Jump to content

Itapemirim Linhas Aéreas - Atualizações


Recommended Posts

Apareceram na base de slots do W20 de CGH os seguintes slots: 

TIPM5501 01MAR26MAR 1034500 180320 PPBPPB0725 J
TIPM5501 06MAR20MAR 0000060 180320 PPBPPB0725 J
T IPM5502 01MAR26MAR 1034500 180320 0915RAORAO J
T IPM5502 06MAR20MAR 0000060 180320 0830RAORAO J
T IPM5504 01MAR26MAR 1234507 180320 1255RAORAO J
TIPM5505 01MAR26MAR 1234507 180320 RAORAO1215 J
TIPM5507 01MAR26MAR 1230507 180320 RAORAO1725 J
T IPM5508 01MAR26MAR 1230507 180320 2100RAORAO J
T IPM5510 04MAR25MAR 0004000 180320 1745RAORAO J
TIPM5511 04MAR25MAR 0004000 180320 RAORAO1645 J
TIPM5513 06MAR20MAR 0000060 180320 PPBPPB0725 J
T IPM5514 06MAR20MAR 0000060 180320 0900PPBPPB J

Link to post
Share on other sites

  • Replies 548
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

PR-PJN na Azul: genial! maravilhoso! tem que ter o nome do Janot mesmo!  “Daniela Mercury é Azul”, na própria: “homenagem à diversidade! genial!”  PR-XMA da Gol, em alusão ao MAX: nobody car

Se tem uma coisa que eu aprendi nos meus quase 16 anos de linha aérea é que horas de voo, tempo de bunda no cockpit e cabelos brancos não agregam, na maioria das vezes, credibilidade às opiniões de ni

Uma pergunta: quando a Gol começou em 2001, ou até mesmo quando a Azul deu os pontapés iniciais em 2008 já com a internet muito mais abrangente do que no começo do século, precisaram divulgar até a ma

3 hours ago, Bonotto said:


Árabe, Norte Americano, Chinês, Australiano, Francês, Inglês e até Paraguaio são investimentos ok até que sejam provados ilícitos.
Não entendo a bronca com os Árabes, colocam as cias de lá como exemplo de sucesso mas se investirem aqui é quase criminoso, caso para a PF.

 

Acho que a questão não são os árabes em si, mas sim o conceito de “o dinheiro dos árabes” que tem sido de maneira recorrente a tábua de salvação pra enganar incautos e justificar empreitadas diversas, dentro e fora da aviação (tem até uma DeskJet clássica pra contar história)...

Sds

Edited by Forgiven722
  • Like 2
Link to post
Share on other sites
14 hours ago, Uptrim said:

A320 com 110 pax? essa eu quero ver.

 

Oi?
Se eu tivesse E190 (E1) colocaria 114Y e o cara com A320 colocar 110Y.  Que maconha vencida...

Link to post
Share on other sites
8 hours ago, Bonotto said:


Árabe, Norte Americano, Chinês, Australiano, Francês, Inglês e até Paraguaio são investimentos ok até que sejam provados ilícitos.
Não entendo a bronca com os Árabes, colocam as cias de lá como exemplo de sucesso mas se investirem aqui é quase criminoso, caso para a PF.

 

Após um tempo no buraco de areia você entende. Fica difícil quando os esquemas têm conhecimento e cobertura dos governos 

E até mesmo o mesmo intervém nas manobras de tornar as manobras lícitas. Se tudo der errado, alegue interferência na soberania e já era.

 

Yallah. 

Link to post
Share on other sites
10 hours ago, Eric Breno said:

Apareceram na base de slots do W20 de CGH os seguintes slots: 

TIPM5501 01MAR26MAR 1034500 180320 PPBPPB0725 J
TIPM5501 06MAR20MAR 0000060 180320 PPBPPB0725 J
T IPM5502 01MAR26MAR 1034500 180320 0915RAORAO J
T IPM5502 06MAR20MAR 0000060 180320 0830RAORAO J
T IPM5504 01MAR26MAR 1234507 180320 1255RAORAO J
TIPM5505 01MAR26MAR 1234507 180320 RAORAO1215 J
TIPM5507 01MAR26MAR 1230507 180320 RAORAO1725 J
T IPM5508 01MAR26MAR 1230507 180320 2100RAORAO J
T IPM5510 04MAR25MAR 0004000 180320 1745RAORAO J
TIPM5511 04MAR25MAR 0004000 180320 RAORAO1645 J
TIPM5513 06MAR20MAR 0000060 180320 PPBPPB0725 J
T IPM5514 06MAR20MAR 0000060 180320 0900PPBPPB J

Estranho, deve ser pra assegurar SLOTS de CGH, até pq ou estão despistando muito com informações mas até onde falaram a operação seria em GRU e com primeiro voo e possivel HUB VIX.

Link to post
Share on other sites

Tb vi os slots em CGH. Ela deve ter ficado com os slots q eram da MAP... se não estou enganado a VOEPASS/MAP perdeu 06, a ITA solicitou 05... E pelo que entendi da solicitação, os slots estão autorizados mediante "CONDIÇÕES".

Link to post
Share on other sites
12 hours ago, A345_Leadership said:

A fala dele em primeira instância demonstra conhecimento e segurança, mas depois vem umas derrapadas que pelo amor...

Eu diria que é um Canhedo MAX.

Eu estava tentando ser otimista, mas depois dessa entrevista ficou difícil...

Das duas uma: ou está "pagando" de louco para despistar a concorrência ou realmente não há a menor condição de colocar - e manter! - de pé esse projeto.

Edited by F-GSPN
  • Like 1
Link to post
Share on other sites
On 16/10/2020 at 00:44, Eric Breno said:

Apareceram na base de slots do W20 de CGH os seguintes slots: 

TIPM5501 01MAR26MAR 1034500 180320 PPBPPB0725 J
TIPM5501 06MAR20MAR 0000060 180320 PPBPPB0725 J
T IPM5502 01MAR26MAR 1034500 180320 0915RAORAO J
T IPM5502 06MAR20MAR 0000060 180320 0830RAORAO J
T IPM5504 01MAR26MAR 1234507 180320 1255RAORAO J
TIPM5505 01MAR26MAR 1234507 180320 RAORAO1215 J
TIPM5507 01MAR26MAR 1230507 180320 RAORAO1725 J
T IPM5508 01MAR26MAR 1230507 180320 2100RAORAO J
T IPM5510 04MAR25MAR 0004000 180320 1745RAORAO J
TIPM5511 04MAR25MAR 0004000 180320 RAORAO1645 J
TIPM5513 06MAR20MAR 0000060 180320 PPBPPB0725 J
T IPM5514 06MAR20MAR 0000060 180320 0900PPBPPB J

E tem em GRU também.

T IPM5001 01MAR26MAR 1234567 180320 RAORAO0645 J
T IPM5002 01MAR26MAR 1234567 180320 0725RAORAO J
T IPM5003 02MAR26MAR 0234507 180320 PPBPPB0630 J
T IPM5004 02MAR26MAR 0234507 180320 0715PPBPPB J
T IPM5005 01MAR22MAR 1000000 180320 PPBPPB0645 J
T IPM5006 01MAR22MAR 1000000 180320 0715PPBPPB J

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
On 16/10/2020 at 12:57, F-GSPN said:

Eu estava tentando ser otimista, mas depois dessa entrevista ficou difícil...

Das duas uma: ou está "pagando" de louco para despistar a concorrência ou realmente não há a menor condição de colocar - e manter! - de pé esse projeto.

São loucos mesmo, a concorrência esta dando de ombros p esse projeto da ITA.

Link to post
Share on other sites
1 hour ago, A345_Leadership said:

Pelo menos código ICAO eles têm...

Pesquisando no Google, IPM já foi da IPM Europe callsign SHIPEX, e tem registro de um voo IPM5043 operado pelo 310 da Mahan em 2018. :blink:

 

Sobre os slots,

 Alocação sujeita a condições: a alocação pode ser cancelada se a(s) condição(ões) não for(em) atendida(s).      +provável

ou  T  Technical test – utilizado para voos de teste da aeronave. 

https://www.anac.gov.br/assuntos/setor-regulado/empresas/slot/arquivos/guia_de_solicitacao_de_slots.pdf

 

 

Link to post
Share on other sites
7 hours ago, A345_Leadership said:

Pelo menos código ICAO eles têm...

Isso é tão simples e custa barato

Link to post
Share on other sites

O que mais me assusta são os 10,2 mil inscrito para as 600 "vagas", o que para mim revela uma realidade assustadora.

Abraços

  • Like 2
Link to post
Share on other sites
32 minutes ago, PT-WRT said:

O que mais me assusta são os 10,2 mil inscrito para as 600 "vagas", o que para mim revela uma realidade assustadora.

Abraços

Imagine só quando abrirem o processo de inscrição para manutenção e o demais pessoal. 

Link to post
Share on other sites
2 hours ago, PT-WRT said:

O que mais me assusta são os 10,2 mil inscrito para as 600 "vagas", o que para mim revela uma realidade assustadora.

Abraços

SE todo o processo da ITA se completar, é assustador mesmo.
Tomara que de certo, mas está muito longe de tornar esta profissão alvo de jovens que amam a aviação mesmo com 
mais uma ou duas players no mercado.

Desolador.

Link to post
Share on other sites
2 hours ago, Bonotto said:

SE todo o processo da ITA se completar, é assustador mesmo.
Tomara que de certo, mas está muito longe de tornar esta profissão alvo de jovens que amam a aviação mesmo com 
mais uma ou duas players no mercado.

Desolador.

Pessoal, praticamente qualquer profissão está assim. São 14 milhões de desempregados, e os jovens em sua maioria fazem parte dessa estatística. Desempregado por desempregado, melhor ser desempregado atras do que se gosta...

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

Todos sabem que sobra piloto e comissário no mercado mas há que se considerar que é uma seleção acontecendo no subsolo do fundo do poço da crise econômica do COVID que foi um tiro de canhão na cara da aviação e serviços no geral. 

Mas sei lá, sinto que a mão de obra disponível deve seguir inflacionada por uma década pelo menos. Muita ilusão foi vendida de 2010 em diante e muita fantasia ainda é vendida no país das maravilhas dos tripulantes blogueiros, escolas de aviação adoram, os likes bombam e o mercado continua inflando. 

‘E o salário, oh...’ :sofa1:

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

A aviação comercial sempre viveu de ciclos. Estamos obviamente no patamar inferior, provavelmente num nível jamais atingido e tão duradouro, mas ao mesmo tempo, o mercado global está reprimido e é impossível imaginar como se portará a atividade quando tudo começar a voltar à normalidade.

Por motivos mais do que óbvios, nos dias atuais qualquer emprego gera um fluxo considerável de candidatos. Até mesmo empresa que no ano passado seria considerada como 2a., 3a. ou 4a. opção hoje se tornaria no 'emprego dos sonhos' de muita gente, se estivesse admitindo. Mas nem mesmo esses supostos empregos de 'segunda linha' estão precisando de gente nesse momento.

Mas além dos 'ciclos', o que também direciona o mercado de aviação é o aquecimento e a consequente possibilidade de opções. Hoje a companhia X é aquele lugar que qualquer um imagina entrar e ficar por lá até a aposentadoria, mas amanhã, quando a 'curva' tornar-se ascendente, a demanda por profissionais poderá ser tão alta e inesperada, que pegará muita gente com carteiras vencidas e/ou trabalhando em outras atividades e gostando disso, portanto, 'aviação nunca mais'. Então, poderá ocorrer uma surpreendente falta de mão de obra qualificada.

Sendo assim, esse é apenas o retrato do momento. É mais do que evidente que a maré está boa para qualquer empresa que esteja contratando, mas é impossível (ou, na verdade, é perfeitamente evidente) imaginar o que acontecerá se outras oportunidades surgirem e com um 'pacote' melhor do que está sendo oferecido.

Em suma, é um processo natural nessa indústria. Nada de novo.

  • Like 8
Link to post
Share on other sites
8 hours ago, ricardomilhomem said:

Pessoal, praticamente qualquer profissão está assim. São 14 milhões de desempregados, e os jovens em sua maioria fazem parte dessa estatística. Desempregado por desempregado, melhor ser desempregado atras do que se gosta...

O problema é maior que isto. Sim está ruim para qualquer área, mas imagine que você tente alguma das seguintes carreiras:
Engenharia ( qualquer uma )
Veterinara
Direito
Administração
Comércio Exterior
Farmácia
Agronomia
Ciência da Computação
Ciências Biológicas
Ciências Contábeis
Ciências Econômicas

Enfermagem
Odontologia

Enfim, muitas outras. Está ruim para todas ? sim. Mas a aviação no Brasil hoje você tem poucas empresas 
para te contratar, já as outras profissões tem uma grande quantidade, quando começar a esquentar a economia 
outras áreas voltarão muito mais rapidamente a contratar.

 

Link to post
Share on other sites
6 hours ago, Bonotto said:

O problema é maior que isto. Sim está ruim para qualquer área, mas imagine que você tente alguma das seguintes carreiras:
Engenharia ( qualquer uma )
Veterinara
Direito
Administração
Comércio Exterior
Farmácia
Agronomia
Ciência da Computação
Ciências Biológicas
Ciências Contábeis
Ciências Econômicas

Enfermagem
Odontologia

Enfim, muitas outras. Está ruim para todas ? sim. Mas a aviação no Brasil hoje você tem poucas empresas 
para te contratar, já as outras profissões tem uma grande quantidade, quando começar a esquentar a economia 
outras áreas voltarão muito mais rapidamente a contratar.

 

 

Agência de Turismo!

Link to post
Share on other sites

Matéria no Estadão

https://headtopics.com/br/presidente-da-itapemirim-ideia-e-atrair-o-passageiro-do-onibus-para-fazer-1-viagem-de-avi-o-ec-16535062

 

continuação...

Para quais destinos a empresa vai voar?
Nesta primeira fase, a ideia é atender aos grandes centros e vão ser 80 voos diários. E as nossas prioridades de destino são Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo. Nosso voo inaugural, que ainda não vai ser aberto ao público, vai ser para Vitória (ES), por conta da origem da empresa (a cidade capixaba de Cachoeiro de Itapemirim).

A recuperação judicial atrasou os planos para a empresa aérea?
Esse projeto existe desde meados de 2017, quando a canadense Bombardier nos procurou. Estavam buscando uma grife para entrar no mercado brasileiro, eles nos encontraram e começamos a amadurecer a ideia. Não foi possível, pelos problemas da própria recuperação judicial, que precisava ser aprovada. Mas uma equipe nossa foi desenvolvendo ideias mesmo assim, e tivemos a oportunidade de falar do projeto para fundos de investimento no exterior. Acabamos entrando no ramo de táxi aéreo primeiro e o projeto foi ganhando dimensão. Já no primeiro ano, a aérea pretende atender a 80% do território nacional e vamos ligar isso ao transporte rodoviário. Hoje, são 2.700 cidades em que a Itapemirim está por via terrestre e vamos dar condições para o passageiro se locomover pelo Brasil com facilidade.

O passageiro poderá pegar um avião até uma cidade maior e complementar a viagem para uma cidade do interior que a Itapemirim atende com ônibus?
Sim. Tudo isso via conexão em tempo real. Ele desce no aeroporto já com a outra passagem comprada, no horário certo e com a bagagem despachada. Isso vai poder ser feito tanto para cidades do interior quanto interligando outros Estados. A ideia é dar tranquilidade para o passageiro, facilitar a mobilidade e poder monitorar a viagem até o fim.

A ideia é casar as operações da empresa?
A nossa proposta é ser uma companhia de mobilidade, via um projeto ferroviário (o grupo tem fabricantes de trens e de componentes e quer disputar concessões de linhas de metrôs e VLT), rodoviário e aéreo. Da concessão de aeroportos, as companhias aéreas não podem participar, mas pretendemos entrar com parceiros. Há muitos deles, nacionais e internacionais, que já operam terminais e que buscam um parceiro com a experiência que a gente tem. Vamos apresentar, a partir de março, uma unificação de modais, em que o passageiro terá a opção de escolher o destino, sem ter de optar por cinco ou seis companhias para chegar lá.

Os planos incluem rotas internacionais?
Primeiro, vamos fazer a lição de casa no mercado nacional. Não pretendemos, de início, fazer parcerias com outras empresas, mas para 2022, vamos começar a olhar para fora, principalmente pensando em destinos na Europa e nos Estados Unidos. É difícil não pensar em Miami e Nova York – que viraram praticamente quintal dos brasileiros – e também estamos de olho em Portugal, Espanha, França e Inglaterra. A Itapemirim com certeza estará com quatro destinos internacionais até o fim de 2022.

A empresa buscou financiamentos em fundos internacionais e anunciou US$ 500 mil de fundos árabes. Foi confirmado?
O financiamento foi confirmado, a partir do aporte de recursos de um fundo de Dubai. Nós temos a assinatura, a única etapa que está faltando é conseguir todas as certificações da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para podermos voar. Está tudo certo com os aviões, agora só faltam os detalhes mais técnicos, de documentação. Esse dinheiro chega antes do primeiro voo. Além disso, temos recursos próprios e estamos oferecendo para pequenos e médios investidores nacionais a possibilidade de investir.

E há planos de abrir capital?
Sim. A Itapemirim deve abrir capital a partir de 2024. Já está no nosso plano de negócios. Quem resolver investir na empresa hoje já terá isso no horizonte para os próximos anos.

 

Primeiro seria uma empresa premium, depois o foco é pax de ônibus? NE agora S-SE

Eu vim pra confundir, não vim pra explicar já dizia o Chacrinha. :lol:

Link to post
Share on other sites

https://www.edrotacultural.com.br/itapemirim-fara-voo-inaugural-entre-sp-e-brasilia/

A informação foi dada no dia 22 de outubro pelo presidente do Grupo Itapemirim, Sidnei Piva, o CEO da empresa, Rodrigo Villaça, durante reunião com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

:uhm:

Link to post
Share on other sites
38 minutes ago, TheJoker said:

https://www.edrotacultural.com.br/itapemirim-fara-voo-inaugural-entre-sp-e-brasilia/

A informação foi dada no dia 22 de outubro pelo presidente do Grupo Itapemirim, Sidnei Piva, o CEO da empresa, Rodrigo Villaça, durante reunião com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

:uhm:

Não tá dando pra escrever o que o Piva fala. Cada lugar ele fala uma coisa pra agradar o respectivo político local. Daqui a pouco vai fazer roadshow em Roraima e anunciar GRU-BVB.

E sinceramente, trazer cliente do ônibus ao mesmo tempo que tem serviço Premium não fecha. Serviço Premium é segmentar mercado existente, não expandir a base de clientes. E nesse caso significa atrair o cliente que não sabe como pega um avião, tem medo ou muitas vezes tem um baixo poder aquisitivo. É muito importante lembrar que avião ainda é visto como coisa de rico ou elitista (diferente do que muitos pensam ser) mesmo sem ser.

Edited by Eric Breno
  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.




×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade