Jump to content

Itapemirim anuncia aporte de R$ 2 bi para criação da companhia aérea


Recommended Posts

Itapemirim anuncia aporte de R$ 2 bi para criação da companhia aérea

Montante será investido sobretudo para a criação da companhia aérea do grupo

 

13.fev.2020 às 8h24
 
DUBAI

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), afirmou que oito empresas que participaram da missão empresarial aos Emirados Árabes Unidos fecharam negócios que devem movimentar US$ 3,2 bilhões (R$ 14 bilhões) para companhias paulistas nos próximos 12 meses. 

Apenas o empresário Sidnei Piva, presidente da Itapemirim, anunciou um aporte de US$ 500 milhões (R$ 2,1 bilhões) de um dos fundos soberanos dos Emirados Árabes Unidos. Piva preferiu não informar se ele fechou negócio com o Adia (Abu Dhabi Investment Authorit) ou o Mubadala.

Segundo o empresário, o montante será investido sobretudo para a criação da companhia aérea do grupo, que deve receber a primeira aeronave comercial de passageiros em 2021. 

 

Já foram encomendadas 35 aeronaves da Bombardier com dois tipos de configuração: 15 com capacidade para cerca de 80 passageiros e o restante para cerca de 100. 


15815929285e4531604cecb_1581592928_3x2_m Sidnei Piva, presidente da Itapemirim - Bruno Santos - 15.fev.2019/Folhapress

O empresário pretende oferecer um serviço integrado de ônibus e avião para transporte de carga e passageiros. "Algo que não existe em outro lugar do mundo", afirmou.

 

O projeto de Piva também contempla participar das duas concessões dos 21 aeroportos regionais do estado. "Nossa meta é adquirir um ou os dois lotes do que o governo de São Paulo acaba de lançar", disse.

Além da Itapemirim, o governador João Doria afirmou que os setores que conseguiram aportes nos Emirados Árabes Unidos são os de transporte e logística, agronegócio, serviços, calçados, bens e consumo, construção civil e mercado financeiro. 

O escritório de São Paulo em Dubai também já possui nove empresas entre suas associadas. Para fazer parte da iniciativa é preciso pagar uma anuidade de US$ 15 mil (R$ 65 mil) por no mínimo dois anos. 

“A empresa se associa e passa a receber uma série de serviços básicos. Vamos ter também uma série de produtos de prateleira e com prestação de serviço adicional. Isso tem funcionado muito bem no escritório da China e vamos fazer o mesmo aqui”, disse Wilson Mello, presidente da InvestSP.

João Doria diz que a meta é chegar a 30 empresas associadas até abril. “Não tem almoço grátis. As empresas devem fazer esse investimento”, disse o governador.

 
 

A repórter convidou a convite do governo de São Paulo

 

https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2020/02/itapemirim-anuncia-aporte-de-r-2-bi-para-criacao-da-companhia-aerea.shtml

Link to post
Share on other sites

  • Replies 94
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Voce é antigo de CR rs, o que o Sousa quis dizer foi um épico post (não sei se ainda tem nos arquivos database do forum) onde um forista de Recife jurou que os Árabes não compraram a VASP no meio de 2

Desculpa a sinceridade, mas Rio de Janeiro como HUB é uma piada de mal gosto. Não deslancha, e na primeira oportunidade, vão todos para o SDU. O Rio consegue ter o pior espaço aéreo do Brasil. Ma

O HUB ta Itapemirim já esta definido.....Terminal Rodoviario do Tiete rsrsrs

Meio estranho isso, a Itapemirim/Kaissara não está nem dando conta no transporte rodoviário o que dirá no aéreo...

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

 

23 minutes ago, Mayday said:

Meio estranho isso, a Itapemirim/Kaissara não está nem dando conta no transporte rodoviário o que dirá no aéreo...

Esses tempos li algo relacionado a falência da Itapemirim, e não vejo muito perfil pra eles assumirem cia área não. Bem estranho.

Link to post
Share on other sites

Jura, a Itapemirim e a Kaissara devem até as tampas e tem briga judicial da família Cola com esse Sidnei Piva e a sócia dele. Fora que se for ver a Azul foi a segunda startup de aviação mais capitalizada e começou com algo em torno de US$ 150 a 180 milhões. Eu se fosse o fundo soberano investiria em uma das empresas já existentes no Brasil, mas não investiria em uma nova companhia. Tem cheiro de lorota.

  • Like 3
Link to post
Share on other sites

E lá vamos nós novamente... Da última vez que tentaram quase quebraram o grupo todo.

E estranha também a escolha de aeronave. Seriam CRJ700 e 1000? Pelos números de lugares certamente não é o Dash 8 que ao meu ver seria mais adequado para uma regional começar. E nesse range de 70~100 não era melhor ir de E-Jet, com toda chance de conseguir um belo desconto?

Link to post
Share on other sites
50 minutes ago, Fabrício163 said:

Com todo esse dinheiro para investir, será que não conseguem contratar uma equipe que entende do assunto para fazer o investimento dar certo?

Fabrício  a grande pergunta é : será que eles querem que o investimento dê certo?

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Show! Fiquei feliz com a escolha da Bombardier! Tomara que venham tambem os A220!! Mandaram muito bem e sucesso para a nova empresa!!!

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
52 minutes ago, maureli said:

Fabrício  a grande pergunta é : será que eles querem que o investimento dê certo?

No Brasil sempre tem espaço pra mais uma lav, ops empresa pra começar e depois parar. 

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
21 minutes ago, Ng.max said:

Show! Fiquei feliz com a escolha da Bombardier! Tomara que venham tambem os A220!! Mandaram muito bem e sucesso para a nova empresa!!!

Nenhum avião vai sair do chão. Pode escrever. 

Link to post
Share on other sites

O ministro não falou pro povo largar a Disney e ir conhecer Cachoeiro do Itapemirim, terra deles, onde o Roberto Carlos nasceu? Tá ai a solução rsrs!

Brincadeira a parte, a Itapemirim já operou regional com uma frota pequena de Caravans. Não durou mto a empreitada regional deles nos anos 90, como todos sabem...

Link to post
Share on other sites

Dash 8-400 é um maquinásso! sou fã desde época de TABA, TAVAJ...(éram o 300) aparenta ter melhor desempenho climb/descida, payload, range, é expansível até 84 assentos, sardinha enlatada o pitch.

Estão em bons números no mercado internacional, frotas no Canadá e EUA (Horizon) em boas quantidades, acredito que haja bom número de estoque de peças de reposição. Simulador, vai ter que ser lá fora...enfim.

CRJ 900(80 assentos)/1000(100 assentos) acho meio "mico": um Fokker 70/100 magrinho, desconfortável, pouco ganho em custo operacional/taxas/seguros frente ao EMB190, a única vantagem aparentemente são os motores GE Cf34, ele é baixo, não demanda grandes investimentos em infraestrutura. Os CRJ 200 podem ser convertidos em cargueiro, deu uma sobrevida ao cambaleante.

É uma análise fria, concerteza estão baixos os valores de mercado. Abrindo eventualmente Bacacheri, Marte, Jacarepaguá e Pampulha seriam ser perfeitos.

Link to post
Share on other sites

que nada, isso está cheirando a lavagem de dinheiro...com a economia do país como está, acham que tem mercado para mais uma companhia aérea? por favor...

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
59 minutes ago, flightFernando said:

Dash 8-400 é um maquinásso! sou fã desde época de TABA, TAVAJ...(éram o 300) aparenta ter melhor desempenho climb/descida, payload, range, é expansível até 84 assentos, sardinha enlatada o pitch.

Estão em bons números no mercado internacional, frotas no Canadá e EUA (Horizon) em boas quantidades, acredito que haja bom número de estoque de peças de reposição. Simulador, vai ter que ser lá fora...enfim.

CRJ 900(80 assentos)/1000(100 assentos) acho meio "mico": um Fokker 70/100 magrinho, desconfortável, pouco ganho em custo operacional/taxas/seguros frente ao EMB190, a única vantagem aparentemente são os motores GE Cf34, ele é baixo, não demanda grandes investimentos em infraestrutura. Os CRJ 200 podem ser convertidos em cargueiro, deu uma sobrevida ao cambaleante.

É uma análise fria, concerteza estão baixos os valores de mercado. Abrindo eventualmente Bacacheri, Marte, Jacarepaguá e Pampulha seriam ser perfeitos.

CRJ900 tem MTOW 300kg menor leve que o E-170. Taxas aeroportuárias do CRJ são menores.

Porém as pontes de embarque do Brasil não são adequadas para a operação tanto do CRJ como do Dash-8.

Dada as distancias e a disposição geográfica do Brasil o Dash-8 junto do AT42-600 seria a dupla ideal de turbo prop para qualquer operação regional no Brasil. O AT42 mais para o sul-sudeste enquanto o Dash-8 no centro-oeste - nordeste - norte.

  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites
5 hours ago, flightFernando said:

Dash 8-400 é um maquinásso! sou fã desde época de TABA, TAVAJ...(éram o 300) aparenta ter melhor desempenho climb/descida, payload, range, é expansível até 84 assentos, sardinha enlatada o pitch.

Estão em bons números no mercado internacional, frotas no Canadá e EUA (Horizon) em boas quantidades, acredito que haja bom número de estoque de peças de reposição. Simulador, vai ter que ser lá fora...enfim.

CRJ 900(80 assentos)/1000(100 assentos) acho meio "mico": um Fokker 70/100 magrinho, desconfortável, pouco ganho em custo operacional/taxas/seguros frente ao EMB190, a única vantagem aparentemente são os motores GE Cf34, ele é baixo, não demanda grandes investimentos em infraestrutura. Os CRJ 200 podem ser convertidos em cargueiro, deu uma sobrevida ao cambaleante.

É uma análise fria, concerteza estão baixos os valores de mercado. Abrindo eventualmente Bacacheri, Marte, Jacarepaguá e Pampulha seriam ser perfeitos.

TABA e PENTA operaram o Dash8-300, e a TAVAJ, a série 200. Bons tempos...

  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites
6 minutes ago, Hirondelle said:

TABA e PENTA operaram o Dash8-300, e a TAVAJ, a série 200. Bons tempos...

Meu prezado, obrigado pela complementação e correção, gosto de me manter estudando, conhecimento nunca é demais.

Penta eu só me lembrava do tempo do Emb 120.

Os Tabianos se  recordam com carinho do Dash 8, foi um salto tecnológico após o F100 na regional que teve a maior cobertura de amazônia de todos os tempos. Os ví muito em Itaituba, Santarém  Boa Vista, e soube depois que voou numa linha para o Rio.

Tavaj tenho dois grandes amigos que voaram nele, é quase um Buffalo pousando, STOL maravilhoso e ótima razão de descida, na época que ainda se fazia pelada e navegação full VOR, "voo olhando o rio". As vezes imprevistos, uma "Recalada" mais todos chegavam em casa são e salvos.

Abraços.

  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites

Incrível como brasileiro acredita em qualquer coisa que ouve, nas redes sociais já fizeram até montagem do avião amarelo..

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.




×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade