Jump to content

Companhias aéreas devem atualizar o software nos E195-E2 após problemas em motor de A220


Recommended Posts

Meus prezados

Companhias aéreas devem atualizar o software nos E195-E2 após problemas em motor de A220

 Por Fernando Valduga

Os operadores do Embraer 195-E2 foram instruídos a atualizar o software de controle do motor do avião após várias falhas do motor no Airbus A220.

As duas aeronaves são equipadas com motores Pratt & Whitney, com semelhanças suficientes entre o PW1900G do E2 e o PW1500G do A220 para justificar a preocupação.

No total, três ocorrências de falhas no motor de um A220 da Swiss foram relatadas: uma em julho, uma em setembro e uma em outubro de 2019. Em 12 de fevereiro de 2020, um novo A220 da AirBaltic também sofreu uma falha de motor em voo, forçando um desvio.

Tanto a Swiss quanto a Korean Air aterraram suas frotas do Airbus A220 para passar pela inspeção, conforme solicitado pelo fabricante de motores dos EUA, a Pratt & Whitney.

A Transport Canada, a autoridade canadense de aviação civil, emitiu uma diretriz de aeronavegabilidade de emergência para reduzir o empuxo do motor da aeronave Airbus A220 sob certas condições após vários incidentes de motor terem sido relatados.

Em abril de 2020, a Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA) emitiu uma nova diretriz de aeronavegabilidade (AD) na qual dizia que a causa das falhas foi reduzida a um fenômeno de ressonância acústica em altas velocidades do motor, que causou danos ao rotor 1 do compressor de baixa pressão. Como medida corretiva, a FAA solicitou a substituição do software de controle eletrônico do motor.

Apesar de não haver relato de falhas no motor, o E195-E2 seguiu o mesmo caminho. Em julho de 2020, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) do Brasil ordenou que os operadores da aeronave limitassem o empuxo em voos acima de 33.000 pés.

Em 24 de março de 2021, a ANAC emitiu um novo despacho de AD para o software de controle eletrônico do motor a ser atualizado para a versão 9.5.6.7 ou posterior nos próximos 12 meses. Após a atualização do software, o limite de empuxo pode ser removido. É considerada uma ação provisória, podendo a ANAC considerar outras ações obrigatórias posteriormente, dependendo da evolução das investigações a respeito das falhas do PW1500G.

Fonte: CAVOK 27 mar 2021

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade