Jump to content

Itapemirim Linhas Aéreas - Atualizações


Recommended Posts

Semelhante ao esquema PaGOL ( só era contratado quem pagasse "um curso" dos moços de Itápolis).

Porém, em menor escala.

 

Aviação só tem facínoras.

Edited by Mister.Eslátes
  • Like 1
Link to post
Share on other sites

  • Replies 502
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

PR-PJN na Azul: genial! maravilhoso! tem que ter o nome do Janot mesmo!  “Daniela Mercury é Azul”, na própria: “homenagem à diversidade! genial!”  PR-XMA da Gol, em alusão ao MAX: nobody car

Uma pergunta: quando a Gol começou em 2001, ou até mesmo quando a Azul deu os pontapés iniciais em 2008 já com a internet muito mais abrangente do que no começo do século, precisaram divulgar até a ma

Caraca... a empresa nem começou a voar, se é que vai, e já tem defensor de CNPJ aqui kkkkkkk

13 minutes ago, Mister.Eslátes said:

Semelhante ao esquema PaGOL ( só era contratado quem pagasse "um curso" dos moços de Itápolis).

Porém, em menor escala.

 

Aviação só tem facínoras.

Mas lá tinha avião, tinha empresa... tinha coisa física. E na Itapemirim? Fazer site e pintar maquetes,  qq adolescente sabe fazer.

Link to post
Share on other sites

A despeito das tentativas anteriores de ingressar de vez na aviação, dessa vez a Itapemirim conseguiu demonstrar não somente alguma solidez no projeto como também na própria equipe montada. Pelo nível dos profissionais que compõem o quadro responsável por moldar a aérea, dou o meu braço a torcer e avalizo um voto pessoal de confiança no projeto. Não acredito que os profissionais que lá estão, alguns deles amigos pessoais, colocariam as suas carreiras e seus nomes em jogo em um projeto sem o mínimo de viabilidade e, sobretudo, condições de dar certo. 

No entanto, com todo o respeito, o que temos visto aqui no CR são opiniões e achismos baseados senão no ódio, no mínimo mau-caratismo. Se em nenhum momento a empresa disse explicitamente que cobraria por algum processo seletivo e/ou confirmou algo sobre salários publicamente, tendo as duas hipóteses sido desmentidas oficialmente pelo próprio CEO ontem, não há razão nenhuma que justifique tamanha torcida contra e tamanha nojeira explícita nos comentários de vários usuários. 

Muito se comenta no fórum acerca da necessidade da aviação brasileira contar com novos players, a fim de fomentar uma concorrência capaz de ampliar os servidos e ajudar no próprio desenvolvimento do país, tornando os serviços mais acessíveis e democráticos. Quando esse possível novo player surge — dando TOTAIS indícios de ter alguma base e uma possibilidade muitíssimo real de decolar —, vemos torcidas veladas contra o projeto. 

Devo confessar que eu mesmo torci demais o nariz quando os primeiros rumores acerca da (hoje) ITA surgiram na mídia, mas à medida em que os detalhes passaram a ser revelados sem exageros e com os pés no chão, pelo próprio CEO e alguns integrantes do corpo inicial da companhia, precisei ser forçado a mudar de opinião. 

Enquanto muito se fala acerca dos novos players, convido-os a uma análise: um deles possui um CEO que mal fala português, claramente desconhecedor do setor e com um projeto até agora sem nenhum fundamento apresentado ao público, inclusive com deficiências graves de apresentação ao público e à sociedade em mídias sociais — montagens feitas no paint, erros grotescos de português, grupo financeiro que sequer possui site e empresas investidoras aparentemente inexistentes. Enquanto isso, o outro grupo econômico possui justamente o contrário: corpo diretivo e técnico de altíssimo nível, apresentações à imprensa minimamente condizentes com a realidade e alguma seriedade nas apresentações até agora feitas. 

Em quem devemos confiar?

Em tempo: esse furdúncio todo criado ao redor da ITA nos últimos dias surgiu a partir da boataria de grupos de WhatsApp e das informações baseadas nas print screens — ambos divulgados na calada da noite sem o menor critério e com um nível tão baixo, por um portal dito “especializado em aviação”, utilizando o mesmo “modus operandi” dos portais mais medíocres e desprezíveis da internet. 

  • Like 13
  • Thanks 2
  • Confused 1
Link to post
Share on other sites
49 minutes ago, Roadster said:

Mas lá tinha avião, tinha empresa... tinha coisa física. E na Itapemirim? Fazer site e pintar maquetes,  qq adolescente sabe fazer.

Sim, concordo.

 

Mas o fato, é que se quiserem cobrar, vão cobrar.

 

E companhia aérea alguma se faz sem uma equipe jurídica parruda, certamente irão encontrar brechas para 'viabilizar' uma eventual cobrança.

 

 

  • Haha 1
Link to post
Share on other sites
1 hour ago, B737-8HX said:

A despeito das tentativas anteriores de ingressar de vez na aviação, dessa vez a Itapemirim conseguiu demonstrar não somente alguma solidez no projeto como também na própria equipe montada. Pelo nível dos profissionais que compõem o quadro responsável por moldar a aérea, dou o meu braço a torcer e avalizo um voto pessoal de confiança no projeto. Não acredito que os profissionais que lá estão, alguns deles amigos pessoais, colocariam as suas carreiras e seus nomes em jogo em um projeto sem o mínimo de viabilidade e, sobretudo, condições de dar certo. 

No entanto, com todo o respeito, o que temos visto aqui no CR são opiniões e achismos baseados senão no ódio, no mínimo mau-caratismo. Se em nenhum momento a empresa disse explicitamente que cobraria por algum processo seletivo e/ou confirmou algo sobre salários publicamente, tendo as duas hipóteses sido desmentidas oficialmente pelo próprio CEO ontem, não há razão nenhuma que justifique tamanha torcida contra e tamanha nojeira explícita nos comentários de vários usuários. 

Muito se comenta no fórum acerca da necessidade da aviação brasileira contar com novos players, a fim de fomentar uma concorrência capaz de ampliar os servidos e ajudar no próprio desenvolvimento do país, tornando os serviços mais acessíveis e democráticos. Quando esse possível novo player surge — dando TOTAIS indícios de ter alguma base e uma possibilidade muitíssimo real de decolar —, vemos torcidas veladas contra o projeto. 

Devo confessar que eu mesmo torci demais o nariz quando os primeiros rumores acerca da (hoje) ITA surgiram na mídia, mas à medida em que os detalhes passaram a ser revelados sem exageros e com os pés no chão, pelo próprio CEO e alguns integrantes do corpo inicial da companhia, precisei ser forçado a mudar de opinião. 

Enquanto muito se fala acerca dos novos players, convido-os a uma análise: um deles possui um CEO que mal fala português, claramente desconhecedor do setor e com um projeto até agora sem nenhum fundamento apresentado ao público, inclusive com deficiências graves de apresentação ao público e à sociedade em mídias sociais — montagens feitas no paint, erros grotescos de português, grupo financeiro que sequer possui site e empresas investidoras aparentemente inexistentes. Enquanto isso, o outro grupo econômico possui justamente o contrário: corpo diretivo e técnico de altíssimo nível, apresentações à imprensa minimamente condizentes com a realidade e alguma seriedade nas apresentações até agora feitas. 

Em quem devemos confiar?

Em tempo: esse furdúncio todo criado ao redor da ITA nos últimos dias surgiu a partir da boataria de grupos de WhatsApp e das informações baseadas nas print screens — ambos divulgados na calada da noite sem o menor critério e com um nível tão baixo, por um portal dito “especializado em aviação”, utilizando o mesmo “modus operandi” dos portais mais medíocres e desprezíveis da internet. 

Quem é o investidor da ITA? Só não vale falar simplesmente que são os árabes. 

  • Like 1
  • Haha 2
Link to post
Share on other sites

@B737-8HX Acredito que a ITA merece sim o voto de confiança, mas também acredito que rolou uma tentativa de vai que cola com o lance da entrevista. Aguardemos as próximas, mas realmente não dá pra comparar o Senna com o MauMau da Nella! Sigo não acreditando nela! 

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
5 hours ago, giuli said:

Quem é o investidor da ITA? Só não vale falar simplesmente que são os árabes. 

Se a empresa é de capital fechado e não faz parte dos planos da empresa divulgar quem está por trás da bufunfa, a mim não interessa saber a origem e a procedência dos investimentos. 

Coisa que, a título de comparação com o outro player que diz estar surgindo, muda de figura quando uma pessoa diz explicitamente ao público, à imprensa e à sociedade que existe um “forte e sólido grupo econômico” de sua propriedade investindo um dinheiro altíssimo oriundo de empresas de tecnologia e transportes e, ao pesquisar mais a fundo sobre o tal conglomerado, não se encontra praticamente nada ou nenhum produto/serviço que seja fornecido por eles. Não há sequer uma referência de parceiros e/ou prestadores de serviços sobre os tais produtos. 

Já chegaram a reclamar aqui no CR que a ITA não divulgou business plan, não divulgou informações sobre as intenções de negócio e demais informações... Me soa tão óbvio entender as razões pelas quais isso não é público que não me resta outra opção a não ser achar que é birra ficar torcendo contra mesmo. 

  • Like 4
  • Thanks 1
  • Haha 1
Link to post
Share on other sites

Intenção de pegar aviões bem usadinhos, remunerar com o mínimo que a lei permite seus comandantes, copilotos e comissários, e colocando o Jurídico para trabalhar quando os acusarem de práticas pouco ortodóxas!

 

Já vimos isto algumas vezes, não?

Edited by Mister.Eslátes
  • Thanks 2
  • Haha 2
  • Confused 1
Link to post
Share on other sites
37 minutes ago, Mister.Eslátes said:

Intenção de pegar aviões bem usadinhos, remunerar com o mínimo que a lei permite seus comandantes, copilotos e comissários, e colocando o Jurídico para trabalhar quando os acusarem de práticas pouco ortodóxas!

 

Já vimos isto algumas vezes, não?

Pagando em dia, será muito bom para centenas que estão na rua! Agora o negócio é pagar em dia! Tem empresa aí que oferece ótimos salários, acima até da Azul, mas não paga em dia!

E tratar com respeito, sem classificar como jabuticaba também está valendo! Sem os 30cm adicionais de wide.

@B737-8HX só leigo ou amador para querer business plan divulgado, ninguém expõe nada claramente, faz parte do jogo, mas tem os Paulinhos e Alices que gostam de sonhar, julgar.

Link to post
Share on other sites
1 hour ago, Mister.Eslátes said:

Intenção de pegar aviões bem usadinhos, remunerar com o mínimo que a lei permite seus comandantes, copilotos e comissários, e colocando o Jurídico para trabalhar quando os acusarem de práticas pouco ortodóxas!

 

Já vimos isto algumas vezes, não?

 

Pelo que foi explicado na live do TFF, os salários realmente não serão como os da Latam, por outro lado, não serão o mínimo que a lei permite; sendo que o próprio CEO avisou que não tem intenção de ser "escolinha". É necessário ter fatos antes de achismos. 

 

É aquele negócio, envia CV e vai pra lá quem quiser; hoje, infelizmente, é dia do caçador. Quem sabe um dia seja o da caça.

Link to post
Share on other sites
2 minutes ago, Mister.Eslátes said:

O que raios seria uma empresa "escolinha" ?

Aeroclube de jato. Pra muito pouco, pessoal pega a carteira e vai embora. 

Azul foi assim nos primeiros anos. 

Link to post
Share on other sites
1 hour ago, Mister.Eslátes said:

Intenção de pegar aviões bem usadinhos, remunerar com o mínimo que a lei permite seus comandantes, copilotos e comissários, e colocando o Jurídico para trabalhar quando os acusarem de práticas pouco ortodóxas!

 

Já vimos isto algumas vezes, não?

Exceto quanto à idade dos supostos aviões (coisa que, sinceramente, é uma tolice enorme ficar levando em consideração ainda mais se tratando do A320 que tem uma espera mínima de dois a três anos para quem quer recebê-lo novinho — e com leasing caro, por óbvio), qual a fonte das suas informações quanto ao salário a ser pago, já que você insiste tanto nesse ponto? 

Se a fonte for aquele zé biruta que disparou mensagem no zapzap dizendo que “a aviação no Oriente Médio acabou”, que a “aviação brasileira acabou” e que depois de uma vida inteira na área iria procurar outra coisa pra fazer e recomeçar a vida querendo ganhar mais do que como comandante de Airbus... Tá mal de fonte, hein? 

A propósito, o senhor tem batido na tecla salarial da ITA com frequência, mas e quanto à Latam buscar forçosamente práticas semelhantes à que o senhor condena várias vezes nesse tópico? A LATAM tem carta de alforria e é isenta de culpa? 

  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites
7 minutes ago, A350XWB said:

Aeroclube de jato. Pra muito pouco, pessoal pega a carteira e vai embora. 

Azul foi assim nos primeiros anos. 

Bom, um dos pré-requisitos a ITA já vai preencher, que são os salários baixos.

Mas pegar a carteira e ir embora o momento não permite, mas assim que o mercado oferecer condições, qual profissional qualificado que aceitaria ser sub-remunerado?

  • Haha 1
Link to post
Share on other sites
55 minutes ago, Mister.Eslátes said:

Bom, um dos pré-requisitos a ITA já vai preencher, que são os salários baixos.

Mas pegar a carteira e ir embora o momento não permite, mas assim que o mercado oferecer condições, qual profissional qualificado que aceitaria ser sub-remunerado?

Migles, o teu idolatrado CEO, Gerônimo Cadeado, MBA em Jabuticabas deu o start para o downsize de salários e assim será por muitos anos! Se não fosse o tão criticado SNA, a coisa estaria muito pior.

Chegaremos ao dia em que a Azul terá o melhor salário e o restante seguirá o preconizado na CCT, isso se, até onde me consta, uma empresa não criar um ACT com valores abaixo do sindicato.

Mas sinceramente, depois da Passaredo, mais vale ganhar pouco e receber em dia, do que ganhar "muito" e não ver a grana.

Link to post
Share on other sites
17 minutes ago, PT-KTR said:

Migles, o teu idolatrado CEO, Gerônimo Cadeado, MBA em Jabuticabas deu o start para o downsize de salários e assim será por muitos anos! Se não fosse o tão criticado SNA, a coisa estaria muito pior.

Chegaremos ao dia em que a Azul terá o melhor salário e o restante seguirá o preconizado na CCT, isso se, até onde me consta, uma empresa não criar um ACT com valores abaixo do sindicato.

Mas sinceramente, depois da Passaredo, mais vale ganhar pouco e receber em dia, do que ganhar "muito" e não ver a grana.

Discordo, 

quem deu o Start para baixos salários e condições de emprego que vemos hoje foi o gringo que acha que “brasileiro ser bobinho”....

tanto que a Latam quer pagar salário de Azul

Link to post
Share on other sites

Verdade seja dita que quando existe uma anomalia muito grande nos salários, o próprio CADE deveria dar uma olhada de perto no que está acontecendo.


 

1 hour ago, Mister.Eslátes said:

Bom, um dos pré-requisitos a ITA já vai preencher, que são os salários baixos.

Mas pegar a carteira e ir embora o momento não permite, mas assim que o mercado oferecer condições, qual profissional qualificado que aceitaria ser sub-remunerado?



Depende do que você chama/entende por "qualificado", e principalmente por "profissional".

Se tu acha que um cara com 10 mil horas de F100 ao B777 vai aceitar trabalhar por 1/3 do que ele já ganhou...acertou, vai mesmo! Porque não é tão simples esse processo de "pegar a carteira e ir embora".

Edited by MarceloF
Link to post
Share on other sites
1 hour ago, PT-KTR said:

Chegaremos ao dia em que a Azul terá o melhor salário e o restante seguirá o preconizado na CCT, isso se, até onde me consta, uma empresa não criar um ACT com valores abaixo do sindicato.

Esse é o caminho que o mercado de aviação brasileiro está seguindo... 
Um tempo atrás eu postei sobre isso no tópico das demissões da Latam, com mais exemplos e detalhes.

 

Link to post
Share on other sites
50 minutes ago, Roadster said:

Discordo, 

quem deu o Start para baixos salários e condições de emprego que vemos hoje foi o gringo que acha que “brasileiro ser bobinho”....

tanto que a Latam quer pagar salário de Azul

Mas não se esqueça que aquele ser o melhor trabalho de seu vida.

 

Quepe para postar no Instagram e duas jujubas como pagamento está de bom tamanho.

Link to post
Share on other sites

Não se esqueçam também que há uma disparidade salarial dentro da própria Azul, com um abismo entre funções e equipamentos. Pela diversidade de equipamentos e rotas, as diferenças são grandes e não se pode nivelar o grupo todo em um mesmo patamar. 

Em números, os aviadores do A320 possuem remuneração média líquida bastante semelhante à da extinta Avianca. Em alguns casos que não se aplicam às condições normais de temperatura e pressão, em períodos pré-pandemia, eram iguais ou até mesmo maiores (voando bastante noturno, finais de semana, feriados, no limite da regulamentação). 

Já entre os aviadores do ATR, por exemplo, em alguns casos a remuneração final líquida é ligeiramente menor do que na VoePass. Com a diferença de que, na Azul, o dinheirinho cai em dia na conta (e os “direitos” também são pagos). O mesmo acontece com os aviadores do A330, cuja remuneração final equipara-se ao ATR — por sinal, uma vergonha. 

Aviadores do Embraer e do 737 ficam no “limbo”, ou seja, no meio desse abismo.  

Embora eu não concorde com o modelo de remuneração da empresa, que desde o início proporcionou uma degradação notória da remuneração na profissão, é uma tendência mercadológica (equivocada, diga-se de passagem) a redução de salários e aumento de exigências para contratação. Cabe à categoria pressionar, junto ao SNA, para que essa degradação não se firme e, ao menos, sejam mantidos os patamares atuais. Dos males o menor. 

  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites
1 hour ago, Roadster said:

Discordo, 

quem deu o Start para baixos salários e condições de emprego que vemos hoje foi o gringo que acha que “brasileiro ser bobinho”....

tanto que a Latam quer pagar salário de Azul

Então, a Azul puxou pra baixo, como a TAM um dia puxou, como a GOL puxou. Ok, mas existia alguém pagando bem, agora o Geronimo quer ir para perto da turma baixa, a diferença é que não é uma entrante como AD, JJ, G3 eram na época que o fizeram.

Link to post
Share on other sites

Prezados;

Saibam que pagar salários acima da média do mercado pode ser benéfico para um negócio. É natural que empresários vejam essa ideia com desconfiança, pois sabem que a pressão sobre o caixa aumentará. A grande questão é que os ganhos em termos de gestão de equipes tendem a compensar essa “sobrecarga” nas finanças da empresa. Além do que, não espere que uma pessoa “dê o sangue” pela empresa se o seu salário estiver muito defasado. Isto vc vai só encontrar nas dinâmicas de grupo,  em fóruns da Internê, nas resenhas com os "chefetes" e no Linkedln.

 

Remunerar o trabalhador na média do mercado, ou levemente acima dela, causará uma redução do turnover de funcionários (não é a preocupação AGORA mas certamente ocorrerá com o passar do tempo), atrai grandes talentos (muito interessante na parte corporativa) , maior respeito pela empresa em seu mercado, dentre muitos outros. 

 

Agora, a baixa remuneração, pode ARRUINAR planos de crescimento (e sobrevivência) de qualquer empresa, seja em uma grande Holding ou em uma Padaria. Temos exemplos de sobra.

 

Por isto, remunerar com o "Mínimo que a Lei permite", independente do momento econômico, é digno de uma gestão de GARAGEM DE ONIBUS (Urbanos).

 

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.




×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade