Jump to content

Paes critica concessão do aeroporto Santos Dumont e diz que vai à Justiça


BLUE - SBKP -
 Share

Recommended Posts

17 minutes ago, A345_Leadership said:

No GIG faltam ações articuladas.

Enquanto isso, pode estar lotado, pagando mais caro, problemas diversos, mas muitos continuarão a usar o SDU. 

Sim. Eu como muitos vou continuar utilizando o SDU, muito mais pela oferta de voos, frequencia, disponibilidade do que por alguma característica específica do aeroporto. A questão é que utilizar o GIG hoje, ao contrário do passado, é uma experiência melhor do que o SDU. A minha preferência pelo SDU na ponte-aérea, é pela frequência de voos primariamente. Em relação ao tempo, quando o desembarque é na remota, por exemplo, normalmente o tempo entre desembarcar e chegar na Zona Sul é menor no GIG do que SDU. 

A questão aqui é a sobre a visão míope do Governo Federal de tentar criar valor num ativo, destruindo o outro que no entanto é mais adequado para o voos de média/longa distância e conexões...etc. 

  • Like 4
Link to comment
Share on other sites

23 hours ago, A345_Leadership said:

No GIG faltam ações articuladas.

Enquanto isso, pode estar lotado, pagando mais caro, problemas diversos, mas muitos continuarão a usar o SDU. 

A gestão da RioGaleão é rídicula. 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

1 hour ago, LipeGIG said:

A gestão da RioGaleão é rídicula. 

Se não tem demanda, não tem o que fazer. A Inframerica desistiu de NAT, prometeram hub cargueiro, hub inter do NE, e cadê.

ABV a mesma coisa, VCP iria ser maior que GRU, atrair tráfego inter, só que não consegue pagar seus compromissos....

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

28 minutes ago, TheJoker said:

Se não tem demanda, não tem o que fazer. A Inframerica desistiu de NAT, prometeram hub cargueiro, hub inter do NE, e cadê.

ABV a mesma coisa, VCP iria ser maior que GRU, atrair tráfego inter, só que não consegue pagar seus compromissos....

O Caso não é somente de demanda, TheJoker. 

Você insiste nesse ponto, mas me perdoe, não é somente demanda. GIG é aeroporto capaz de fazer o que outros estão fazendo. 
No fim, transferiram a demanda que passava pelo GIG para outros lugares e como eu frisei, agora tem VÁRIOS aeroportos brigando pelo mesmo quinhão. 

Você insiste no O&D que justifica talvez uma parte da queda, não o total. 
Como faz sentido no mesmo país VCP já ter o mesmo tamanho antes do Covid (caso raro no mundo) ? Obvio que conexões foram transferidas e segue sendo transferidas. 

E o Rio está virando um mercado que tem que se conectar em VCP, GRU, CGH, SSA e BSB pra chegar a algum lugar. 

E a RioGaleão faz o que ? Assiste e reclama. 

 

 

 

  • Like 5
Link to comment
Share on other sites

1 hour ago, LipeGIG said:

O Caso não é somente de demanda, TheJoker. 

Você insiste nesse ponto, mas me perdoe, não é somente demanda. GIG é aeroporto capaz de fazer o que outros estão fazendo. 
No fim, transferiram a demanda que passava pelo GIG para outros lugares e como eu frisei, agora tem VÁRIOS aeroportos brigando pelo mesmo quinhão. 

Você insiste no O&D que justifica talvez uma parte da queda, não o total. 
Como faz sentido no mesmo país VCP já ter o mesmo tamanho antes do Covid (caso raro no mundo) ? Obvio que conexões foram transferidas e segue sendo transferidas. 

E o Rio está virando um mercado que tem que se conectar em VCP, GRU, CGH, SSA e BSB pra chegar a algum lugar. 

E a RioGaleão faz o que ? Assiste e reclama. 

 

 

 

Acho que só assiste, não? São omissos, péssimos! 

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

1 hour ago, LipeGIG said:

O Caso não é somente de demanda, TheJoker. 

Você insiste nesse ponto, mas me perdoe, não é somente demanda. GIG é aeroporto capaz de fazer o que outros estão fazendo. 
No fim, transferiram a demanda que passava pelo GIG para outros lugares e como eu frisei, agora tem VÁRIOS aeroportos brigando pelo mesmo quinhão. 

Você insiste no O&D que justifica talvez uma parte da queda, não o total. 
Como faz sentido no mesmo país VCP já ter o mesmo tamanho antes do Covid (caso raro no mundo) ? Obvio que conexões foram transferidas e segue sendo transferidas. 

E o Rio está virando um mercado que tem que se conectar em VCP, GRU, CGH, SSA e BSB pra chegar a algum lugar. 

E a RioGaleão faz o que ? Assiste e reclama. 

 

 

 

Quem manda nos voos são as empresas, então se G3 e JJ preferiram concentrar as suas conexões em GRU e BSB, e AD em VCP, a CARJ não pode fazer nada.

Por exemplo, VCP em nov21  935k pax dom.  O&D 278k  CNX 657k   70%

                      CNF                  700k                            485k           215k   31%

                      BSB                1.133k                            693k           440k   39%  

Teoricamente, AD poderia fazer +CNX em CNF, ou G3/JJ em BSB, mas estrategicamente VCP tem + carga, e GRU idem.

BSB também teve redução pra priorizar GRU, não tem carga, mas precisar ter voos pra manter a "politicagem"...

 

E um detalhe sobre o esvaziamento +acentuado pós pandemia, AD resolveu tomar conta do SDU.

Emb. AD+O6  11M19  1.055k     11M21   1.236k   SUL  219k  NE   233k    CO 71k   BSB  83k   CNF/VIX  176k

         G3                      1.604k                      792k             76k           50k             5k          120k                    66k

         JJ                        1.334k                      888k             43k           53k              0           178k                    74k

 

Elas travaram CGH que está sem movimento, e dominam BSB e GRU, mas o resto elas não conseguem. :lol:

 

Total emb. BR3

SDU-CGH 11M19  1.864k    11M21  807k   -57%    AD 173k  share  21%

SDU-GRU                 354k                 398k   +12%          27k               7%

SDU-VCP                 235k                  251k    +7%         239k               95%

SDU-BSB                  474k                  381k   -20%          83k               22%

SDU-SSA                    28k                  162k   +479%       62k               38% e a G3 que tem hub só 29%, JJ  33%

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

 

Limitar os voos a 500kms+BSB não adianta nada, G3 e JJ vão aumentar os voos pra CGH/GRU/BSB e AD VCP/CNF. Ou parte pra proibir av. comercial como em PLU, ou melhor deixar como está pelo livre mercado. E no final não vai dar em nada, como se diz acaba em pizza.

Link to comment
Share on other sites

1 hour ago, A345_Leadership said:

É mais fácil o GERJ comprar o SDU e implodir as pistas, pronto.

Aí resta Jacarepaguá.

Não precisa, PLU foi concedido pra operar Geral, MRO, etc, e tem os eVtols que vão ser realidade em breve.

Link to comment
Share on other sites

1 hour ago, TheJoker said:

 

Limitar os voos a 500kms+BSB não adianta nada, G3 e JJ vão aumentar os voos pra CGH/GRU/BSB e AD VCP/CNF. Ou parte pra proibir av. comercial como em PLU, ou melhor deixar como está pelo livre mercado. E no final não vai dar em nada, como se diz acaba em pizza.

Alguma coisa adianta, com certeza! As cias vão passar a oferecer voos pro sul e nordeste nonstop do gig, mesmo que tentem destilar a maioria via conexão, mas a primeira que lançar os diretos com certeza levará os paxs. 

Link to comment
Share on other sites

Deveriam implodir o T1 do GIG, isso sim. Aí o RJ teria um aeroporto internacional mais condizente com a demanda e a RioGaleão, menores custos de manutenção.

E deixem o Santos Dumont crescer em paz apenas para voos domésticos.

  • Like 1
  • Haha 1
Link to comment
Share on other sites

51 minutes ago, FabioGIG said:

Alguma coisa adianta, com certeza! As cias vão passar a oferecer voos pro sul e nordeste nonstop do gig, mesmo que tentem destilar a maioria via conexão, mas a primeira que lançar os diretos com certeza levará os paxs. 

Eu não correria esse risco, o que vai ser transferido pro GIG, é igual ao que as BR3 podem transferir pra SP, BSB e CNF.

De novo,

nov21  SDU emb. pagos 375.885   desemb.   368.315  = 744.204  x 12 = 8.9 milhões/ano

                             Sul        48.495

                             NE        37.264

                     CO-BSB       10.068

                     restrição      95.827    25,5%                      trasnf. p/GIG    -2.3  (8.9 x 25%)

                     SE+BSB      280.058    74,5%                        fica                     6.6

 

nov21  GIG emb. pagos 201.103   desemb.   198.471  = 399.574  x 12  = 4.8 milhões/ano

            + restrição SDU   95.827                                     transf.  do SDU  +2.3      

                              total  296,930 x 2 = 594k mês  x 12    fica                      7.1      isso não resolve o problema de caixa da CARJ

 

E

nov19 SDU-BSB/CNF/CGH/GRU/VCP/VIX  369.416 emb

nov21                                                          274.820

dif                                                                94.596  x 2 = 189k x 12 = 2.3 milhões

Como o movimento está abaixo, mesmo com restrição o SDU pode recuperar o que for transferido pro GIG e vai continuar a ser + movimentado, slots tem.

                                             

                   

Link to comment
Share on other sites

Se for pra colocar restrição, melhor fazer por assentos para cada cia.

170 assentos x 32 voos (pousos+decolagens) = 5.440 dia x 365 dias = 1.985.600 x 3 cias = 5.957k e libera regional de ATR, até porque praticamente não tem.

E depois vai aumentando a medida que o GIG tiver o dobro do mov. do SDU, por exemplo.

  • Like 1
Link to comment
Share on other sites

On 07/01/2022 at 17:15, TheJoker said:

Quem manda nos voos são as empresas, então se G3 e JJ preferiram concentrar as suas conexões em GRU e BSB, e AD em VCP, a CARJ não pode fazer nada.

Por exemplo, VCP em nov21  935k pax dom.  O&D 278k  CNX 657k   70%

                      CNF                  700k                            485k           215k   31%

                      BSB                1.133k                            693k           440k   39%  

Teoricamente, AD poderia fazer +CNX em CNF, ou G3/JJ em BSB, mas estrategicamente VCP tem + carga, e GRU idem.

BSB também teve redução pra priorizar GRU, não tem carga, mas precisar ter voos pra manter a "politicagem"...

 

E um detalhe sobre o esvaziamento +acentuado pós pandemia, AD resolveu tomar conta do SDU.

Emb. AD+O6  11M19  1.055k     11M21   1.236k   SUL  219k  NE   233k    CO 71k   BSB  83k   CNF/VIX  176k

         G3                      1.604k                      792k             76k           50k             5k          120k                    66k

         JJ                        1.334k                      888k             43k           53k              0           178k                    74k

 

Elas travaram CGH que está sem movimento, e dominam BSB e GRU, mas o resto elas não conseguem. :lol:

 

Total emb. BR3

SDU-CGH 11M19  1.864k    11M21  807k   -57%    AD 173k  share  21%

SDU-GRU                 354k                 398k   +12%          27k               7%

SDU-VCP                 235k                  251k    +7%         239k               95%

SDU-BSB                  474k                  381k   -20%          83k               22%

SDU-SSA                    28k                  162k   +479%       62k               38% e a G3 que tem hub só 29%, JJ  33%

Qual link novo no site da ANAC para pegar a planilha ano a ano e filtrar as rotas?

Link to comment
Share on other sites

On 1/8/2022 at 6:39 PM, TheJoker said:

Eu não correria esse risco, o que vai ser transferido pro GIG, é igual ao que as BR3 podem transferir pra SP, BSB e CNF.

De novo,

nov21  SDU emb. pagos 375.885   desemb.   368.315  = 744.204  x 12 = 8.9 milhões/ano

                             Sul        48.495

                             NE        37.264

                     CO-BSB       10.068

                     restrição      95.827    25,5%                      trasnf. p/GIG    -2.3  (8.9 x 25%)

                     SE+BSB      280.058    74,5%                        fica                     6.6

 

nov21  GIG emb. pagos 201.103   desemb.   198.471  = 399.574  x 12  = 4.8 milhões/ano

            + restrição SDU   95.827                                     transf.  do SDU  +2.3      

                              total  296,930 x 2 = 594k mês  x 12    fica                      7.1      isso não resolve o problema de caixa da CARJ

 

E

nov19 SDU-BSB/CNF/CGH/GRU/VCP/VIX  369.416 emb

nov21                                                          274.820

dif                                                                94.596  x 2 = 189k x 12 = 2.3 milhões

Como o movimento está abaixo, mesmo com restrição o SDU pode recuperar o que for transferido pro GIG e vai continuar a ser + movimentado, slots tem.

                                             

                   

TJ, vc tem essa análise pre-COVID? 

Link to comment
Share on other sites

17 minutes ago, Seahawk said:

TJ, vc tem essa análise pre-COVID? 

2019  SDU emb. pagos  4.469.413   desemb. 4.461.870 = 8.9 milhões/ano  (Infraero 9,1 com grátis+Geral)

                             Sul        424.040

                             NE          65.111

                     CO-BSB          53.628

                     restrição     541.779   12,1%                      

                     SE+BSB     3.927.634   87,9%                

Edited by TheJoker
Link to comment
Share on other sites

A gritaria toda do Rio poderia ser em outra direção:

Senta com RioGaleão e vai a Brasilia sim... mas com outro desenho: 

BNDESPar   R$ 100 MM
Temasek      R$ 200 MM
Fundo A      R$ 100 MM 
Fundo B       R$ 100 MM 
Fundo C      R$ 100 MM
Gov Estado    Crédito ICMS sede/base/hub
RioGaleão      Aluguel Prédio, Crédito Tarifas, Segurança Presente Linha Vermelha/Amarela 
Prefeitura       Crédito ISS sede/base/hub 

Converge R$ 3,5 bi da concessão para um Trem Leve GIG-Rodoviária-Cidade Nova

 

Opera com 4% de ICMS sobre combustível transformado em crédito 48 meses 
Opera com Despesas aeroportuárias transformado em crédito 6 meses
Contrata com salário próximo aos das demais mas com diferencial de que a empresa vai operar Wides 
 

Vai na Embraer e alinha uns E-Jets, consegue alguns ATRs.... monta o hub no GIG, a base no Rio, foca em ter 3 a 5 rotas long haul e deixa o couro cantar.... domina Rio-Vitória, pede slots em CGH e faz uma ponte GIG-CGH que ninguém tem, liga o Rio a mercados inéditos com 2 ou 3 voos por dia mesmo que de ATR.  

SDU não vai competir em conforto e nem em custos. 

 
Vai conseguir 3%, 4%, 5%, 6% do mercado, daí entra em mercado a mercado maior com frequência. Onde operam 1 SDU-AJU, faz 3 GIG-AJU com EJet. 
 

Entra com tecnologia melhor, site mais completo.... 

 


E em 12 meses olha as estatísticas de novo. 

 

 

 

Link to comment
Share on other sites

On 1/10/2022 at 11:45 PM, LipeGIG said:

A gritaria toda do Rio poderia ser em outra direção:

Senta com RioGaleão e vai a Brasilia sim... mas com outro desenho: 

BNDESPar   R$ 100 MM
Temasek      R$ 200 MM
Fundo A      R$ 100 MM 
Fundo B       R$ 100 MM 
Fundo C      R$ 100 MM
Gov Estado    Crédito ICMS sede/base/hub
RioGaleão      Aluguel Prédio, Crédito Tarifas, Segurança Presente Linha Vermelha/Amarela 
Prefeitura       Crédito ISS sede/base/hub 

Converge R$ 3,5 bi da concessão para um Trem Leve GIG-Rodoviária-Cidade Nova

 

Opera com 4% de ICMS sobre combustível transformado em crédito 48 meses 
Opera com Despesas aeroportuárias transformado em crédito 6 meses
Contrata com salário próximo aos das demais mas com diferencial de que a empresa vai operar Wides 
 

Vai na Embraer e alinha uns E-Jets, consegue alguns ATRs.... monta o hub no GIG, a base no Rio, foca em ter 3 a 5 rotas long haul e deixa o couro cantar.... domina Rio-Vitória, pede slots em CGH e faz uma ponte GIG-CGH que ninguém tem, liga o Rio a mercados inéditos com 2 ou 3 voos por dia mesmo que de ATR.  

SDU não vai competir em conforto e nem em custos. 

 
Vai conseguir 3%, 4%, 5%, 6% do mercado, daí entra em mercado a mercado maior com frequência. Onde operam 1 SDU-AJU, faz 3 GIG-AJU com EJet. 
 

Entra com tecnologia melhor, site mais completo.... 

 


E em 12 meses olha as estatísticas de novo. 

 

 

 

Não vejo Temasek ou outro fundo entrando nisso. Escala, riscos, management entre concessionária e companhia aérea são muito diferentes. Seria mais fácil um movimento contrário de uma empresa aérea investindo no GIG mas em participação pequena e no momento ninguém tem condição e necessidade de fazer esse tipo de investimento. 

5 Ejets com couro cantando 100% no GIG movimentam 1 MM/pax.ano...10 ejets que sejam 2 MM/pax.ano não faz a menor diferença para o GIG. 

O trem não gera demanda substancial também. Alías com estação Maré, Av. Brasil, como está sendo discutido, não irá gerar demanda quase nenhuma. 

ICMS já passou de 13% para 7% no GIG em 2021 e não foi suficiente para garantir os voos, Minas acompanhou também reduzindo para 7%. SP reduziu de 25% para 12% e mesmo com alíquota maior continua atraindo voos. Não parece que 3% seriam uma vantagem competitiva para atrair voos.

O que parece é uma crise de demanda e a medida de manter o GIG e "penalizar" SDU, foi aplicada ao contrário, criando "escassez" no SDU promovendo uma corrida para garantir slots e desmontando por tabela o banco de conexões no GIG, uma decisão perfeita para todo mundo perder valor. 

 

Link to comment
Share on other sites

On 1/8/2022 at 5:56 PM, Fabrício163 said:

Deveriam implodir o T1 do GIG, isso sim. Aí o RJ teria um aeroporto internacional mais condizente com a demanda e a RioGaleão, menores custos de manutenção.

E deixem o Santos Dumont crescer em paz apenas para voos domésticos.

Deveriam é nem ter construído aquela parte nova

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade