Jump to content

Embraer entregou 22 aeronaves no 1T2021


Recommended Posts

Meus prezados

São José dos Campos – SP, 27 de abril de 2021 – A Embraer (NYSE; ERJ; B3; BOVESPA; EMBR3) entregou um total de 22 jatos no primeiro trimestre de 2021, sendo nove comerciais e 13 executivos (10 leves e três grandes). Em 31 de março de 2021, a carteira de pedidos firmes a entregar totalizava USD 14,2 bilhões.

spacer.png

Durante o 1T21, a KLM Cityhopper, subsidiária regional da KLM Royal Dutch Airlines, recebeu seu primeiro jato E195-E2, por meio da empresa ICBC Aviation Leasing, elevando para 50 o número total de jatos da Embraer operando na frota KLM Cityhopper.

No mesmo período, a Air Peace, a maior companhia aérea da Nigéria e do Oeste da África, recebeu seu primeiro jato E195-E2. A Air Peace se tornou assim a primeira cliente de E2 na África, sendo também e empresa lançadora global do design inovador premium de assentos escalonados da Embraer.

Ainda no trimestre, a Embraer entregou a primeira conversão de um Legacy 450 em um jato Praetor 500 à AirSprint Private Aviation. A empresa canadense de propriedade compartilhada tem programada uma segunda conversão ainda este ano, além da entrega de um novo Praetor 500, também em 2021. Com essas adições, a Airsprint terá três Praetor 500 na frota e um total de nove aeronaves da Embraer.

spacer.png

E195-E2 da KLM Cityhopper

Sobre a Embraer

Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer atua nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A Companhia projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer Serviços & Suporte a clientes no pós-venda.

Desde sua fundação, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

spacer.png

spacer.png

spacer.png

spacer.png

Embraer-1T21-5.png

Embraer-1T21-6.png

Fonte: Redação Forças de Defesa 27 abr 2021

Link to post
Share on other sites

Backlog cada vez menor, chegando em números preocupantes.

Dos 272 E-Jets (E1 e E2) a entregar tem alguns riscos:

 - 100 175E1 para a Republic: Venda feita há uns 2 ou 3 anos. Muito estranho uma encomenda ficar tanto tempo no backlog. Curiosidade: os outros 3 175E1 da Republic eram originalmente de uma encomenda da American.

 - 3 190E1 para CIAF: empresa de leasing do Egito (!). Nao achei nenhuma informacao se vao receber o aviao, nem se ja conseguiram passar o aviao para alguma cia

 - 2 190E2 e 23 195E2 para Air Castle: dessa encomenda, 15 195E2 vao para KLM. Os 2 190E2 e 8 195E2 faltantes ainda estao sendo dono, segundo informe da Air Castle

 - 51 195E2 da Azul e 33 195E2 da AerCap: serao entregues para a Azul a partir de 2024 apenas.

Assim, percebemos que tem poucos avioes para serem entregues nos proximos anos. Sorte da empresa que as aviacoes executiva e de defesa vao bem. Espero que no 2T21 tenhamos um backlog melhor!

Link to post
Share on other sites
2 hours ago, ChicoZé said:

Backlog cada vez menor, chegando em números preocupantes.

Dos 272 E-Jets (E1 e E2) a entregar tem alguns riscos:

 - 100 175E1 para a Republic: Venda feita há uns 2 ou 3 anos. Muito estranho uma encomenda ficar tanto tempo no backlog. Curiosidade: os outros 3 175E1 da Republic eram originalmente de uma encomenda da American.

 - 3 190E1 para CIAF: empresa de leasing do Egito (!). Nao achei nenhuma informacao se vao receber o aviao, nem se ja conseguiram passar o aviao para alguma cia

 - 2 190E2 e 23 195E2 para Air Castle: dessa encomenda, 15 195E2 vao para KLM. Os 2 190E2 e 8 195E2 faltantes ainda estao sendo dono, segundo informe da Air Castle

 - 51 195E2 da Azul e 33 195E2 da AerCap: serao entregues para a Azul a partir de 2024 apenas.

Assim, percebemos que tem poucos avioes para serem entregues nos proximos anos. Sorte da empresa que as aviacoes executiva e de defesa vao bem. Espero que no 2T21 tenhamos um backlog melhor!

Da forma que coloca parece um problema maior, mas este panorama não é exclusividade da Embraer, todas as fabricantes estão com baixa de vendas.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites
7 hours ago, Bonotto said:

Da forma que coloca parece um problema maior, mas este panorama não é exclusividade da Embraer, todas as fabricantes estão com baixa de vendas.

Concordo que não é um problema exclusivo da Embraer. Mas não dá para negar que a situação é crítica.

Como eu disse mais acima, ainda bem que as vendas na aviacao executiva e de defesa vão bem. Sem contar tambem com a área de suporte a frota que nos últimos anos, conforme os relatorios trimestrias da cia, aumentou bastante o faturamente e tem ótima margem de lucro.

 

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

Lufthansa? American? United? Aeroméxico? JAL? Acho que pela quantidade de unidades esses são os maiores “suspeitos”....

Link to post
Share on other sites
On 29/04/2021 at 10:32, Ozires said:

Acabamos de vender 30 E195E2.

Ótima notícia. Entregas a partir do ano que vem. Parabens a todos da Embraer!

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade