Jump to content

Carregadores de malas, em aeroporto do Rio de Janeiro, vendem dólares no câmbio negro


Recommended Posts

Meus prezados

Carregadores de malas, em aeroporto do Rio de Janeiro, vendem dólares no câmbio negro.  Trata-se de um crime federal.

Fonte: Globonews - Estudio I 28 fev 2020

Link to post
Share on other sites

Isso acontece há muuuuitos anos, tanto em GRU, como no GIG. Não é novidade pra ninguém que trabalha no aeroporto.

Link to post
Share on other sites
1 hour ago, Leirbag said:

Isso acontece há muuuuitos anos, tanto em GRU, como no GIG. Não é novidade pra ninguém que trabalha no aeroporto.

Diga-se de passagem, normalmente tem os melhores valores para aquisição do papel moeda....kkkk

Apesar da reportagem falar em "crime federal" (no brasil todos os crimes são federais, pois só a união pode legislar em matéria penal,  mas alguns são julgados pela Justiça Federal em razão da competência), não á tão simples assim configurar a hipótese do art. 16 da 7.492/85.

Abraços

 

  • Like 3
Link to post
Share on other sites

Boa tarde pessoal, vou aproveitar para contar uma história  que aconteceu a muito tempo, a uns 20 25 anos,  na época eu morava em Lisboa e estava vindo para o Brasil via GIG,  e um amigo carioca que havia morado em Lisboa pediu que trouxesse  uma mala que ele havia deixado, para não pagar excesso de bagagem na fila do check-in  convencemos um português que estava indo conhecer o rio a despachar essa mala no nome dele.

Pois bem quando chegamos no GIG na hora de fazer a fronteira, brasileiros vão para um lado e estrangeiros vão para outro,  as duas filas estavam enormes, nessa hora o português ficou com medo pois iriamos nos separar, e como ele não sabia o que tinha na mala achou que poderia ser uma mula,  ficamos conversando fora das filas, nisso chega uma pessoa da PF e pergunta por que paramos, eu explico a situação toda e o PF pergunta se vamos comprar algo no free shop, como respondemos que não ele pede para que cada um compre 1 caixa de whisk e  por esse favor ele nos leva diretamente a uma sala ao lado dos guichés carimba os passaportes, da uma nota de 100 usd para cada um, e diz coloquem cada  caixa num carrinho e deixe na área das esteiras que os carregadores vão buscar. 

O português  ficou olhando com uma cara de parvo sem entender nada, compramos as caixas e deixamos nos carrinhos, salvo engano cada uma custava 95 usd e quando o carregador veio pegar o gajo ainda quis entregar o troco, eu falei pode ficar e tomar uma cerveja em nome da PF, e completei  com um bem vindo ao Brasil.        

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

Dólar é vendido em toda esquina de TODOS os países da América Central e do Sul. Só aqui que isso é exclusividade de lojas cheirosas do BarraShopping.

  • Like 4
Link to post
Share on other sites
5 hours ago, jansenwinter said:

Dólar é vendido em toda esquina de TODOS os países da América Central e do Sul. Só aqui que isso é exclusividade de lojas cheirosas do BarraShopping.

Na Argentina e no Chile você inclusive usa o dólar no comércio normalmente, lojas, mercados, restaurantes...

Link to post
Share on other sites
11 hours ago, Airbus-FA said:

Na Argentina e no Chile você inclusive usa o dólar no comércio normalmente, lojas, mercados, restaurantes...

Uruguai tbm, aqui é moeda corrente, não se usa peso pra alugar imóvel, comprar carros, eletrodomésticos, etc. Qq ser vivo faz câmbio a todo momento em qq lugar.

Link to post
Share on other sites

Com o fim da hiperinflação e a adoção de meios de pagamento eletrônicos, o Brasil deixou de ter sua economia informalmente dolarizada. Lembro que em 1996, quase dois anos após o início do Real, minha mãe comprou uma casa negociando em USD.

Link to post
Share on other sites

Em 1993 eu lembro que recebia meu salario e saia para uma casa de câmbio. Tinha 50, 60 pessoas esperando pra comprar dolar numa sala apertada. No fim do mês vendia o dólar de volta.. 

E existe mercado negro por uma questão bem simples - o mercado legal exagera na margem de lucro e abre espaço para esse serviço - se o câmbio fosse 2% mais caro que o comercial, ótimo. Mas não é... trabalhei muito tempo inclusive precificando esse spread... e me surpreendia que mesmo que a "importação" de dólares fosse US$ 5-10 milhões na taxa do comercial, bancos vendem papel moeda por até 5% mais caro. 
Não é por nada que existam diversos players disputando esse mercado, o spread entre a compra e a venda pode chegar a mais de 10% ..compra-se por 4.25 e vende-se a 4.80!  

O que o carregador faz é o mesmo que quem traz iPhone para vender, de quem consegue tirar produto de fábrica por preço com desconto, de quem traz coisas do Paraguai, de quem vai na 25 de março e volta para vender no interior.... 

 

Arbitragem.... tem espaço pra vender mais barato do que alguém e fazer $$$.... vai ter gente. 

 

Agora, se os bancos e casas de câmbio oficial praticarem cotações mais justas... 

 

Alguém compra ação fora da Bolsa ? Não... por que a compra e a venda é bem justa...spread mínimo.

  • Like 4
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade