Jump to content

Para sair da crise, Latam prevê redução da operação em 30% e demissão de cerca de 700 pilotos no Brasil


Recommended Posts

2 hours ago, Halvaro said:

Afinal de contas, já foi consumada a demissão de 2.700 funcionários ? Como ficou ?

Já foi feita. Se passaram 5 dias e a empresa começou toda a novela novamente, mandando um ofício para o Sindicato Nacional dos Aeronautas informando que queria recomeçar uma negociação permanente de redução de salários, caso contrário iria demitir mais. Pergunta: são ruins de conta ou são canalhas mesmo? 

Já receberam um sonoro NÃO do sindicato, pois o grupo já decidiu em duas votações não autorizar o sindicato a negociar nada permanente. 

Então agora só nos resta aguardar a decisão dos 'gestores' canalhas que mandam na empresa. 

Link to post
Share on other sites

  • Replies 1.1k
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Acho engraçado ver que realmente tem gente que valida essa tese de que gente antiga de fórum não pode ser criticada por meros mortais.  O fórum tá aí, ainda ativo depois de muito tempo pra quem q

Na sua idade, na sua condição e vindo de uma pessoa com altíssimo nível técnico e intelectual que és, fazer esse tipinho de torcida suja e antiética é digno de se ter vergonha para se expor - ainda qu

21 minutes ago, CabinCrew said:

Já foi feita. Se passaram 5 dias e a empresa começou toda a novela novamente, mandando um ofício para o Sindicato Nacional dos Aeronautas informando que queria recomeçar uma negociação permanente de redução de salários, caso contrário iria demitir mais. Pergunta: são ruins de conta ou são canalhas mesmo? 

Ainda tem dúvida?

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

O prazo para definir os aviões que seriam devolvidos não era até ontem ?? Alguma informação ???

Link to post
Share on other sites

Na GOL parece que a coisa não anda muito boa também... Quem tá de férias em agosto não recebeu ainda, querem um acordo pra quem vai entrar de férias em set/out/nov, abrir mão do 1/3 de férias, querem mexer com base virtual, um tal de sobreaviso longo e escala quinzenal, tudo isso pra preservar caixa por causa da dívida com a Delta. A votação será na quinta

Link to post
Share on other sites
11 minutes ago, MRN said:

Na GOL parece que a coisa não anda muito boa também... 

Seria bom indicar pra gente aonde esta bom na aviação...eheheh
Só pra esclarecer, o que está sendo postergado em relação as férias é a terça parte que a empresa gostaria de pagar apenas em dezembro junto com o 13 salario, só isso. Uma vez que a MP que tratava disso venceu esse mês, snme.
O resto, pelo que parece, é uma reivindicação dos aeronautas que não residem nas bases contratuais, que gostariam de uma flexibilização para cumprimento de sobreavisos. Pelo que consta, parece que a Azul vai pelo mesmo caminho.....

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
29 minutes ago, MRN said:

Um colega tá de férias agora em agosto e não recebeu nada

O que está acontecendo é  que não estão mais adiantando as ferias como era de praxe.  Mês que vem te confirmo...:cry:

Link to post
Share on other sites
On 22/08/2020 at 11:20, PT-WRT said:

Nao entendi porque entende não ser possível contratar com salários menores após dois anos da última contratação, a própria redação do texto legal que você colocou autoriza isso.

A recontratação realmente seria ilegal, mas acho que a pergunta foi no sentido de demitir todos e contratar outras pessoas, o que em tese não seria ilegal, mas poderia ser considerado demissões discriminatorias.

Penso que tempo de fórum não e critério para analisar usuários....nem inibir opiniões.

Master e gente boa e já contribuiu muito para o CR (principalmente no técnica e operações) e para aviação, mas as vezes entra de voadora no lustre e tem posições contundentes sobre temas específicos, acaba sendo incompreendido, muito mais pela forma do que pelo conteúdo.

Abraços

 

PT-WRT, no caso de contratação, o período deverá ser de 4 anos para existir alguma diferença salarial para o mesmo cargo. Já o período de 2 anos é aplicado somente para a função, que é interpretado, nesse caso, basicamente como "promoção dentro da empresa", ou seja, para o colaborador ativo. 

  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites
20 hours ago, Boeing737 said:

O resto, pelo que parece, é uma reivindicação dos aeronautas que não residem nas bases contratuais, que gostariam de uma flexibilização para cumprimento de sobreavisos. Pelo que consta, parece que a Azul vai pelo mesmo caminho.....

Mas acabaram de selar acordo e já vai ter mudança. E ainda faltam quantos meses?

Cheirando a M.

Link to post
Share on other sites
9 hours ago, Luiz Gustavo said:

PT-WRT, no caso de contratação, o período deverá ser de 4 anos para existir alguma diferença salarial para o mesmo cargo. Já o período de 2 anos é aplicado somente para a função, que é interpretado, nesse caso, basicamente como "promoção dentro da empresa", ou seja, para o colaborador ativo. 

Admito que meu forte não é direito do trabalho, mas sempre tive para mim que os requisitos do artigo 461 eram cumulativos,  até pela expressão E no texto legal ao afirmar ser vedada a distinção salarial aos empregados com menos de 4 anos de diferença de tempo de serviço E menos de dois anos de diferença no exercício função.

O entendimento que eu tinha era de que se o empregado não preencher qualquer um dos dois requisitos (alem dos demais), não faz jus à equiparação salarial! E para ser sincero, nunca vi alguém apontar um paradigma somente com base na diferença da data de admissão, sempre cumulava com os menos de 2 anos no exercício da função.

Mas enfim, vivendo e aprendendo, depois vou estudar melhor a matéria.

Abraços

Link to post
Share on other sites
3 minutes ago, PT-WRT said:

Admito que meu forte não é direito do trabalho, mas sempre tive para mim que os requisitos do artigo 461 eram cumulativos,  até pela expressão E no texto legal ao afirmar ser vedada a distinção salarial aos empregados com menos de 4 anos de diferença de tempo de serviço E menos de dois anos de diferença no exercício função.

O entendimento que eu tinha era de que se o empregado não preencher qualquer um dos dois requisitos (alem dos demais), não faz jus à equiparação salarial! E para ser sincero, nunca vi alguém apontar um paradigma somente com base na diferença da data de admissão, sempre cumulava com os menos de 2 anos no exercício da função.

Mas enfim, vivendo e aprendendo, depois vou estudar melhor a matéria.

Abraços

A convenção coletiva da categoria ja impede diferença salarial para a mesma função, exceto vantagens pessoais, como a senioridade. Salário base e valores por hora ou km, serão sempre os mesmos dentro da mesma função.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
2 hours ago, giuli said:

A convenção coletiva da categoria ja impede diferença salarial para a mesma função, exceto vantagens pessoais, como a senioridade. Salário base e valores por hora ou km, serão sempre os mesmos dentro da mesma função.

Em que artigo Giuli? Confesso que olhando por cima, não achei! 

Link to post
Share on other sites
2 hours ago, PT-WRT said:

Em que artigo Giuli? Confesso que olhando por cima, não achei! 

3.2.10. Igualdade remuneratória

Na mesma empresa, na mesma função e no mesmo tipo de aeronave, ressalvadas as vantagens pessoais e os fatores voar mais ou menos horas ou quilômetros além dos estabelecidos como salário-garantia, será paga igual remuneração.

Link to post
Share on other sites
1 hour ago, giuli said:

3.2.10. Igualdade remuneratória

Na mesma empresa, na mesma função e no mesmo tipo de aeronave, ressalvadas as vantagens pessoais e os fatores voar mais ou menos horas ou quilômetros além dos estabelecidos como salário-garantia, será paga igual remuneração.

Mas ai eles consideram "senerioridade" uma vantagem pessoal? O dispositivo da CT vira letra morta....

Link to post
Share on other sites
4 hours ago, PT-WRT said:

Mas ai eles consideram "senerioridade" uma vantagem pessoal? O dispositivo da CT vira letra morta....

Isso é uma questão discutível, mas é o limite que as empresas teriam em fazer alguma alteração. Poderia ser mais claro o texto, mas ao menos estabelece esse limite, caso contrário poderiam existir contratos com diferentes valores de salário base e valores de km ou hora. Não considero letra morta.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
On 27/08/2020 at 05:31, giuli said:

Isso é uma questão discutível, mas é o limite que as empresas teriam em fazer alguma alteração. Poderia ser mais claro o texto, mas ao menos estabelece esse limite, caso contrário poderiam existir contratos com diferentes valores de salário base e valores de km ou hora. Não considero letra morta.

Concordo que é discutível,  a expressão "vantagem pessoal" acaba sujeita a interpretações.

Mas se de fato, senerioridade se enquadra em "vantagem pessoal", acabou virando apenas uma reprodução do que diz a própria Lei (que impediria existir contratos com diferentes valores de salário base e valores de km ou hora na mesma função, salvo se houver diferença de antiguidade no empregador e na função) o que por sinal é bem comum em Convenções Coletivas, pode não ajudar, mas também não prejudica.

Abraço

Link to post
Share on other sites

Se ñ me engano, a lei permite (ou permitia até pouco tempo) diferenciar salários na mesma função por tempo de casa ou senioridade no caso

Link to post
Share on other sites

Hipoteticamente, se a LATAM usasse o COA da Pantanal e esta contratar e a LATAM contrataria ela para serviços da LA, o que acham?

Algumas empresas fizeram isso no passado, como a JAL.

Link to post
Share on other sites
7 hours ago, A345_Leadership said:

Hipoteticamente, se a LATAM usasse o COA da Pantanal e esta contratar e a LATAM contrataria ela para serviços da LA, o que acham?

Algumas empresas fizeram isso no passado, como a JAL.

Tem gente dizendo que a "ABSA" foi autorizada a fazer voos de passageiros .... não encontrei nada sobre porém seria uma maneira de usar outra CNPJ e contratar tripulantes com salário diferenciado ...

Link to post
Share on other sites
1 hour ago, Boeing_Rules said:

Tem gente dizendo que a "ABSA" foi autorizada a fazer voos de passageiros .... não encontrei nada sobre porém seria uma maneira de usar outra CNPJ e contratar tripulantes com salário diferenciado ...

Se fizeram isso e todos esses tripulantes forem colocados para tripular aeronaves da TAM linhas aéreas, nome fantasia Latam, o sindicato em processo na justiça do Trabalho reverte rapidinho não? 

Link to post
Share on other sites
3 hours ago, CabinCrew said:

Se fizeram isso e todos esses tripulantes forem colocados para tripular aeronaves da TAM linhas aéreas, nome fantasia Latam, o sindicato em processo na justiça do Trabalho reverte rapidinho não? 

  1. Acho que não é tão simples assim , vide os A320 da Pantanal "Operado por TAM Linhas aéreas ".... não sei ao certo a jurisprudência mas acredito que daria pra fazer algo simular so que dessa vez quem operaria o voo "LATAM" seria a Trip "ABSA" ... 
Link to post
Share on other sites
13 hours ago, A345_Leadership said:

Hipoteticamente, se a LATAM usasse o COA da Pantanal e esta contratar e a LATAM contrataria ela para serviços da LA, o que acham?

Algumas empresas fizeram isso no passado, como a JAL.

A Iberia também fez algo parecido criando a "Iberia Express" alguns anos atrás. Seria um modelo que teoricamente poderia ser reproduzido no Brasil (LATAM Brasil com vôos domésticos selecionados + internacional e LATAM Express Brasil com o restante da malha doméstica)

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.




×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade