Jump to content
Sign in to follow this  
jambock

FAB participa de Oficina sobre Certificação de Aeroportos

Recommended Posts

Meus prezados

FAB participa de Oficina sobre Certificação de Aeroportos

Evento apresentou a coordenação que deve ser feita para que o processo de Certificação de Aeroportos siga os padrões internacionais

A Força Aérea Brasileira (FAB) participou, no período de 10 a 13 de dezembro, em Lima, no Peru, da Oficina sobre práticas de Certificação de Aeroportos, realizada pela Agência Europeia de Segurança da Aviação (EASA - European Aviation Safety Agency), junto ao Sistema Regional de Cooperação para a Vigilância da Segurança Operacional (SRVSOP).

Representando o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), estiveram presentes o Chefe da Seção de Normas e de Planejamento de Aeródromos, Capitão Especialista em Controle de Tráfego Aéreo Jorge Luis Werneck Nunes, e o Chefe da Seção de Coordenação e Controle de Aeródromos, Tenente Especialista em Controle de Tráfego Aéreo Eduardo Araújo da Silva, além dos membros da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), que expuseram as ações executadas na área de aeródromos em parceria com o Comando da Aeronáutica.

Da parte do Brasil, as exposições focaram nas definições sobre Planos Básicos de Zonas de Proteção de Aeródromos/Helipontos (PBZPA/H) e a aplicabilidade das superfícies que limitam a proliferação de obstáculos em espaços aéreos específicos, bem como no desenvolvimento do Gerador Automático de Desenho (GAD), ferramenta de uso contínuo pelo DECEA.

“Nesta edição, atuamos junto à ANAC, o que a meu ver foi muito produtivo, pois muitas de nossas ações fazem parte de processos de certificação de aeroportos de maneira concomitante. Não há como não caminharmos separados”, afirmou o Capitão Werneck.

Temas

O tema central do seminário foi a coordenação que deve ser feita para que o processo de Certificação de Aeroportos siga os padrões internacionais e passe por todas as etapas de verificação dos requisitos previstos pela Organização da Aviação Civil Internacional (OACI).

Foi discutido o Plano Cíclico de Inspeções de Aeródromos, realizado pela EASA, que tem a finalidade de manter uma vigilância continuada sobre os sítios que foram certificados. Alguns casos práticos foram retratados com seus óbices e tomadas de decisões.

“A experiência europeia e os casos concretos apresentados só ratificaram que a cooperação internacional gera um ganho operacional para o Brasil. Algumas práticas também podem ser aplicadas em nosso cenário atual, bastando uma coordenação entre os órgãos reguladores, uma vez que em nosso país dividimos com a ANAC as práticas apresentadas pela EASA”, ressaltou o Tenente Eduardo.

Fonte: DECEA via CECOMSAER 26 dez 2019

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...