Jump to content

Incêndio atinge uma das passarelas do aeroporto de São Luís


Recommended Posts

17 minutes ago, Jet Age said:

Não é todo tipo de evento que é possível ser encontrado no Google.

De fato, alguns casos, sobretudo os antigos noticiados em mídia impressa apenas, mesmo que posteriomente digitalizados, poderão não ser encontrados com tanta facilidade. 

Quando se trata de uma ocorrência antiga, porém já conhecida, informações como data, localidade e fato, podem resultar em algum retorno em base de jornais e revistas antigas digitalizadas. 

43 minutes ago, Jet Age said:

Suponho que a motivação do que aconteceu em São Luis não foi confirmada. Se ocorreu por alguma falha técnica é de fato algo incomum, mas não improvável. Dei uma checada no meu arquivo e a única coisa mais próxima que encontrei foi um incidente, motivado por origem externa, que aconteceu em Anchorage, que destruiu uma aeronave (B727) e a passarela que o avião seria conectado.

Para gerenciar uma situação como esta, há empresa aérea que estabelece no briefing pré-voo com a tripulação portas primárias e secundárias em caso de necessidade de saída rápida, para evitar, entre outras coisas, o direcionamento para o lado errado no caso de uma situação crítica enquanto em solo, com passageiros a bordo.

Apenas como registro, seguem abaixo algumas informações e um vídeo ...

https://reports.aviation-safety.net/1987/19870609-0_B721_N766AS.pdf

Tensa essa ocorrência. 

Quando subiram o video da ocorrência de São Luis no grupo do whatsapp, logo de inicio achei que fosse algo com a aeronave e que tivesse refletindo na estrura da ponte de embarque, semelhante esse caso do 727.

 

Grato pela valiosa contribuição ao tópico.


 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
2 hours ago, Delmo said:

Não teriam que ter guinchado o 737 da GOL imediatamente?!

Não...

6 hours ago, diasfly said:

O push back de uma aeronave já é uma tarefa relativamente complexa quando dentro de uma operação normal, imagine com um incêndio ocorrendo a poucos metros do local onde é necessário manobrar e posicionar um trator milimetricamente, engatar a barra no trator e no trem dianteiro, retirar os calços, subir alguém ao cockpit para liberar o parking brake e etc, entre outros procedimentos que esqueci de citar. Daí pelo fato de a aeronave estar vazia e fechada, não faz sentido colocar pessoas em risco para evitar que o avião pegue fogo. Mesmo se tivesse alguem dentro do avião na hora que o fogo começou no finger, o certo seria evacuar o avião e se afastar.

O máximo que pode ser feito pra tentar salvar o avião é cobrir ele de espuma conforme fizeram os bombeiros. Se isso não for suficiente, aí já é um abacaxi pra seguradora descascar.

 

  • Thanks 2
Link to post
Share on other sites
23 hours ago, diasfly said:

O push back de uma aeronave já é uma tarefa relativamente complexa quando dentro de uma operação normal, imagine com um incêndio ocorrendo a poucos metros do local onde é necessário manobrar e posicionar um trator milimetricamente, engatar a barra no trator e no trem dianteiro, retirar os calços, subir alguém ao cockpit para liberar o parking brake e etc, entre outros procedimentos que esqueci de citar. Daí pelo fato de a aeronave estar vazia e fechada, não faz sentido colocar pessoas em risco para evitar que o avião pegue fogo. Mesmo se tivesse alguem dentro do avião na hora que o fogo começou no finger, o certo seria evacuar o avião e se afastar.

O máximo que pode ser feito pra tentar salvar o avião é cobrir ele de espuma conforme fizeram os bombeiros. Se isso não for suficiente, aí já é um abacaxi pra seguradora descascar.

Minha primeira reação ao ver o vídeos desse incéndio, era de que deviam ter feito o pushback do avião o mais rápido possível. Mas depois lembrei de que tinha que alguém abrir o avião, destravar os freios (não sei quais são todos os procedimentos para o pushback), engatarem a barra, etc.... Até tudo isso ser feito, o fogo já teria chegado no avião. Mais fácil os bombeiros jogarem agente extintor e afastar o fogo da aeronave.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
8 minutes ago, Eduardo Mello said:

Minha primeira reação ao ver o vídeos desse incéndio, era de que deviam ter feito o pushback do avião o mais rápido possível. Mas depois lembrei de que tinha que alguém abrir o avião, destravar os freios (não sei quais são todos os procedimentos para o pushback), engatarem a barra, etc.... Até tudo isso ser feito, o fogo já teria chegado no avião. Mais fácil os bombeiros jogarem agente extintor e afastar o fogo da aeronave.

Sem contar que teriam que fazer isso tudo com o fogo comendo na nuca, né?

Por mais ilógico que pareça o mais correto era de fato controlar o fogo e depois tirar o avião.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
1 hour ago, A350XWB said:

Sem contar que teriam que fazer isso tudo com o fogo comendo na nuca, né?

Por mais ilógico que pareça o mais correto era de fato controlar o fogo e depois tirar o avião.

Sem falar que o pátio lá tem um desnível acentuado que,  inclusive, já teve avião passando por cima de mecânico... imagina tentar tirar esse avião da aí na correria. Receita para acontecer algo pior. 

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade