Jump to content

Azul recebe proposta de financiamento do BNDES


MRN

Recommended Posts

Azul recebe proposta de financiamento do BNDES

São Paulo, 13 de setembro de 2020 – A Azul S.A. (“Azul” ou “Companhia”) (B3: AZUL4, NYSE: AZUL) anuncia que recebeu da BNDES Participações S.A. (“BNDESPAR) e um sindicato de bancos ("Bancos") uma proposta (“Proposta”), sujeita a aprovações finais, de apoio financeiro no âmbito do Programa Emergencial de Apoio aos Setores atingidos pelos efeitos da crise decorrente da pandemia do COVID-19. A Proposta encaminhada prevê uma oferta pública de um instrumento financeiro híbrido com objetivo de captar no mínimo R$ 2 bilhões, que consiste numa combinação de: (i) debêntures simples e (ii) bônus de subscrição, cujos valores serão determinados através do processo de bookbuilding da oferta. Prevê também que a BNDESPAR seja o investidor âncora podendo subscrever até 60% da oferta enquanto os Bancos prestarão garantia firme de até 10% da mesma. O valor remanescente deverá ser captado junto a outros investidores através da oferta pública. Estimamos que a emissão do bônus de subscrição resultará em uma potencial diluição de aproximadamente 15% baseado no preço de fechamento da ação da Azul na última sexta-feira. Levando em consideração a retomada da demanda por voos e a posição de caixa da Companhia, ambas mais favoráveis do que inicialmente estimado, o Conselho de Administração da Companhia analisará a proposta da BNDESPAR juntamente com outras alternativas de financiamento disponíveis. Manteremos o mercado informado sobre evoluções relevantes sobre o assunto.

https://api.mziq.com/mzfilemanager/v2/d/ed78542a-4e01-429a-8926-03d69ccfa307/078c2e52-2631-9651-1af6-9a1242c89d56?origin=1

Link to comment
Share on other sites

1 hour ago, TheJoker said:

Azul recebe proposta de financiamento do BNDES

São Paulo, 13 de setembro de 2020 – A Azul S.A. (“Azul” ou “Companhia”) (B3: AZUL4, NYSE: AZUL) anuncia que recebeu da BNDES Participações S.A. (“BNDESPAR) e um sindicato de bancos ("Bancos") uma proposta (“Proposta”), sujeita a aprovações finais, de apoio financeiro no âmbito do Programa Emergencial de Apoio aos Setores atingidos pelos efeitos da crise decorrente da pandemia do COVID-19. A Proposta encaminhada prevê uma oferta pública de um instrumento financeiro híbrido com objetivo de captar no mínimo R$ 2 bilhões, que consiste numa combinação de: (i) debêntures simples e (ii) bônus de subscrição, cujos valores serão determinados através do processo de bookbuilding da oferta. Prevê também que a BNDESPAR seja o investidor âncora podendo subscrever até 60% da oferta enquanto os Bancos prestarão garantia firme de até 10% da mesma. O valor remanescente deverá ser captado junto a outros investidores através da oferta pública. Estimamos que a emissão do bônus de subscrição resultará em uma potencial diluição de aproximadamente 15% baseado no preço de fechamento da ação da Azul na última sexta-feira. Levando em consideração a retomada da demanda por voos e a posição de caixa da Companhia, ambas mais favoráveis do que inicialmente estimado, o Conselho de Administração da Companhia analisará a proposta da BNDESPAR juntamente com outras alternativas de financiamento disponíveis. Manteremos o mercado informado sobre evoluções relevantes sobre o assunto.

https://api.mziq.com/mzfilemanager/v2/d/ed78542a-4e01-429a-8926-03d69ccfa307/078c2e52-2631-9651-1af6-9a1242c89d56?origin=1

Ótima notícia, será que a Azul ainda quer? 
 O próprio presidente da Azul falou que não era um socorro e sim um assalto esse financiamento.

Afinal, com a moratória a Azul resolveu seu problema de caixa e pode seguir , sem a „ajuda“ do BNDES 

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade