Jump to content

Governo do Estado investe em aeroportos e aquece aviação regional na Bahia


teiacontabil
 Share

Recommended Posts

Sáb , 15/08/2020 às 06:00

Governo do Estado investe em aeroportos e aquece aviação regional na Bahia

Da Redação

 

 

Estudos de viabilidade para a implantação de um novo aeroporto em Porto Seguro estão em fase de finalização | Foto: Reprodução - Foto: Reprodução

Com uma série de obras na Bahia, o setor da aviação civil decola e leva desenvolvimento a diversas regiões do estado. Os municípios de Senhor do Bonfim e Bom Jesus da Lapa vão ganhar dois novos aeroportos. Os estudos de viabilidade para a implantação de um novo aeroporto em Porto Seguro estão em fase de finalização e, em Vitória da Conquista, o aeroporto Glauber Rocha aumentou a movimentação de passageiros em 37%, em um ano de funcionamento e mesmo com a pandemia.

O Aeroporto de Barreiras, no oeste do estado, também vai passar por uma reforma completa. Para a conservação dos aeródromos em toda a Bahia foi feito um investimento de aproximadamente R$ 25 milhões nos últimos cinco anos. Por exemplo, somente em 2020, os aeródromos de Remanso, Irecê, Xique-Xique, Gentio do Ouro, Barra, Piritiba, Prado e Sento Sé passaram por serviços de manutenção.

Segundo o secretário da Infraestrutura do Estado, Marcus Cavalcanti, as construções de novos aeroportos baianos devem aquecer a aviação regional no estado nos próximos anos. “Estamos com obras em Senhor do Bonfim e prestes a começar em Bom Jesus da Lapa. Sem falar na reforma do Aeroporto de Barreiras. São investimentos do Governo do Estado, através da Seinfra, que podem chegar a R$ 60 milhões”, ressalta.

Novo Aeródromo de Senhor do Bonfim

A construção do aeródromo de Senhor do Bonfim, na região do Piemonte Norte do Itapicuru, foi iniciada no mês de junho. A obra realizada pelo Governo da Bahia, através da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), está com 19% de execução e prevista para ser concluída em junho de 2021. O novo equipamento irá operar com aviação geral e receberá aeronaves como UTIs aéreas e de transporte de medicamentos e de valor. O investimento é de cerca de R$ 19,7 milhões. O novo aeródromo será o maior da região e o projeto o possibilita de se transformar em um aeroporto de aviação regular, se houver o crescimento da movimentação total de passageiros e o interesse das companhias áereas.

Bom Jesus da Lapa

A ordem de serviço para a construção do novo aeroporto de Bom Jesus da Lapa, na região do Velho Chico, está prevista para ser assinada ainda neste mês de agosto. O investimento é de aproximadamente R$ 20 milhões. O equipamento vai permitir a operação com as aeronaves com capacidade para até 72 passageiros, além do funcionamento com a aviação geral.

Novo Aeroporto Glauber Rocha

Há cerca de um ano, em julho de 2019, o Aeroporto Glauber Rocha era inaugurado em Vitória da Conquista e, junto com ele, uma nova era para todo o Sudoeste da Bahia. Turismo, negócios, acesso a outras regiões do País. A terceira maior cidade do estado ganhava então um aeroporto com equipamentos modernos, capaz de operar à noite ou em condições adversas de tempo. Outro título do Glauber Rocha: único grande aeroporto construído em toda a Bahia nos últimos 20 anos.

A movimentação total de passageiros no aeroporto Glauber Rocha aumentou em cerca de 37% em comparação aos dois últimos anos. O antigo aeroporto Pedro Otacílio havia recebido 223.074 pessoas no período de julho de 2018 até julho de 2019. O novo aeroporto de Vitória da Conquista registrou 306.624 passageiros embarcando ou desembarcado entre julho de 2019 e julho de 2020. Esse crescimento ocorre mesmo com a suspensão da operação com aviação regular entre os meses de março e julho deste ano por conta da pandemia do novo Coronavírus.

Aeroporto de Barreiras

O aeroporto de Barreiras, no oeste baiano, vai passar por reforma e ampliação. O aviso de licitação para a adequação dos projetos de infraestrutura do terminal de passageiros do equipamento aeroviário tem a previsão de ser publicado no Diário Oficial do Estado até o final do mês de agosto. O investimento será de R$ 45 milhões do Governo Federal e R$ 19,2 milhões de contrapartida do Estado da Bahia.

As obras realizadas serão da ampliação da área de movimentação de aeronaves e a construção do novo terminal de passageiros. O aeroporto é considerado o mais importante do extremo oeste baiano e atende municípios como Luís Eduardo Magalhães, São Desidério e Santa Rita de Cássia, além de Barreiras.

Porto Seguro

Os estudos de viabilidade para a implantação do novo aeroporto na região da Costa do Descobrimento, em Porto Seguro, estão em fase final de desenvolvimento pela Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra). A construção do novo equipamento tem como objetivo atender as demandas futuras da aviação regular no extremo sul baiano.

Guanambi

O aeroporto de Guanambi está apto para operações da aviação regular com até 72 passageiros. O equipamento recebeu obras com investimento de aproximadamente R$ 8 milhões. Entre as obras realizadas estão a pavimentação da pista de pouso e decolagem, a recuperação do balizamento noturno e a implantação da área de giro das cabeceiras, que facilita a manobra para chegada e saída de aviões.

 

Fonte: http://atarde.uol.com.br/economia/noticias/2135895-governo-do-estado-investe-em-aeroportos-e-aquece-aviacao-regional-na-bahia

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

  • 11 months later...

Cabrália tem recuperação de 50 km da BA-001 e recebe equipamentos para hospital

O governador Rui Costa visitou o município de Santa Cruz Cabrália, na Costa do Descobrimento, nesta quinta-feira (22), onde entregou equipamentos para o Hospital Professor José Maria de Magalhães Neto, incluindo kit Sala de Estabilização, e o trecho de 50 quilômetros recuperados da BA-001, que liga Cabrália a Belmonte. O governador reafirmou a construção de um novo aeroporto com maior capacidade, com licitação prevista para este segundo semestre de 2021.

 “O aeroporto atual é um limitador muito grande para o desenvolvimento turístico desta região, não tem estrutura para aeronaves maiores, nem tem espaço para ser ampliado. Então no segundo semestre devemos licitar um novo aeroporto para a região, um investimento de aproximadamente R$ 1 bilhão, que deve ficar dentro dos limites do Município de Santa Cruz de Cabrália”, afirmou o governador.

Repórter: Raul Rodrigues

Fonte: http://www.bahia.ba.gov.br/2021/07/destaques/b1-destaque-sem-foto/cabralia-tem-recuperacao-de-50-km-da-ba-101-e-recebe-equipamentos-para-hospital/

Edited by teiacontabil
Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...

19/10/2021 12:10

Governo da Bahia é recebido por secretário de Estado Alemão e firma compromisso para futuros investimentos

O governador Rui Costa foi recebido pelo secretário de Estado do Ministério de Economia e Energia alemão, Thomas Bareis, para tratar de financiamentos a novos projetos de produção de energia limpa na Bahia. Durante o encontro, nesta segunda-feira (18), Rui apresentou o potencial eólico e solar baiano e os planos para o uso desse tipo de energia no suprimento de sistemas de irrigação da agricultura familiar, bem como a possibilidade do aproveitamento de biomassa gerada por esses produtores.
 
"Precisamos de canais de financiamento mais ágeis e acessíveis, e o governo alemão pode nos ajudar permitindo que os pequenos agricultores baianos tenham acesso a essa tecnologia", explicou o governador. Na reunião, também foram tratados possíveis financiamentos para instalação de usinas de hidrogênio verde que, de acordo com o secretário alemão, são prioridades dos europeus.
 
"Diante da importância que a Alemanha dá à energia renovável e às ótimas pré-condições baianas, são concretas as possibilidades de fazermos parcerias de financiamento a esses projetos. A Alemanha tem um grupo de trabalho governamental focado nesse tema e vamos levar essas propostas para construir uma cooperação muito estreita com a Bahia", afirmou Thomas.
 
A comitiva baiana também se reuniu com empresas que têm interesse em investir no novo aeroporto de Porto Seguro. Entre elas, o grupo Hirmer, que cuida do aeroporto de Munique, reafirmou o desejo de participar da licitação e inclusive já está desenvolvendo um projeto para isso. "Será um importante aeroporto que vai intensificar o turismo do extremo sul da Bahia. No início do ano que vem, faremos o leilão e licitaremos este grande investimento para o estado", disse Rui.
 
Pela manhã, o governador se reuniu com executivos da Siemens Energy, líder do mercado de pesquisa, produção e transmissão de energias renováveis, que já investe na Bahia por meio da Siemens Gamesa. A empresa apresentou projetos de novos tipos de energia, como o hidrogênio verde, e pretende estreitar laços com o estado, que tem capacidade para receber projetos desse novo combustível.
 
A comitiva ainda foi recebida pelo embaixador do Brasil na Alemanha, Roberto Jaguaribe, que se comprometeu a ajudar a Bahia na consolidação desses investimentos.
 

Fonte: Daniel Senna

Disponível em: http://www.infraestrutura.ba.gov.br/2021/10/11861/Governo-da-Bahia-e-recebido-por-secretario-de-Estado-Alemao-e-firma-compromisso-para-futuros-investimentos.html

Link to comment
Share on other sites

O aeroporto de Feira de Santana que precisava de investimentos para se tornar atrativo para empresas como a Gol ou Itapemirim, haja visto o potencial do mercado desse destino.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

9 hours ago, qwert said:

O aeroporto de Feira de Santana que precisava de investimentos para se tornar atrativo para empresas como a Gol ou Itapemirim, haja visto o potencial do mercado desse destino.

A Gol mencionou há algum tempo o interesse em voar para FEC, mas apontou a necessidade de pista de 2.000m, PCN 38 e IFR. Hoje a pista tem 1.500m, PCN 30 e é VFR. Eu até perguntei ontem em outro post sobre o investimento necessário para convertê-lo em IFR, pois não achei estimativas de quanto isto custa.

O aeroporto foi concedido em 2013 e quem ganhou foi um consórcio UTC/Sinart. A UTC ficou sem caixa e transferiu a concessão, que atualmente está com um empresário local, sem qualquer experiência na área.

Em compensação, o Governo do Estado, até agora não cumpriu a parte dele no contrato, sem concluir a desapropriação e o cercamento do terreno para ampliar. De um mês para cá tem tido muita discussão na imprensa local para que isto ocorra, vamos ver os desdobramentos. Deve ter até audiência na Câmara Municipal daqui a 2 semanas para discutir o assunto.

Link to comment
Share on other sites

Não fazem essas melhorias em FEC porque as operações lá não vingam.

Se a Gol mesmo descesse desse salto alto e colocasse uma rota triangular tipo BSB-FEC-PNZ-BSB, estaria se beneficiando desse mercado e tornando mais provável a realização de melhorias lá.

Link to comment
Share on other sites

7 hours ago, qwert said:

Não fazem essas melhorias em FEC porque as operações lá não vingam.

Se a Gol mesmo descesse desse salto alto e colocasse uma rota triangular tipo BSB-FEC-PNZ-BSB, estaria se beneficiando desse mercado e tornando mais provável a realização de melhorias lá.

FEC não precisa de um triangular, mas de estrutura que comporte operações para hubs de forma direta. A Gol mencionou GRU-FEC e BSB-FEC quando falou da intenção de operar na cidade. A Azul divulgou em 2013 que FEC tem capacidade para 2 diários VCP-FEC-REC. Mas sem IFR e com o acanhamento da estrutura atual, isso não vai acontecer.

Aí está parecendo a estória de quem vem primeiro, o ovo ou a galinha: ofereço infraestutura para ser atrativo ou espero o interesse para criar a infraestrutura. Eu acredito no primeiro modelo. Primeiro se dota do mínimo, depois negocia com os interessados.

Link to comment
Share on other sites

16 hours ago, teiacontabil said:

FEC não precisa de um triangular, mas de estrutura que comporte operações para hubs de forma direta. A Gol mencionou GRU-FEC e BSB-FEC quando falou da intenção de operar na cidade. A Azul divulgou em 2013 que FEC tem capacidade para 2 diários VCP-FEC-REC. Mas sem IFR e com o acanhamento da estrutura atual, isso não vai acontecer.

Aí está parecendo a estória de quem vem primeiro, o ovo ou a galinha: ofereço infraestutura para ser atrativo ou espero o interesse para criar a infraestrutura. Eu acredito no primeiro modelo. Primeiro se dota do mínimo, depois negocia com os interessados.

FEC não teria maior demanda para CNF, conectando para SDU e CGH por ex? Ou será que a ligação empresarial é forte com outros lugares do NE conectando via REC?

De qualquer forma, é uma cidade com mais de 600 mil habitantes que influencia uma área enorme com mais 1.5 mi de pessoas.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

5 hours ago, naia said:

FEC não teria maior demanda para CNF, conectando para SDU e CGH por ex? Ou será que a ligação empresarial é forte com outros lugares do NE conectando via REC?

De qualquer forma, é uma cidade com mais de 600 mil habitantes que influencia uma área enorme com mais 1.5 mi de pessoas.

A maior demanda, sem dúvida, é para SP. Segundo dados da matriz origem x destino do Plano Aeroviário Nacional (2018), considerando Feira de Santana e mais 9 Unidades Territoriais de Planejamento (UTPs) que estão em sua área de influência e tiveram mais passageiros por via aérea, foram movimentados pouco mais de 171 mil paxs somente para a Grande SP + Campinas + Barueri. Se ampliarmos para 26 UTPs com movimento individual um pouco menor e com as mesmas características de influência, este número chega a 240 mil paxs/ano. Somente isto já seria movimento para mais de 1 voo diário. Me arrisco a dizer que SP é, de longe, a principal ligação empresarial de Feira de Santana.

A ligação com CNF é interessante para diminuir o tempo de conexão para destinos como Brasília e Rio, além de facilitar a escolha do aeroporto de destino em SP. Em compensação, torna a viagem mais longa e pode ter menos atratividade para destinos como os do Sul, para os quais BH não tem oferta significativa de voos, o que demandaria uma segunda conexão em SP. Já usei várias vezes SP-FEC com conexão em CNF e sempre gostei.

Quanto a REC, seria uma rota para suprir as idas rumo ao Norte e Nordeste, pois tem um desvio significativo para conexão rumo ao Sudeste. Os voos REC-SP costumam usar a aerovia que sobrevoa Feira... rsrs. Isto tornaria a viagem umas 2,5 a 3 horas mais longa. Por isso uma conexão via REC não seria tão atrativa para este fim.

Em relação à população influenciada, na prática, é maior do que isto. O próximo aeroporto com voos regulares diários rumo ao Norte é Petrolina, a 400km de FEC. PAV é ainda mais longe. A região de Irecê, a quase 500km, não tem nenhum aeroporto disponível e hoje usam SSA. Para este público, FEC é mais perto e tende a atrair mais, até para criar uma demanda aérea que hoje é atendida por ônibus porque estas pessoas não querem se deslocar até SSA por causa do custo, mas se deslocam para Feira por razões comerciais cotidianas.

Individualmente, os 6 destinos mais movimentados a partir da região de Feira, segundo o PAN, são: São Paulo, Rio, Brasília, Recife, Campinas e Belo Horizonte, nesta ordem.

Link to comment
Share on other sites

  • 5 weeks later...
22 minutes ago, A345_Leadership said:

Há viabilidade econômica para um aeroporto próximo de BPS? Tenho minhas dúvidas.

É substituição ao atual. Li há um tempo que quem ganhar a licitação vai administrar BPS e construir o outro. O governador declarou que a gestora do Aeroporto de Munique está interessada.

Edited by teiacontabil
  • Thanks 1
Link to comment
Share on other sites

1 hour ago, teiacontabil said:

É substituição ao atual. Li há um tempo que quem ganhar a licitação vai administrar BPS e construir o outro. O governador declarou que a gestora do Aeroporto de Munique está interessada.

Pensei em algo assim. Se for, será interessante. Pode usar até o BPS atual para empreendimento imobiliário quando o novo estiver pronto, ajudando a minimizar os custos de construção.

Link to comment
Share on other sites

01/12/2021 11:12

Aberta consulta pública para concessão e construção do novo Aeroporto Internacional da Costa do Descobrimento

A partir de 6 de dezembro, a Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra) vai receber contribuições e informações para subsidiar a elaboração do edital e minuta do contrato de concessão do Aeroporto Internacional da Costa do Descobrimento, no Extremo Sul do Estado. Pessoas físicas e jurídicas interessadas poderão participar da consulta pública, através do site da Seinfra: www.infraestrutura.ba.gov.br. A documentação ficará disponível até às 18 horas do dia 14 de janeiro de 2022, conforme aviso publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (01).
 
As contribuições à consulta pública deverão ser apresentadas à Seinfra por escrito, pelo e-mail: aeroportocostadodescobrimento@infra.ba.gov.br ou protocoladas na sede do orgão, localizada na 4ª Avenida, 440 - Centro Administrativo da Bahia, CEP 41.745-000, Salvador-Bahia, conforme indicado no edital da consulta. Encerrado o processo, as manifestações recebidas serão registradas e consolidadas em relatório, que será disponibilizado no site da Secretaria.
 
A obra do novo aeroporto internacional prevê a construção, operação, manutenção, administração e exploração comercial do equipamento, no município de Santa Cruz Cabrália, bem como execução do sistema viário de acesso. Além disso, contemplará também as obras de adequação e da operação, manutenção, administração e exploração temporária do atual aeroporto de Porto Seguro. Posteriormente, será realizado o processo licitatório.
 
O novo aeroporto vai possibilitar a ampliação de voos na malha baiana, além de conectar a região com a Europa e Estados Unidos, por exemplo. "Hoje, Porto Seguro é um dos aeroportos regionais mais movimentados do Brasil, chegando a ocupar a terceira posição em movimentação no Nordeste. Mas, com o crescimento da malha urbana no entorno do atual terminal, não é possível ampliar a estrutura nem receber voos de outros continentes, além dos internacionais provenientes da América do Sul", ressalta o secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti. Além do turismo, o novo equipamento também será importante para a movimentação de cargas. Será feito transporte aéreo de mercadorias, a exemplo de pescados e frutas da região.
 
Serviço:
 
O que: Abertura da Consulta Pública para concessão do Aeroporto Internacional da Costa do Descobrimento
Quando: De 6 de dezembro de 2021 até 14 de janeiro de 2022
Onde: Virtual por meio do endereço aeroportocostadodescobrimento@infra.ba.gov.br
Ou presencial na sede do orgão, localizada na 4ª Avenida, 440 - Centro Administrativo da Bahia, CEP 41.745-000, Salvador-Bahia.
Outras informações: www.infraestrutura.ba.gov.br
 

Fonte: Ascom / Seinfra

spacer.png

Fonte: http://www.infraestrutura.ba.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=11919

  • Like 3
Link to comment
Share on other sites

Projeto da Fase I do Novo Aeroporto da Costa do Descobrimento

spacer.png

Fonte: documentos da consulta pública/Seinfra/BA.


Fases I e II: pista de 2.400x45m.
Fase III: pista de 3.000x45m.
Aeronave crítica: Categoria E (B744).

Documentos completos em: http://www.infraestrutura.ba.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=54

Edited by teiacontabil
  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

18 minutes ago, Leirbag said:

Por que não fazem o aeroporto de cara com 3000m de pista?

 

Por que não deixar definitivamente com 2400 metros?

Tem necessidade uma pista maior do que isso, ainda mais estando no nível do mar?

Link to comment
Share on other sites

5 minutes ago, Leandrinho said:

Por que não deixar definitivamente com 2400 metros?

Tem necessidade uma pista maior do que isso, ainda mais estando no nível do mar?

Se o aeroporto quiser receber voos charter do exterior vai ficar limitado para decolagem.

Link to comment
Share on other sites

2 hours ago, Leirbag said:

Se o aeroporto quiser receber voos charter do exterior vai ficar limitado para decolagem.

Mas charter não leva só pax e suas bagagens?

Se fosse regular até teria restrição de payload.

  • Confused 2
Link to comment
Share on other sites

Postado pelo CARIOCAemSSA no SSC:

Projeto de referência, Fase 1:

KgxbSWTh.png


Projeto de referência, Fase 2:
drLlXBZh.png


Projeto de referência, Fase 3:
yFRY3f6h.png

 

Fase 1: ~30 mil m2 de área construída e 06 pontes de embarque;
Fase 2: ~10 mil m2 de área construída e 02 pontes de embarque;
Fase 3: ~8 mil m2 de área construída e 02 pontes de embarque.

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade