Jump to content

Acidente em SP - Campo de Marte


Recommended Posts

Ja estao dizendo que foi no pouso, que a acft veio de Ubatuba. Posso ta errado, mas o motor que deu pra ver nas chamas estava com as hélices em passo bandeira...

Link to post
Share on other sites
2 minutes ago, fpilot said:

Motor direito claramente embandeirado.

Foi a primeira coisa que me chamou a atenção, o motor embandeirado, tava bem visivel.  . ele vinha mono, deve ter perdido a sustentação na final.

Meus pêsames aos envolvidos e familias

Link to post
Share on other sites

Pela informação que me passaram ele caiu após arremeter. Mas sei lá, a informação foi de um conhecido que mora próximo e viu o acidente.

Link to post
Share on other sites

Parece ter caído com pouca velocidade horizontal, os destroços ficaram basicamente no pé de uma árvore. Diria que estolou (virou?) ao arremeter em monomotor.

Link to post
Share on other sites

Imagino que por estar mono e na final, ele acabou ficando fora do eixo ou da rampa da pista e decidiu arremeter quase no toque.. ou seja, as chances de stall de ponta de asa são bem grandes. 

Meus pêsames aos familiares do piloto.

Link to post
Share on other sites

Associação de Pilotos e Proprietários de Aeronaves
AOPA Brasil

www.aopabrasil.org.br



São Paulo, 7 de julho de 2020.

À ANAC  AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL
ASSOP  ASSESSORIA DE SEGURANÇA OPERACIONAL

ATT.: SR. WAGNER WILLIAM DE SOUZA MORAES
C.C.: SR. RICARDO CATANANT

Diretor SR. RONEI GLANZMANN
Secretário Nacional de Aviação  Ministério da Infraestrutura

Ref.:Indício de risco de contaminação de AVGAs  Gasolina de Aviação


Prezado Wagner,

Na sequênciade contatos previamente realizados no final do dia de hoje, vimos relatar o que segue:

- Desde a interrupção da produção de gasolina de aviação em território nacional sabe-se que o país se tornou importador desse combustível, que alimenta milhares de aeronaves brasileiras. Apesar de reportada pela Petrobras a expectativa de retomada do refino da gasolina de aviação no Brasil,isso não ocorreu.

- Na esteira das decisões de não retomada da produçãoocorreramproblemas logísticosque implicaram na falta de suprimento do produtoem todo o Brasil.

- Ainda nosegundo semestre de 2019ocorreram relatos, oriundos de operadores e oficinas mecânicas, de supostos índices excessivos de chumbo, que se acumulavam de forma anormal em partes do grupo motopropulsor.

- Investigações realizadas na ocasião, até onde tivemos a oportunidade de tomar conhecimento, que envolveram a ANP (Agência Nacional do Petróleo), Petrobras e CENIPA, deram conta de que as amostras de produto retiradas pela ANP, Distribuidoras e Petrobras, em diferentes pontos de amostragem, desde os tanques de estocagem na refinaria até os tanques das distribuidoras nos aeroportos, estavam dentro das especificações de Chumbo previstos. Naquela ocasião foi detectadadiferença no teor de chumbo do produto produzido no Brasil para o importado, esse último mais alto, porém dentro dos limites da especificaçãosegundo associação de distribuidores.

- No dia de hoje, porém, passaram a circular diversas informações,em redes sociais de operadores aeronáuticos, em diversas localidades e regiões do Brasil, dando conta da possível ocorrência de corrosões agressivas, aparentemente provocadas pelo combustível, que se apresentam em tanques de aeronaves, juntas, mangueiras, seletoras, bicos injetores, drenos e em outras partes e componentes. Essas informações foram transmitidas inclusive com imagens, já repassadas à ANAC

Desse modo, tendo em vista o potencial risco severo decorrente de uma eventualcontaminaçãodo produto em algum ponto da cadeia de suprimento, por razoes desconhecidas, nossa Associação solicita pronta ação desta Agência no seguinte sentido:

 

1) Tomar providênciaspara verificar as condições técnicase de qualidade da gasolina de aviação disponível em território brasileiro, particularmente junto à Petrobras, distribuidores e revendas, tornando público os resultados de testes que tenham sido feitos nos últimos 120 (cento e vinte) dias por esses elos da distribuição;

2) Voltar a realizar testes com produtos estocados nos principais pontos da cadeia de suprimento que atente o Brasil, particularmente em terminais portuários, tanques de distribuidores e tanques de revendas, dando ampla publicidade aos resultados;

3) Abrir canal direto de comunicação entre a comunidade aeronáutica e a ANAC para que relatos específicos, que apontem localidades, tanques em aeroportos, aeronaves, componentes e/ou amostras do combustível que apresentem ou possam apresentar discrepâncias sejam formalmente recebidos pela Agência.

4) Fornecer imediatas instruçõesa distribuidores, revendedores, operadores e aviadores relativamente a verificaçõesque possam ser conduzidas antes das operações como pronta forma de mitigação de riscos.


É dispensável reiterar as enormes dificuldades enfrentadas pela aviação geral brasileira ao longo dos últimos anos, que resultou, em 2019, nos menores volumes operacionais dos últimos 20 anos. A deterioraçãona cadeia de suprimento de combustíveis é fato inconteste, com a saídade revendedores e distribuidores do mercado, deixando centenas de aeroportos outrora supridos, hoje desabastecidos de AVGAs, combustível que movimenta grande parte da frota nacional de aeronaves. Diante desse quadro, nossa Associação observa a existênciade um conjunto de condições que podem, infelizmente, nos fazer inferir aexistênciade riscos de qualidade do produto.

Certos de contarmos com vossa pronta resposta, nos mantermos totalmente à disposição para que os esclarecimentos sejam produzidos e a segurança operacional preservada.

Respeitosamente

Humberto Gimenes Branco
Presidente
+55 11 9 8446 1856
humberto.branco@appa.org.br

Link to post
Share on other sites

Hoje desde cedo a AFA estava forte sobre o combustível, tenho muitas fotos e relatos de mais de 40 aviões com problemas de vazamentos em vedações, seletoras, bombas, drenos, etc.

Fiquei preocupado porque eu preciso abastecer e voar e tem muitos relatos de problemas, tomara que isso não tenha influencia no acidente de hj.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Sem dúvidas, é uma alegação gravíssima. 

Mas, em se tratando de Brasil, e diante das fotos que circularam hoje, é inevitável um certo alarmismo perante uma possível queda na qualidade do combustível fornecido para a aviação geral.

PS:. O documento da APPA foi enviado antes da queda do Baron.

 

Aguardemos as conclusões das investigações... se é que ainda podemos acreditar nelas.

  • Confused 1
Link to post
Share on other sites

INFORMAÇÃO URGENTE | AOPA BRASIL RECOMENDA O GROUNDEAMENTO DE AERONAVES MOVIDAS A AVGAS

Em seguida a notificação feita à ANAC e à SAC, em 7/7/20, considerando a proliferação de evidências de problemas com a gasolina de aviação comercializada no Brasil, a AOPA Brasil RECOMENDA aos seus associados e à comunidade aeronáutica que suspenda suas operações até que providências sejam tomadas. A AOPA Brasil está em contato permanente com a ANAC e ANP mas como ainda não há posicionamento sobre análise dos problemas e dos riscos, a AOPA Brasil recomenda que todas as operações com aeronaves movidas a gasolina sejam suspensas.

A pauta com da ANAC e ANP e AOPA Brasil, neste momento, envolvem os seguintes tópicos imediatos:

1. Apresentação dos laudos técnicos do combustível AVGAS distribuído nos últimos 90 dias (Importação e/ou Refinaria e Distribuidores)

2. Gestão da crise: para onde encaminhar amostras, prazo de analises, etc...

3. Decisão sobre a frota: "groudeamento", ações mitigadoras e requisitos para retorno das operações

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
14 hours ago, Mister.Eslátes said:

Aguardemos as conclusões das investigações... se é que ainda podemos acreditar nelas.

 

O Cenipa certamente terá mais subsídios para concluir o que ocorreu, inclusive com o eventual apoio de entidades relacionadas com a aviação, como é o caso da AOPA.

Seria uma completa inversão de valores imaginar que no caso de uma perícia séria como sempre foi a ação do órgão investigador a especulação e opiniões pessoais é que prevalecessem sobre os fatos.

 

Link to post
Share on other sites

esses aviões da geral que estão apresentando problemas de corrosão, estão voando com que frequência?

porque o ideal é você rodar idle por 15 minutos a cada 15 dias, mudar o tanque, e pelo menos 15 minutos de voo a cada 30 dias para garantir que os fluídos e seus aditivos estejam se movimentando regularmente ou fazer a adequação para armazenamento e retirada de armazenamento.

Link to post
Share on other sites
2 minutes ago, Pliskin said:

esses aviões da geral que estão apresentando problemas de corrosão, estão voando com que frequência?

porque o ideal é você rodar idle por 15 minutos a cada 15 dias, mudar o tanque, e pelo menos 15 minutos de voo a cada 30 dias para garantir que os fluídos e seus aditivos estejam se movimentando regularmente ou fazer a adequação para armazenamento e retirada de armazenamento.

Relatos que tratam-se de aeronaves que estão voando quase que diariamente, inclusive pela escassez de oferta de vôos domésticos frente a pandemia.

Link to post
Share on other sites
2 hours ago, Jet Age said:

Seria uma completa inversão de valores imaginar que no caso de uma perícia séria como sempre foi a ação do órgão investigador a especulação e opiniões pessoais é que prevalecessem sobre os fatos.

 

Exatamente...desconfiar do Cenipa e seu pessoal é no minimo falta de conhecimento. Qual seria o interesse em mascarar/esconder algo ?

 

Mesmo que o Mono tenha ocorrido devido a situação do combustível...o baron conseguiria se manter com apenas 1 motor só..correto ?

 

Aguardemos as investigações... força aos familiares e que TODOS possamos ficar atentos a essa situação do Avgás

Link to post
Share on other sites
39 minutes ago, Brunoo said:

Exatamente...desconfiar do Cenipa e seu pessoal é no minimo falta de conhecimento. Qual seria o interesse em mascarar/esconder algo ?

 

Mesmo que o Mono tenha ocorrido devido a situação do combustível...o baron conseguiria se manter com apenas 1 motor só..correto ?

 

Aguardemos as investigações... força aos familiares e que TODOS possamos ficar atentos a essa situação do Avgás

Claro que não sabemos de nada ainda.


Não sei como é o caso de arremeter mono, sei que em subida ele é homologado.
Ele estava sozinho no avião ( não sei de carga ou não a bordo ) imagino que mesmo assim seja uma operação bem delicada.

Com certeza aqui alguém pode dar uma explicação da performance do Baron.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
52 minutes ago, Brunoo said:

 

Mesmo que o Mono tenha ocorrido devido a situação do combustível...o baron conseguiria se manter com apenas 1 motor só..correto ?

Aguardemos as investigações... força aos familiares e que TODOS possamos ficar atentos a essa situação do Avgás

Voa mono? É possível. Mas cumpre os gradientes mínimos, como aqueles para superar os obstáculos do Campo de Marte? Depende de uma série de fatores.

Uma coisa que deve-se ter em mente a respeito de aviões bimotores leves, independentemente do modelo, é que a certificação segue princípios e requisitos diferentes de aeronaves de outras categorias.

Ao perder um motor isso não corresponde a ter de sobra 'apenas' 50% de potência, e esse é um dos grandes equívocos de interpretação a respeito de como administrar a operação desse tipo de equipamento.

Quanto ao combustível, acredito que será feito um esclarecimento se isso foi um fator contribuinte. De qualquer forma, o que tem sido divulgado a respeito da qualidade de um determinado lote de Avgas é gravíssimo e obriga uma ação imediata por parte das autoridades.

  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites

Esse Baron era equipado com kit Foxtar com hélice quadripá, winglets e motor mais forte, tinha uma performance melhor que o original que já voa razoavelmente mono

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
41 minutes ago, Bonotto said:

Claro que não sabemos de nada ainda.


Não sei como é o caso de arremeter mono, sei que em subida ele é homologado.
Ele estava sozinho no avião ( não sei de carga ou não a bordo ) imagino que mesmo assim seja uma operação bem delicada.

Com certeza aqui alguém pode dar uma explicação da performance do Baron.

Retirado de outro acidente com Baron nos USA:

The flight manual contained a warning note to the effect that
a single-engine go-around from a landing approach might not be possible
did not contain a similar warning note that level flight might not be
for certain combinations of gross weight and density altitude, but it
possible in the takeoff conitguration with one engine inoperative and
its propeller windmilling. Civil Air Regulations ( C A R ) Part 3 did not
require any of this information.

 

Edited by Mister.Eslátes
Link to post
Share on other sites
1 hour ago, Brunoo said:

o baron conseguiria se manter com apenas 1 motor só..correto ?

Em alguns manuais de bimotores leves  está escrito:

"Certas combinações de peso do avião, configuração, condições atmosféricas e velocidade, poderão acarretar uma razão de subida negativa."

Quanto a arremeter mono, há no manual a recomendação de evitar sempre que possível.

Link to post
Share on other sites

Já não me lembro mais qual é o FAR (acho que é 23 ou 25) e como é ipsis litteris a regulamentação, mas bimotores leves não necessariamente devem manter uma razão de subida positiva numa condição monomotor. Sem olhar nenhuma tabela de nenhum avião, sou capaz de arriscar que na maioria deles e na maioria das condições, pouquíssimos irão conseguir subir. A regulamentação para certificação é diferente da de um jato comercial. Neste caso especifico, a noite e sozinho, pode até ser factível estar numa dessas raras condições. De qualquer maneira, acho que é para se ter em mente que perder um motor num bimotor leve é bastante melhor que perder o único motor num monomotor, mas não é a salvação. Você só terá a oportunidade de escolher aonde irá pousar o quanto antes, seja numa pista ou seja fora.

Link to post
Share on other sites

Sem falar que voar mono é uma coisa, arremeter envolve muita potência e torque, velocidade baixa e, portanto, maior dificuldade para manter o controle da aeronave. 

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade