Jump to content

Parlamento francês aprova fim de voos domésticos de curta duração


Recommended Posts

Meus prezados

Parlamento francês aprova fim de voos domésticos de curta duração

Rotas afetadas por nova lei podem ser percorridas de trem em até duas horas e meia

spacer.png

Projeto pretende proibir voos com menos de duas horas e meia serem realizados na França

Em meio a uma crise no transporte aéreo por conta da pandemia de covid-19, a França aprovou, no último dia 10, uma nova lei que inclui a eliminação de voos domésticos em rotas que podem ser percorridas pelo transporte ferroviário.

Os voos com até 2h30 de duração não poderão ser realizados no território francês, praticamente banindo todos os voos domésticos. A decisão faz parte de um projeto de lei que visa reduzir as emissões de carbono no país em 40% em 2030, em comparação aos níveis de 1990.

A votação aconteceu na mesma semana em que o Estado francês anunciou que iria recapitalizar a Air France em € 4 bilhões (R$ 27,1 bilhões), ampliando sua participação na companhia para cerca de 30%.

Ainda que a limitação seja bastante severa para as atividades da aviação doméstica e sobretudo regional, alguns ativistas ambientais pleiteiam que haja ampliação do banimento destes tipos de voos para rotas que possam ser percorridas de trem em até quatro horas. A medida foi defendida em uma audiência pública liderada pelo Presidente francês, Emmanuel Macron.

O projeto de lei ainda segue para duas votações no Senado e na Assembleia Nacional Francesa, mas alguns analistas consideram que após avaliação dos impactos nos empregos do setor aéreo a medida não irá longe.

Fonte:  Marcel Cardoso – Aero Magazine 14  abr 2021

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Tudo bem que na prática apenas 5 rotas saõ afetadas, - porém que concentram uma oferta importante - mas ainda assim um passo importante

Link to post
Share on other sites
12 minutes ago, Nicholas773 said:

Tudo bem que na prática apenas 5 rotas saõ afetadas, - porém que concentram uma oferta importante - mas ainda assim um passo importante

pelo que eu li em sites internacionais, a maioria dos passageiros desses vôos ja eram de passageiros em conexão, os quais ainda são permitidos

então do ponto de vista do mercado, não vai ter tanta diferença

Link to post
Share on other sites
  • 3 weeks later...

Medida faz parte de uma lei do clima que visa cortar as emissões de carbono na França em 40% até 2030, pelos níveis de 1990

Legisladores franceses votaram na noite do último sábado (10) o cancelamento dos voos domésticos em rotas que podem ser cobertas por trens em menos de duas horas e meia, enquanto o governo tenta reduzir as emissões de carbono e a indústria de transporte aéreo sofre com a pandemia.

A medida faz parte de uma lei do clima mais ampla, que visa cortar as emissões de carbono na França em 40% até 2030, pelos níveis de 1990, embora ativistas acusem o presidente francês, Emmanuel Macron, de diluir promessas anteriores na elaboração da lei.

A votação ocorreu dias depois de o Estado dizer que contribuiria para uma recapitalização de 4 bilhões de euros da Air France, mais que duplicando sua participação na empresa, para reforçar suas finanças depois de mais de um ano de contenção de viagens por causa da Covid-19.

A ministra da Indústria, Agnes Pannier-Runacher, rejeitou críticas da indústria de aviação de que a recuperação da pandemia não é o momento para proibir voos domésticos, e disse que não há contradição entre a ajuda e a lei do clima.

"Sabemos que a aviação é um contribuidor de dióxido de carbono e que por causa da mudança climática precisamos reduzir as emissões", disse ela à rádio Europe 1. "Igualmente, devemos apoiar nossas empresas, e não deixá-las cair nas laterais."

O tráfego aéreo poderá não retornar aos níveis anteriores à pandemia até 2024, preveem analistas da McKinsey.

Alguns ativistas ambientais disseram que a lei não vai longe o suficiente. Um fórum de cidadãos para o clima fundado por Macron para ajudar a moldar a política climática havia pedido a anulação dos voos em rotas onde a viagem de trem dura menos de 4 horas.

A votação na noite de sábado na Assembleia Nacional foi a primeira. A lei vai para o Senado antes de uma terceira e última votação na Câmara, dominada pelo partido de Macron e aliados.

https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2021/04/legislativo-frances-aprova-proibicao-de-voos-domesticos-curtos-para-diminuir-emissao-de-carbono.shtml

Link to post
Share on other sites

Vale para aviação executiva também? Ou somente quem não tem condições de ter/alugar um jato que paga o pato?

Link to post
Share on other sites
  • A345_Leadership changed the title to Parlamento francês aprova fim de voos domésticos de curta duração

Será que não era mais environmental friendly se impedisse certos tipos de aeronaves, por exemplo B737-300 e A300, um estudo junto ao Eurocontrol para ter proas mais diretas e um programa de financiamento para incentivar a renovação da frota, ganhando um selo tipo o que a ANAC inventou para os assentos?

Pois as restrições não são válidas para voos de conexão, são poucas rotas afetadas, então vejo mais estardalhaço que efetividade da medida.

Link to post
Share on other sites

eu vejo de outra forma: com a ajuda do governo francês à Air France, veio uma "condição carinhosa" de reforçar as integrações com os trens (TGVs) no setor doméstico, de forma a diminuir a concorrência entre os modais.

O decreto aí é pra bancar o "eco-friendly" mas na prática é uma canetada pra impedir que alguma outra empresa tente se aproveitar do espaço.

O mal tá é pra quem trabalha na Hop!

  • Like 2
Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade