Jump to content

Pacote do BNDES para Gol, Azul e Latam será de R$ 4 bi, dizem fontes


Recommended Posts

4 minutes ago, PT-WRT said:

2 anos, se não houver plano de cargos e salários aprovado 

Isso. As vezes também o entendimento da justiça não ajuda muito a empresa nesse caso, porque um comandante ou copiloto que entrou depois, tem um cargo de comandante "1", mas ele faz a mesma coisa que um comandante que entrou a mais tempo, e ganha mais faz, então a justiça entende que, pelo fato de fazerem a "mesma coisa", teriam que receber o mesmo salário. Já vi isso acontecer na justiça trabalhista de Minas Gerais. Na época um funcionário da GOL recebeu mais de R$ 1,2 milhões... Pra quem é de MG, de repente conhece as Dra. Leiza e Sarah, conhecidas como as advogadas do milhão, especialistas em ganhar causa da gol, geralmente de mais de 1 milhão...

Sou obrigado a concordar com alguns colegas aqui que a lei trabalhista prejudica muito as empresas, não somente por isso, mais por outras questões que ouço falar nas aerovias

Link to post
Share on other sites

  • Replies 103
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Seria mais honesto o Jerome dizer que demissões serão inevitáveis e necessárias, mas que antes de tudo a empresa ainda necessita fazer o rescaldo para entender quantos serão os postos de trabalho cort

Por causa dessa crise política, o presidente precisa passar o pente fino em absolutamente tudo que chega pra ele sancionar, pois caso ele sancione alguma coisa que quebre a lei de responsabilidade fis

Como se já n tivesse praticado vários crimes de responsabilidade né amigo? Posso citar alguns só nos 3 primeiros meses de governo: quebra do decoro; animosidade a governo estrangeiro; ameaça ao livre

2 hours ago, MRN said:

Pior, A345, daqui a pouco não só os mecânicos mas tripulantes técnicos de empresas brasileiras terão salários menores do que profissões que requerem menos estudo, menos treinamento e menos responsabilidade. Uma pena...

Blood Priority.... logo as coisas começam a dar errado pela falta de qualificação pq quem gasta, se dedica e se qualifica não vai ficar ganhando pouco. Vai sair da profissão ou procurar outros mercados. O mercado brasileiro vai sobrar para os menos treinados e mal pagos.  É aí onde mora o perigo. Na ânsia de reduzir salários, vão reduzir a segurança também. Daqui a 10 ou 15 anos, a política da redução de custos a qualquer maneira vai cobrar seu preço e veremos isso nas estatísticas. 

Edited by NEsses
  • Like 1
Link to post
Share on other sites
52 minutes ago, MRN said:

Isso. As vezes também o entendimento da justiça não ajuda muito a empresa nesse caso, porque um comandante ou copiloto que entrou depois, tem um cargo de comandante "1", mas ele faz a mesma coisa que um comandante que entrou a mais tempo, e ganha mais faz, então a justiça entende que, pelo fato de fazerem a "mesma coisa", teriam que receber o mesmo salário. Já vi isso acontecer na justiça trabalhista de Minas Gerais. Na época um funcionário da GOL recebeu mais de R$ 1,2 milhões... Pra quem é de MG, de repente conhece as Dra. Leiza e Sarah, conhecidas como as advogadas do milhão, especialistas em ganhar causa da gol, geralmente de mais de 1 milhão...

Sou obrigado a concordar com alguns colegas aqui que a lei trabalhista prejudica muito as empresas, não somente por isso, mais por outras questões que ouço falar nas aerovias

Então, muitas empresas, não tinham um plano de cargos e salários estruturado através de política interna consolidada ou acordo coletivo, de forma que utilizavam uma simples nomenclatura diferente para o mesmo cargo, como forma de promoção. Aí tinha, por exemplo o Tec I e o Tec IV, os dois faziam exatamente a mesma coisa, só que o IV ganhava mais e não havia um PCS com regras claras de como um Tec I poderia progredir para IV (normalmente merecimento ou antiguidade).

Na prática um Tec I poderia nunca virar sequer Tec II, o que descaracteriza o PCS, que por definição deve ter regras de promoção e está deve ser efetiva.

Então a Justiça do Trabalho reconhecia o paradigma e equiparação os salários, usando o critério dos 2 anos 

Isso era bastante comum.

As advogadas de.minas são famosas ..já vi gente do Rio de Janeiro ir para Minas entrar com processo com elas, usando como argumento que trabalharam um.mes.em.confins.

A JT de lá também era bem favorável aos empregadores.

Abraços.

 

 

Link to post
Share on other sites
3 hours ago, A345_Leadership said:

Porque a aviação teve em algum momento 95% de sua atividade global parada. EUA em determinada semana atingiu o menor índice desde 1954, é um setor onde tem alto capital dispensado para retorno mínimo, quando há, inúmeras variações e o principal, não é um setor que você guarda a mercadoria e revende depois.

Outros setores conseguiram se adaptar, faculdades com aulas online, telemedicina, banco intensificando o internet banking, restaurantes com delivery, mas e aviação? O boom de carga não recupera a parte de pax. 

É óbvio que o Brasil não ficará sem avião, mas o que vai acontecer: as condições de trabalho vão ficando cada vez mais precárias e os salários mais baixos.mas também não pode forçar quem ganha isto corte. Quer reduzir os salários? Façam com os entrantes.

 

Aviação não é o único setor com 95% da atividade parada e que não tem condições de se adaptar...

Como os colegas escreveram acima, não é tao simples contratar com salários mais baixos os que chegaram por último... 
 

De novo, A345, eu concordaria 200% com você se as empresas tivessem se atolado em dívidas pelo freio dos últimos 4 meses...

 

Mas é justamente o oposto! COVID foi apenas a cereja do bolo... Todas, sem exceção, estão atoladas em dívidas a alguns anos... 
 

Agora que o jogo para, nós é que vamos pagar a conta?

Cada um com seus problemas.... 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
3 hours ago, MRN said:

Isso. As vezes também o entendimento da justiça não ajuda muito a empresa nesse caso, porque um comandante ou copiloto que entrou depois, tem um cargo de comandante "1", mas ele faz a mesma coisa que um comandante que entrou a mais tempo, e ganha mais faz, então a justiça entende que, pelo fato de fazerem a "mesma coisa", teriam que receber o mesmo salário. Já vi isso acontecer na justiça trabalhista de Minas Gerais. Na época um funcionário da GOL recebeu mais de R$ 1,2 milhões... Pra quem é de MG, de repente conhece as Dra. Leiza e Sarah, conhecidas como as advogadas do milhão, especialistas em ganhar causa da gol, geralmente de mais de 1 milhão...

Sou obrigado a concordar com alguns colegas aqui que a lei trabalhista prejudica muito as empresas, não somente por isso, mais por outras questões que ouço falar nas aerovias

Sarah :wub_anim::wub_anim::wub_anim::wub_anim:

A questão não é só serem especialistas, as empresas aéreas, principalmente com aeroviários IMPLORAM POR PASSIVO TRABALHISTA, seja por chefes idiotas que não sabem fazer escala, tratam mal, fazem assédio moral, falta de cumprimento da CCT, etc...

  • Like 2
  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites
5 hours ago, PT-KTR said:

Sarah :wub_anim::wub_anim::wub_anim::wub_anim:

A questão não é só serem especialistas, as empresas aéreas, principalmente com aeroviários IMPLORAM POR PASSIVO TRABALHISTA, seja por chefes idiotas que não sabem fazer escala, tratam mal, fazem assédio moral, falta de cumprimento da CCT, etc...

E isso acontece porque quem está no comando permite. 

Link to post
Share on other sites
13 hours ago, B737-8EH said:

Finalmente alguém com bom-senso! 
 

Ahh tem sim. É o que mais tem por aqui... a frase que mais li no FCR durante a pandemia foi: o governo tem q ajudar como os americanos e europeus estão ajudando as suas...

Reitero o que já falei outras vezes: Sem avião o Brasil não fica. Se Azul, Gol e Latam não tem competência para sobreviver que saiam de cena e abram espaço para os próximos.

Existirão próximos, com certeza absoluta. Vão pagar mais barato? Provavelmente... Vão ser mais eficientes? O tempo dirá... 

 

agora não dá para esperar que o $$$$ de todos seja utilizado para resolver os problemas endêmicos de instituições privadas...

nenhuma das três contraiu as enormes dívidas existentes nos últimos 4 meses.. o buraco vem sendo aberto a muito tempo... se não conseguiram se organizar, isso não é problema da sociedade,

 

Deixa quebrar. Amanhã aparece outra.

 

1) Os problemas são endêmicos, mas em condições normais de temperatura e pressão as três grandes companhias conseguiam manter a operação minimamente sustentável. Algumas delas, ainda, conseguiam pouco a pouco reverter cenários bastante ruins atingidos anos atrás. A crise da COVID-19 assola todos os setores, cada qual com particular intensidade. No entanto, há de se ter em mente que o setor aéreo é extremamente estratégico para um país como o Brasil, onde as ligações aéreas são fator preponderante no desenvolvimento de cidades e estados. O Brasil não é Brasil sem a aviação pulsando — é fato. 

2) Eu acho engraçado quando falam que o dinheiro é dado “de graça” para as aéreas. Quem diz isso vive no mundo da Frozen. Em primeiro lugar: alguém aqui do fórum teve a curiosidade e a paciência de ler as minúcias dos termos impostos pelo BNDES a fim de injetar o dinheiro nessa empresas? Independentemente da leitura dos termos do empréstimo, que são enfadonhos, é preciso lembrar que as mesmas empresas que hoje recorrem à ajuda estatal para sobrevivência do negócio são aquelas que desde o primeiro dia de existência repassam ao Estado quantias gordíssimas de dinheiro oriundo do pagamento de impostos. A carga tributária neste setor em nosso país é assombrosa e, tenham certeza, o PG lá em Brasília sabe muito bem que mantê-lo vivo é crucial para fazer com que a máquina continue girando. O volume pleiteado pelas aéreas é troco de pinga perto do que se entrega anualmente por essas empresas em forma de impostos. Não vejo nada de tão assombroso em injeção de dinheiro estatal nesse momento: nada mais adequado que, em meio a maior crise da história do setor, sejam ajudados aqueles que carregam o peso quase insuportável da máquina inchada nas costas (e sofrem as consequências disso). 

3) Acreditar que a derrocada de três empresas será pouquíssimo sentida é, e aqui me desculpe o termo, inocência de principiante. 8EH, eu lhe conheço há muito tempo, afirmo e comprovo a sua inteligência acima da média e a sua visão mercadológica avançadíssima, especialmente por você ser parte ativa do setor. Essa inocência de principiante não deveria ser parte das suas opiniões — que, embora mesmo discordando radicalmente, respeito muito. Concordamos que a demanda continuará existindo apesar das empresas e será suprida por oferta também independente das empresas que hoje existem, mas é incoerente acharmos que os espaços eventualmente deixados em branco serão ocupados com avassaladora rapidez. Consequências de um quebra-quebra, ou até mesmo de reduções enormes, são permanentes: não se recupera o obtido (especialmente entre o capital humano) e até mesmo o espaço galgado no próprio mercado pode ser dado como perdido. Precisamos levar ainda em consideração que a economia brasileira sairá muito mais fragilizada no pós crise, com o Custo Brasil e o Risco Brasil ainda mais assustadores aos eventuais investidores e, sobretudo, com uma população empobrecida e detentora de menor poder de compra. É razoável que tenhamos investimentos durante a crise para que resultados sejam colhidos futuramente (caso da JetSmart, cuja vinda ao Brasil está cada vez mais quente), mas substituição de oferta a toque de caixa não existirá nem nos nossos melhores sonhos. É utópico cogitar algo assim. 

  • Like 4
  • Thanks 3
Link to post
Share on other sites

MP 925 aprovada no Senado. Agora esperar a sanção do PR...

Link to post
Share on other sites

https://noticiasconcursos.com.br/mundo-juridico/fgts-justica-autoriza-saque-de-valores-acima-do-previsto-pela-mp-946-2020/

"O desembargador federal Cotrim Guimarães, da 2ª Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3), autorizou um trabalhador do setor aéreo, em licença sem vencimentos, a sacar o valor de R$ 6.220,00 do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), em virtude da pandemia causada pela Covid-19."

Link to post
Share on other sites
  • 2 weeks later...

Presidente vetou ontem o saque do FGTS na MP 925. Parabéns por tanta boa vontade em ajudar profissionais de um dos setores mais afetados pela pandemia. Prefere ajudar as construtoras... Parabéns

  • Like 4
  • Haha 1
Link to post
Share on other sites
5 hours ago, MRN said:

Presidente vetou ontem o saque do FGTS na MP 925. Parabéns por tanta boa vontade em ajudar profissionais de um dos setores mais afetados pela pandemia. Prefere ajudar as construtoras... Parabéns

“Ahh que querido, cara”

 

DA LANCHA, Tripulantes - 2020.

  • Like 5
Link to post
Share on other sites
1 hour ago, A350XWB said:

“Ahh que querido, cara”

 

DA LANCHA, Tripulantes - 2020.

Bem lembrado rs...

Link to post
Share on other sites
2 hours ago, A350XWB said:

“Ahh que querido, cara”

 

DA LANCHA, Tripulantes - 2020.

:offtopic: Está sendo votado hoje, no Senado, teto de juros para cartão de crédito e cheque especial, de 30% ao ano no máximo. Legal né, mas a equipe econômica vai orientar que o PR vete totalmente... Será melhor mesmo pra economia, vetar? :back2topic:

Desculpem, mas esse veto a liberação do FGTS me deixou mais decepcionado ainda, e começo a ver as notícias de Brasília, minha decepção só aumenta...

Link to post
Share on other sites
19 hours ago, MRN said:

Presidente vetou ontem o saque do FGTS na MP 925. Parabéns por tanta boa vontade em ajudar profissionais de um dos setores mais afetados pela pandemia. Prefere ajudar as construtoras... Parabéns

Por causa dessa crise política, o presidente precisa passar o pente fino em absolutamente tudo que chega pra ele sancionar, pois caso ele sancione alguma coisa que quebre a lei de responsabilidade fiscal, tem uma fila de partidos políticos prontos pra implantar um processo de impeachment e ferrar ainda mais com o Brasil em troca de uma disputa de poder.

Câmara e senado estão desde meados do ano passado incluindo pegadinhas nos destaques das MP's para ver se o presidente cai em alguma, e o resultado dessa sanha a gente vê com o povo sofrendo desnecessariamente.

E lembro ainda que a câmara tem o poder de derrubar vetos dos executivo justamente como uma saída para contornar esse tipo de embróglio em momentos de crise, já que em teoria o poder legislativo nunca cai por crime de responsabilidade. Diante disso, o normal seria esse veto sobre o FGTS da MP 925 cair na câmara, mas eu particularmente duvido muito que façam isso. A câmara e o senado tem usado derrubada de vetos exclusivamente para tratorar medidas em benefício próprio, não seria agora que iriam ter um lampejo de patriotismo. Manter o veto para eles significa arranhar a popularidade do poder executivo, e é isso que vão fazer.

  • Like 4
  • Thanks 3
  • Haha 3
Link to post
Share on other sites
15 hours ago, MRN said:

:offtopic: Está sendo votado hoje, no Senado, teto de juros para cartão de crédito e cheque especial, de 30% ao ano no máximo. Legal né, mas a equipe econômica vai orientar que o PR vete totalmente... Será melhor mesmo pra economia, vetar? :back2topic:

Longe de mim querer defender este governo, mas tabelamento de preços nunca funcionou em lugar nenhum do mundo.

Definir taxa de juros na canetada não é o caminho resolver problema econômico.

  • Thanks 2
Link to post
Share on other sites
4 hours ago, diasfly said:

Por causa dessa crise política, o presidente precisa passar o pente fino em absolutamente tudo que chega pra ele sancionar, pois caso ele sancione alguma coisa que quebre a lei de responsabilidade fiscal, tem uma fila de partidos políticos prontos pra implantar um processo de impeachment e ferrar ainda mais com o Brasil em troca de uma disputa de poder.

Câmara e senado estão desde meados do ano passado incluindo pegadinhas nos destaques das MP's para ver se o presidente cai em alguma, e o resultado dessa sanha a gente vê com o povo sofrendo desnecessariamente.

E lembro ainda que a câmara tem o poder de derrubar vetos dos executivo justamente como uma saída para contornar esse tipo de embróglio em momentos de crise, já que em teoria o poder legislativo nunca cai por crime de responsabilidade. Diante disso, o normal seria esse veto sobre o FGTS da MP 925 cair na câmara, mas eu particularmente duvido muito que façam isso. A câmara e o senado tem usado derrubada de vetos exclusivamente para tratorar medidas em benefício próprio, não seria agora que iriam ter um lampejo de patriotismo. Manter o veto para eles significa arranhar a popularidade do poder executivo, e é isso que vão fazer.

Mas o que tem a ver liberar o FGTS para aeronautas e aeroviários com teto de gastos? Desculpa a ignorância. E sei dá vontade da oposição na abertura de processo de impeachment, e concordo com você que não seria bom para o pais

Link to post
Share on other sites
37 minutes ago, Guilherme.penna.carvalho said:

Longe de mim querer defender este governo, mas tabelamento de preços nunca funcionou em lugar nenhum do mundo.

Definir taxa de juros na canetada não é o caminho resolver problema econômico.

Se não for assim, meu amigo, continuaremos pagando 300%. Aí quem se enrolou e tá devendo o cartão de crédito e o cheque especial, vai ajudar os bancos a girar a economia. Concordo com você que tabelamento de preços não traz benefício nenhum para o país, já vimos isso no passado, mas não considero isso um tabelamento de preço. Só nos resta torcer pra no final dá tudo certo

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Quanto a decepção referente ao veto do FGTS, o meu no caso, não é o Bolsonaro vetar em si, é a falta de comunicação entre o próprio governo que atualmente parece ser de uma pessoa só, só demonstra o quanto o PR não ouve e não se comunica com ninguém do próprio governo, afinal, o lider do governo na camara e no senado votou a favor do resgate do FGTS, como pode o governo ser a favor na camara e no senado e agora ser contra?

 

quanto a questão de limitar o cheque especial / rotativo na canetada também sou contra, nesse caso, sou a favor da equipe econômica vetar, o Brasil é extremamente concentrado no setor bancário, onde ja existe uma enorme dificuldade de crédito com juros de 300% a.a pois o risco de inadimplência é muito alto, baixando na marra pra 30 aí que haverá uma total crise de liquidez, com 300% poucos conseguem acesso, porém ainda conseguem, com 30 vai ser muitooooooooooo dificil.

A Lei também quebra muitas fintechs que vão se limitar a emprestar a 35% a.a, os bancos ainda tem muito caixa pra queimar, tem investimentos, outros meios de cobrar essa parte do cheque especial, porém as fintechs precisam se superar pra tirar os clientes dos bancos.

Link to post
Share on other sites

O governo vetou porque precisa do dinheiro do FGTS mesmo não sendo dele, simples.

Quantas obras não tem financiamento do FGTS. Por mim deveria liberar neste momento e governo corra atrás de criar créditos para a construção civil. Mas quem quer ser fiador em um país no caos? É complicado.

Não sou a favor de limite de juros, mas procurar o porquê de serem altos. Juros na habitação são altos porque retirar um inadimplente do seu único imóvel é burocrático, e só começou a melhorar com o instrumento de alienação fiduciária. 

Link to post
Share on other sites

Torço para a câmara derrubar esse veto... Eu, particularmente, não vou sacar, até porque vale mais deixar no fundo do que na poupança, por exemplo, mas sei de colegas que ajudaria muito esse saque 

Link to post
Share on other sites
3 hours ago, MRN said:

Mas o que tem a ver liberar o FGTS para aeronautas e aeroviários com teto de gastos? Desculpa a ignorância. E sei dá vontade da oposição na abertura de processo de impeachment, e concordo com você que não seria bom para o pais

O problema nesse caso não é o teto de gastos, é mais porque os recursos do FGTS são engessados por uma infinidade de leis. Quando o PR sanciona qualquer medida onde o poder legislativo tenha deixado algum buraco na definição de onde e como sairiam os recursos, ele assume um crime de responsabilidade fiscal.

Eu também só consigo explicar superficialmente, pois a política brasileira é deprimente de tão complexa e burocratizada, tem coisa que só iríamos compreender com os melhores juristas participando do debate e mesmo assim ainda gastariamos umas boas páginas do tópico pra tal. Mas tenha certeza que uma medida popular como uma liberação de FGTS em tempos de crise, só não é sancionada se tiver alguma inconsistência jurídica. Não é porque é o Bolsonaro presidente, a real é que 99,9% dos presidentes nunca iriam escolher vetar isso sem razão, só pra queimar o próprio filme.

Tenho um print do PR explicando (ou tentando explicar) um veto dessa natureza em outra situação parecida, que foi o caso das indenizações aos profissionais da saúde: 
 

Image

A questão é outra mas a linha de raciocínio é a mesma.

Edited by diasfly
  • Like 5
  • Thanks 1
  • Haha 1
Link to post
Share on other sites

Liberar FGTS para um setor apenas e não liberar para os demais não faz sentido algum, essa proposta POLITIQUEIRA já nasceu NATIMORTA.

Temos dezenas de setores tão ruim ou pior que o nosso, são mais de 500 mil empresas fechadas no Brasil.

 

 

 

  • Like 4
  • Thanks 2
Link to post
Share on other sites
1 hour ago, diasfly said:

O problema nesse caso não é o teto de gastos, é mais porque os recursos do FGTS são engessados por uma infinidade de leis. Quando o PR sanciona qualquer medida onde o poder legislativo tenha deixado algum buraco na definição de onde e como sairiam os recursos, ele assume um crime de responsabilidade fiscal.

Eu também só consigo explicar superficialmente, pois a política brasileira é deprimente de tão complexa e burocratizada, tem coisa que só iríamos compreender com os melhores juristas participando do debate e mesmo assim ainda gastariamos umas boas páginas do tópico pra tal. Mas tenha certeza que uma medida popular como uma liberação de FGTS em tempos de crise, só não é sancionada se tiver alguma inconsistência jurídica. Não é porque é o Bolsonaro presidente, a real é que 99,9% dos presidentes nunca iriam escolher vetar isso sem razão, só pra queimar o próprio filme.

Tenho um print do PR explicando (ou tentando explicar) um veto dessa natureza em outra situação parecida, que foi o caso das indenizações aos profissionais da saúde: 
 

Image

A questão é outra mas a linha de raciocínio é a mesma.

Como se já n tivesse praticado vários crimes de responsabilidade né amigo? Posso citar alguns só nos 3 primeiros meses de governo: quebra do decoro; animosidade a governo estrangeiro; ameaça ao livre funcionamento dos Poderes, fora as famosas "pedaladas fiscais" que só em 2019 somaram 55bi.
Enfim, eu acho que haveriam inclusive outras fontes de custeio, as centenas de Fundos que existem que o governo pode pegar "emprestado" na casa de trilhão, não o faz por pura maldade. PG não da ponto sem nó, vende baratinho e o BTG compra la fora a preço de laranja, vide plataformas e a carteira do BB essa semana, vem mais por ai, tão saqueando o país é de rodo. 

Edited by Junior Negreiros
  • Like 5
  • Thanks 1
  • Haha 2
  • Confused 2
Link to post
Share on other sites
12 hours ago, fpilot said:

Liberar FGTS para um setor apenas e não liberar para os demais não faz sentido algum, essa proposta POLITIQUEIRA já nasceu NATIMORTA.

Temos dezenas de setores tão ruim ou pior que o nosso, são mais de 500 mil empresas fechadas no Brasil.

 

 

 

Finalmente! 
 

Porque abrir p aviação apenas? Se liberar para um, vai ter q liberar p todo mundo. Pq seríamos mais importantes do que, por exemplo, os comerciários?

10 hours ago, Junior Negreiros said:

Como se já n tivesse praticado vários crimes de responsabilidade né amigo? Posso citar alguns só nos 3 primeiros meses de governo: quebra do decoro; animosidade a governo estrangeiro; ameaça ao livre funcionamento dos Poderes, fora as famosas "pedaladas fiscais" que só em 2019 somaram 55bi.
Enfim, eu acho que haveriam inclusive outras fontes de custeio, as centenas de Fundos que existem que o governo pode pegar "emprestado" na casa de trilhão, não o faz por pura maldade. PG não da ponto sem nó, vende baratinho e o BTG compra la fora a preço de laranja, vide plataformas e a carteira do BB essa semana, vem mais por ai, tão saqueando o país é de rodo. 

Vamo devolver pro PT então? A especialidade deles era justamente essa, não? Saquear o pais?

 

Obra de CGH começou dia 05... Custo total: R$11,5 milhões de reais, para refazer toda a pista....

 

Alguem duvida que se fosse a 3 anos atrás, essa obra ia custar + de 100 milhões?

Edited by B737-8EH
  • Like 5
  • Thanks 2
Link to post
Share on other sites

Quanto ao FGTS: a intenção desse governo é desburocratizar e diminuir a carga tributária e isso inclui acabar com a obrigatoriedade do FGTS, mas pra isso enfrentaria entraves legais e políticos. Então o que têm feito é justamente diminuir sua importância como recurso, liberando várias hipóteses de saque, deixando o BNDES menos dependente dele.

 

Quando o FGTS tiver menos influência, aí estuda-se quem sabe acabar com ele, o que será inteligente, pois o papel do governo não é forçar o empregado a ter poupança, isso é ingerência demais na vida privada, cada um que cuide de suas finanças.

 

Não procede, então, dizer que o governo esteja priorizando construtoras. Pelo contrário, o dinheiro do FGTS, que é dos empregados, foi utilizado pelo pseudo “partido dos trabalhadores” pra construir portos, aeroportos, estrada e usinas em Cuba, Nicarágua, Venezuela, Guiné-Bissau, Argentina e Angola. Ah, sintam-se livres pra achar que o que tem em comum entre estes países específicos é mera coincidência.

 

Abraços!

Edited by Delmo
  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.




×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade