Jump to content

A equipe de alunos da TU Delft revelou a primeira aeronave movida a hidrogênio do mundo


Recommended Posts

Meus prezados

A equipe de alunos da TU Delft revelou a primeira aeronave movida a hidrogênio do mundo

spacer.png

Cortesia AeroDelft

A primeira aeronave subiu aos céus há pouco mais de 100 anos. Agora, mais de 23.000 aeronaves transportam mais de 4 bilhões de passageiros em todo o mundo todos os anos. Mas aproximar o mundo tem um custo.

A AeroDelft é uma equipe de estudantes da TU Delft com o objetivo de uma aviação livre de emissões que acaba de revelar um protótipo da primeira aeronave movida a hidrogênio do mundo chamada Phoenix PT.

spacer.png

A AeroDelft acaba de anunciar que concluiu recentemente os testes de solo para o Phoenix PT sem tripulação, que pesa cerca de 113 libras. Ele carregará um quilo de hidrogênio líquido em seu voo inaugural.

A AeroDelft calcula que o Phoenix PT terá um alcance de 311 milhas e tempo de voo de até sete horas.

Com uma envergadura de 164 pés, o Phoenix FS em escala real terá uma tripulação de duas pessoas e suportará até 22 libras de hidrogênio líquido para um alcance esperado de 1.243 milhas e tempo de vôo de até 10 horas.

A AeroDelft escolheu o hidrogênio líquido para abastecer sua aeronave Phoenix porque o 
hidrogênio não é apenas o elemento mais leve do mundo, mas pode embalar três vezes a 
energia dos combustíveis fósseis sem emitir gases de efeito estufa.

AeroDelft-Hydrogen-Fuel-tank.jpg

O tanque de combustível do protótipo do Phoenix PS carregará apenas um quilo de 
hidrogênio líquido. Cortesia AeroDelft
O voo 2022 do modelo de dois passageiros será movido a hidrogênio gasoso. Em 2024, 
espera-se que o Phoenix FS voe com hidrogênio líquido.

Phoenix-PT-vs-Phoenix-FS.jpg

A AeroDelft começou a construir uma aeronave Phoenix FS em escala real para dois 
passageiros em outubro passado. Está programado para fazer seu primeiro voo em 2022.
Ele emite apenas vapor d'água. O Phoenix também foi projetado para ter um perfil de 
ruído anormalmente baixo, com um motor elétrico montado na cauda.
Os pontos de vista da AeroDelft estão definidos além do voo da Fênix, com a projeção da 
equipe para o primeiro vôo movido a hidrogênio ao redor do mundo acontecer em 2025, e a
primeira aeronave comercial movida a hidrogênio a iniciar as operações em 2035.
A Airbus também planeja voar sua primeira aeronave comercial com emissão zero naquele 
ano. Seu programa zero está olhando para diferentes configurações e tecnologias para a 
energia do hidrogênio.
A equipe da AeroDelft composta por estudantes de 23 nacionalidades iniciou o projeto de 
aeronaves a hidrogênio em setembro de 2018.
Curioso sobre nossa equipe? No vídeo abaixo você pode ver todos os departamentos do 
AeroDelft e o que eles fazem.
https://youtu.be/HfHvHNf29og

Fonte: Fighter Jets World 16 mar 2021

Trad./adapt. jambock

 

Edited by jambock
  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Posted (edited)

sorry...

Edited by jambock
  • Haha 1
Link to post
Share on other sites

Li bastante, depois do post do Jambock, sobre o hidrogênio. Muitos dados técnicos de obtenção e como ele é mais limpo em sua produção.
Mas não achei nada de viabilidade em dados sobre uma produção em massa.
Sabemos do consumo de aviões e sobre o desempenho no combustível hoje usado e o custo dele.
Alguém conhece algum artigo financeiro sobre a produção EM MASSA deste combustível ?

Link to post
Share on other sites
11 hours ago, Bonotto said:

Li bastante, depois do post do Jambock, sobre o hidrogênio. Muitos dados técnicos de obtenção e como ele é mais limpo em sua produção.
Mas não achei nada de viabilidade em dados sobre uma produção em massa.
Sabemos do consumo de aviões e sobre o desempenho no combustível hoje usado e o custo dele.
Alguém conhece algum artigo financeiro sobre a produção EM MASSA deste combustível ?

Pra entender a diferença entre green e grey hydrogen   https://www.airbus.com/newsroom/stories/hydrogen-aviation-understanding-challenges-to-widespread-adoption.html

 

According to Platts hydrogen price assessments, conventional hydrogen prices in October 2020 averaged $1.25/kg in the US Gulf Coast versus $2/kg in California.  gray

Using spot power prices as input, proton exchange membrane (PEM) electrolysis-based hydrogen price benchmarks would be $2.8/kg and over $4/kg for the Gulf Coast and California respectively.  green

In the Netherlands, comparable prices for conventional hydrogen were about $1.7/kg, $1.9/kg for blue hydrogen, and $4.3/kg for green hydrogen (PEM-electrolysis).

In Japan, conventional hydrogen prices averaged $2.7/kg, while the PEM-electrolysis hydrogen price indicator averaged $5.3/kg on the basis of spot power prices.

https://www.spglobal.com/platts/en/market-insights/latest-news/electric-power/112020-green-hydrogen-costs-need-to-fall-over-50-to-be-viable-sampp-global-ratings

 

1kg = 1 galão de gasolina   https://h2tools.org/hyarc/calculator-tools/energy-equivalency-fuels

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
2 hours ago, riclima said:

1 kg H2 = 1 gal = 3,7854L  de gasolina, o problema é que o QAV é +leve.

CE estimativa produção 600 milhões kg/ano.

AA em 2019 consumiu 4.5 bilhões de gal, em 2020 foram só 2.3 bi.

AD                                1.203 milhões L/3,7854 = 318 milhões gal         

Link to post
Share on other sites
4 hours ago, GLK said:

Mas 1kg de hidrogênio tem o mesmo rendimento que 1kg de qav?

Não, e o peso dos tanques especiais reduz bastante o range. o 32N tem 3,400 nm.

spacer.png

  • Thanks 1
Link to post
Share on other sites

https://www.ainonline.com/aviation-news/air-transport/2021-03-03/hydrogen-pioneers-step-plans-convert-regional-airliners

 

In September 2020, the companies announced a partnership to develop hydrogen fuel-cell propulsion systems to power converted regional airliners. The U.S. companies intend to build and test a full-scale ground-based prototype for a two-megawatt hydrogen-electric powertrain that they intend to have ready for retrofitting under a supplemental type certificate (STC) by 2024.

Now they are expanding their alliance with a global supply agreement for Power Plug to distribute hydrogen supplies to aircraft. Initially, the company will supply around 500 tons of hydrogen each day from five distribution points across the U.S. by 2024. This volume is roughly equivalent to a million gallons of jet-A fuel. The first confirmed locations for the storage facilities include Rochester, New York; Lancaster, Pennsylvania; and Fort Worth.

Universal Hydrogen and Plug Power’s engineering teams will first test the subscale powertrain on the ground before retrofitting the equipment into a 40- to 60-seat regional aircraft, such as the Dash 8 or the ATR42. Test flights are due to begin in 2023, with a target date for initial commercial operations in 2025.

Universal Hydrogen’s concept of operation is based on using refillable hydrogen capsules delivered directly from fuel-production facilities to the aircraft. The company, which was founded in early 2020 by former Airbus chief technology officer Paul Eremenko, says that the propulsion systems would be able to support routes of up to around 1,000 km (633 miles) with 40 passengers. It maintains that its approach avoids the prohibitive infrastructure costs that would be associated with supplying carbon-free fuel to aircraft via ships, pipelines, and trucks.

The hydrogen capsules will be loaded into the rear of the aircraft and placed in a compartment replacing the last two rows of passenger seats. Plumbing lines will run from the capsules through the aircraft’s dorsal fins into each of the two nacelles where fuel cells and electric motors would be installed to power the aircraft’s existing propellers.

“The global supply agreement [with Plug Power] for green hydrogen will enable us to deliver modular fuel capsules to airline operators at a price that gives them equivalent unit economics to a conventional jet fuel-powered regional aircraft in 2025, with additional operating cost savings as the cost of hydrogen continues to decrease,” Eremenko said.

 

 

 

spacer.png

spacer.png

https://www.hydrogen.aero/about

 

Estão saindo vários aviões elétricos conceito, com asas supercríticas e fuselagens alongadas pra carregar esses tanques.

spacer.png

https://airwaysmag.com/industry/innovation/se-aeronautics-greenest-airliner/

spacer.png

https://airwaysmag.com/tech/volotea-air-nostrum-dante-all-electric-plane/

 

 

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade