Jump to content
Sign in to follow this  
TheJoker

Aeroporto de Goiânia recebe liberação da Receita Federal para operações internacionais

Recommended Posts

O Aeroporto de Goiânia/Santa Genoveva recebeu as liberações da Receita Federal para realizar operações internacionais de passageiros e cargas. Essa etapa do processo de internacionalização foi finalizada nesta sexta-feira (31/7), com a publicação dos Atos Declaratórios Executivos da Receita Federal no Diário Oficial da União. Agora, a Infraero irá submeter o processo à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), responsável por emitir a portaria que atualiza o cadastro do aeroporto e o libera para receber os voos.

Com os atos da Receita Federal, os terminais de passageiros e de logística de carga têm suas estruturas certificadas para receber as atividades de alfândega e controle aduaneiro em voos internacionais que cheguem ou partam de Goiânia, assim como mercadorias em trânsito rodoviário que precisem de despacho para importação e exportação.

Foram investidos pela Infraero R$ 185,5 mil nas adequações do Aeroporto Santa Genoveva para que o recebimento das aprovações de todos os órgãos relacionados ao atendimento de voos internacionais – Receita Federal, Polícia Federal, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Ministério da Agricultura. Para isso, foram adquiridos mais equipamentos de segurança como raios-x e detectores de metal, além de bancadas de atendimento e vistoria dos órgãos, sistema de vigilância e nova sinalização. Houve ainda a necessidade de adequação da sinalização do terminal e separação de fluxos, visto que os embarques e desembarques internacionais não podem se misturar com os domésticos.

sbgo_dentro_310720.jpg

O trabalho contou ainda com a parceria e o diálogo entre as autoridades locais. “Houve uma aproximação com o Governo do Estado e com a Prefeitura de Goiânia com o objetivo de tornar o Santa Genoveva internacional. Graças a essa construção coletiva, Goiânia finalmente conquistou essa condição tão desejada”, afirma o superintendente do aeroporto, Antônio Erivaldo Sales.

Busca por voos
Após a manifestação da Anac sobre a liberação dos voos internacionais, a Infraero seguirá atuando em conjunto com os poderes públicos locais e representantes da economia da região para buscar a retomada dos voos em Goiânia e a abertura de novas operações para o exterior. “A pandemia fez todo o setor aéreo rever seus planos, mas a Infraero está pronta para assegurar os cuidados que todos os públicos exigem do aeroporto, de maneira que a retomada das atividades seja segura e favoreça também, de forma gradativa, a busca por voos para o exterior, seja com as companhias que atuam hoje ou com novas empresas aéreas que queiram ter Goiânia como base”, avalia Antônio.

Logística aprimorada
O Aeroporto Santa Genoveva passa a contar com condições de se tornar um importante elo na cadeia logística que atende ao estado de Goiás, tanto nas atividades de importação e exportação pelo modal aéreo, quanto no modal rodoviário, disponibilizando recursos operacionais e facilidades para atendimento à logística de carga.

Para essa atividade, o Teca de Goiânia, que é operado pela concessionária PAC Log, conta com uma estrutura de 6,3 mil m² e que dispõe de equipamentos operacionais e estrutura de câmaras frias para recebimento, conservação e logística de cargas e insumos recebidos no aeroporto.

tps_sbgo_lado-ar2.jpg

“O Santa Genoveva está numa localização estratégica e interliga, por meio da BR-153, polos industriais como os de Anápolis e Aparecida de Goiânia, que terão no aeroporto um equipamento de infraestrutura capaz de contribuir para o desenvolvimento econômico do Estado e regiões vizinhas”, avalia Antônio Erivaldo.

 

http://www4.infraero.gov.br/imprensa/noticias/aeroporto-de-goiania-recebe-liberacao-da-receita-federal-para-operacoes-internacionais/

Share this post


Link to post
Share on other sites

Antes da pandemia, eu achava que GYN aguentaria uma Copa 2/3vps. GYN está distante cerca de 200 km de Brasília, fácil conexão p/ GRU, VCP, mas a região metropolitana tem algo como 2.5 milhões de habitantes - sem falar de Anápolis e todo interior do estado. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

spacer.png

Infraero

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se fosse pré-COVID teria os políticos mendigado um voo internacional em troca de ICMS.

Acho interessante o desenho de GYN, muito espaço para expansão, que seu potencial seja aproveitado na futura concessão.

Share this post


Link to post
Share on other sites
On 01/08/2020 at 11:40, naia said:

Antes da pandemia, eu achava que GYN aguentaria uma Copa 2/3vps. GYN está distante cerca de 200 km de Brasília, fácil conexão p/ GRU, VCP, mas a região metropolitana tem algo como 2.5 milhões de habitantes - sem falar de Anápolis e todo interior do estado. 

Teve uma época que houve dois diários BSB-PTY. Com certeza poderia ter sido 4x GYN-PTY.

Mas hoje em dia isso tá bem distante.

 

Mas há espaço pra Azul ou Gol fazerem 1 ou 2 semanais GYN-EZE.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
6 hours ago, Delmo said:

Teve uma época que houve dois diários BSB-PTY. Com certeza poderia ter sido 4x GYN-PTY.

Mas hoje em dia isso tá bem distante.

 

Mas há espaço pra Azul ou Gol fazerem 1 ou 2 semanais GYN-EZE.

E2 cai como luva na rota, mas imagino que a demanda p/ EUA pegando pouco de caribe e Europa seja bem maior.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Azul não tinha um plano de fazer GYN um hub alternativo a BSB, há uns 8 anos atrás?

Nos tempos do Cristo decolando, poderia ser interessante uma empresa que explorasse a geografia de GYN.

  • Haha 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
15 hours ago, A345_Leadership said:

Azul não tinha um plano de fazer GYN um hub alternativo a BSB, há uns 8 anos atrás?

Nos tempos do Cristo decolando, poderia ser interessante uma empresa que explorasse a geografia de GYN.

Bem lembrado, GYN era o que a Azul queria no Centro Oeste, mas CGB ganhou por capacidade de aeroporto (que GYN não tinha), pela pujança do agronegócio e pela maior proximidade das cidades de médio porte: ROO, JPR, OPS, SMT, AFL, BVH, OAL...

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade