Jump to content

COVID-19: Com voo de repatriação a R$ 4,4 mil, sergipano segue retido no México


Recommended Posts

Posted (edited)

Meus prezados

Com voo de repatriação a R$ 4,4 mil, sergipano segue retido no México

bruno-mexico-video-repatria%C3%A7ao_1905 Estudante cobra repatriação do Governo Brasileiro (Foto: Recorte/Vídeo divulgado pelo estudante)

O desejo de repatriação para sua terra natal continua distante para o sergipano Bruno Lima. Ele e outros três sergipanos fazem parte do grupo de quase 200 brasileiros que estão no México buscando retornar ao Brasil. Nos últimos dias, eles foram informados que o governo mexicano conseguiu viabilizar um voo fretado para o Brasil, com partida no dia 6 de junho, mas cada passagem têm um custo de US$ 850, o equivalente a R$ 4,4 mil.

Para Bruno e outros brasileiros, pagar o valor está descartado. “Infelizmente muitos aqui estão sem trabalhar, sem as bolsas estudantis, sem qualquer renda, No meu caso, meus pais também estão sem trabalhar por causa da pandemia. Então eu já sei que não vou poder comprar”, explicou para nossa reportagem. Bruno informou que os outros três sergipanos vão adquirir as passagens assumindo as dívidas posteriormente. “A preocupação com a situação aqui tem levado as pessoas a assumir essas dívidas”, explica.

Segundo o sergipano, ao entrar em contato com o Consulado do Brasil, a resposta do órgão aponta para o voo em questão, articulado pelo governo mexicano. “O Itamaraty e o Consulado vem se esquivando das suas obrigações e se protegendo em cima de um voo exploratório desse. É bom esclarecer, esse não é um voo humanitário, muito menos articulado pelo governo brasileiro”, disse o sergipano.

Já são 15 dias tentando retornar ao Brasil e, segundo Bruno, muitos brasileiros que não têm condições de comprar as passagens desse voo, permanecerão no país latino em busca de uma solução.

Nossa reportagem encaminhou e-mail para o Itamaraty em busca de respostas, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem. Nossa equipe permanece à disposição por meio do telefone (079) 99642-9640 ou e-mail jornalismo@infonet.com.br.

Fonte: Ícaro Novaes para INFONET 2 jun 2020

Pretender contar com apoio de embaixadas ou consulados do Brasil, no exterior...

Edited by jambock
Link to post
Share on other sites

EUA e CANADA cobraram pelos voos de repratriação. Teve aquele voo clássico do Marrocos para o Canada de 737-200 ( aeronave inclusive já tinha até operado no Marrocos com a Royal Air Maroc) que custou 1500 dolares por pax. É justo o pax pagar.

Link to post
Share on other sites

O que me chama atenção nessas reportagens de repatriação, não é o caso dessa especificamente

de passageiros que sabendo dos riscos, que o covid já era uma realidade mundial mas mesmo assim resolveram viajar no final de março-início de abril e depois ficam exigindo que é obrigação do governo brasileiro traze-los de volta

  • Like 4
  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites

Mas esse rapaz não trabalha nem tem bolsa de estudo, como citado, mas como estava lá estudando, quem pagava os estudos não pode pagar a passagem?

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade