Jump to content

Azul e LATAM Airlines Brasil anunciam acordos de codeshare e de programas de fidelidade


Recommended Posts

4 minutes ago, NEsses said:

Veja a proposta da Azul para seus funcionários de terra.... conseguiu ser pior que essa da Latam... pessoal tá revoltado. Acho que depois dessa, acabou os videozinhos do pessoal dançando de mãos dadas e cantado feito idiotas....

Qual seria a proposta para aeroviarios?

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

  • Replies 140
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Não adianta esperar boa vontade do governo, ja deu pra ver que se não se ajudarem vai as 3 pro saco juntas.

Meus 25 centavos Cenário 1 - Golpe de mestre de uma das duas de sentir a energia da outra e rolar o que rolou no passado de JJ/RG, onde inclusive o pax RG viu a qualidade JJ e trocou de lado sela

23:59: "Ain, isso que eles (Gol) estão fazendo junto à Passaredo é ilegal, estão fazendo por conta dos slots em Congonhas". 00:00: "Ph#da-se, vou fazer igual e maior com a LATAM. Eu posso, não te

9 minutes ago, NEsses said:

Veja a proposta da Azul para seus funcionários de terra.... conseguiu ser pior que essa da Latam... pessoal tá revoltado. Acho que depois dessa, acabou os videozinhos do pessoal dançando de mãos dadas e cantado feito idiotas....

Importante lembrar o abismo de diferença entre os sindicatos. Os que representam os aeroviários x sindicato nacional aeronautas.

Na GOL também teve grande diferença entre as duas classes. 

Link to post
Share on other sites
2 hours ago, Woody said:

Importante lembrar o abismo de diferença entre os sindicatos. Os que representam os aeroviários x sindicato nacional aeronautas.

Na GOL também teve grande diferença entre as duas classes. 

Por isso não sou sindicalizado (sindigru) e todo ano entrego a carta de renúncia ao desconto assistencial. Não quero nenhum desconto no meu contracheque pro sindicato

Outra coisa, entra no site do sindigru (https://sindigru.org.br) que é nítido o apoio a partido político de esquerda. No site do SNA (https://www.aeronautas.org.br) você não vê isso. É como o Dutra falou, "quer fazer política, não é no sindicato"

Então, tô fora!

 

  • Like 5
  • Haha 1
Link to post
Share on other sites

A Proposta de aeroviário é idêntica a de aeronautas no quesito PAI/PDV/LNR
A diferença que não há a proposta de redução salarial com permanência do quadro inteiro, acredito que seja pois o funcionário já ganha um salário menor,  talvez reduzindo o salário deva receber até menos que um salário minimo.

Então a empresa está se concentrando nesses 3 itens acima e depois vai ver o que pode fazer com o excedente.

Link to post
Share on other sites
7 hours ago, MRN said:

Por isso não sou sindicalizado (sindigru) e todo ano entrego a carta de renúncia ao desconto assistencial. Não quero nenhum desconto no meu contracheque pro sindicato

Outra coisa, entra no site do sindigru (https://sindigru.org.br) que é nítido o apoio a partido político de esquerda. No site do SNA (https://www.aeronautas.org.br) você não vê isso. É como o Dutra falou, "quer fazer política, não é no sindicato"

Então, tô fora!

 

ÔPA, vamos por partes!

O Nacional dos Aeronáutas era CUT até a gestão do Fochesatto. É saber se o Diretor de Relações Sindicais atual da entidade (Aeronáutas) ainda mantém a filiação na Central!!!!, pode-se por conveniência não publicar no Site (para não causar constrangimento na atualidade) mais por dever de ofício e representatividade estar filiado a FNTTA (Força Sindical) ou FENTAC (CUT) que absolutamente, em 2020 não tem viés à não ser manter a base tradicional que paga VOLUNTARIAMENTE (o pessoal mais novo, engajado) com a contribuição sindical, pois ninguém mais tem IMPOSTO Sindical. É complicado falar isso para ex Varigano, Vaspiano...quem tem.feridas profundas vindas de gestões da Graziella, Lavorato...calma!!!!!

Não defendo os mais novos, mais temos que ter distância histórica para COBRAR sem cair nas artimanhas. Enquanto éra Aeronáuta, contribuí e lutei MUITO nos bastidores, e sem ser diretor ou Estabilidade! Mesmo não concordando com atitudes do SindiGOL, pautas foram pra frente em 2017 sem suporte da CUT, e o SNA filiado a central e precisando de apoio político e da central.

Tem que se saber separar a atividade banditista xos velhos tempos (Paulinho da Força) de entidades que vão pra mesa de negociações de virtudes conquistadas, exemplos , o SNA como o SAESP (Aeroviários), sindicatos fortes, com conquistas consolidadas, e com representatividade(ainda que pequenas atitudes sejam consuderadas) no geral tiveram cacife político para negociar e mediar em Brasília (exemplo do Mandú no caso da Fazenda da Vasp) com patrões e  TST (Superior Tribunal do Trabalho) sem nenhum ter à mais. Eu ainda acredito que o Ives Gandra Filho, que se identifica com a Aviação à muitos anos e já intermediou em outros momentos, venha a se manisfestar publicamente, ou seu preposto. Basta o Sindicalismo que trabalha, como SNA e SAESP(Aeroviários) pautarem na bancada. 

São os próximos capítulos de bastidores.

  • Like 1
  • Confused 2
Link to post
Share on other sites
2 hours ago, flightFernando said:

ÔPA, vamos por partes!

O Nacional dos Aeronáutas era CUT até a gestão do Fochesatto. É saber se o Diretor de Relações Sindicais atual da entidade (Aeronáutas) ainda mantém a filiação na Central!!!!, pode-se por conveniência não publicar no Site (para não causar constrangimento na atualidade) mais por dever de ofício e representatividade estar filiado a FNTTA (Força Sindical) ou FENTAC (CUT) que absolutamente, em 2020 não tem viés à não ser manter a base tradicional que paga VOLUNTARIAMENTE (o pessoal mais novo, engajado) com a contribuição sindical, pois ninguém mais tem IMPOSTO Sindical. É complicado falar isso para ex Varigano, Vaspiano...quem tem.feridas profundas vindas de gestões da Graziella, Lavorato...calma!!!!!

Não defendo os mais novos, mais temos que ter distância histórica para COBRAR sem cair nas artimanhas. Enquanto éra Aeronáuta, contribuí e lutei MUITO nos bastidores, e sem ser diretor ou Estabilidade! Mesmo não concordando com atitudes do SindiGOL, pautas foram pra frente em 2017 sem suporte da CUT, e o SNA filiado a central e precisando de apoio político e da central.

Tem que se saber separar a atividade banditista xos velhos tempos (Paulinho da Força) de entidades que vão pra mesa de negociações de virtudes conquistadas, exemplos , o SNA como o SAESP (Aeroviários), sindicatos fortes, com conquistas consolidadas, e com representatividade(ainda que pequenas atitudes sejam consuderadas) no geral tiveram cacife político para negociar e mediar em Brasília (exemplo do Mandú no caso da Fazenda da Vasp) com patrões e  TST (Superior Tribunal do Trabalho) sem nenhum ter à mais. Eu ainda acredito que o Ives Gandra Filho, que se identifica com a Aviação à muitos anos e já intermediou em outros momentos, venha a se manisfestar publicamente, ou seu preposto. Basta o Sindicalismo que trabalha, como SNA e SAESP(Aeroviários) pautarem na bancada. 

São os próximos capítulos de bastidores.

Mas ele se referiu ao patético sindicato dos AEROVIÁRIOS! Que NUNCA fez nada pela classe, e no caso do MRN sendo de manutenção, é simplesmente bizarro, patético, trágico a gestão dos aeroviários em prol dos mecânicos e até mesmo de aeroviários tais como pessoal de check-in, são apenas politiqueiros ou encrenqueiros buscando benefício politico, para a classe representada, nada tras de bom e o SNA de uns anos pra cá mostra profissionalismo e conquistas dignas para a classe.

  • Like 3
Link to post
Share on other sites
14 hours ago, MRN said:

Por isso não sou sindicalizado (sindigru) e todo ano entrego a carta de renúncia ao desconto assistencial. Não quero nenhum desconto no meu contracheque pro sindicato

Outra coisa, entra no site do sindigru (https://sindigru.org.br) que é nítido o apoio a partido político de esquerda. No site do SNA (https://www.aeronautas.org.br) você não vê isso. É como o Dutra falou, "quer fazer política, não é no sindicato"

Então, tô fora!

 

Exatamente. Eu também faço carta de renúncia, são um bando de ridículos. 

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
On 19/06/2020 at 22:33, PT-KTR said:

Mas ele se referiu ao patético sindicato dos AEROVIÁRIOS! Que NUNCA fez nada pela classe, e no caso do MRN sendo de manutenção, é simplesmente bizarro, patético, trágico a gestão dos aeroviários em prol dos mecânicos e até mesmo de aeroviários tais como pessoal de check-in, são apenas politiqueiros ou encrenqueiros buscando benefício politico, para a classe representada, nada tras de bom e o SNA de uns anos pra cá mostra profissionalismo e conquistas dignas para a classe.

Sim, verdade!

De fato o SNA(Nacional dos Aeroviários) na época da Selma, as brigas internas de facções que destruíram a Administração do Professor Rui (Instrutor da Varig).

Eu faço uma sugestão: quando tudo voltar ao normal, aqueles que estão afastados, se acheguem ao SAESP e SNA (Aeronáutas), era triste ver aquelas filas de gente indo deixar a cartinha: vão ao Sindicato, tomem cafezinho, convivam e vejam as pessoas como Pessoas, não como inimigos da categoria, CRITIQUEM mesmo o que tem que ser criticado! e pesquisem e investiguem a vida pregressa dos Dirigentes.

Trabalhos de Honrra como Mandú, Nei e Marquinhos no SAESP (as Fazendas e bens do Canhêdo penhoradas, os processos contra o Celso Cipriani, os bens da PNX Travel/BRA) o pessoal do SINDAMAZON (Aeroviários do Amazonas), das lutas pela Periculosidade, absurdos como destanqueio em hangar fechado, não se fáz mais isso e a Digex levou uma bela multa sabendo dos riscos! óra o mecânico também não é só o de pista, tem o pessoal das linhas de montagem aqui no país da Helibrás, Rolls Royce, CELMA, Pratt & Whitney ...não sei dizer pelo SINDIGRU, como é hoje em dia pois eu já tinha me afastado do sindicalismo.

Ví isso de perto e a FENTAC com o Sérgio Dias(Gol) não fez absolutamente Nada para ajudar o Aeroviários, a intenção na época era uma tomada de poder com interesses excusos!

Já que aquí pode falar abertamente: Leonardo, Sérgio Dias e Fochesatto fizeram o "bem bolado" para entrar pela porta dos fundos na Gol....não esqueçam!

Eu particularmente não sou chegado no Braga e no Celso Klafke de Porto Alegre, conheço bem esses artistas, eles tem "capivara" daquelas...

Enfim, estejam ligados, enquanto Aeronáutas se comportarem como "Estrelinhas" e não fazerem uma Frente Ampla (União entre Aeroviários e Aeronáutas), parlamentar para pressionar TST e bancada patrocinada pelo SNEA/ABEAR, vão levar cacetada na cabeça(aprendam a endurecer como Rodoviários, Gráficos, Sindipetro), e água mole em pedra dura, tanto bate até que fura!

Já ia esquecendo: cadê ABRAPAC, ATT, ASA GOL pra apoiar publicamente a atitude do Dutra? Que dizer que é só na bonança o casamento de interesses...?

Essa atitude do Dutra foi extremada, Dirigente que tem a BASE nos pés e com apoio irrestrito, não dá tiro nos pés, tem que haver PRESSÃO com inteligência, botar na cara do patrão o prejuízo de imagem e de valor da marca para os acionistas, tudo com responsabilidade e sem agressão física nem verbal. 

  • Like 1
  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites
On 19/06/2020 at 20:22, flightFernando said:

ÔPA, vamos por partes!

O Nacional dos Aeronáutas era CUT até a gestão do Fochesatto. É saber se o Diretor de Relações Sindicais atual da entidade (Aeronáutas) ainda mantém a filiação na Central!!!!, pode-se por conveniência não publicar no Site (para não causar constrangimento na atualidade) mais por dever de ofício e representatividade estar filiado a FNTTA (Força Sindical) ou FENTAC (CUT) que absolutamente, em 2020 não tem viés à não ser manter a base tradicional que paga VOLUNTARIAMENTE (o pessoal mais novo, engajado) com a contribuição sindical, pois ninguém mais tem IMPOSTO Sindical. É complicado falar isso para ex Varigano, Vaspiano...quem tem.feridas profundas vindas de gestões da Graziella, Lavorato...calma!!!!!

Não defendo os mais novos, mais temos que ter distância histórica para COBRAR sem cair nas artimanhas. Enquanto éra Aeronáuta, contribuí e lutei MUITO nos bastidores, e sem ser diretor ou Estabilidade! Mesmo não concordando com atitudes do SindiGOL, pautas foram pra frente em 2017 sem suporte da CUT, e o SNA filiado a central e precisando de apoio político e da central.

Tem que se saber separar a atividade banditista xos velhos tempos (Paulinho da Força) de entidades que vão pra mesa de negociações de virtudes conquistadas, exemplos , o SNA como o SAESP (Aeroviários), sindicatos fortes, com conquistas consolidadas, e com representatividade(ainda que pequenas atitudes sejam consuderadas) no geral tiveram cacife político para negociar e mediar em Brasília (exemplo do Mandú no caso da Fazenda da Vasp) com patrões e  TST (Superior Tribunal do Trabalho) sem nenhum ter à mais. Eu ainda acredito que o Ives Gandra Filho, que se identifica com a Aviação à muitos anos e já intermediou em outros momentos, venha a se manisfestar publicamente, ou seu preposto. Basta o Sindicalismo que trabalha, como SNA e SAESP(Aeroviários) pautarem na bancada. 

São os próximos capítulos de bastidores.

O SNA não tem nenhum ligação com a CUT/Fentac ou nenhuma outra sigla dessas faz mais de 2 anos. Isso teve até votação para que houvesse essa desfiliação. Justamente para sair desse viés político que essas siglas traziam e não agradava a maioria dos associados.

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

Exatamente, é questão de agradar o associado, explicou bem agora

Sindigru

Na página do sindigru tem essas abas, CUT Brasil e abaixo-assinado para cobrar impeachment do Presidente da República. Como isso não me agrada, e eu tenho a opção de pagar ou não, não me associo e nem deixo descontar auxílio nenhum. E tem muita gente aqui na empresa com o mesmo pensamento. :back2topic:

  • Like 1
  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites
  • 1 month later...

Azul e Latam iniciam codeshare envolvendo 64 rotas domésticas no Brasil

Por Pedro Menezes em 12/08/2020

A Azul e a Latam Brasil iniciaram nesta quarta-feira (12) o acordo de codeshare envolvendo 64 rotas domésticas no Brasil. O compartilhamento de voos, anunciado em 16 de junho, tem por objetivo ampliar a capilaridade da malha aérea das duas companhias em rotas complementares e não sobrepostas, oferecendo aos clientes várias opções de conexões novas e mais convenientes no Brasil.

Das 35 rotas que já estão à venda, 23 serão cumpridas pela Azul enquanto 12 terão operação pelas aeronaves da Latam. Até o fim de agosto, ambas iniciarão as vendas de outras 29 rotas do acordo, sendo 12 operações da Azul e 17 da Latam. Neste primeiro momento, o codeshare terá pousos e decolagens nos aeroportos de Brasília (BSB), Belo Horizonte (CNF), Recife (REC), e Campinas (VCP), chegando, posteriormente, aos aeroportos de Porto Alegre (POA), Curitiba (CWB) e São Paulo – Guarulhos (GRU).

Além do codeshare, o acordo prevê acúmulo de pontos no programa de fidelidade TudoAzul e Latam Pass, possibilitando que 12 milhões de associados do TudoAzul e 37 milhões de membros do Latam Pass possam acumular pontos em qualquer programa.

“O início desse acordo vai ajudar nosso setor a oferecer mais opções de voos, horários e destinos a nossos Clientes, sendo uma solução importante para recuperarmos com mais agilidade a demanda interna afetada pela pandemia. Com a capilaridade de nossa malha, a força de nossos hubs e as conexões com os voos da Latam, tenho certeza de que construiremos juntos um codeshare que oferecerá benefícios incomparáveis para os Clientes. As duas companhias aéreas têm uma história e paixão pelo atendimento ao cliente e estamos ansiosos para mostrar isso juntos”, diz Abhi Shah, VP de Receitas da Azul.

O codeshare possibilitará uma experiência de viagem mais tranquila entre os voos da Azul e Latam, com bilhetes compartilhados para check-in e despacho de bagagem. Além disso, a parceria trará mais conveniência a quem precisa viajar pelo país. Antes da crise do Covid-19, a Azul e a Latam Airlines Brasil atendiam um total de 137 destinos no Brasil, com 298 rotas e 1.632 partidas diárias.

 

Rotas:  https://docs.google.com/document/d/1oxTkMcOdWADv0kDNHfJU3ERB-_D53UkpvUWw4u46oBU/edit

 

https://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/azul-e-latam-iniciam-codeshare-envolvendo-64-rotas-domesticas-no-brasil/

 

 

Link to post
Share on other sites

Confira abaixo os 7 novos destinos no interior do Brasil que agora passam a ser oferecidos ao cliente LATAM:

MINAS GERAIS: Montes Claros e Governador Valadares

CEARÁ: Juazeiro do Norte

PERNAMBUCO: Petrolina e Fernando de Noronha

PARAÍBA: Campina Grande

SÃO PAULO: Viracopos
35  ROTAS OPERADAS PELA AZUL:

Link to post
Share on other sites
  • 1 month later...
On 12/08/2020 at 10:29, TheJoker said:

 

Das 35 rotas que já estão à venda, 23 serão cumpridas pela Azul enquanto 12 terão operação pelas aeronaves da Latam. Até o fim de agosto, ambas iniciarão as vendas de outras 29 rotas do acordo, sendo 12 operações da Azul e 17 da Latam. Neste primeiro momento, o codeshare terá pousos e decolagens nos aeroportos de Brasília (BSB), Belo Horizonte (CNF), Recife (REC), e Campinas (VCP), chegando, posteriormente, aos aeroportos de Porto Alegre (POA), Curitiba (CWB) e São Paulo – Guarulhos (GRU).

 

 

Encontrei disponibilidade no GRU x RAO voo bandeira LA, porém com codeshare com a Azul.

20oct

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.




×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade