 de terça-feira no horário de Brasília) do aeroporto Imã Khomeini, em Teerã, com destino ao aeroporto Boryspyl de Kiev. O Boeing 737 transportava 176 pessoas: 82 iranianos, 63 canadenses, dez suecos, quatro afegãos e três britânicos. Outros 11 eram ucranianos, incluindo os nove tripulantes. Ao menos trinta vítimas eram da região de Edmonton, Canadá, que acolhe uma importante diáspora iraniana.

Segundo a lista de passageiros, pelo menos 25 tinham menos de 18 anos. Treze deles eram estudantes da Universidade Sharif, em Teerã, uma das mais prestigiadas do país, segundo a agência Isna.
O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, pediu uma "investigação profunda". Já o presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, interrompeu suas férias em Omã para retornar à Kiev, ordenou uma investigação e anunciou a inspeção de "toda frota aérea civil ucraniana", independentemente da causa do acidente.

Tensão entre EUA e Irã

O acidente com o avião da Ukraine International Airlines ocorre em um momento em que o Oriente Médio atravessa um sério período de tensão com os Estados Unidos e logo após Teerã disparar mísseis contra as forças americanas no Iraque, em retaliação ao assassinato do general iraniano Qassim Suleimani. No entanto, até o momento, nada indica que esses eventos estejam relacionados. O presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, advertiu para o risco de qualquer "especulação".
O aiatolá Ali Khamenei, o guia supremo iraniano, transmitiu no Twitter suas "sinceras condolências" às famílias das vítimas deste acidente "desastroso". A embaixada ucraniana no Irã emitiu um comunicado no qual menciona uma "pane em um motor da aeronave, devido a razões técnicas", e dizendo excluir "a tese de um ataque terrorista".


Imagens amadoras veiculadas pela mídia estatal iraniana mostram o Boeing em chamas perdendo altitude e explodindo com o impacto no solo. Especialistas em aviação descartam a possibilidade de que o aparelho tenha sido abatido. "O avião estava subindo (...) na direção certa, o que significa que algo catastrófico aconteceu", mas não "uma bomba, ou pane catastrófica", observou Stephen Wright, professor da Universidade de Tempere, na Finlândia

https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/rfi/2020/01/09/aviao-ucraniano-estava-em-chamas-antes-de-cair-no-ira.htm

Link to post
Share on other sites

INTELLIGENCE AGENCIES DON’T BELIEVE UKRAINIAN 737 WAS SHOT DOWN

AARON HILSZ-LOTHIANJANUARY 9, 2020

Following the crash of a Ukraine International Airlines Boeing 737-800, shortly after takeoff from Iran on Wednesday, intelligence agencies from around the world have gathered to assess the situation, they have decided that they don’t believe the aircraft was shot down.

Five security sources – three Americans, one European and one Canadian – in contact with Reuters, who asked to not be identified, believe the aircraft suffered from a serious technical problem instead, which matches initial reports from Iranian media at the time of the crash.

“The initial assessment of Western intelligence agencies is that the plane was not brought down by a missile. There is no evidence to suggest that.”

Source in contact with Reuters

A brief inspection of the crash site showed signs that an engine had been overheating. The Boeing 737-800 is powered by two CFM International CFM56 engines.

Ukraine’s embassy in Iran was fast to state that an engine failure caused the crash, but CFM International, which is a joint-venture between General Electric and Safran, says it is too early to say. The embassy has since dropped this initial reference according to Reuters.

Suspicion that the aircraft was shot down came after missiles were launched by Iran earlier that day, in order to attack two United States military bases in Iraq, following the death of Qasem Soleimani.

Photos of the crash site show pieces of the aircraft fuselage and tail with similar holes to the ones identified on the Malaysia Airlines Boeing 777, that was shot down in 2014 resulting in the deaths of 298 people.

 

There is imagery showing projectile holes in the fuselage and a wing section. pic.twitter.com/gm0NbVzYsn

— JACDEC (@JacdecNew) January 8, 2020

 

Despite the holes looking similar to shrapnel damage, it has been dismissed for now; it has been determined that rocks or debris could have caused the punctures. A full crash investigation will determine the cause of the accident.

The Aviation Herald says that Iran’s Accident Investigation Board has dispatched investigators to work on the crash, they have also requested Ukraine to participate in the investigation. Additionally, the United States, Sweden and Canada will also be participating due to the nationalities recorded on board and the origin of the aircraft.

Complicating the investigation was the announcement that the black boxes, recovered from the crash, would not be sent to the United States for analysis by Boeing or the National Transportation Safety Board. It remains unclear where the black boxes will be sent at this time, however Ukraine has been welcomed.

 

https://samchui.com/2020/01/09/intelligence-agencies-dont-believe-ukrainian-737-was-shot-down

Link to post
Share on other sites
1 hour ago, NEsses said:

Já ouviu falar em Flight Controls??? Uma superfície de voo primária ou secundária danificada ou até mesmo separada a baixa velocidade e altura. Não tem quem segura.

Já. Lembro também das aulas de matemática sobre parábolas também...

Em todo caso, parece que as partes beligerantes resolveram entrar em um acordo para abafar o caso e tratar como acidente. 

 

 

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.




×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade