Jump to content

Para sair da crise, Latam prevê redução da operação em 30% e demissão de cerca de 700 pilotos no Brasil


Recommended Posts

11 hours ago, Geoshina said:

Alguém sabe dizer se o salário e o pacote de benefícios do Jerome e toda a diretoria / gerência aqui no Brasil foi diminuída de maneira permanente, também? 

 

Acredito que não, porque se fosse reduzido eles iriam fazer estardalhaço dizendo que estão sensíveis com os funcionários.

Se bobear vai ganhar um plus se o plano deles for sucedido.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

  • Replies 1.1k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Acho engraçado ver que realmente tem gente que valida essa tese de que gente antiga de fórum não pode ser criticada por meros mortais.  O fórum tá aí, ainda ativo depois de muito tempo pra quem q

Na sua idade, na sua condição e vindo de uma pessoa com altíssimo nível técnico e intelectual que és, fazer esse tipinho de torcida suja e antiética é digno de se ter vergonha para se expor - ainda qu

10 hours ago, CabinCrew said:

...mas ao eu te pergunto, e o intangível? O moral do grupo, as pessoas, as famílias, isso não tem valor?

Claro que não, cabin. Se tivesse, eles não teriam tratado as negociações como trataram, com a intenção clara de demitir o excedente e deixar os funcionários do tamanho da "nova" empresa

Link to post
Share on other sites

Bonotto, pré-Covid, tive experiências péssimas em solo, em voo, atrasos, transtornos, mas o pior sem dúvida está no solo no embarque e desembarque. E olha que estou a falar de CGH, GRU...

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
23 hours ago, A350XWB said:

Exato. E meu medo é que ela esteja certa...

Acho que o medo de todo mundo...

21 hours ago, CabinCrew said:

E minha esperança é que estejam errados, espero do fundo do coração que nossos 'Jefes' QUEBREM A CARA. 

Acho que é a esperança de todos nós.

20 hours ago, JEduardo said:

PT-WRT, ainda acho que boa parte do que a empresa queria cortar não seria muito complicado de reverter na primeira negociação em época de "vacas gordas", parece que o maior problema deles hj não é ter dinheiro para rescisões mas mostrar ao mercado a viabilidade da empresa e por ser a empresa mais antiga do  mercado tem a desvantagem de ter a mão de obra mais cara pelo acumulo de concessões pelo tempo, um problema (para as empresas) que sempre existe com relação as mais novas.

Eu tenho certeza que eles sabem fazer contas melhor do que nós e se optaram por esse caminho é porque deve ser o melhor para eles a médio e longo prazo

 

PS: Estou bancando o advogado do diabo e longe de defender a empresa.

Então eu concordo com sua análise, mas com o que sabemos hoje, a conta não fecha! Estão gerando custos e uma operação mais cara exatamente no momento de maior crise.

Pensar em daqui a dois anos começar a fazer uma troca de mão de obra, provavelmente com a extinção de equipamento e quase um exercício de esotérico!

19 hours ago, CabinCrew said:

Seria complicado sim cara, a Latam já tirou um MONTE de benefícios dos tempos de TAM.... Só nos tinha sobrado a remuneração. Uma vez o salário reduzido, nunca mais pode apostar. 

E sim além da Picuinha em alguma conta deles gastar esse dinheiro com a rescisão mesmo que tenha que recontratar no futuro, deve compensar, mas ao eu te pergunto, e o intangível? O moral do grupo, as pessoas, as famílias, isso não tem valor? Isso vai reduzir fatalmente a qualidade de atendimento no curto e médio prazo. A empresa teria MUITO MAIS RESPEITO por parte dos funcionários e muito mais empenho da nossa parte se tivesse feito um esforço para preservar as pessoas dessa situação vexatória. Southwest tá aí pra não me deixar mentir. 

Exato....uma vez reduzido, não volta atrás.

8 hours ago, MRN said:

https://diariodoturismo.com.br/justica-do-trabalho-de-sp-anula-demissoes-de-funcionarios-da-latam/

Justiça do Trabalho de SP anula demissões de funcionários da LATAM

Pontuais, não observaram o tempo de Marília para auferir a antiguidade.

Abracos

Link to post
Share on other sites

Passaram anos falando na fonia que iam dar passagem pro Marília,  quem voa a algum tempo, deve ter escutado algumas vezes na fonia. O juiz só reconheceu a causa.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
On 8/7/2020 at 10:10 PM, JEduardo said:

PT-WRT, ainda acho que boa parte do que a empresa queria cortar não seria muito complicado de reverter na primeira negociação em época de "vacas gordas", parece que o maior problema deles hj não é ter dinheiro para rescisões mas mostrar ao mercado a viabilidade da empresa e por ser a empresa mais antiga do  mercado tem a desvantagem de ter a mão de obra mais cara pelo acumulo de concessões pelo tempo, um problema (para as empresas) que sempre existe com relação as mais novas.

Besteira

As melhores empresas oferecem os melhores pacotes de salários e estrutura para seus empregados.

Em tecnologia temos a FAANG (Facebook, Amazon, Apple, Netflix e Google), que pagam o melhores salário de toda a cadeia produtiva. Você falaria que alguma delas não é competitiva? Elas são competitivas que não só atraem os melhores, mas elas retem os melhores com os melhores benefícios.

Porque você acha que muitos foram para o deserto, quando já tinham uma ótima carreira no Brasil? Ou porque você iria para o deserto? Capital pessoal é caro mas é a diferença entre uma equipe que sempre coloca seu produto para cima ou para baixo.

  • Like 4
Link to post
Share on other sites

Olá, eu li este post desde o início.
Não tenho uma opinião a favor ou contra nada do que foi escrito.
Eu só tenho uma pergunta. O que você faria se fosse presidente da TAM?
Os fatos estão aí. Por causa da crise da Covid 19, o mundo inteiro está em sua pior fase. Então no caso da TAM (e outras empresas), falta de passageiros. Um  carga salárioal alta certamente aluguel ou reembolso de aeronaves, manutenção.
Portanto, nenhum fluxo de caixa e muitas despesas!
O que as empresas vêm fazendo com esses problemas há décadas?
Eles agonizam e vão à falência. Ou cortam o que for possível para manter a cabeça acima da água. Então o que está caro hoje é o pessoal.

Não me lembro mais quem escreveu aqui que as grandes empresas pagam bem seus funcionários e os mimam. Nem sempre é verdade. A Amazon paga bem seus executivos seniores, mas o restante da equipe é pago no mínimo. E desde a crise, a Amazon despediu pessoal.


Fui despedido há 13 meses, depois de trabalhar na mesma empresa durante 39 anos. E aos 61 anos. Não é uma vida fácil !!! Empresa francesa líder mundial em prospecção geofísica, e a empresa decidiu fechar seu departamento de aquisição sísmica, 300 foncionarios na França e alguns milhares no mundo. Por que, porque para a administração e os acionistas, estávamos perdendo ou não ganhando dinheiro suficiente. A empresa continua ainda sem problemas.
Esta pequena história pessoal, é só para te dizer que hoje em 2020, as empresas não se preocupam com o pessoal. Somos peões . E a administração, os financiadores e os acionistas não se importam com o pessoal.  sao egoístas e ávidos por dinheiro.
(Ainda tenho 10 meses para receber minha aposentadoria, sim na França, são 42 a 43 anos de contribuições e 62 ou 63 anos para se aposentar).

  • Like 9
Link to post
Share on other sites

Concordo que patrão não tá muito aí pro pessoal, pro peão, mas sabe o que pesou por aqui, no nosso quintal e falando em tam? O fato das outras duas terem segurado seu pessoal, e não demitiram o excedente. Quer ver esse assunto não ter tomado a proporção que tomou aqui no CR? "Azul e GOL demitirão 4 mil funcionários excedentes para adequar o tamanho da nova empresa". Pronto, problema mais ou menos resolvido... É aquela situação, "a grama do vizinho é sempre mais verde"

Link to post
Share on other sites
3 hours ago, topodidi said:

Olá, eu li este post desde o início.
Não tenho uma opinião a favor ou contra nada do que foi escrito.
Eu só tenho uma pergunta. O que você faria se fosse presidente da TAM?
Os fatos estão aí. Por causa da crise da Covid 19, o mundo inteiro está em sua pior fase. Então no caso da TAM (e outras empresas), falta de passageiros. Um  carga salárioal alta certamente aluguel ou reembolso de aeronaves, manutenção.
Portanto, nenhum fluxo de caixa e muitas despesas!
O que as empresas vêm fazendo com esses problemas há décadas?
Eles agonizam e vão à falência. Ou cortam o que for possível para manter a cabeça acima da água. Então o que está caro hoje é o pessoal.

Não me lembro mais quem escreveu aqui que as grandes empresas pagam bem seus funcionários e os mimam. Nem sempre é verdade. A Amazon paga bem seus executivos seniores, mas o restante da equipe é pago no mínimo. E desde a crise, a Amazon despediu pessoal.


Fui despedido há 13 meses, depois de trabalhar na mesma empresa durante 39 anos. E aos 61 anos. Não é uma vida fácil !!! Empresa francesa líder mundial em prospecção geofísica, e a empresa decidiu fechar seu departamento de aquisição sísmica, 300 foncionarios na França e alguns milhares no mundo. Por que, porque para a administração e os acionistas, estávamos perdendo ou não ganhando dinheiro suficiente. A empresa continua ainda sem problemas.
Esta pequena história pessoal, é só para te dizer que hoje em 2020, as empresas não se preocupam com o pessoal. Somos peões . E a administração, os financiadores e os acionistas não se importam com o pessoal.  sao egoístas e ávidos por dinheiro.
(Ainda tenho 10 meses para receber minha aposentadoria, sim na França, são 42 a 43 anos de contribuições e 62 ou 63 anos para se aposentar).

Eu concordaria com você não fossem algumas peculiaridades na negociação com a Latam. 

1- no início da Pandemia a empresa praticamente implorou para que os funcionários aderissem a um plano de licença não remunerada de 3 meses. Teve campanha dos próprios funcionários para ajudar a empresa. Teve video de agradecimento do Geronimo 171. Ou seja nessa hora éramos importantes, fazíamos parte da recuperação da empresa. 

2- As duas concorrentes de mercado fecharam acordos bem sucedidos com o sindicato, num tempo razoável para que todos cortassem na própria carne e os empregos pudessem ser mantidos. 

3- após o ESTELIONATO veio o golpe. Agora para  manter o emprego de todos, a empresa queria que os tripulantes aceitassem uma redução permanente nos salários e não temporária, e aquela LNR implorada no começo da pandemia simplesmente não existe mais. Ou aceita a redução permanente ou RUA. 

Antes tivessem demitido e pronto teria sido mais honesto, como sua empresa fez. A empresa USOU o grupo, usou a boa vontade de querer ajudar a empresa num momento difícil, nos enganou, nos ludibriou. Sim somos peões, mas somos pessoas, o que a empresa fez é algo parecido com ESTELIONATO eleitoral em época de campanha. É vil, é sujo, repetindo, antes tivessem demitido a todos de uma vez, sem toda a conversa do início da pandemia, para depois querer redução permanente de salários. Os funcionários se sentiram feitos de IDIOTAS, nossa inteligente foi subestimada. 

  • Like 10
Link to post
Share on other sites
5 hours ago, topodidi said:

Olá, eu li este post desde o início.
Não tenho uma opinião a favor ou contra nada do que foi escrito.
Eu só tenho uma pergunta. O que você faria se fosse presidente da TAM?

Pensando de forma bem pragmática!

Faria o acordo para a redução temporária de salario por dois anos, com estabilidade de metade do período da redução 

Distribuiria os voos de forma equitativa para todo mundo voar, mas voar pouco cada um.

Faria um plano de aposentadoria incentivada agressiva para não ter que demitir (e gastar uma grana com rescisão) os aposentaveis.

Manteria um PDV permanente nestes dois anos.

Negociaria uma nova ACT para mudar o critério de demissão, para 50% dos mais antigos e 50% dos mais novos.

No final de 3 anos começa a demitir e contratar com salários menores, sem redução de força de trabalho e sem pegar ninguém desprevenido.

Abraços

 

 

 

 

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
21 hours ago, Pliskin said:

Besteira

As melhores empresas oferecem os melhores pacotes de salários e estrutura para seus empregados.

Em tecnologia temos a FAANG (Facebook, Amazon, Apple, Netflix e Google), que pagam o melhores salário de toda a cadeia produtiva. Você falaria que alguma delas não é competitiva? Elas são competitivas que não só atraem os melhores, mas elas retem os melhores com os melhores benefícios.

Porque você acha que muitos foram para o deserto, quando já tinham uma ótima carreira no Brasil? Ou porque você iria para o deserto? Capital pessoal é caro mas é a diferença entre uma equipe que sempre coloca seu produto para cima ou para baixo.

Não mistura batata com abacaxi, empresas de tecnologia que dominam o mercado quase que sozinhas e tem valor de mercado infinitas vezes os ativos com aviação que é o ramo de atividade mais alavancado do mundo, que hoje é praticamente uma empresa financeira e transportar passageiro é a parte mais fácil.

Link to post
Share on other sites
On 09/08/2020 at 02:20, Pliskin said:

Besteira

As melhores empresas oferecem os melhores pacotes de salários e estrutura para seus empregados.

Em tecnologia temos a FAANG (Facebook, Amazon, Apple, Netflix e Google), que pagam o melhores salário de toda a cadeia produtiva. Você falaria que alguma delas não é competitiva? Elas são competitivas que não só atraem os melhores, mas elas retem os melhores com os melhores benefícios.

Porque você acha que muitos foram para o deserto, quando já tinham uma ótima carreira no Brasil? Ou porque você iria para o deserto? Capital pessoal é caro mas é a diferença entre uma equipe que sempre coloca seu produto para cima ou para baixo.

Não consigo encontrar comparação mais sem sentido nesse momento do que essa entre essas empresas e o setor de companhias aéreas.

  • Like 6
Link to post
Share on other sites

Bem eu acho que vocês deviam procurar uma tal de Southwest aí e ver como eles tem se portado com seus funcionários diante das crises desde a sua fundação.... Só uma dica assim rápida. 

Emocional demais não é bom, pragmatismo demais também não. 

Edited by CabinCrew
  • Like 2
Link to post
Share on other sites
1 hour ago, CabinCrew said:

Bem eu acho que vocês deviam procurar uma tal de Southwest aí e ver como eles tem se portado com seus funcionários diante das crises desde a sua fundação.... Só uma dica assim rápida. 

Emocional demais não é bom, pragmatismo demais também não. 

Eu retiraria o "diante das crises",  a Southwest é case de sucesso do seu departamento das pessoas há tempos, tanto é que não tem os maiores salários, mas têm os funcionários mais motivados, aliais o tratamento as pessoas não esta só com seu corpo de funcionários, mas também com os clientes,  mesmo sem taxas de remarcação e sem cobrança das duas primeiras malas checadas,  ela continua dando lucro o que muita major e flag carrier defende ser impossível nos dias de hoje.

Abraços

 

  • Like 3
Link to post
Share on other sites
On 08/08/2020 at 12:56, PT-KTR said:

Bonotto, pré-Covid, tive experiências péssimas em solo, em voo, atrasos, transtornos, mas o pior sem dúvida está no solo no embarque e desembarque. E olha que estou a falar de CGH, GRU...

Isso é saudades da Pioneira!

 

Link to post
Share on other sites
Quote

... Southwest ...

Há um enorme risco ao usar essa companhia para qualquer tipo de comparação. O seu perfil de operação, em muitos aspectos, é exatamente o que muitas empresas, inclusive no Brasil, gostariam de utilizar. 'Ok, vocês ganham isso, mas devem produzir assim', diriam os administradores ... Vejamos:

Como ponto de partida, apenas 3 comissários são utilizados em aeronaves do porte do A319/320, como ela faz no 737-700, voando noite e dia. Além disso, em tempos anteriores a pandemia, esse pessoal ficava encarregado, entre outras coisas, de parte da limpeza braçal da aeronave, enquanto ocorria o desembarque. 

Pois bem, algo semelhante já foi tentado no Brasil e foi uma gritaria geral.

Se em contrapartida os funcionários estão sendo beneficiados com algum tipo de atenção diferenciada por parte da empresa, tenho a absoluta convicção que está sendo aplicado o famoso sistema 'There ain't no such thing as a free lunch ...'

Não se iludam, hoje em dia, no mundo todo, aviação é apenas business. Uns melhores, outros piores, mas a essência é a mesma, sempre!

Edited by Jet Age
  • Like 5
Link to post
Share on other sites

Não adianta tentar tirar a Southwest da comparação, dizer que eles são um ponto fora da curva etc etc etc, eles são um exemplo a ser seguido, o exemplo cabal (me pergunto, os administradores das aéreas não veem como da certo?) de que cuidar das pessoas da companhia REVERTE EM LUCRO. 

Link to post
Share on other sites

Estranho tanta discussão sobre folha de pagamento de tripulantes, quando a mesma gira em torno de 7 a 8% das despesas de uma empresa aérea.....é o famoso me engana que eu gosto.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
7 minutes ago, CabinCrew said:

Não adianta tentar tirar a Southwest da comparação, dizer que eles são um ponto fora da curva etc etc etc, eles são um exemplo a ser seguido, o exemplo cabal (me pergunto, os administradores das aéreas não veem como da certo?) de que cuidar das pessoas da companhia REVERTE EM LUCRO. 

Não me refiro como correto o que foi feito com o pessoal por aqui, mas quanto a imaginar certas coisas 'boas' feitas nos EUA, sem olhá-los com uma lupa gigante ...

Não é questão de tirar a SWA da comparação, mas a aviação norte-americana, como um todo, é outro universo. Não há somente o lado bom, mas também muita coisa ruim no meio (ok, houve permissão para operação com 3 comissários no Brasill, mas nos EUA eles fazem isso há décadas, desde os tempos que havia serviço de bordo).

Se a SWA ofereceu nesse momento algo de mais positivo aos seus funcionários (mas teve naturalmente um preço), por outro lado as outras majors de longo-curso, que seriam de fato comparáveis à operação da Latam, jamais hesitaram em reduzir o quadro de funcionários em momentos de dificuldade, e não se trata somente dessa condição pela qual passamos. Isso é parte de acordos com os fortes sindicatos locais, um procedimento aceito naturalmente se for comprovada a sua necessidade. Convenção coletiva? Não nos nossos moldes.

Muita gente por lá levou 'porrada' brava, em diversas falências, chapter 11, fusões, fases de retração de mercado ou entre um ou outro golpe de um pilantra dono de uma empresa aérea, que a deixou quebrar da noite para o dia. 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
45 minutes ago, Boeing737 said:

Estranho tanta discussão sobre folha de pagamento de tripulantes, quando a mesma gira em torno de 7 a 8% das despesas de uma empresa aérea.....é o famoso me engana que eu gosto.

Acho q vc esta enganado, de 25 a 35% 

  • Confused 1
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.




×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade