Jump to content
Sign in to follow this  
Woody

LATAM Brasil adere ao Chapter 11

Recommended Posts

Empresa informou ao sindicato que amanhã vai iniciar uma nova conversa de proposta para garantia dos empregos.

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Just now, Ashabty said:

Empresa informou ao sindicato que amanhã vai iniciar uma nova conversa de proposta para garantia dos empregos.

 

 

E lá vamos nós de novo. 
 

Se houver mesmo disposição em negociar, o que tenho duvidado, devem ter percebido que se não desvincular mudança permanente do temporário não passa nada. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
43 minutes ago, A350XWB said:

E lá vamos nós de novo. 
 

Se houver mesmo disposição em negociar, o que tenho duvidado, devem ter percebido que se não desvincular mudança permanente do temporário não passa nada. 

A prova CABAL de que a proposta era indecente, 90% do grupo de todas as funções rejeitaram. INCLUSIVE aqueles que podem perder o emprego. 

  • Like 5
  • Thanks 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Share this post


Link to post
Share on other sites

Pra surpresa de ninguém a proposta de permitir ao SNA negociar uma redução salarial pra 2022 da Latam foi negada.

https://www.aeronautas.org.br/manchete/9791-tripulantes-da-latam-negam-autorização-para-negociação-de-mudanças-permanentes.html

Comissários: 79% de votos contra
Copilotos: 71% de votos contra 
Comandantes: 74% de votos contra

Segundo a empresa, agora negada a proposta, as demissões via CCT devem começar. 
 

Vamos ver no que vai dar, as vezes tenho a sensação de que se quisesse demitir já o tinha feito sem essa ladainha toda. Enfim. A ver. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

 

1 hour ago, A350XWB said:

Pra surpresa de ninguém a proposta de permitir ao SNA negociar uma redução salarial pra 2022 da Latam foi negada.

https://www.aeronautas.org.br/manchete/9791-tripulantes-da-latam-negam-autorização-para-negociação-de-mudanças-permanentes.html

Comissários: 79% de votos contra
Copilotos: 71% de votos contra 
Comandantes: 74% de votos contra

Segundo a empresa, agora negada a proposta, as demissões via CCT devem começar. 

Pois é, mas em relação a primeira ela votação, teve uma queda razoável.

Pode ser que a estratégia, se houver, está dando certo: vencer pelo cansaço e pelo tempo.

On 27/07/2020 at 17:44, Ashabty said:

Tripulantes da Latam reprovam propostas da empresa para novos ACTs

Em votação realizada on-line entre os dias 23 e 27 de julho, os tripulantes associados da Latam Airlines Brasil rejeitaram as propostas de novos Acordos Coletivos de Trabalho apresentadas pela empresa.

- Comissários: 88,6% de votos a contra e 11,4% de votos a favor;
- Copilotos: 88,9% de votos contra e 11,1% de votos a favor;
- Comandantes: 89,3% de votos contra e 10,7% de votos a favor.

Share this post


Link to post
Share on other sites
9 minutes ago, A345_Leadership said:

 

Pois é, mas em relação a primeira ela votação, teve uma queda razoável.

Pode ser que a estratégia, se houver, está dando certo: vencer pelo cansaço e pelo tempo.

Acho que o não foi amplo e taxativo a vincular uma redução permanente a provisória mas parte maior  do grupo achou que valia a pena tentar negociar uma redução salarial menos absurda que a outra sugerida pra tentar preservar os empregos. Mas a maioria achou que não. 
 

Agora é aguardar os próximos capítulos. Já falaram que teve e-mail aterrorizante agora a tarde mas não sei detalhes, enfim.
 

É a gestão de RH padrão DOI-CODI. Há quem ache genial. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 hours ago, A350XWB said:

Vamos ver no que vai dar, as vezes tenho a sensação de que se quisesse demitir já o tinha feito sem essa ladainha toda. Enfim. A ver. 

Aberto processo de PDV para adesão até 04/08

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)

O e-mail foi uma p*ica do tamanho de um cometa (sem trocadilhos com o nome do comandante que assina). 

Em suma, diz no e-mail que tentaram aprovar os ACTs (que não seriam aprovados nem se o grupo todo tivesse um fuzil apontado para a cabeça) e, diante da recusa mais do que óbvia de um grupo maduro o suficiente para entender e não querer jogar o jogo imundo da empresa, a companhia empurrando a culpa pelas demissões que possivelmente virão para o colo dos funcionários que ficam. 

Mais ou menos assim: "lavamos as nossas mãos, a gente quis fazer alguma coisa boa mas vocês foram egoístas e viraram as costas para nós". 

É de dar nojo. 

Edited by B737-8HX
Erros gramaticais.
  • Like 13
  • Thanks 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 minutes ago, B737-8HX said:

O e-mail foi uma p*ica do tamanho de um cometa (sem trocadilhos com o nome do comandante que assina). 

Em suma, diz no e-mail que tentaram aprovar os ACTs (que não seriam aprovados nem se o grupo todo tivesse um fuzil apontado para a cabeça) e, diante da recusa mais do que óbvia de um grupo maduro o suficiente para entender e não querer jogar o jogo imundo da empresa, a companhia empurrando a culpa pelas demissões que possivelmente virão para o colo dos funcionários que ficam. 

Mais ou menos assim: "lavamos as nossas mãos, a gente quis fazer alguma coisa boa mas vocês foram egoístas e viraram as costas para nós". 

É de dar nojo. 

É um escárnio. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

#juntosestamostodosferrados

Vamos pagar o preço de uma gestão ABSOLUTAMENTE desumana. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

E já tá na mídia toda.

Falam em 2.700, 700 técnicos e 2.000 comerciais, que é fiel ao primeiro número que foi divulgado e não ao maior que ventilaram depois. 
 

https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/07/31/latam-demite-2700-pilotos-e-comissarios-corte-equivalente-a-38percent-do-total-de-tripulantes-diz-sindicato.ghtml
 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Just now, A350XWB said:

E já tá na mídia toda.

Falam em 2.700, 700 técnicos e 2.000 comerciais, que é fiel ao primeiro número que foi divulgado e não ao maior que ventilaram depois. 
 

https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/07/31/latam-demite-2700-pilotos-e-comissarios-corte-equivalente-a-38percent-do-total-de-tripulantes-diz-sindicato.ghtml
 

 

Administração ASQUEROSA, estão colocando na rua o grupo que no começo da pandemia ajudou a empresa entrando de licença, muita gente sem poder. Eu me considero um liberal, mas tudo tem limite, isso é uma aula de NÃO administração de recursos humanos. 

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites

Haja paciência pra seguir carreira na aviação nos tempos atuais. Não que antigamente fosse tão diferente assim... Mas ao menos se tu ficasse quieto no canto, eventualmente se aposentava na empresa que entrou.

Hoje é um 7x1 por dia.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 minutes ago, MarceloF said:

Haja paciência pra seguir carreira na aviação nos tempos atuais. Não que antigamente fosse tão diferente assim... Mas ao menos se tu ficasse quieto no canto, eventualmente se aposentava na empresa que entrou.

Hoje é um 7x1 por dia.

Aviação é uma montanha russa. Mas hoje é um dia que ficará na história, hoje a empresa fez que questão de jogar do alto todos aqueles que ajudaram a empurrar o carrinho para cima na hora que foi mais preciso. Vai conseguir um grupo cada vez menos engajado. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Hoje os donos pensam que funcionário é custo, não investimento. Joguem limpo, sejam transparentes, abram a real e peçam ideias e colaboração, podem surgir coisas muito boas e outras eles podem compreender e apoiar.

Agora, quando percebe que a empresa está sendo fdp, perdeu o primeiro aliado.

Aquela expressão "elevar o moral da tropa" resume isso.

  • Like 7

Share this post


Link to post
Share on other sites

Nunca mais terão os tripulantes ao seu lado. Chefia desacreditada... 

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
2 hours ago, A345_Leadership said:

Hoje os donos pensam que funcionário é custo, não investimento. Joguem limpo, sejam transparentes, abram a real e peçam ideias e colaboração, podem surgir coisas muito boas e outras eles podem compreender e apoiar.

Agora, quando percebe que a empresa está sendo fdp, perdeu o primeiro aliado.

Aquela expressão "elevar o moral da tropa" resume isso.

Voce descreveu exatamente o oposto da filosofia dos Cuetos e um tanto quanto oposta dos Amaros, a fusão LAN/TAM foi a união de dois mundos perversos.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
54 minutes ago, PT-KTR said:

Voce descreveu exatamente o oposto da filosofia dos Cuetos e um tanto quanto oposta dos Amaros, a fusão LAN/TAM foi a união de dois mundos perversos.

Com certeza foi. Mas o Rolim parece (eu não sei, não vivi aquela época) que conseguia criar uma certa cortina de fumaça com o carisma que ele tinha. Os Chilenos são claramente perversos. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Posted (edited)
15 hours ago, A345_Leadership said:

Hoje os donos pensam que funcionário é custo, não investimento. Joguem limpo, sejam transparentes, abram a real e peçam ideias e colaboração, podem surgir coisas muito boas e outras eles podem compreender e apoiar.

Agora, quando percebe que a empresa está sendo fdp, perdeu o primeiro aliado.

Aquela expressão "elevar o moral da tropa" resume isso.

345, permita-me algumas observações:

Dentro do natural estado de tensão e sentimentos de frustração generalizada, vale ter os pés no chão e notar que a filosofia ao lidar com o grupo de funcionários é basicamente a mesma em qualquer empresa aérea, o que muda é a aplicação de diversos níveis de 'perversidades'. Empresas supostamente 'bacaninhas' com o grupo, como a Virgin, está seguindo a mesma linha, ou o Sir Richard tem uma fórmula diferente para nos ensinar? Frases de efeitos ou 'lacração' são irrelevantes na atual conjuntura. Dependendo dos acordos com as entidades de representação dos trabalhadores, as chapuletadas são mais ou menos dolorosas, mas é raro quando (ainda) não houve algum tipo de penalização, na forma de redução salarial e/ou corte de pessoal. Em países sem representação sindical ou permissão à manifestação em grupo ou até mesmo individual, o corte somente respeitou aos interesses das empresas. Tempos cruéis, mas era previsível.

Um problema adicional é que o momento pegou muita empresa debilitada, que se 'arrastava' ou que estava com o caixa sem margem para contingências desse porte da pandemia. Se 'deixar quebrar' ainda não é uma opção, nada como tirar proveito da circunstância para uma faxina geral. E no Brasil não seria diferente, e inclusive estão usando recursos jamais vistos em outras ocasiões, mesmo de pré-falência.

Agora, tenho visto que muitos alegam que a confiança foi quebrada. Nope! A aviação vive de ciclos, um dia o mercado está favorável aos funcionários, noutro aos empregadores e temos o momento de estabilidade. E surgiu outra possibilidade: quando o contexto está ruim para os dois lados. Assim, então veremos um novo cenário, que tem um inevitável elemento chamado de 'salve-se quem puder'. Alguém imagina que torcer o nariz para companhia X ou Y fará parte de um checklist de pros and cons para aceitar uma oferta de trabalho, quando milhares de profissionais altamente qualificados estarão disponíveis no mercado? Não. 'Solidariedade' não é um argumento plausível quando muitos podem estar além do limite tolerável de sobrevivência própria. E quem reclamar, sai, porque há reposição em massa.

Ao ser formada essa 'bolha', ela somente será rompida quando o ciclo se alterar novamente, isto é, a necessidade (dos operadores) será maior que a disponibilidade (de mão de obra qualificada). Então, entraremos num novo processo, no qual quem oferecer mais leva. 

As pancadas têm sido definitivamente fortes. Muitos estão sentindo. Hoje, quem tem (emprego) não significa absolutamente nada, e quem está sem nada não pode pensar como 'era' o mercado pré-pandemia. 

 

 

 

Edited by Jet Age
  • Like 3
  • Confused 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
17 hours ago, NEsses said:

Nunca mais terão os tripulantes ao seu lado. Chefia desacreditada... 

Meu caro NEsses, nao entenda este comentário como uma critica a você, mas sim, a categoria:

Chefia desacreditada... 
 

Eu me pergunto: Se amanha tirarmos o Cometa, o grupo volta a acreditar na Latam Brasil?

Se tirarmos o Jerome, o grupo volta a acreditar na Latam Brasil?

Jerome e Harley sao ferramentas...  O problema é muito mais em cima...

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
14 minutes ago, B737-8EH said:

Meu caro NEsses, nao entenda este comentário como uma critica a você, mas sim, a categoria:

Chefia desacreditada... 
 

Eu me pergunto: Se amanha tirarmos o Cometa, o grupo volta a acreditar na Latam Brasil?

Se tirarmos o Jerome, o grupo volta a acreditar na Latam Brasil?

Jerome e Harley sao ferramentas...  O problema é muito mais em cima...

Acho que apesar do Geronimo e do Cometa tomarem pancada, o grupo tá consciente de que as ordens para as maldades vem do Chile. Tivemos boas amostras de quem eles são em 13/16/19/20 precisa mais? 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Jet Age muito sensato o seu comentário.

"'Solidariedade' não é um argumento plausível quando muitos podem estar além do limite tolerável de sobrevivência própria.", isso vale para todas as partes envolvidas.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
4 minutes ago, JEduardo said:

 

Correto, Eduardo.

Particularmente, ainda vejo muita passionalidade no relacionamento empregado x empregador. 'Acreditar, garantias, confiança...', ops!, por experiência própria, o contato deve ser puramente 'mercantil': eles pagam, nós trabalhamos. Nós trabalhamos e eles talvez nos paguem (sim, ainda tem esse fator condicional). Isso não significa que não deva existir um convívio amigável e cordial.

E sem medo de errar: baixando a poeira, quando um dia todo esse grupo de empresas que anda demitindo e/ou cortando salário começar a recrutar, choverá candidatos às vagas oferecidas. Veremos inclusive puxão de cabelo, rasteira e dedo no olho. E não adianta rotular com qualquer adjetivo depreciativo, porque é a mais pura lei do mercado de trabalho. Ocorreu no passado e não será num futuro com muito mais gente desempregada que a turma se portará de forma diferente.

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

É da natureza humana, a lei de mercado, onda há liberdade, jamais será revogada. Ainda assim esse episódio entrará para a história não só da aviação como da humanidade. Os aeronautas da latam deram uma lição de hombridade e coragem. Se nós não nos dermos valor, quem dará? Muitos vão perecer, mas são heróis que impediram uma organização aproveitadora e que já vendeu sua credibilidade há muito tempo, a triunfar da maneira mais desprezível possível. Que caia toda a diretoria, que feche se for o caso, mas em alguns anos ainda existiremos como profissionais, e mesmo a despeito de não gostar dos líderes sindicais, tenho que concordar que quando a latam for só mais uma página negra na nossa história ainda existirão pilotos e comissários de verdade. 

Meus parabéns ao grupo e meu repúdio à postura desses gestores de M. Quotes a história se encarregue de colocá-los na lata de ligou que eles merecem.

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade