Jump to content

Itapemirim anuncia aporte de R$ 2 bi para criação da companhia aérea


Recommended Posts

  • Replies 94
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Voce é antigo de CR rs, o que o Sousa quis dizer foi um épico post (não sei se ainda tem nos arquivos database do forum) onde um forista de Recife jurou que os Árabes não compraram a VASP no meio de 2

Desculpa a sinceridade, mas Rio de Janeiro como HUB é uma piada de mal gosto. Não deslancha, e na primeira oportunidade, vão todos para o SDU. O Rio consegue ter o pior espaço aéreo do Brasil. Ma

O HUB ta Itapemirim já esta definido.....Terminal Rodoviario do Tiete rsrsrs

"A repórter convidou a convite do governo de São Paulo"

infelizmente não tem como desler a matéria e isso saiu o último parágrafo. 

1 - NÃO pagaram a Passaredo (e não levaram)

2 - 2Bi? Kkkkkkkk devem ser sócios do ex dono da Laguna Airways.

3 - Quer assumir aeroportos??????

4 - 35 aeronaves sem pagar o pedido de intenções e opções de compra?

5 - As drogas fazem mal... Não cheguem perto delas.

Com 2 Bi (350 milhões de dólares na mão eu dou um start numa empresa com potencial muito superior à Gol e a Azul na época de suas fundações. É o suficiente pra iniciar com 15 A320 ou 737 novos via leasing. 

 

 

Link to post
Share on other sites
On 23/02/2020 at 04:18, Logan2018 said:

"A repórter convidou a convite do governo de São Paulo"

infelizmente não tem como desler a matéria e isso saiu o último parágrafo. 

1 - NÃO pagaram a Passaredo (e não levaram)

2 - 2Bi? Kkkkkkkk devem ser sócios do ex dono da Laguna Airways.

3 - Quer assumir aeroportos??????

4 - 35 aeronaves sem pagar o pedido de intenções e opções de compra?

5 - As drogas fazem mal... Não cheguem perto delas.

Com 2 Bi (350 milhões de dólares na mão eu dou um start numa empresa com potencial muito superior à Gol e a Azul na época de suas fundações. É o suficiente pra iniciar com 15 A320 ou 737 novos via leasing. 

 

 

É óbvio que é conversa pra boi dormir realmente tem que ser total desconhecedor de aviação pra cair nessa ladainha. 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
On 2/21/2020 at 8:18 PM, PT-KTR said:

E julgamentos a parte? Voce olha a foto do cara da Itapemirim, não tem cara de gestor aéreo rs...

Longe de dizer que o Piva tem cara de gestor aéreo, mas né, German, Cipriani, Canhedo, Folegatti e companhia são o rosto de gestor aéreo né? Então assim, ele me parece mais o normal de gestão de empresa aérea do Brasil que a exceção.

É muita loucura ele querer ser vender como bom gestor com a empresa dele com a faca no pescoço e ficar fazendo bravata que tem 2 bilhões, 35 aviões, rotas, etc. Papel aceita tudo.

Se existia interesse e dinheiro para investir em aviação no Brasil, o ano foi entre 2008 e 2012. Qualquer um que entre agora ou morre sufocado pela infraestrutura ou vai ser devorado pela concorrência.

  • Thanks 1
  • Haha 1
Link to post
Share on other sites
2 hours ago, Pliskin said:

Se existia interesse e dinheiro para investir em aviação no Brasil, o ano foi entre 2008 e 2012. Qualquer um que entre agora ou morre sufocado pela infraestrutura ou vai ser devorado pela concorrência.

Não necessariamente. Em 2008 o país estava saindo de uma época do caos aéreo, o famoso "apagão aéreo". A infraestrutura era muuuuuuuuito mais precária do que é hoje. Sobretudo o cenário econômico do país era outro. Estávamos próximos do pleno emprego, valorização real dos salários, dólar que chegou a 1.60, realmente quem apostou nessa época se deu bem pois era a época das vacas gordas. 

Iniciar operações com o dólar a quase 5 reais é complicado. 

 

Link to post
Share on other sites
1 hour ago, deiv said:

Não necessariamente. Em 2008 o país estava saindo de uma época do caos aéreo, o famoso "apagão aéreo". A infraestrutura era muuuuuuuuito mais precária do que é hoje. Sobretudo o cenário econômico do país era outro. Estávamos próximos do pleno emprego, valorização real dos salários, dólar que chegou a 1.60, realmente quem apostou nessa época se deu bem pois era a época das vacas gordas. 

Iniciar operações com o dólar a quase 5 reais é complicado. 

 

Só esqueceu de mencionar que, a atual alta do dólar é nominal, não considera a correção da inflação. Já tivemos picos anteriores de chegarmos na cotação de 1/10 (2002/2003) com a correção inflacionária da época. No período 2010-2016 (Dilma), tivemos picos de até 1/7 corrigindo na inflação, que pela primeira vez na história, atingiu dois dígitos. Sem contar que, os picos passados deram-se por motivos destintos dos atuais. Nos anteriores, o país era acometido por uma crise econômica sem precedentes em nossa história (não que estejamos totalmente recuperados, mas estamos em uma situação muito melhor à anterior); agora, temos cenários diferentes: Guerra comercial entre as duas maiores potências econômicas globais, uma pandemia mundial batendo na porta de vários países (incluindo a China, primeira/segunda maior economia do planeta) e não menos importante, e a principal por trás da alta do dólar, a inflação e taxas de juros a longo prazo nos Estados Unidos, resultando numa fuga de capital dos países em desenvolvimentos para voltar-se a investir em títulos nos Estados Unidos (que agora têm maiores projeções de ganhos). 

  • Like 1
  • Thanks 2
Link to post
Share on other sites
19 hours ago, deiv said:

Não necessariamente. Em 2008 o país estava saindo de uma época do caos aéreo, o famoso "apagão aéreo". A infraestrutura era muuuuuuuuito mais precária do que é hoje. Sobretudo o cenário econômico do país era outro. Estávamos próximos do pleno emprego, valorização real dos salários, dólar que chegou a 1.60, realmente quem apostou nessa época se deu bem pois era a época das vacas gordas. 

Iniciar operações com o dólar a quase 5 reais é complicado. 

 

o Caos aéreo é um problema que nunca foi solucionado. Só tiraram o ATS da equação. Todos os aeroportos do Brasil possuem uma carência gigantesca de espaço físico para expansão e para oferecer oportunidade para crescimento orgânico.

Não existem aeroportos secundários para desenvolvimento em zona marginal (aonde LCLF ganham dinheiro). Você teve adequação de alguns terminais ao volume atual, mas não houve aumento de quantidade de pistas, aprimoramento de pátios, tirando casos pontuais. Você respirou fora do eixo principal, o Brasil ainda está em 1980 no quesito infraestrutura, quando somos otimistas.

Hoje você tem um mercado em consolidação, com aquisição de empresas como a Two pela Azul, o fim da Avianca, não existe espaço para entrantes em CGH, GRU, SDU...

Você vai começar onde? A Azul pegou VCP e tem carregado o aeroporto nos ombros, igual a DL faz em ATL, UA em HOU e a AA em DFW.

Aonde vc tem espaço para crescer e criar um sistema HUB and spoke no Brasil em 2020?

A única grande vantagem para quem quiser começar hoje é que tem muita gente de fora do mercado como piloto, permitindo pagar salários de 5000 reais para copiloto sem medo de perder mão de obra.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
31 minutes ago, VictorHugoBrando said:

 

GIG tem espaço de sobra, não só físico, mas no mercado também. 

Desculpa a sinceridade, mas Rio de Janeiro como HUB é uma piada de mal gosto. Não deslancha, e na primeira oportunidade, vão todos para o SDU.

O Rio consegue ter o pior espaço aéreo do Brasil. Mal gerido, mal distribuído, e com os piores controladores que eu já tive contato. Adiciona um terreno acidentado para todo lado. A piada fica ainda pior quando você tem de dividir espaço do aeroporto com base aérea.

Alias, a força aérea carioca poderia se mudar inteira para Santa Cruz sem ninguém sentir falta.

Aos colegas que ainda voam, a terminal RIO continua fazendo aquela sanfona de velocidade entre setores? Acelera aqui, agora reduz no próximo, agora mergulha sem acelerar?

  • Like 5
  • Thanks 2
  • Haha 2
Link to post
Share on other sites

Sem considerar o Rio, que é um caso óbvio de espaço ocioso e demanda reprimida, espaço e demanda em aeroportos de grandes metrópoles brasileiras até tem, vários terminais estão ociosos após as últimas ampliações. Mas a maioria desses aeroportos e suas regiões metropolitanas, embora pujantes, não chegam perto de São Paulo nesse quesito e também não possuem a localização estratégica da RMSP, que fica "no meio" da região mais rica do país e é ponto de passagem obrigatório para ligar a região brasileira mais desenvolvida (sul) a outros pontos da nação. 

Atualmente, eu penso que a única capital que comporta um mega hub, e ainda não é base de uma grande empresa, é Salvador. É a RM mais rica do nordeste, capital de um estado que possui economia bastante diversificada com turismo barato e de luxo, indústria e até agronegócio, e poderia ser a principal porta de entrada para o nordeste, com voos diretos à grande maioria das capitais brasileiras e principais cidades do interior do sudeste (se a companhia operar aviões menores como os E2 ou A220). Além de ter potencial para ligar as capitais da zona da mata ao norte do país, interior da bahia e à capitais nordestinas mais distantes, como SLZ e THE. Seria um hub semelhante ao que a Azul tem em REC, porém mais agressivo, teria que ser o fortress hub dessa empresa e não um hub secundário como REC é para a Azul. 

Acredito que se tiver dinheiro e bom planejamento de malha e frota, como a Azul mostrou a todos, dá para ter sucesso em qualquer aeroporto localizado em uma RM minimamente promissora. Existem RMs mais ricas que a de Salvador, como a de Curitiba, porém a localização não é tão boa para um hub de grandes proporções.

E voltando a questão de espaço,  é bom lembrar que a Azul montou um mega hub naquele terminalzinho de VCP, quando ninguém nem sonhava com o grande terminal que Campinas e região tem hoje. Por que não seria possível montar um hub semelhante nos novos terminais de SSA, FOR, POA, CWB, FLN, VIX e até mesmo no terminal mais modesto de GYN? Hoje em dia os terminais são todos privatizados, ou em via de serem, e as concessionárias adorariam ter seus terminais como sede de um grande hub, o que em tese facilitaria a realização de adequações que o terminal teria que sofrer conforme o movimento vai aumentando.

A questão é que todo mundo que entra no mercado brasileiro quer garantir o "filé mignon" também, que é a RMSP. E é lá que não tem espaço hoje. Mas penso ser possível ter sucesso em outras regiões menos concorridas, principalmente se a empresa não tiver a pretensão, pelo menos inicialmente, de ser a maior do país.

  • Like 2
  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites
15 minutes ago, Pliskin said:

Desculpa a sinceridade, mas Rio de Janeiro como HUB é uma piada de mal gosto. Não deslancha, e na primeira oportunidade, vão todos para o SDU.

O Rio consegue ter o pior espaço aéreo do Brasil. Mal gerido, mal distribuído, e com os piores controladores que eu já tive contato. Adiciona um terreno acidentado para todo lado. A piada fica ainda pior quando você tem de dividir espaço do aeroporto com base aérea.

Alias, a força aérea carioca poderia se mudar inteira para Santa Cruz sem ninguém sentir falta.

Aos colegas que ainda voam, a terminal RIO continua fazendo aquela sanfona de velocidade entre setores? Acelera aqui, agora reduz no próximo, agora mergulha sem acelerar?

Um hub de verdade se sustenta em grande parte por conexões. O GIG poderia ser um hub do naipe de VCP se tivesse uma empresa interessada em transformá-lo no seu fortress hub. Mas, teria que ser uma empresa completamente nova, como a Azul em 2008. Não adianta esperar esse tipo de coisa das que já estão estabelecidas.

Link to post
Share on other sites
2 hours ago, Fabrício163 said:

Um hub de verdade se sustenta em grande parte por conexões. O GIG poderia ser um hub do naipe de VCP se tivesse uma empresa interessada em transformá-lo no seu fortress hub. Mas, teria que ser uma empresa completamente nova, como a Azul em 2008. Não adianta esperar esse tipo de coisa das que já estão estabelecidas.

Sabe porque a azul não foi pro GIG fazer a base principal lá?

GIG é longe o bastante de SAO, então não canibaliza aquele trafego, mas é grande o bastante para permitir qualquer player já estabelecido entrar no meio do seu crescimento e te matar sufocado sem parecer reserva de mercado.

Por isso a Azul foi para VCP. Está do lado de SP. Quem fosse estabelecido em SP e tentar sufocar a AD lá teria de fazer um overlap doente de malhas, precisando de equipamento e pessoal, prejudicando todo o mercado em SP para tentar impedir um concorrente que nem direto é. Além de evitar em sua maioria o espaço aéreo de GRU-CGH.

2 hours ago, Fabrício163 said:

Atualmente, eu penso que a única capital que comporta um mega hub, e ainda não é base de uma grande empresa, é Salvador

Nenhuma cidade com um aeroporto bem estabelecido consegue oferecer condições saudáveis para estabelecer um megahub. Por isso BSB falha, REC já falhou e todas as outras cidades vão falhar. Ou você cria a sua demanda orgânica (SAO, LAX, RIO, LON) ou você precisa capturar trafego de alguém para ser distribuído (ATL, DFW, HOU).

Local para um Mega-hub que capta bem os mercados ficaria no norte do paraná próximo da divisa oeste de SP. Só não tem aeroporto, empresa nem mercado para fazer isso.

Link to post
Share on other sites
5 hours ago, Fabrício163 said:

Atualmente, eu penso que a única capital que comporta um mega hub, e ainda não é base de uma grande empresa, é Salvador.

Tava concordando com tudo que você falou, até chegar nesse ponto. 

Quem vive no nordeste sabe que a capital do nordeste é Recife e não SSA. Rec está no centro do NE, polo industrial gigante, segundo maior centro médico do país e o aeroporto do mesmo serve os estados vizinhos (PB, RN, AL). 

SSA além de estar longe de todos os estados do NE até mesmo culturalmente é distante dos outros estados do NE. Só está na frente dos outros estados na economia por conta do tamanho da Bahia mesmo 

 

Edited by deiv
  • Thanks 1
  • Haha 2
Link to post
Share on other sites
48 minutes ago, Pliskin said:

Sabe porque a azul não foi pro GIG fazer a base principal lá?

1) GIG é longe o bastante de SAO, então não canibaliza aquele trafego, mas é grande o bastante para permitir qualquer player já estabelecido entrar no meio do seu crescimento e te matar sufocado sem parecer reserva de mercado. Por isso a Azul foi para VCP. Está do lado de SP. Quem fosse estabelecido em SP e tentar sufocar a AD lá teria de fazer um overlap doente de malhas, precisando de equipamento e pessoal, prejudicando todo o mercado em SP para tentar impedir um concorrente que nem direto é.

2) Além de evitar em sua maioria o espaço aéreo de GRU-CGH.

3) Nenhuma cidade com um aeroporto bem estabelecido consegue oferecer condições saudáveis para estabelecer um megahub. Por isso BSB falha, REC já falhou e todas as outras cidades vão falhar. 4) Ou você cria a sua demanda orgânica (SAO, LAX, RIO, LON) ou você precisa capturar trafego de alguém para ser distribuído (ATL, DFW, HOU).

5) Local para um Mega-hub que capta bem os mercados ficaria no norte do paraná próximo da divisa oeste de SP. Só não tem aeroporto, empresa nem mercado para fazer isso.

1) Por isso é necessário dinheiro para queimar no início da operação. GIG pode ser longe de São Paulo, mas um aumento de malha nesse aeroporto por uma empresa X já estabelecida na TMA SP, com o intuito de sufocar um novo player no Rio, também ocasionaria efeitos negativos na malha paulistana dessa empresa X, pois o Rio acaba alimentando SP. A empresa X também iria sangrar, mais que a entrante, pois iria sangrar duas vezes, nos seus voos partindo de SP, que ficariam mais vazios ou com tarifa média menor, e nos novos voos do Rio, onde teria que dividir um mercado menor com a entrante. Atualmente, no Brasil, a única com gordura para queimar é a Azul. As outras já praticaram concorrência predatória e se deram mal. Não acho que a Azul teria esse tipo de movimento contra uma empresa com investidores de peso, que tenham dinheiro para queimar. É diferente do que concorrer com uma Passaredo da vida em RAO. 

2) Ah, claro, a Azul nunca quis e nem quer saber de GRU e CGH, né?

3) BSB falha? Eu não teria tanta certeza disso. Só não tem todo o seu potencial aproveitado, principalmente, porque não é o principal hub de nenhuma empresa. Por isso enfatizei no meu primeiro post que um mega hub em uma metrópole alternativa a SP teria que ser o principal hub da empresa entrante. Quando o hub não é o principal ele sempre vai sofrer canibalização do hub que é, principalmente em anos de crise. Sobre REC, até onde é de conhecimento público, o hub é um sucesso sendo alternativo a VCP para o interior do NE. Não é desse tipo de hub que eu estou falando.

4) Você fala como se só existisse a demanda de SP de onde capturar tráfego. Existem mais dezenas de mercados de onde captar conexões e inclusive o próprio interior de SP. Além disso, a demanda se comporta de várias formas, não é porque tem voo direto da minha cidade para o meu destino que eu vou utilizá-lo, pode ser que o horário ou o preço não sejam bons para mim. Se for uma empresa com atendimento melhor que a que oferece o voo direito, eu posso preferir fazer conexão e acumular pontos nessa empresa. Você acabou colocando o GIG e a Azul no centro da discussão, mas isso vale para qualquer hub e empresa.

5) Para isso já existe a TMA SP, que está proximo desse local, considerando que 500km não é quase nada para aviões, e ainda está melhor localizada que essa região que você falou. Um pouco de deslocamento negativo para realizar uma conexão não mata ninguém. Quando eu falo mega hub, eu quero apenas dizer um hub com todo seu potencial aproveitado, não é necessariamente um hub milimetricamente bem localizado para servir a todo país. Estou dizendo que uma empresa entrante, com fortes investidores, como o Neeleman por exemplo, poderia encontrar um nicho alternativo a SP e ser uma empresa de sucesso. É claro que uma empresa dessa iria tentar entrar em CGH ou GRU também conforme vai crescendo, mas sem abandonar o hub original, onde a concorrência é bem menor que em SP.

Gente eu não tenho certeza de nada, só estou expondo minhas ideias  e vendo o que os outros tem a dizer, essa é a diversão de um fórum. É legal quando respondem com argumentos e sem deboches gratuitos. Não tem porquê essa discussão virar um cityxcity, até porque estou dizendo que basicamente qualquer grande metrópole brasileira poderia ter um mega hub se uma empresa entrante olhasse para algum desses mercados especificamente e desenvolvesse um bom planejamento de malha e frota e, obviamente, se tivesse investidores com grana. 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
10 minutes ago, deiv said:

Tava concordando com tudo que você falou, até chegar nesse ponto. 

Quem vive no nordeste sabe que a capital do nordeste é Recife e não SSA. Rec está no centro do NE, polo industrial gigante, segundo maior centro médico do país e o aeroporto do mesmo serve os estados vizinhos (PB, RN, AL). 

SSA além de estar longe de todos os estados do NE até mesmo culturalmente é distante dos outros estados do NE. Só está na frente dos outros estados na economia por conta do tamanho da Bahia mesmo 

 

 Cara, com todo respeito, é assim que começa os cityxcity. Em nenhum momento eu disse que SSA é "a capital do NE", simplesmente destaquei a economia dessa RM e do estado da qual é capital e porquê SSA comportaria um grande hub. Recife tem seus predicados, se não tivesse não teria sido escolhida pela Azul para ser o hub dela do NE. Sobre REC ser a "capital" do NE ou ser culturalmente superior a SSA, tanto no NE quanto a nível nacional, isso é BEM discutível, mas não é assunto para esse thread.

Eu disse que SSA poderia funcionar como porta de entrada da região e também poderia oferecer algumas conexões NE-NE e N-NE, mesmo com um deslocamento negativo maior que essas rotas via REC, a diferença em tempo de voo é mínima. Claro que um hub nesses moldes para GOL, Latam e Azul não faria sentido, pois elas já tem BSB e REC fazendo essa função, além dos voos diretos entre NE e SE, por isso teria que ser uma empresa entrante, com foco em SSA. Enfim, qualquer outra coisa que eu disser aqui vai começar a ficar repetitivo. 

  • Like 3
Link to post
Share on other sites

Cada cidade tem sua peculiaridade geográfica:

- SSA: ótimo nas ligações Nordeste-Centro-Sul, mas depende de 767 no internacional para EUA e Europa;

REC: Ótimo para ligações intra-Nordeste e Centro-Sul, algum serviço com MAX e NEO para Europa;

FOR: ótimo para EUA e algumas áreas da Europa com os MAX e NEO, bom Hub Norte-Nordeste, mas ruim para o Centro-Sul, salvo se for para o hemisfério norte.

Depende do foco da empresa e os incentivos que operadoras e governos oferecem.

Link to post
Share on other sites
1 hour ago, deiv said:

Tava concordando com tudo que você falou, até chegar nesse ponto. 

Quem vive no nordeste sabe que a capital do nordeste é Recife e não SSA. Rec está no centro do NE, polo industrial gigante, segundo maior centro médico do país e o aeroporto do mesmo serve os estados vizinhos (PB, RN, AL). 

SSA além de estar longe de todos os estados do NE até mesmo culturalmente é distante dos outros estados do NE. Só está na frente dos outros estados na economia por conta do tamanho da Bahia mesmo 

 

O camarada falou em HUB e não capital de região, alias existe isso? Capital de região? Me parece que a divisão geopolítica brasileira não contempla isso, logo não tem como afirmar que Recife é capital de nada, a propósito agora sim bairrista ao pé da letra, o Brasil começou pela Bahia, mas não é o foco no tópico.

Um hub pode ser feito em qualquer lugar, a intenção primária é conectar, trocar gente de avião pra avião, óbvio que uma economia e atrativos locais com força, vão proporcionar uma fortaleza melhor a quem escolher aquele ponto. É só tirar a cabeça da terra igual avestruz e imaginar o seguinte

GRU-SSA 2h
GIG-SSA 1h40m
BSB-SSA 1h40m
CNF-SSA 1h30m

Isso pensando em 4 grandes emissores, agora é só jogar as outras pontas...

SSA-FOR 1h30m
SSA-REC 1h
SSA-THE 1h45m
SSA-BEL 2h

Rapidinho montei um banco de conexões em SSA imaginando apenas 4 possibilidades. Com dinheiro e loucura, se monta hub até em São Raimundo Nonato - Piaui... e na outra ponta Zona da Mata - MG... o importante do hub é estar bem posicionado geograficamente dentro daquilo que o operador pretende realizar! E isso não é receita de bolo, outra coisa, sabemos que a Azul foi parar em REC não apenas por vantagem geográfica, mas tambem por incentivos fiscais.

  • Like 1
  • Thanks 2
Link to post
Share on other sites
5 hours ago, Pliskin said:

Sabe porque a azul não foi pro GIG fazer a base principal lá?

GIG é longe o bastante de SAO, então não canibaliza aquele trafego, mas é grande o bastante para permitir qualquer player já estabelecido entrar no meio do seu crescimento e te matar sufocado sem parecer reserva de mercado.

Por isso a Azul foi para VCP. Está do lado de SP. Quem fosse estabelecido em SP e tentar sufocar a AD lá teria de fazer um overlap doente de malhas, precisando de equipamento e pessoal, prejudicando todo o mercado em SP para tentar impedir um concorrente que nem direto é. Além de evitar em sua maioria o espaço aéreo de GRU-CGH.

Nenhuma cidade com um aeroporto bem estabelecido consegue oferecer condições saudáveis para estabelecer um megahub. Por isso BSB falha, REC já falhou e todas as outras cidades vão falhar. Ou você cria a sua demanda orgânica (SAO, LAX, RIO, LON) ou você precisa capturar trafego de alguém para ser distribuído (ATL, DFW, HOU).

Local para um Mega-hub que capta bem os mercados ficaria no norte do paraná próximo da divisa oeste de SP. Só não tem aeroporto, empresa nem mercado para fazer isso.

A primeira opção da Azul era ter o Hub em SDU.

Chegaram a abrir a empresa na Jucerj e depois encerrar sem início de atividades e daí fizeram tudo via SP com Hub VCP.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
49 minutes ago, Logan2018 said:

A primeira opção da Azul era ter o Hub em SDU.

Chegaram a abrir a empresa na Jucerj e depois encerrar sem início de atividades e daí fizeram tudo via SP com Hub VCP.

Depois da postura bem questionável do Sergio Cabral, governador do estado do RJ à época.

  • Like 1
  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites
6 hours ago, F-BVFA said:

Depois da postura bem questionável do Sergio Cabral, governador do estado do RJ à época.

Campinas, Viracopos, cidades vizinhas e o estado de São Paulo agradecem o Sérgio Cabral até hoje.

  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.




×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade