Jump to content

A320 tocou o solo do Galeão com rodas na grama, aponta relatório; veja como ocorreu


Recommended Posts

5. AÇÕES CORRETIVAS OU PREVENTIVAS ADOTADAS.

Utilizando as recomendações emitidas pelo CENIPA, em 16MAIO2019, como mais uma ferramenta no processo decisório interno, a Direção de Segurança Operacional (DSO) da Oceanair Linhas Aéreas (Avianca) recomendou, para a Diretoria de Operações da empresa, a suspensão das suas operações regulares, registrando o assessoramento na ata da reunião da Comissão de Segurança Operacional, ocorrida em 24MAIO2019. Ato contínuo, a Diretoria de Operações informou à ANAC sobre a recomendação de suspensão das operações emitida pela DSO da Oceanair Linhas Aéreas (Avianca). Em posse do assessoramento emitido pela DSO da empresa, a ANAC efetivou, de forma cautelar, a suspenção do Certificado de Homologação de Empresa Aérea (CHETA) Nº 2003-09-0ONE-03-02, em 24MAIO2019, de acordo com a seção 119.41 (b) do RBAC 119.

Esse acidente foi a tampa do caixão?

Link to post
Share on other sites

Do relatório do CENIPA:


“Diante de um quadro de contenção de despesas, as coordenações de solo, como transporte e hospedagem, passaram a ficar sob a responsabilidade dos tripulantes, uma vez que não havia um setor na empresa dedicado efetivamente a esse assunto.

Comumente, as tripulações se deparavam com a situação de não terem reservas nos hotéis direcionados pela empresa ou ficavam mais de uma hora esperando o transporte de translado para hotel ou aeroporto. Em decorrência desses fatos, a empresa também estava enfrentando uma crise com seus colaboradores internos.”

Do ponto de vista da segurança, essa empresa já foi tarde.

  • Like 1
  • Sad 1
Link to post
Share on other sites

A Avianca Brasil, entre Dezembro de 2018 e Abril de 2019, era uma verdadeira bomba relógio. Deram muita sorte em ter acontecido somente isso. 

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

O RF é bem esclarecedor e apresenta o processo que culminou naquele desfecho, portanto, não dá para destacar apenas um aspecto. Vários 'elos' relevantes contribuíram para o evento. De qualquer forma, pressões de todos os gêneros e a ausência de bom ambiente de trabalho já fizeram estragos enormes na atividade, que digam, no Brasil, os 2 acidentes com a Vasp em 1982 e o RG254. 

A aviação supostamente evolui, mas certas coisas não mudam, e essa pandemia tem apresentado muitos exemplos de como a 'performance' dos empregados anda sendo fortemente afetada, em parte por administrações que não sabem como lidar com os fatores humanos em tempos bem complicados.  

 

Edited by Jet Age
  • Like 2
  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites

Tem uma determinada empresa aí que vai no mesmo rumo, maltratando seus tripulantes...

  • Thanks 3
Link to post
Share on other sites
16 hours ago, F-GSPN said:

Do relatório do CENIPA:


“Diante de um quadro de contenção de despesas, as coordenações de solo, como transporte e hospedagem, passaram a ficar sob a responsabilidade dos tripulantes, uma vez que não havia um setor na empresa dedicado efetivamente a esse assunto.

Comumente, as tripulações se deparavam com a situação de não terem reservas nos hotéis direcionados pela empresa ou ficavam mais de uma hora esperando o transporte de translado para hotel ou aeroporto. Em decorrência desses fatos, a empresa também estava enfrentando uma crise com seus colaboradores internos.”

Do ponto de vista da segurança, essa empresa já foi tarde.

É surreal, para dizer o mínimo. 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
1 hour ago, Roadster said:

Tem uma determinada empresa aí que vai no mesmo rumo, maltratando seus tripulantes...

A prova viva de que pilotos e comissários precisam de um bom ambiente de trabalho para performar suas funções de forma satisfatória. Mas CEO liga pra isso? Liga nada. 

Link to post
Share on other sites
1 hour ago, Roadster said:

Tem uma determinada empresa aí que vai no mesmo rumo, maltratando seus tripulantes...

Uma só???:uhm:

  • Like 3
Link to post
Share on other sites
7 minutes ago, Boeing737 said:

Uma só???:uhm:

Pode não ser uma só, mas a trairagem e o nível hard core da punhalada pelas costas da referida 'uma' passou DE LONGE as outras. A que tem a cor do céu e a que tem a cor de abóbora estão praticamente no nível iniciante de como maltratar seu grupo de voo. 

Link to post
Share on other sites

Vale lembrar aquele outro incidente grave da Avianca no mesmo Galeao, também no procedimento de pouso, que quase terminou num CFIT.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
1 hour ago, CabinCrew said:

Pode não ser uma só, mas a trairagem e o nível hard core da punhalada pelas costas da referida 'uma' passou DE LONGE as outras. A que tem a cor do céu e a que tem a cor de abóbora estão praticamente no nível iniciante de como maltratar seu grupo de voo. 

Basta olhar o contracheque da gente que voa na cor do céu pra entender que este céu é lotado de CB!

  • Like 1
  • Thanks 1
  • Haha 1
Link to post
Share on other sites
13 minutes ago, Rotate said:

Basta olhar o contracheque da gente que voa na cor do céu pra entender que este céu é lotado de CB!

Eu tenho consciência disso, mas na congênere muita gente sem nem contra cheque ficou, depois de quase 80% da empresa entrar de lnr. 

Link to post
Share on other sites

Quando a aeronave voava abaixo de 100ft de altura, o copiloto realizou diversos callouts informando que a aeronave estava fora do eixo da pista. O comandante cotejou os primeiros, entretanto, a partir de certo momento, não mais atendeu apropriadamente aos callouts do copiloto e prosseguiu para o pouso, a despeito dos seguidos alertas recebidos. O copiloto, mesmo percebendo que as correções do comandante não eram suficientes para controlar a aeronave e retorná-la ao eixo central da pista, não solicitou ao comandante, de forma mais assertiva a execução de uma arremetida em voo.


Com um órgão investigador que coloca isso como fator contribuinte ao desfecho, eu me sinto nos anos 70 lendo um relatório de investigação. 

Faltou explicar o motivo pelo qual tudo isso aí aconteceu, ainda mais em um avião que basta apertar um botão pra reagir.

  • Like 3
Link to post
Share on other sites
  • 3 weeks later...
On 01/03/2021 at 19:33, MarceloF said:

...
Com um órgão investigador que coloca isso como fator contribuinte ao desfecho, eu me sinto nos anos 70 lendo um relatório de investigação. 

Faltou explicar o motivo pelo qual tudo isso aí aconteceu, ainda mais em um avião que basta apertar um botão pra reagir.

Como diz o Comandante Carlos Camacho: " esses relatórios são uma vergonha"*, basta comparar com os emitidos na Austrália ou Canadá.

*

 

Link to post
Share on other sites

Meus prezados

O Comandante Camacho começa fazer  sua crítica aos 1:45:00

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade